14 junho, 2011

6000 euros por mês, só de subsidio de transporte.

ines medeiros tacho
2010 - Como vencimento-base, a deputada, Inês Medeiros, recebe 4185,49 euros, mas... 
Por cada dia em que esteja presente no Parlamento, recebe 69,19 euros, o que perfaz, num mês com 22 dias úteis, 1522,18 euros.
De ajudas de custo por deslocação à residência, tem uma viagem semanal de ida e volta na classe mais elevada entre Lisboa e Paris. Segundo simulação feita no site da TAP, 1214,09 euros por semana, o que perfaz 4856,36 euros no final do mês.
Acresce a este valor a viagem entre o Aeroporto e a residência, num total de 50 km ida e volta. De acordo com o site Taxis de France, pagará então 61,90 euros por cada viagem – 123, 80 quando ida e volta. No final do mês, 495,20 euros. Poderá ainda optar por um serviço-extra, que inclui uma série de mordomias – trata-se da Carte 1ère Classe de Les Taxi Bleus. Aí, ao valor da viagem, acresce uma mensalidade de 105 euros, valor que inclui 11 pedidos de táxi ao longo do mês (265 euros se forem pedidas 30 viagens por mês e 480 se forem pedidas 60). Ou seja, na melhor dos hipóteses, 600,20 euros para táxis.

No total, juntando o vencimento-base + as despesas de representação, as senhas de presença diária no Parlamento, as viagens semanais para Paris e as viagens do Aeroporto para casa, Inês de Medeiros receberá por mês 11 164,23 euros.
Se fizer trabalho político no território nacional, receberá ainda mais 412,44 euros por mês. Se for em viagem oficial ao estrangeiro 3 dias por mês, receberá 501,21 euros. O valor total do seu ordenado mensal passará então a ser, neste caso, de 12 077,88 euros. fonte 
Outras fontes apontam para mais de 6.000 euros por mês, para as viagens


Temos deputados preciosíssimos e indispensáveis para o bem estar nacional, aos quais o povo tem que pagar mais de 6000 euros por mês para andar a passear entre Paris e Lisboa? 
Não havia ninguém mais competente e mais próximo? Se algum cidadão tivesse que ir trabalhar para Paris, gostaria de ver qual era a empresa saloia que lhe iria pagar 6000 euros por mês, mais salário, para o funcionário não ter que se incomodar e mudar de residência.
Qualquer cidadão que tenha que ir trabalhar para longe de casa, tem que ponderar se compensa ou não, arcar com despesas de transportes ou mudar de residência. 
Na politica onde o dinheiro é de todos e não é de ninguém, a solução que encontraram foi colocar o povo a pagar fortunas para esta deputada passear. Um cidadão teria que abdicar da morada ou do emprego, porque razão um deputado pode manter o salário e a casa com tudo pago?


8 comentários :

  1. Roubo.,E feito as claras, mas quando teem consciencia da dificuldade q o pais atravessa,e ainda mais ediondo por partir de quem governa.Para acabar com isto tem q se acabar primeiro com a maconaria,o resto cai de podre.

    ResponderEliminar
  2. Isto não é roubo, é sim a falta de fiscalização e exigência de quem vota ás cegas em cores e bandeiras e não exige respeito por esse acto. Resumindo, falta a verdadeira democracia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  3. roubo....................roubo..................roubo..........................

    ResponderEliminar
  4. chulos de merda por isso a que Portugal ta como ta ???? so chulos e corruptos ladroes comeram tudo que salazar deixou....democracia è èsta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só os votos válidos em partidos entram nas contagens por isso o que penaliza um partido, não é a abstenção ou votos brancos/nulos, é votar noutro partido
      Dado que só votos em partidos entram nas contagens, o que penaliza um partido, não é a abstenção ou votos brancos/nulos, é votar noutro partido - porque se não votarmos, não estamos a negar o voto a ninguém. Estamos apenas a deixar que as decisões se concentrem num conjunto mais restrito do eleitorado, uma minoria - que inclui sempre as clientelas dos partidos e os clubistas acríticos.
      Temos também de esquecer o hábito da idolatria onde os maiores partidos são instituições que muitos acreditam que se devem preservar ao longo do tempo, independentemente do seu desempenho: com as regras actuais, temos sim de mostrar aos partidos que são descartáveis e têm de se esforçar para obter o apoio do eleitorado, caso contrário serão descartados.

      Num sistema que impõe o monopólio político dos partidos, é essencial que ocorra a renovação do espectro partidário para que a democracia se mantenha minimamente "fresca".
      A oportunidade de mostrar algum poder do eleitor, é não abdicar nunca do voto válido, o único que transmite uma mensagem positiva ou/e negativa.
      Convém compreender que, quanto mais fraca é a influência/vigilância do eleitorado sobre os deputados e governantes, mais forte é a influência de outras "forças" . Nunca há vazios de poder. O escrutínio dos portugueses foi sendo neutralizado devido ao aumento constante da abstenção, ao que temos que somar os votos brancos e nulos, é uma falha muito grave dos eleitores, na vigilância dos partidos que culmina no aumento da corrupção. Como os partidos não temem a critica nem a censura da maioria dos eleitores, porque esses não usam o voto válido, são os grupos de interesse que estão representados no parlamento, não os eleitores.

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/09/so-votos-em-partidos-entram-nas.html#ixzz3qcTBMVKl

      Eliminar
  5. A crise foi provocada por quem e porque esta gente não tem ética moral é insuportável suportar estas despesas com esta gente toda a receber tanto a democracia que vivemos deu liberdade aos que estão no pelouro a renumerarem-se sem critério e sem responsabilidade para eles tudo é pouco e os povos que representam que se lixe é tempo de dizer basta meus Srs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar