30 junho, 2012

Multa de 7 mil euros por prejuízos de 545 milhões de euros, dos portugueses. Justiça?!!??

multa de 7 mil por desvios de 545 milhões estado

Eis aqui um exemplo de como a justiça é mole com os maiores responsáveis por desfalques a Portugal. 
Perante crimes graves cujos autores arrecadam certamente milhões, devido aos favorecimentos que fazem, a justiça decide que apenas serão condenados a pagar multas de alguns milhares de euros. Lesar o estado em 545 milhões só dá multa de 7 mil euros? Uau

"O crime compensa.
Cinco gestores do Parque Escolar foram condenados pelo Tribunal de Contas (TC) a pagar 7500 euros de multa cada um pela prática de irregularidades financeiras. O juiz conselheiro Mira Crespo concluiu que a empresa pública pagou ilegalmente 545 milhões de euros nas várias obras do programa de modernização das escolas secundárias do país.
O DIAP de Lisboa também está a investigar a gestão de Sintra Nunes, Teresa Valsassina Heitor, José dos Reis, Gerardo Meneses e Paulo Farinha para descobrir se houve gestão danosa ou qualquer outro crime económico.
No relatório divulgado hoje, o TC arrasa a gestão da Parque Escolar, e diz que houve derrapagem injustificável dos custos, endividamente excessivo e falta de transparência na contratação de arquitetos. Quando foi apresentado, em 2007, o programa propunha-se investir 940 milhões de euros em 332 escolas. Em 2011, tinham sido gastos 3 mil milhões em apenas 205 escolas.
O próprio TC admite que a execução do programa “está comprometido”. Há mais cinco auditorias a obras em cinco escolas que ainda não estão concluídas.
 fonte

Mais um caso de justiça 
"Os ex-governantes que eventualmente vierem a ser responsabilizados pelo TC por contratos nas PPP feitos sem visto prévio - contratos que aumentaram os encargos públicos em mais de 700 milhões de euros - poderão, no máximo, ser multados em 15 300 euros.

29 junho, 2012

Os privados querem explorar as classes mais frágeis, os idosos, e o estado subsidia?

Serviços sociais privados
OS POLÍTICOS IMPÕEM REGRAS NOS LARES, CENTROS DE DIA, CUIDADOS CONTINUADOS, ETC, QUE BENEFICIAM OS NEGÓCIOS PRIVADOS, E NÃO OS CIDADÃOS E O ESTADO??
A denuncia é feita por Jaime Ramos, no seu livro - “Não basta mudar as moscas…"

O mesmo procedimento está a ser perpetrado no SNS. "seguros de saúde topo de gama" providenciados pelo estado a mais de 1 milhão de utentes, Incentivando fortunas aos privados com dinheiro público, mas dificulta-se a vida aos serviços públicos e seus utentes.
"Aos que confundem rigor orçamental com medidas para provocar dor nas pessoas temos o direito de pedir para deixar a política." 

"Os dez tribunais mais caros do país custam 46 mil euros por dia." CM
"O Correio da Manhã de 21 de Março 2010 noticiou que cada preso custa 45 euros por dia ao Estado. Fiquei surpreendido com o valor de 1.368,75 por mês. Pareceu-me muito elevado.
Uma pessoa em internamento de cuidados continuados de longa duração (com médico, enfermagem 24 horas, médico fisiatra, tratamentos de fisioterapia, terapia da fala, psicólogos, terapeutas ocupacionais, técnicos de serviço social, fraldas, sondas nasogástricas, vesicais, medicamentos, análises de rotina, todo o tipo de pessoal auxiliar, hotelaria completa) frequentemente com total dependência para todas as necessidades, custa 58,37 euros por dia, 1.775,42 por mês."
A injustiça começa por ser ofensiva, quando nos apercebemos que o estado gasta quase tanto por cada prisioneiro, como com uma pessoa em internamento de cuidados continuados.... etc,
Algo anda muito mal neste país.
- ou o estado anda a ser enganado pelo ministério da justiça, que gasta mais do que devia...?
- ou os serviços sociais andam a pedir a menos do que aquilo que precisam, ou a receber a menos?
Como pode uma equipa de profissionais, como a acima descrita, um quarto para os efeitos acima descritos, ser quase tão cara como a despesa de um prisioneiro e uma cela vazia??? Fenómeno intrigante???

