Eles são tantos que parecem ratos a roubar o celeiro. Santana Lopes e Manuel Alegre.

reformas luxo

As reformas não param de ser atribuídas, é só ir buscar...
Por entender fica a injustiça social, dos políticos poderem obter reformas de luxo e precoces e ainda acumular reformas, quando os funcionários normais apenas recebem uma?  E ao fim de muitos anos de trabalho!!!!
Eles fazem o que querem, com a lei, para terem o futuro e o presente bem acautelado.

Manuel Alegre, a receber uma reforma de 3219 euros como aposentado da RDP,  irá receber agora MAIS uma subvenção vitalícia superior a 2 mil euros mensais.
Manuel Alegre afirmou: "Eu recebo aquilo a que tenho direito. A pensão como funcionário da RDP e a subvenção vitalícia a que qualquer deputado tem direito". Duas reformas de luxo e de cargos no estado? 
Santana Lopes, que se aposentou como presidente da Câmara de Lisboa em 2005, já recebe uma pensão de 3178 euros e deverá receber agora uma subvenção vitalícia superior a 2 mil euros mensais a acumular aos tachos que vai tendo.
Manuel dos Santos, com 3869 euros da reforma de deputado (desde 2009), soma agora a atribuição de uma subvenção vitalícia (valor ainda não referido).
Basta ter sido politico ou ter trabalhado num tacho do estado, nem que seja pouco tempo, e nunca mais precisa de trabalhar?
Já estou a a imaginar o quadro:
- Arranja-me aí um tacho daqueles que dão 4 mil euros por mês até ao fim da vida sem fazer nenhum!! 
TODOS QUEREM, DESPACHEM-SE QUE PODE ACABAR. A CAIXA NACIONAL DE PENSÕES ESTÁ QUASE ARRUINADA, É DE APROVEITAR.

Sem comentários:

Publicar um comentário