Passos Coelho continua a bater no ceguinho! Não batam mais no ceguinho.



Está visto, o governo não tem tomates para cortar nas fundações, nas PPP, nas reformas precoces e milionárias dos políticos e noutros sorvedouros parasitas do erário público. As empresas milionárias, amigas do governo, não aceitam os prejuízos que têm tido devido à falta de poder de compra dos portugueses. O consumo de combustíveis, por exemplo, baixou 40%, e muitas outras empresas estão a sentir as mesmas quebras, provocadas pelo empobrecimento generalizado e profundo, dos portugueses. Assim o governo não tendo coragem para pedir aos amigos para pararem de parasitar, nem ás empresas milionárias para aceitarem prejuízos, opta por impor aos portugueses mais sacrifícios para sustentar os parasitas e aliviar os prejuízos dos milionários!!!??

Aumentar em 60% o valor antes descontado para a SS, de todos os portugueses trabalhadores e favorecer os empresários, independentemente da sua riqueza. Só pode ser sadismo? Loucura? Incompetência?
Este é o maior erro do governo desde que iniciou funções, falar em 7% são apenas areia para os olhos, pois a verdade é que um cidadão que ganhava mil euros, descontava 110 para a SS e passará a descontar 180. Ou seja um aumento de 70 euros por mês, mais de 60%. Mais 70 euros para alimentar o regabofe das grandes empresas e não para salvar o emprego ou Portugal.Não vai ser criado emprego, vai dar é mais um jackpot ás grandes empresas.
Por exemplo a Galp, que teve 120 milhões de isenções fiscais, é quem vai beneficiar deste tipo de medidas. O Governo só este ano é que vai reduzir as isenções fiscais destes privilegiados. Mas irá dar-lhe estes novos benefícios.
"EDP, BCP e Sonae vão pagar menos 50 milhões de euros por ano à Segurança Social com a redução da TSU anunciada por Passos Coelho" Fonte
O governo foi rápido a castigar, mais uma vez, os pobres e desprotegidos, mas quando se trata dos cortes aos ricos e poderosos, tarda.

Neste video questiona-se;
Quanto é que o governo já cortou nas rendas imorais das PPP e nas da energia? Porque não limita o abuso dos preços do combustível, que apenas obedece à ganancia das tais empresas beneficiadas com estas novas medidas de Passos Coelho. Os preços do combustível em Portugal, estão acima da média europeia.
Recentemente, a Dilma, no Brasil, anunciou uma redução de 16% na factura da electricidade.
Ou seja em Portugal o governo permite a exploração dos portugueses pelas empresas poderosas e ainda as beneficia com medidas suportadas pelos sacrifícios dos cidadãos...
São os dois a roubar!!! O governo permite que os poderosos cobrem, sem pudor, preços gananciosos e ainda oferece benefícios aos gananciosos ás custas da usurpação do dinheiro dos explorados.
Estamos a transferir dinheiro dos portugueses para as empresas mesmo as mais ricas e abusadoras.
Já que exigiu aos portugueses tantos sacrifícios, deveria ter também  comunicado quanto vai cortar nas fundações.
Mas apenas tem coragem de "bater no ceguinho" como qualquer vulgar cobarde e ignorante.
Para ele o importante é manter os amigos a nadar em dinheiro enquanto os contribuintes se afogam na pobreza, para os sustentar.
Gastam-se os últimos cartuchos, e as últimas esperanças dos portugueses...
Mas o governo acredita que descobriu a cura para a crise e persiste em continuar. Foi o mais tirano dos governos nas medidas de austeridade, isentou dos sacrificios várias classes privilegiadas que albergam amigos e colegas, sacrificou os serviços básicos do cidadão mas mantém os luxos das elites. 

E eis o resultado da operação irresponsável, de quem anda no governo a fazer estágios e experiências.
"O défice orçamental do subsector Estado situou-se nos 798,6 milhões de euros em Fevereiro, mais 191% do que no mesmo mês de 2011.( continuamos a afundar) esta subida do défice deveu-se sobretudo à quebra da receita efectiva, que desceu 4,3%, e à subida da despesa efectiva em 3,5%." (3,5 equivale a 7 mil milhões de euros, entre Janeiro e Fevereiro desde ano.)
  • IRC desceu 46% 
  • Imposto sobre veículos desceu 44,6%
  • impostos indirectos, que sofreu uma queda de 9%
  • IVA desceu em 1,1% 
  • apenas as receitas com o IRS subiram 0,3% (os de sempre, que não tem hipóteses de fuga ao fisco) Fonte
Como é que o estado gastou mais 7 mil milhões em 2 meses quando afirma que se fartou de cortar?? E continua a dever a fornecedores ao ponto de os falirem. 
  1. "Estado poupou 133 milhões de euros em salários na função pública nos primeiros dois meses do ano. In CM
  2. "Disparou o número de alunos que abandonaram o ensino superior. sapo
  3. "Vários hospitais públicos estão a deixar de fornecer ceias aos profissionais de saúde que se encontram a fazer urgência. A crise e o programa de ajustamento económico-financeiro têm sido invocados para justificar a medida." sol.sapo
  4. "150 alunos deixaram o Politécnico da Guarda por falta de dinheiro" fonte
  5. "Prejuízos dos hospitais da Covilhã aumentaram 700%. Segundo Miguel Castelo Branco, o salto nos prejuízos deve-se, em parte, à extinção de verbas  por parte do Ministério da Saúde e que em 2010 ascenderam a 11 milhões de euros."  fonte
  6. "Mais vitimas da austeridade irracionalmente criminosa de Passos Coelho". Fonte 
  7. "O governo aperta o cerco, descobriu formas de poupar muito dinheiro, sacrificando vidas. É crime? fonte 
  8. Pico de mortes entre idosos. Será que o governo considera os idosos as gorduras a cortar? fonte
  9. Etc, etc...
Como é que conseguiu baixar a receita, já sabemos... Destruindo a economia e a classe trabalhadora. Mas parece que o massacre vai alargar-se, com a perseguição agora aos trabalhadores do privado. Quem sustenta a economia? Nada... É mesmo para acabar com o que falta? 
  1. "Falências de restaurantes: pelo menos 1 fecha por dia. Só nos primeiros dois meses do ano registaram-se 52 insolvências no sector" agenciafinanceira 
  2. O Banif vai avançar com um despedimento colectivo que deverá abranger 300 funcionários. Fonte
  3. "Os representantes sindicais dos trabalhadores da Makro foram ontem confrontados com o anúncio, pela empresa, da intenção de rescindir os contratos com todos os trabalhadores." fonte
  4. "Quase duas mil empresas fecharam só em Janeiro." fonte
  5. "Bosch despede 120 trabalhadores em Braga" fonte
  6. "A PSA Mangualde decidiu pelo encerramento do terceiro turno na sua fábrica portuguesa, o que equivale ao despedimento de 350 pessoas, que vão deixar a empresa no final deste mês. dinheirodigital
  7. "A empresa fornecedora de produtos médicos PMH acusa o Estado de não cumprir com o pagamento de dívidas. A empresa portuguesa pode entrar em insolvência nas próximas semanas. Cerca de 500 postos de trabalho podem estar em risco se isso vier a acontecer." Fonte
  8. "A empresa, com pólos de produção em Penafiel e Samora Correia acusa o Estado de falta de pagamento de dívidas, que são já superiores a 7 milhões de euros."  fonte 
  9. "Mais uma empresa que fecha portas em Famalicão. Os trabalhadores da têxtil Fersoni estão à porta da fábrica, ainda à espera de receber os salários em atraso." fonte
  10. "A Manuel Nunes & Fernandes II, Lda, empresa do sector da distribuição alimentar sedeada no concelho de Odivelas, com mais de três décadas, fechou portas e deixou cerca de 400 trabalhadores no desemprego." fonte
  11. "Uma empresa por dia fecha portas no Norte. Todos os dias encerra as portas, pelo menos, uma empresa do setor da panificação na região norte, num cenário que é "dos mais desoladores que existiu" fonte
  12. Estoril Sol faz despedimento colectivo de 38 pessoas. fonte 
  13. A Agência Nacional para a Qualificação enviou às escolas orientações para extinguirem os centros novas oportunidades, através de despedimento colectivo. fonte
  14. Etc etc ... 
Acrescento ainda um vídeo que de forma muito lúdica e em 2 min, explica que despojar de poder económico, um povo/classe média é assinar a sentença de morte da economia.

Quantos mais anos vamos permitir governos PS/PSD/CDS? 

Quantos mais anos vamos abdicar do direito do dever e do poder de votar contra eles? Quantos mais anos os vamos deixar ganhar o poder, sem oposição, apenas com abstenção? 

16 comentários:

  1. Passos Coelho está a assumir a postura arrogante de quem sente que tem todo o poder nas mãos. Discursos antes de um jogo de futebol, medidas só a penalizar o povo.

    Dizer que reduz a SS às empresas para criar emprego é absurdo, do que adianta isso se depois quem consome não tem dinheiro para o fazer? Do que adianta dar dinheiro às empresas se estas depois não escoarem o produto? É puro senso comum!

    Falta coragem para cortar nas fundações, regalias e cargos elevados e número de deputados! Mas até o entendo, um cargo político pode não durar muito tempo, as "amizades" duram para a vida, e depois da política segue-se um cargo numa empresa de um amigo que não esquece os favores.

    Mas Passos Coelho que não se esqueça que quem está no topo cai pela base, e quem já não tem nada, vai sentir que não tem nada a perder, e tirar 30 euros a quem ganha o ordenado mínimo é um risco bem grande, talvez devesse andar com 100 seguranças atrás, bem vai precisar dos mesmos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão é que a redução da SS ás empresas apenas vai beneficiar as grandes empresas, pois aquelas que dependem do mercado nacional vão ter poucas ou nenhumas hipóteses de sobrevivência. Fala-se que deveríamos adoptar o modelo que o primeiro-ministro francês pôs em pratica. Cobrar impostos altos aos possuidores de grandes fortunas, o problema é que estes como retaliação ameaçam sair do país. Cá ,para manter essas fortunas no país cobra-se o trabalhador da classe média criando ainda mais desigualdade social! Como se compreende não é fácil agradar a uns sem pisar nos calos a outros, e não quero com isto defender as politicas do governo mas apenas acho que ( apesar de muito dificil) devemos tentar ter uma visão imparcial das coisas.

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. Pois é, o Trabalhador é sempre o Bombo da Festa. O Trabalho parece ser algo indigno, imoral e pecaminoso tal é a forma como é taxado. Realmente o pobre "Zé Trabalhador" é esmifrado por todos os lados. A começar pelo próprio Estado ao entender que os rendimentos provenientes do seu Sangue, Suor e Lágrimas devem ser mais taxados que os oriundos das aplicações financeiras e da especulação bolsista. Não é à toa que Robert Kiyosaki no seu livro “Pai Rico, Pai Pobre” advoga que em vez de trabalharmos para termos dinheiro devemos antes colocar o dinheiro a trabalhar para nós. Daqui se conclui que o Trabalho não é algo digno dos Ricos. É mais “coisa” típica do Pobre. Deve ser por isso que o “pobre” trabalhador também é esmifrado pelo seu “rico” empregador, de preferência com a conivência do Estado.

    Perante estas novas medidas anunciadas, os melhores trabalhadores, sobretudo os da classe média, vão reflectir sobre se vale a pena continuar a trabalhar em Portugal. Quem é bom naquilo que faz não precisa de se sujeitar a isto. Estamos a falar essencialmente de pessoal altamente qualificado que investiu demasiado tempo, esforço e dinheiro nas suas carreiras para agora ficarem condenados ao empobrecimento. As pessoas também têm de considerar o futuro dos seus filhos. E o Mundo é muito grande e está pleno de oportunidades para quem tem mérito.

    É pena que tenha de ser assim quando se sabe que uma classe média pujante é essencial a qualquer sociedade desenvolvida. É esta que impulsiona a Economia na procura de bens e serviços e é esta que paga a maior fatia de impostos, taxas e afins. Um país que aniquila a sua classe média está condenado. Se a isto somarmos o grave problema de demografia que temos… Quem é que vai então garantir as futuras pensões e o Estado Social?

    Fala-se muito contra a Troika mas a realidade é que o País se colocou a "jeito". Nós não estamos assim devido aos desvarios de um qualquer ditador ou de um tecnocrata. Estamos prestes a implodir por causa dos actuais partidos políticos e do sistema que os suporta. E aqui incluo todos os partidos com assento parlamentar. Mesmo os da “eterna” oposição têm culpas pela situação a que chegamos. Sempre se bateram, directa ou indirectamente através da via sindical, por políticas conducentes ao aumento da despesa sem cuidar das respectivas contrapartidas. É o preço a pagar pela demagogia e pelo populismo. A classe política demonstrou bem a sua incapacidade e incompetência ao longo destes 38 anos de pseudo-democracia pois já é a 3ª vez que Portugal é “resgatado”. Isto apenas evidencia a fraca qualidade da classe dirigente que cada vez é pior. A mediocridade impera nos actuais políticos, cada vez mais oriundos das “jotas”, imberbes e sem qualquer currículo ou experiencia de vida. O sistema afasta o mérito e premeia a incompetência. Como se isto não bastasse, permite a criação de políticos “invertebrados”, sem ética e sentido de responsabilidade, capazes de se esgueirarem com facilidade nos caminhos estreitos da opacidade e da mentira. Vivem da política e não para a política.

    ResponderEliminar
  3. Mais uma medida bem ao nível deste regime feudalista..

    Mas o mais engraçado é a maneira como Passos Coelho atira areia para os olhos dos vassalos, Criar emprego? o Passos ainda pensa que os seus vassalos ainda vivem na idade média. Eu imagino os empregos adicionais que a EDP,GALP,PT etc, etc vão criar com esta medida.

    Eu sou daqueles que já não me importo com estas medidas, antes por o contrário, quanto maior for a queda, mais pessoas irão acordar, e tudo indica que a queda irá ser grande, pode ser que as ovelhinhas acordem e pulem a cerca.