Mas há mais... 
Aproveitar-se da debilidade, da fraqueza e doença dos idosos, para enriquecer privados, não é um estado social, é antes um estado anti-social.
O estado permitiu que o sector privado entrasse na área social, vulnerável, e eis as manobras que utiliza para favorecer os privados, contra os interesses dos contribuintes e contra as unidades públicas (IPSS).
O estado obriga a que as unidades públicas tenham regras que as impedem de funcionar em pé de igualdade com as privadas.
As IPSS, do estado são obrigadas a ter apenas capacidade para 20 utentes, e garantir assistência por 24 horas. Já as privadas podem beneficiar de uma permissividade mais rentável, normalmente com mais do triplo da capacidade, beneficiando de uma gestão em maior escala, com menores custos. Pois com os mesmos profissionais e os mesmos recursos, atende mais clientes.

28 junho, 2012

ADSE está a 'matar' os hospitais públicos e utentes. Governo aliado aos privados.

corrupção parlamento governo beneficia privados

Governo beneficia os funcionários públicos, com seguro de saúde "topo de gama"! Deixando uma maioria desprotegida e entregue nas mãos do SNS, cada vez mais caótico, perigoso e caro.
Será que a UE ou a TROIKA concordariam com esta descriminação? Com a descarada forma de injustiça social? Onde se protege o serviço de saúde privada, prejudicando o público? Terá sido por isso que a Troika mandou unificar os sistemas de saúde?

"Declarações de António Ferreira, ecoaram pela paisagem mediática. Desassombrado, falou de uma instituição - a ADSE - imune à crise, que não é extinta, apesar das recomendações da troika, porque quem manda é a "endogamia e os interesses privados".
Saltam à vista as intenções do governo... acabar com o que sobra do que o povo pagou durante décadas - o SNS- que eles faliram para favorecer a ganancia dos privados amigos.
Os hospitais públicos estão a perder utentes para o sector privado, o próprio Estado, através da ADSE levou mais de 1 milhão de utentes a ter preços mais baratos no privado.
"Os dados observados são rigorosos, comparáveis e reveladores: durante o primeiro trimestre deste ano, o recurso às urgências dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) sofreu uma quebra da ordem dos 6,7%, apesar do pico de procura provocado pelo surto de gripe, enquanto a procura do mesmo tipo de serviço, no setor privado, aumentou 15%, quando comparado com o mesmo período do ano anterior."
Uma das razões apontadas terá sido o aumento para 20 euros das taxas moderadoras.
Importa realçar que a maioria dos utentes que trocaram o publico pelo privado, foram os funcionários públicos e as suas famílias, que totalizam os 1,3 milhões de beneficiários da ADSE, que pagam menos no privado do que no público. É que no privado uma consulta de especialidade custa-lhes €3,99, enquanto, no público, teriam de pagar uma taxa moderadora de €7,5 e sujeitar-se a listas de espera de cinco meses.

27 junho, 2012

João Jardim, o doutor que não fala com os pobres... patas rapadas!!




Cada vez são mais as queixas de que na Madeira se vive uma ditadura a sério. Numa manifestação, recente, Alberto João Jardim foi criticado por manter os bombeiros sem pagamentos.
Mas a reacção dele ficou muito longe de ser digna de um líder, de um politico ou a de um representante do povo. A reacção dele foi típica de um ditador ameaçador, que não tranquiliza, não justifica nem promete resolver (mesmo que mentindo) a situação de que legitimamente os cidadãos se queixavam. Apenas exibiu a arrogância senil de um ditador ofendido na sua importância de imperador superior e dirigiu-se ao povo como se estivesse a falar com inimigos... pior que isso... com inimigos e seres inferiores... "Eu não falo com patas rapadas.Um doutor não fala com patas rapadas" - Jardim abanava o dedo ameaçador…

A este triste episódio, segue-se um outro caricato, Sofia Fernandes, mulher de Miguel Albuquerque, tem um cargo de chefe de divisão do departamento da juventude, recebendo um salário líquido mensal de 1900 € e não aprece ao serviço. Este cargo foi criado como “um fato à medida”, para que a esposa do autarca beneficie dos privilégios de titular deste cargo e de um salário elevado. Há um abuso de poder da parte de Albuquerque, pois utiliza a sua posição e o seu poder criar cargos públicos que beneficiam os seus familiares.
fonte fonte

Mas para não deixar mal vistas as teorias que definem o perfil psicológico de uma pessoa como João Jardim, este decidiu vingar-se e mostrar que ele é que decide como e onde gasta o dinheiro dos contribuintes e como tal decidiu partir para uma viagem bem afastado, para que os Patas rapadas, que ele tem rapado e bem, não o pudessem apupar nem vaiar..
Partiu "da Madeira sem dar conhecimento aos órgãos de soberania regional, e vai fazer umas férias pela Europa dos ricos e dos doutores.
No dia seguinte à inauguração e à vaia dos bombeiros durante uma inauguração na Ribeira Brava, o “Chefe das Angústias” saiu da região para uma viagem turística que começou com uma estadia de quatro dias na Finlândia. No passado dia 16, Jardim saiu da Finlândia rumo a Dubrovnik na Croácia, a “pérola do Adriático” . Durante seis dias vai apanhar uns belos banhos de sol, para se recompor do frio da Lapónia.
Jardim saiu da Madeira em segredo sem dar explicações aos “patas rapadas” que governa há mais de 30 anos, nem mesmo à Assembleia Regional.
A viagem pela Europa dos ricos culmina com uma breve passagem pela Suíça. Vai dar um saltinho ao Multibanco do UBS para ver o saldo bancário e tem uma breve reunião com o seu gestor de lavagem de fundos.
Regressa à pátria dos “patas rapadas” na Sexta-feira à noite. Para no Domingo assistir a mais uma missa do regime, desta vez na Autoguia, Calheta. Não faltem ao sermão jardinista e levem um amigo.
fonte

O DEPUTADO SEM MEDO - José Manuel Coelho enfrenta Jardim.
Onde é que está a democracia?
Visita a casa de Cavaco Silva, do Algarve e também aí a policia o incomoda.
Veja no final, deste video, os comentários de Miguel Sousa Tavares....
Não se vive em democracia na Madeira.
E ridiculariza as afirmações de Jardim, que prometia um referendo para obter a independência da Madeira.

26 junho, 2012

Secretário de estado adjunto acha as misérias dos utentes do SNS cómicas!!


Mais um video censurado!?? 
Fernando Leal da Costa, secretário de estado adjunto da saúde, contou, aos portugueses, uma grande anedota, mas ele parece ser o único a rir-se da sua anedota e das anedotas que têm assombrado o Serviço Nacional de Saúde e os utentes.
Ou este senhor possui uma dose elevada de humor negro, ou então está a gozar com as misérias dos portugueses que sofrem devido ao estado calamitoso a que está a chegar o SNS.
Teve o descaramento de afirmar, no video que se segue (agora censurado), que, as queixas dos utentes, são apenas casos anedóticos! 
-“Não concordamos com a crítica. Não há racionamento. Os casos referidos são mais ou menos anedóticos. "Foi assim que se referiu, no encerramento da sessão de apresentação do Relatório do Observatório Português de Saúde, o governante quando lhe relataram os casos de desespero de pessoas sem dinheiro para se tratar, de deficientes que ficaram sem apoios, etc
Os dramas de que milhares de portugueses, se queixam... não o afectam, porque ele tem dinheiro para se tratar em clínicas particulares e no estrangeiro...


LAMENTO QUE A CENSURA DEMOCRÁTICA TENHA APAGADO O VIDEO QUE ESTAVA NUM CANAL DE TV, PELOS VISTOS, AO SERVIÇO DELES E NÃO DA INFORMAÇÃO... a vergonha do que dizem e do que fazem, por vezes assola-os, e mandam apagar as provas... 
JÁ TINHAM APAGADO TAMBÉM O VIDEO DA HELENA ROSETA DO CANAL ORIGINAL, e mais uns quantos que mostram a vergonha que nos governa. Se alguém encontrar cópias, deste video que foi apagado, que divulgue e coloque o link aqui nos comentários.

Será que ele chama a isto anedotas??? 
As noticias contam histórias de todos os cantos do país, desde pessoas que se deixam ficar em casa, a sofrer uma morte lenta, porque não têm dinheiro para se tratar do cancro. Porque os hospitais estão a centenas de Km e não há dinheiro nem para medicamentos muito menos para transporte. E aceitam o sofrimento e a morte, provocada por um cancro sem tratamento, porque não têm opção.
Em baixo as muitas noticias de miséria que todos os dias fazem rir o secretário de estado adjunto da saúde. Haja gente feliz com a miséria dos outros. 
1- Cortam os apoios das ambulâncias, e morrem pessoas com cancro e outras doenças, por falta de acesso aos tratamentos.(video)
2- Cortam os subsídios  morrem pessoas porque não conseguem comprar medicamentos. 
3- Corta os saláriosmorrem idosos por causa do frio e má nutrição...Pico de mortes entre idosos.
4 - "No distrito de Bragança há muitos doentes, sobretudo oncológicos, que estão a faltar a consultas e tratamentos porque não podem pagar o transporte de ambulância. Uma viagem entre Alfândega da Fé e o IPO, no Porto, pode custar 250 euros."fonte

25 junho, 2012

Como as autarquias arruínam Portugal. Exemplos...

autarquias salários esbanjam
É A LOUCURA TOTAL!!! NESTA ALTURA DE CRISE, O QUE LEVA AS AUTARQUIAS AO ESBANJAMENTO DESMEDIDO DOS DINHEIROS PÚBLICOS? 
NÓS, AS GRANDES VÍTIMAS, CÁ ESTAREMOS PARA PAGAR, SEM NINGUÉM NOS CONSULTAR!

A Empresa Municipal de Educação e Cultura de Barcelos, E. M., gastou cerca de 30 mil euros em fogo de artifício de 27 Abril a 3 de Maio ( Claro que o dia 25 de Abril e o 1º Maio foram excluídos dos dias com direito a fogo de artifício) ver documento.
Esta empresa municipal é MÁ PAGADORA e envergonha o nome de Portugal ao não honrar contratos com artistas de renome mundial. Pois, esta empresa é parte num processo de execução judicial, no qual lhe são reclamados 224.950 euros, por conta do concerto de JÚLIO IGLESAS na inauguração do Estádio Cidade de Barcelos (2004),tendo unicamente pago 194 mil euros.Ver documento.

Em Portimão, depois da festa e, apesar dos elevados custos, vamos gastar mais para saber como correram as festas!! Mais um contrato de Março de 2012.
Foram 20.800 euros para saber qual o impacto das festas de Verão de Portimão (Meo Spot Summer Sessions. Festival da Sardinha e Mundialito de Futebol de Praia). Aparentemente ninguém na Portimão Urbis SGU ou na Câmara Municipal de Portimão, que lidera o top "dívidas dos Municípios", conseguia assegurar este trabalho. Já se sabe que vai demorar (e muito) a pagar este estudo.Ver documento

O VERGONHOSO caso do parque de estacionamento do Cartaxo 
É um parque subterrâneo que o Presidente da República inaugurou no princípio de Outubro, está há seis meses sem funcionar, mas que na verdade ainda não abriu ao público. Boa parte das infra-estruturas do Parque Central do Cartaxo não funcionam. A câmara ainda não conseguiu encontrar formas de obter financiamento bancário para os 690 mil euros que lhe cabem no investimento global de 4,5 milhões de euros, nem reunir condições para pôr a funcionar o parque de estacionamento subterrâneo com perto de 200 lugares” (Fonte: Público)
Este projecto está a cargo da empresa municipal do Cartaxo Rumo 2020. Uma pesquisa rápida detectou que mais de 300 mil euros, em menos de 2 anos, foram gastos em outsorcing de serviços jurídicos (aqui - ver documento- e aqui -ver documento-).
Como se não chegasse, a "31 de Dezembro de 2010, a empresa estava em incumprimento com o empréstimo da Caixa Geral de Depósitos de €2.000.000,00 ", conforme se pode pode ler no Relatório e Contas de 2010 daquele município, do qual também consta a dívida de 1,6 milhões a fornecedores, valor que triplicou relativamente a 2009. Por coincidência, após o falatório, actualmente não é possível aceder ao dito relatório de contas e a mensagem que aparece é : Este site está em fase de reformulação. Pedimos desculpa se alguma informação se encontrar desactualizada.

Relva sintética a leasing? Parece mentira, mas é mais uma loucura dum empresa municipal. A Matosinhos Sport - Empresa de Gestão e Equipamentos Desportivos e de Lazer, E.M., pagou mais de 186 mil euros por relva sintética e equipamentos desportivos para o Campo da Bataria. Só ISTO porque o contrato teve a duração de um mês. Ver documento

Se acha que com a crise, há autarquias sem dinheiro para megalomanias, engana-se...
O concelho de Chaves,  decide construir um centro de exposições com 996,83 m2 e a câmara municipal lá decidiu reconstruir o Pavilhão da Associação Empresarial do Alto Tâmega (ACISAT) criando, assim, o Centro de Exposições - Expoflávia. "Acoplado a este espaço, será também criado um para serviços administrativos, apoio jurídico, empresarial e de reuniões, com dois pisos e uma área total de 600,00 m2", informa a autarquia.
Está em causa uma empreitada com um valor (inicial) de 849.183,70 €.
Em Setembro do ano passado, e no mês seguinte à adjudicação da empreitada do megalómano Centro de Exposições Expoflávia, a autarquia de Chaves decidiu investir 244.994,77 € na remodelação do campo de treinos de futebol de 11 que integra o estádio municipal. fonte

AS FESTAS DAS CIDADE DA AMADORA NO ANO DE 2011 NÃO FORAM PAGAS PELO MUNICÍPIO, MAS PELO SMAS DE OEIRAS/AMADORA
A missão dos SMAS consiste em garantir o abastecimento de água e a prestação de serviços de saneamento básico às populações residentes nos Concelhos de Oeiras e Amadora,(...)", lê-se no site oficial dos Serviços Municipalizados dos dois concelhos. E o que se escreve e inscreve. Mas nada disso parece interessar, pois estes serviços gastaram mais de 73 mil euros em espectáculos musicais para a festa do Município da Amadora.Ver documento
ESTES SMAS são famosos pelo despesismo: 
Jantar de convívio com o módico custo de € 23.512,50, vidé este blog
Os cabazes de Natal custaram € 7.000 e os bilhetes para o circo € 6.000, conforme este blog

Já ouviu falar de Alquerubim? É uma freguesia do concelho de Albergaria-a-Velha, com 2375 habitantes, onde não falta o clássico estádio municipal mas que nem um site institucional tem. O município de Albergaria-a-Velha acabou de lançar o concurso público para relvar este estádio por 270 mil euros (+IVA). Prioridades. 

Em Braga foram mais generosos, 43 milhões para relvar, em forma de renda que rende mais?

Mais despesismo, a roçar o abuso... 
Se quiser conhecer mais casos, basta ir lendo a coluna ao lado direito... devagar para não se assustar.

24 junho, 2012

62 mil euros para renovar um só gabinete? Maçónico claro...



Vejam este belíssimo video onde José Magalhães, maçon do PS exibe a nova decoração do seu/nosso gabinete...
A renovação do gabinete do ex-secretário de Estado da Justiça, José Magalhães, custou aos contribuintes 62.704 euros.
O antigo governante confirmou a notícia do CM sobre a compra de símbolos maçónicos com dinheiros públicos para o seu gabinete, através de um comentário na sua página no Facebook, onde diz que optou «sempre pelo low cost» na remodelação do seu gabinete no Ministério da Justiça. E não nega a escolha de símbolos ligados à maçonaria.
De uma despesa total superior a 62 mil euros, quase metade, no valor correspondente a mais de 26 400 euros, diz respeito a gastos com a aquisição de sofás, cadeirões, secretárias, candeeiros e carpetes. E um conjunto de computadores portáteis, televisor LCD e telefones portáteis atingiu a quantia de 16 500 euros."

Mas ele teve o cuidado de ser amigo dos portugueses e comprou colunas, mas das mais baratas que havia na loja de luxo... Só em fotos, colunas e espelhos foram 7.500 euros???
E depois quando acabar o mandato? Levam-se as colunas para casa, como recompensa por se portar bem? Ou exige-se que o sucessor seja também maçon, para respeitar as colunas? É que tem que se ter espírito maçónico forte para se poder adorar as colunas de Salomão, famoso símbolo da maçonaria. Rezemos para que o próximo a ocupar o gabinete, seja também maçon, porque se vem de uma seita tribal, por exemplo, pode lembrar-se de adornar o gabinete com tendas e totens, etc... fonte

22 junho, 2012

Mais de 18 anos a roubar até o conseguirem apanhar.

Tudo começou com as alheiras, que mais caro saíram, a Portugal.

O jovem Duarte Lima comprou o seu futuro na politica e consequentemente, na corrupção, com as alheiras que oferecia a Margarida Marante. "Quando entrou para a Universidade Católica era olhado de lado e com estranheza pelos colegas. Pobre e provinciano, não se vestia como os outros. A mais tarde famosa jornalista Margarida Marante tornou-se sua amiga. Duarte Lima oferecia-lhe alheiras feitas pela mãe. Margarida apresentava-lhe amigos, sobretudo na área do PSD." CM
Foram precisos 18 anos a roubar os portugueses e a lesar um país, para que finalmente a justiça o colocasse onde devia estar desde a juventude.
Cavaco Silva seu grande amigo pessoal, profissional e partidário, deveria sentir vergonha de pretender ser credível como representante de um povo, quando é amigo dos maiores larápios do povo que representa, e dos maiores criminosos de Portugal. Até que ponto desconhecia o percurso e as vidas de luxo deste criminoso?
Em baixo relata-se o percurso tenebroso, de Duarte Lima, ilustre politico português e que convivia com os todos os ilustres políticos de Portugal. Em comum partilhavam a vontade férrea que os move e une sempre - saquear Portugal incessantemente. 

1- Desde os anos 90 que iniciou o saque, disfarçado com a lavagem de dinheiro. 
2- Já nessa altura,1994, houve uma investigação que como sempre não deu em nada.
3- O caso denunciava compras de terrenos e apartamentos em Lisboa e Sintra.

Melhor que ser gestor público é ter o marido como seu auditor.

SNS esposa nomeia marido hospital guarda
Melhor que ser gestor público é poder nomear e conseguir ter, como seu auditor, o próprio marido... O dinheiro público fica assim gerido e vigiado em família, a bem dos portugueses? 
Gestora pública nomeou o marido para auditor,PS considera um «escândalo» a nomeação feita pela Presidente do conselho de administração da Unidade Local de Saúde da Guarda, Ana Manso nomeou o administrador hospitalar Francisco Pires Manso, para as funções de auditor interno da ULS/Guarda, por despacho do conselho de administração.
António Serrano disse esperar que o ministro da Saúde, Paulo Macedo, «possa anular essa decisão, porque ela viola todos os princípios de natureza ética que deve presidir na gestão da coisa pública».tvi24

E depois os resultados são estes, que se vêem no exemplo da imagem em cima e nos links em baixo... um regabofe com o dinheiro alheio. 

Há verdades que são sempre verdade, seja qual for a sua origem.

passos coelho desemprego fome miséria
“Na produção, não é a produção em si mesma que lhe interessa, mas a operação financeira a que pode dar lugar; na finança, a administração regular dos seus capitais não lhe interessa demasiado, mas sim a multiplicação graças a acrobacias contra os interesses alheios. O seu campo de acção está fora da produção organizada de qualquer riqueza e fora da normal circulação dos capitais em dinheiro; ele não conhece nem os direitos do trabalho, nem as exigências da moral, nem as leis da humanidade. Se funda sociedades, é para usufruir dos seus bens e passá-los a outros; se obtém uma concessão gratuita, é para a revender já como um valor; se se apodera de uma empresa, é para que esta suporte os prejuízos que outras o fizeram sofrer. Para chegar a isso, o plutocrata age no meio económico e no meio político usando sempre o mesmo processo: a corrupção. Estes indivíduos, a quem alguns chamam também grandes homens de negócios, vivem precisamente de três características dos nossos dias: instabilidade das condições económicas, falta de organização da economia nacional, corrupção política." (...)
Oliveira Salazar

21 junho, 2012

Alvaro Santos Pereira, vinha com boas ideias, mas não as deixaram aplicar


"De acordo com estudo do Prof. Dr. Álvaro Santos Pereira, Professor da Simon Fraser University, no Canadá, Portugal tem hoje 349 Institutos Públicos.
Há ainda a contabilizar perto de 600 organismos públicos, Regionais, Observatórios, Fundos diversos, Governos Civis, etc. cujas despesas podiam e deviam ser reduzidas, ou em alternativa - que parece ser mais sensato - os mesmos serem pura e simplesmente extintos."
Para se ter uma noção do despesismo do Estado, atentemos apenas nos Institutos acima referidos, com funções diversas, muitos dos quais nem se percebe bem para o que servem.
Veja-se então as transferências feitas em 2010 pelo governo Sócrates para estes organismos:
TOTAL...5.018,4 milhões de €


ORGANISMOS
DESPESA (em milhões de €)
Cinemateca Portuguesa
3,9
Instituto Português de Acreditação
4,0
Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos
6,4
Administração da Região Hidrográfica do Alentejo
7,2
Instituto de Infra Estruturas Rodoviárias
7,4
Instituto Português de Qualidade
7,7
Administração da Região Hidrográfica do Norte
8,6
Administração da Região Hidrográfica do Centro
9,4
Instituto Hidrográfico
10,1
Instituto do Vinho do Douro
10,3
Instituto da Vinha e do Vinho
11,5
Instituto Nacional da Administração
11,5
Alto Comissariado para o Diálogo Intercultural
12,3
Instituto da Construção e do Imobiliário
12,4
Instituto da Propriedade Industrial
14,0
Instituto de Cinema e Audiovisual
16,0
Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional
18,4
Administração da Região Hidrográfica do Algarve
18,9
Fundo para as Relações Internacionais
21,0
Instituto de Gestão do Património Arquitectónico
21,9
Instituto dos Museus
22,7
Administração da Região Hidrográfica do Tejo
23,4
Instituto de Medicina Legal
27,5
Instituto de Conservação da Natureza
28,2
Laboratório Nacional de Energia e Geologia
28,4
Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu
28,6
Instituto de Gestão da Tesouraria e Crédito Público
32,2
Laboratório Militar de Produtos Farmacêuticos
32,2
Instituto de Informática
33,1
Instituto Nacional de Aviação Civil
44,4
Instituto Camões
45,7
Agência para a Modernização Administrativa
49,4
Instituto Nacional de Recursos Biológicos
50,7
Instituto Portuário e de Transportes Marítimos
65,5
Instituto de Desporto de Portugal
79,6
Instituto de Mobilidade e dos Transportes Terrestres
89,7
Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana
328,5
Instituto do Turismo de Portugal
340,6
Inst. Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação
589,6
Instituto de Gestão Financeira
804,9
Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas
920,6
Instituto de Emprego e Formação Profissional
1.119,9
                                                                     TOTAL..........................
5.018,4

- Se se reduzissem em uns meros 20% as despesas com estes - e apenas estes - organismos, as poupanças rondariam os 1.000 milhões de € e evitava-se a subida do IVA.
- Se fossem feitas fusões, extinções ou reduções mais drásticas a poupança seria da ordem dos 4.000 milhões de € e não seriam necessários cortes nos salários.
- Se para além disso mais em outros tantos Organismos Públicos se procedesse de igual forma, o PEC 3 não teria sequer razão de existir.
E para quê as entidades reguladoras? Mas regulam o quê? Isso não é função do Governo, através dos diferentes Ministérios? Exemplo? Entidade reguladora da Saúde! (cobradora de imposto a todos os consultórios médicos e hospitais!) Então não é legítimo esperar que o Ministério e as Administrações Regionais façam esse trabalho de regulação? É NECESSÁRIO CONTINUAR A PRESSIONAR NO SENTIDO DE OBRIGAR OS POLÍTICOS A TOMAREM AS MEDIDAS QUE NÃO QUEREM!!! É NECESSÁRIO... Fonte
HÁ 14.000 ENTIDADES, 900 FUNDAÇÕES, 100 EMPRESAS DO ESTADO CENTRAL E LOCAL COM DUPLICAÇÃO DE FUNÇÕES, DE DESPESAS E DESPERDÍCIOS ABSURDOS ALIMENTADAS POR DINHEIROS PÚBLICOS E TUTELADOS PELO GOVERNO. FUNCIONAM EM REGIME DE APAGÃO ORÇAMENTAL. (Dr.ª Maria José Morgado, directora do DIAP) fonte

