A CARÍSSIMA GIRL CLÁUDIA BORGES, cunhada de António Costa.

Cláudia Borges cunha
Em Portugal tudo é possível quando as famílias são gente "bem"(colocada). Até uma assessora pode ganhar mais que a ministra a quem presta assessoria? Claro...
Cláudia Borges, ex-jornalista da SIC e assessora da ministra da Saúde, Ana Jorge, ganha mais do que a sua chefe . Tendo recebido 100 mil euros em 2009, Cláudia Borges ganhou mensalmente mais 300 euros do que a ministra. Coordena o gabinete de imprensa do Ministério -  um salário mensal bruto de 7.140 euros, superior ao que ganhou cada ministro.

Questionado pelo SOL, o Ministério da Saúde não quis dar informações sobre o valor do vencimento pago à assessora de Ana Jorge, mas adiantou que Cláudia Borges «não recebe despesas de representação, recebendo o seu vencimento, tendo ainda direito à utilização de telemóvel».
Informou, por outro lado, que «o Gabinete da Ministra da Saúde suporta com verbas próprias do seu orçamento todo e qualquer encargo com toda e qualquer pessoa que preste serviço neste Gabinete». SOL
Muito bem... esqueceu-se foi de dizer que "suporta" com verbas próprias, mas que saem do bolso do zé povinho. Já que é o Zé Povinho que suporta o seu gabinete e respeitantes abusos.
Desta forma o ex marido e cunhado de Cláudia Borges, ofereceram-lhe uma bela pensão no divórcio, choruda e duradoura... paga pelo povo??? Ficam os dois a ganhar. E nós a perder.

OS TACHOS DO COSTA E AFINS 


Mais casos ligados a António Costa.
  1. AS CÂMARAS MUNICIPAIS E OS BOYS DE LISBOA
  2. A mãe de António Costa também tem tacho?
  3. Os amigos e os favores, que o povo paga.
  4. Fazer que faz, mas desfaz... 
  5. Os políticos portugueses venderam Portugal-
  6. PPP que não conseguiu travar
  7. António Costa gasta 92 mil euros em homenagem a colega
  8. António Costa destrói tudo por onde passa
  9. Ribeira das Naus, o desperdício de 2 milhões, por birra?
  10. Habitação Social, 3000 casas oferecidas por cunha?
  11. O contrato público da escultura, 92 mil euros em evento.
ALGUNS DADOS SOBRE O REGABOFE NA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

7 comentários:

  1. A corrupção em Portugal é muito pior que em Angola, mas os jornalistas portugueses que recebem chorudos ordenados não gostam de falar e provar que cá é pior.

    ResponderEliminar
  2. insignificativo. ? palavra nova ?

    ResponderEliminar
  3. Em Portugal andamos a raciocinar ao contrário e por isso a democracia não funciona.
    Não são os corruptos que vão deixar de ser corruptos por opção, é o nosso voto contra os corruptos que os expulsará do poder obrigará a ser honestos, os futuros governos. Os eleitores ainda não perceberam o erro de afirmar que só votam quando os políticos deixarem de ser corruptos, porque é precisamente por não votarmos, por os deixarmos impunes, que eles se tornam corruptos e que os corruptos sentem apetência por ingressar na carreira politica. É o mesmo que alguém estar a ser assaltado e dizer que só chama a policia se os ladrões pararem de roubar. Não faz sentido mas é isto que os eleitores portugueses fazem.
    É imprescindível, urgente e VITAL nesta equação democrática, o exercício do poder do povo que através do voto pode fazer justiça, punir, educar, travar e eliminar os abusos, e só assim equilibrar e moderar o poder dos políticos.

    ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/05/partidos-portugueses-que-propoem.html#ixzz3i5e3ibIP

    ResponderEliminar
  4. Sempre que se aproxima um acto eleitoral, aparece uma série de informações erradas que desincentivam o exercício da cidadania e afastam cada vez mais o povo das decisões politicas. Eis as leis que regem as eleições:
    **Validade do voto
    Um voto em branco verifica-se quando o boletim não for objecto de qualquer tipo de marca feita pelo eleitor, nos termos do artigo 98º, n.º 1 da Lei eleitoral da Assembleia da República – Lei 14/79, (este critério é aplicável a qualquer sufrágio, incluindo as europeias).
    Seja num acto eleitoral ou num referendo, uma declaração de vontade tem que ser praticada e esta só é possível através do assinalar de um xis num dos quadrados constantes no boletim de voto. Logo, nos termos do artigo 16º da referida Lei 14/79, o voto em branco – no qual nenhuma declaração de vontade é expressa – não é válido para efeitos de determinação do número de candidatos eleitos, pois não tem influência no apuramento do número de votos e na respectiva conversão em mandatos.

    Por sua vez, as alienas a), b) e c) do nº 2 do artigo 98º da lei 14/79 determinam o que é um voto nulo. Este acontece quando se fazem mais do que uma marca, uma marca num candidato, partido ou coligação que tenha desistido ou ainda quando se verificam rasuras, desenhos ou palavras no boletim de voto. São automaticamente desconsiderados.


    ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/05/partidos-portugueses-que-propoem.html#ixzz3i5hCMLYG

    ResponderEliminar
  5. UM POVO QUE NÃO VOTA NEM SABE USAR O VOTO JAMAIS SERÁ REPRESENTADO E JAMAIS SABOREARÁ AS VANTAGENS DA DEMOCRACIA
    O critério decisivo da democracia é a possibilidade de votar contra os partidos que há 40 anos destroem o país
    Karl Popper, sobre democracia, responsabilidade e liberdade.
    (…)
    Inicialmente, em Atenas, a democracia foi uma tentativa de não deixar chegar ao poder déspotas, ditadores, tiranos. Esse aspecto é essencial. Não se tratava, pois, de poder popular, mas de controlo popular. O critério decisivo da democracia é – e já era assim em Atenas – a possibilidade de votar contra pessoas, e não a possibilidade de votar a favor de pessoas.
    Foi o que se fez em Atenas com o ostracismo. (…)
    Desde o início que o problema da democracia foi o de encontrar uma via que não permitisse a
    ninguém tornar-se demasiado poderoso. E esse continua a ser o problema da democracia. (…)

    ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/09/o-criterio-decisivo-da-democracia-e.html#ixzz3qcV7Aoi8

    ResponderEliminar
  6. A Politica e a Prostituição, no seu melhor, Portugal é Rei neste sector. .\\.

    ResponderEliminar
  7. Aqui há uns anos vi na TV o Cavaco dizer: "Não há corrupção em Portugal,isto na Assembleia da Republica. Nessa mesma tarde o motorista do meu camião-porta-máquinas chegou com uma máquina que tinha carregado em Moscavide e logo na primeira curva foi mandado parar para mostrar os documentos. O camião era vermelho, mas na minha oficina tinham pintado de branco porque o tractor era vermelho. o meu mecanico era ferrenho do Benfica. Diz o meu motorista.Eles ficaram com o livrete é melhor você ir lá abaixo (Moscavide) que eles disseram para lá ir resolver o assunto. E eu fui. Levei uma nota de 10,000 escudos e agarrei o livrete e dei a nota. Ainda ouvi dizer...mas nós somos dois, ao que eu respondi. Pois sim, partam ao meio.

    ResponderEliminar