500 milhões em fuga aos impostos prescrevem


"As prescrições de dívidas fiscais ultrapassaram os 500 milhões de euros em 2006.
Segundo o relatório da Conta Geral do Estado de 2006, divulgado esta segunda-feira pela Direcção Geral do Orçamento, o Estado perdeu 501,2 milhões de euros no último ano, por dívidas que não conseguiu cobrar, tendo mesmo caducado o direito deste a recebê-las.
Além disso quase 57% das prescrições são relativas a dívidas do Imposto sobre o Valor Acrescentado.

Com 88,5 milhões de euros, aparecem as prescrições de Imposto sobre os Rendimentos de Pessoas Colectivas (IRC) e, posteriormente, as prescrições de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS), com 64,8 milhões de euros.
A inexistência de bens dos devedores ou dos fiadores para fazer face ao pagamento das dívidas fiscais justifica o valor de 500 milhões de euros de prescrições."

Sem comentários:

Publicar um comentário