Aliás os ministérios não servem para isto mesmo?Por exemplo, a secretaria de estado da cultura, para que existe se existe também o instituto da cultura, observatório da cultura... etc, em suma, meros albergues de boys e formas, camufladas de transferir erário publico para amigos...

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA (NÃO CHEGAM ESTES?)


FunçãoNomeIdadeVencimentoData de nomeação
Chefe do GabineteLúcia Flecha Correia Soares43 anos3.892,53 €28-05-2013
AdjuntoMário Rui Braga Rodrigues Carneiro49 anos3.069,33 €01-11-2012
AdjuntaTeresa Margarida Gomez Sousa Botelho de Albuquerque46 anos3.069,33 €01-11-2012
AdjuntoMarcelo Mendonça de Carvalho37 anos3.069,33 €14-05-2013
Técnica EspecialistaFilipa Faria Nunes Lopes de Matos36 anos3.069,33 €01-11-2012
Técnica EspecialistaInês Paula da Cunha Freitas51 anos3.069,33 €01-11-2012
Técnica EspecialistaMaria Inês Sousa Lopes Dias Costa Carvalho50 anos3.069,33 €01-11-2012
Técnica EspecialistaMaria João da Cruz Valente43 anos3.069,33 €01-11-2012
Técnico EspecialistaPedro Teotónio Duarte de Almeida Miranda Albuquerque48 anos3.069,33 €26-10-2012
Técnico EspecialistaJoão Filipe Vintém Póvoas24 anos3.069,33 €
Técnico EspecialistaRui André Catarino Fernandes Rodrigues Gonçalves35 anos3.069,33 €22-01-2013
Técnica EspecialistaMaria Cabral Alves Mineiro27 anos3.069,33 €20-02-2013
Secretária pessoalClara Maria Neves de Oliveira56 anos1.882,76 €12-11-2012
Secretária pessoalIsabel Cristina da Cruz Flores Correia Marcelo45 anos1.882,76 €26-10-2012
Coordenador do Apoio Técnico AdministrativoFernando Manuel Pombas Catrola60 anos1.882,76 €26-10-2012
Coordenador do Apoio Técnico AdministrativoJoaquim Francisco Margalho Serrano54 anos1.917,31 €26-10-2012
Apoio Técnico AdministrativoDiogo Cara d'Anjo Miguéns35 anos1.506,20 €26-10-2012
Apoio Técnico AdministrativoAlice da Silva Pereira Nunes56 anos1.538,52 €26-10-2012
Apoio Técnico AdministrativoEugénia de Jesus Mendes de Campos62 anos1.541,64 €26-10-2012
Apoio Técnico AdministrativoMaria Gorete de Almeida e Silva61 anos1.538,52 €26-10-2012
Apoio Técnico AdministrativoMaria Lucília Ribeiro Delgado Catrola50 anos1.538,52 €26-10-2012
Técnico AuxiliarDário Tosta Cardoso24 anos975,52 €26-10-2012
Técnico AuxiliarGenoveva Maria Delfino Correia Pissarro Cardoso62 anos975,52 €26-10-2012
Técnico AuxiliarAna Margarida Soares Heitor Bellegarde Machado29 anos975,52 €01-04-2013
MotoristaSérgio Paulo Mendes Campos37 anos1.848,53 €26-10-2012
MotoristaNuno Miguel de Jesus Gonçalves35 anos1.848,53 €26-10-2012
MotoristaAndré Wilson da Luz Viola22 anos1.848,53 €26-10-2012

Caso queira continuar a conhecer a lista, pessoas que fazem o mesmo que os institutos, observatórios, fundações secretarias de estado, etc visite aqui a FONTE.

Um video elucidativo dos parasitas que temos que sustentar 
>