08 junho, 2011

AMI é nossa amiga, e do Nobre também.

Corrupção ami nobre
”partido politico nem pensar, nunca. Não peço nada, nunca pedi por isso eu não aceitarei nenhum cargo partidário nem governativo. Está assente, não volto atrás.” SIC Noticias,  28.02.2011
Estamos perante um homem que nunca abandona a família e pensa no seu futuro!!!
A razão porque divulgo estes elementos deve-se, exclusivamente, ao comportamento sem princípios e sem valores do Dr. Fernando Nobre. Valores que tanto proclamou, de forma arrogante, contra todos os que exerciam cargos políticos (que estão longe de serem uns santos…) que dizia contaminados pelo Poder. Falando um verdadeiro português: um aldrabão, oportunista, um pantomineiro político.
Tudo o que está escrito, pode encontrar-se no Relatório e Contas 2009 da AMI (site a AMI )

Estrutura Orgânica da Fundação AMI, entidade reconhecida como de interesse público e sem fins lucrativos, para que o modelo não se venha a reproduzir na futura Assembleia da República.
Os dois órgãos duplicam-se entre os familiares para poupar recursos humanos, financeiros e de transportes (saem todos da mesma casa)

REPAREMOS NA DISTRIBUIÇÃO DE CARGOS DA AMI.
Conselho de Administração da AMI
Direcção Geral da AMI
Presidente
Fernando Nobre
Vice-Pres. Leonor Nobre ( irmã)
Vogal  Carlos Nobre (filho)
Secret. Geral  Luisa Nobre ( mulher)
vogal José Luis Nobre (filho)
Diretor Geral  Fernando Nobre
Diretora Geral Adjunta Leonor Nobre
Diretora Geral Adjunta Luísa Nobre?????
Assessora Isabel Nobre

O Relatório e Contas é assinado por Fernando Nobre e Carlos Nobre e o Conselho Fiscal é presidido por Manuel Dias Lucas casado com Leonor Nobre, logo cunhado de Fernando Nobre.
Património
O património da família Nobre, desculpem, da AMI, em que a família Nobre se limita a gerir/controlar/avaliar/fiscalizar/avaliar/monitorizar/distribuir….
Ver Relatório Contas 2009 da AMI (pág. 87), fundação de ajuda humanitária, emergências e catástrofes e que sobrevive (?) com o apoio de entidades públicas (IPAD Instituto Português para o Apoio ao Desenvolvimento, Autarquias , Ministério do Trabalho e Solidariedade Social, ….)
É possível encontrar alguns nºs interessantes.
Activos Brutos
1. Capital em empresas associadas……………… 2.013,726 euros.
2. Aplicações financeiras em imóveis………… 1.346,896euros
3. Aplicações financeiras/obras de arte……………. 126.751euros
4. Aplicações financeiras/filatelia……………………… 656.844 euros
Subtotal ……………………………… 4 milhões 144mil e 218 euros
5. Terrenos e recursos naturais………….. 1.004.095euros
6. Edifícios……………………………… 5.858.161euros
7. Equipamento básico………………………….. 265.839euros
8. Equipamento de transporte…………….. 608.941euros
9. Equipamento administrativo……… 375.868euros
Subtotal ………………………………………………………..8.220.074euros
Total de Activos 12 milhões 740 mil e 906 euros.
Como no relatório não consigo saber quanto é que o Estado Português ou as entidades
públicas subsidiaram a AMI em 2009, exijo sabê-lo porque quero saber para quantos
selos ou peças de arte eu contribui.  FONTE


14 comentários :

  1. ...é maçónico e como todo o maçónico, uma 'pessoa de bem'...
    (Curiosamente o Estado também é 'pessoa de bem', o resto de nós presumo somos 'pessoas de mal'...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. Aparentemente... deve ser por isso que há sempre quem diga que temos o que merecemos? Será? Espero que consigamos mudar isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão ou porem o Marinho Pinto como cabeça de lista, por exemplo. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote. Também é por vossa culpa que os extremistas estão a ganhar terreno, e pela mesma razão. É fácil pôr os fanáticos a votar. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas dos partidos, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem de acordo com o que acham ser a melhor solução, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/search/label/Cidadania#ixzz3qcRv2b1D

      Eliminar
  3. contribuir para a AMI nunca mais, prefiro pagar refeições a quem pede na rua assim sei que o meu contributo vai para quem necessita.

    ResponderEliminar
  4. sinceramente não podemos juntar tudo no mesmo saco, basta que a memória não nos falhe, e a minha memória pouco curta sabe avaliar as diferenças, entre fundações que pouco tem feito ou nada, outras que aparecem e prestam ações visiveis e humanitárias diariamente e nas grandes tragédias no mundo. Sendo a AMI uma delas que só não vê quem não quer.
    Falando ficaria aqui algum tempo relacionando países e grandes causas que as vivi em Timor-Leste a partir do ano 2002

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mérito por aquilo que faz de bom não está em causa, o que se denuncia é o nepotismo, e isso é inegável. E ainda o facto de saber quanto se gasta de impostos para este fim. Não vejo onde é isso falar mal... divulgar dados?

      Eliminar
  5. Concordo com o comentário anterior. É mesmo um mal não saber ver com olhos de gente, nem pensar um bocadinho ... que dizer mal de tudo e de todos não acrescenta nada para mudar seja o que for.
    Porque enquanto não soubermos para onde queremos ir, nunca lá chegamos.
    Por isso temos mesmo o que merecemos. Continuar ignorantes.

    ResponderEliminar
  6. Gosto sim senhor dos comentários e não alinho em fofoquices de politicas. Que democracia vivemos, que não se possa mudar de opinião de aceitar ou não um cargo politico?
    Agora aceitar um cargo politico para pagar aos banqueiros que vivem de pulseirinha com todas as mordomias e andarmos a pagar à Troika as dividas desse grande senhor que de pratiota nos mandou para o abismo. Valha-nos Deus caladinhos caladinhos e entretidos com causas menores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mérito por aquilo que faz de bom a AMI não está em causa, o que se denuncia é o nepotismo, e isso é inegável. E ainda o facto de termos o direito de saber quanto se gasta de impostos para este fim. Não vejo onde é isso falar mal... divulgar dados?
      Somos demasiado duros com nós próprios e uns fofos com quem enche os bolsos com dinheiro público. Eu tenho o direito de saber quanto dinheiro dos meus impostos se gasta e quantos boys alberga, e muitos portugueses também terão esse direito e vontade de saber.
      A parte de se criticar a sua mudança de opinião politica é só uma pequena parte do artigo, que mostra a contradição de valores, de alguém que quer ir para o poleiro mas tem a família toda abrigada na AMI. Creio que quem tem olhos e memória e consegue ver se quer ver, que isso é um mau principio... e é uma das causas do estado de Portugal, somos governados e geridos por boys e não por quem é competente.
      Mas claro, que as vossas opiniões possuem todo o valor, mas do qual eu discordo... eu apontei para a LUa e vocês olharam para o dedo.

      Para mim , somos demasiado mansos, demasiado moles e benevolentes com quem enche os bolsos com dinheiro público e somos demasiado duros, cruéis e críticos com os nossos companheiros dos sacrifícios, os cidadãos.

      Eliminar
  7. Nunca fiquei indiferente aos que se encontram em situação de dificuldade e necessitam de pedir. Não me compete julgar, por isso a minha solidariedade não passa por "terceiros" NUNCA partilho directamente.

    ResponderEliminar
  8. Partilho directamente, NUNCA nestas organizações

    ResponderEliminar
  9. Considero uma cobardia de todo o tamanho efectuarem comentários, a coberto do anonimato.Quem não deve não teme, lá diz o velho ditado. Quem sabe se alguns destes comentários não teriam sido "encomendados" pelos visados na denúncia apresentada e tornada pública?

    ResponderEliminar
  10. Já agora podem investigar a Liga de Bombeiros Portugueses que é financiada com dinheiro dos contribuintes. Quando se reunem em Lisboa, o seu presidente e todos os elementos da direção da liga ficam hospedados em hotéis de 5 estrelas. Após as suas animadas e muitas vezes inúteis reuniões, afirmam perante a comunicação social que estão muito preocupados com a situação das corporações de bombeiros, pois muitas delas estão à beira da falência. É caso para dizer que estas corporações podem estar em grave situação financeira, mas os mais altos dirigentes da Liga de Bombeiros não olham a gastos sumptuosos.

    ResponderEliminar