    Saudações


    ResponderEliminar
  4. Não há alternativas para os portugueses nem para Portugal Dr José Gomes Ferreira. O que há é uma "súcia" de malandros a roubar todos os dias o nosso sossego,os nossos anseios e a nossa própria alma à boa maneira de "La Diable"...Mas os outros não são melhores. Veja que o Socrático estudante em Paris, ainda não foi julgado e continua mostrando-se em bom ritmo na Sourbonne...Porque esperamos? Agora que não temos esperança?

    ResponderEliminar
  5. Apartir do dia 1 de OUTUBRO ninguém trabalha, faz uma compra, anda 1 km, enquanto esta lista, as fudações, e mais algumas listas não forem limpas......

    QUEM ADERE????!!!!
    Não precisamos de fazer uma guerra para ganhar uma batalha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas vão perder os empregos de qualquer maneira...

      Eliminar
  6. EXMO. SR. PRIMEIRO MINISTRO,
    SERVE A PRESENTE PARA LHE DIZER QUE NÃO LHE RECONHEÇO NEM A SI NEM A NENHUM OUTRO SER HUMANO OU EXTRATERRESTRE, QUALQUER IDONEIDADE QUE SEJA PARA TOMAR DECISÕES POR MIM, PREJUDICANDO NOTORIAMENTE A MINHA VIDA ENQUANTO SER VIVO DESTE PLANETA.
    RESPEITOSOS CUMPRIMENTOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este último parágrafo ilustra a situação real.
      O político normal é, passe a contradição, um criminoso legalizado!
      O presente grita-nos que isto não pode continuar!

      A política é indispensável. Não há sociedade sem política!

      Apenas temos de garantir que quem está na política não se converte em criminoso!

      Depois de ver muita coisa e conhecer muita gente, concluímos pelo mesmo método com que a CIA e o FBI garantem a isenção e o desejável comportamento dos seus membros:

      Anualmente, TODOS, são interrogados pelo polígrafo.

      Erros? Haverá. A justiça também erra.

      Mas não há a pouca vergonha, impunidade e saque que se sente na maioria dos governos ditos democráticos!

      Eliminar
  7. Quando ando de barco, e o mar está muito revolto,se não me sentir "confortavel", gosto de olhar para cara do Comandante. A expressão facial diz muito sobre o estado de espirito.E ainda há pouco vi uma foto do Excelentíssimo senhor primeiro ministro no concerto do Paulo de carvalho após as "boas novas"... e acho que não há razão para tanta preocupação, pela cara dele está tudo bem e a vida corre às mil maravilhas.Ou será que ele está NOUTRO BARCO??

    ok...se calhar é melhor ir vestindo o colete salva vidas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O barco afunda-se, tal como o titanic, e o comandante ou os comandantes têm a consciência disso, embora afirmem e digam o contrário mentindo como sempre o fazem, enganam "quase" o mundo inteiro, repito "quase" pois que não estou surpreendido e infelizmente também se presume que os salva-vidas estão na totalidade na posse dos mesmos piratas. Não sobra coletes para a multidão de náufragos, o destino são
      os tubarões que nos aguardam gulosos de "coisa humana indefesa" previamente "decapitados", pelo desemprego pobreza e outros males, mas sobretudo "silenciados" pelos ruídos das caravanas partidárias, e seus "patrões".
      Para os religiosos, diria se "Deus" não guarda a "casa" em vão vigiam as "sentinelas" ou se não constrói a cidade em vão se esforçam os "construtores". O Estado bem poderia guardar os cidadãos, construir a sociedade e a economia como é das suas inalienáveis funções; assim em vão se esforçam os contribuintes. Mas como poderá sobreviver
      um "Estado inconstitucional"?
      A homilia continua no próximo evento noticioso....


      Eliminar


  8. TEMOS DE ESTAR TODOS, EM TODAS AS MANIFESTAÇÕES, ATÉ À QUEDA DESTES CANALHAS.

    ResponderEliminar
  9. Discordo plenamente da primeira frase deste post.

    O governo mostra ter "uns grandes tomates" ao continuar a impôr sacrificios aos mesmos de sempre.

    Eles sabem bem que estão a brincar com o fogo, mas têm-no bem dominado.

    O FIM já aconteceu. Assiste-se agora ao espasmo e agonia daqueles que deveriam ter agido devidamente e a tempo.

    Desistam, agora concentrem-se em algo que seja mais útil para as suas vidas ridículas.

    É assim ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "estão a brincar com o fogo"..ah ah... os Portugueses?? fogo?? ah ah... obrigado pelo voto de confiança, mas o fogo dos portugueses não dá sequer para assar castanhas..

      Eliminar
  10. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar