23 abril, 2012

Reformas de luxo estão ao rubro. A injustiça social na base da ruptura da SS.

Abusos de poder Esteves AR
REFORMADA AOS 42, ACUMULA COM
SALÁRIO (
Presidente Ass. Rep.)
Estado gasta mais 3,5 milhões nas subvenções vitalícias de 383 deputados, do que nas reformas de 22.311 pensionistas.
Espantosamente eles legislaram para que ESTE VALOR DUPLIQUE AOS 60 ANOS!!! Ou seja se retirássemos aos deputados, esta regalia abusiva que apenas foi criada para enriquecimento das elites - as subvenções vitalícias - teríamos milhares de portugueses a viver com alguma dignidade, após décadas de trabalho.
No entanto este é um país de contrastes ofensivos, e temos 383 deputados que ao fim de 8 anos de serviço, ficam a ganhar de forma vitalícia, entre 2000 a 3000 mil euros, que duplica aos 60 anos.
Uma despesa anual crescente, de 9,1 milhões de euros, que desfalca e desequilibra a CGA, e que se arrastará durante largos e largos anos.
Existem reformados que começam a receber estas pensões chorudas, aos 42 anos. Enquanto que a lógica do equilíbrio da Segurança Social, assenta precisamente no contrário - descontar muitos anos e receber poucos. 
Assunção Esteves, na imagem, é um desses exemplos, vejam aqui as contas do que ela descontou e do que vai receber.
Desta forma a CGA jamais conseguirá suportar o desfalque dos privilegiados que não descontando quase nada, recebem durante décadas, reformas de luxo. 
Já não basta a passagem por altos cargos do Estado, longe de ser uma desvantagem para quem os desempenha é, pelo contrário, um trampolim para projectar uma vida profissional milionária. Mas eles acham pouco e decidem auto brindar-se com regalias e mais regalias. 
Uma vez encostados ao Estado, encostados ao Estado para sempre!
Não lhes bastou legislarem para que tenham reformas de valor absurdo, legislar para que dupliquem aos 60 anos, legislar para que sejam vitalícias e precoces, legislar para que possam ser acumuladas com cargos e outras reformas, agora legislaram para que sejam secretas, para o zé povinho não conhecer o descalabro.
"Estado esconde pensões políticas. Os nomes dos políticos que pedem ao Estado a atribuição da pensão mensal vitalícia passaram a ser secretos." (24/06/11) Fonte


Um país de contrastes.... 
Enquanto um funcionário trabalha em média 30 anos para ter acesso à reforma, os políticos que até 2005 estiveram oito ou doze anos no cargo ganharam direito a uma pensão para toda a vida. O valor recorde de 9,1 milhões de euros sairão este ano dos cofres do Estado.
Na última década, a despesa subiu todos anos, gastando-se já mais 33% com pensões vitalícias do que há dez anos. Ainda no último mês, o deputado e dirigente do PS, José Lello viu ser-lhe atribuída uma pensão na ordem dos 2 234 euros por mês.
No rol de políticos que podem usufruir de pensões vitalícias estão não só deputados, mas também os chamados "dinossauros autárquicos". 
Mais do que as subvenções vitalícias (cuja média da subvenção anda entre os dois mil e os três mil euros) são outros cargos públicos que fazem, por exemplo, alguns ex-ministros surgirem no topo das maiores reformas.
- Eduardo Catroga recebe da CGA 9693 euros mensais por ter sido professor universitário,
- Correia de Campos (5524 euros), 
- Luís Filipe Pereira (5 663 euros), que comandou a pasta da Saúde nos executivos de Durão Barroso e Santana Lopes.
- Daniel Sanches que se reformou da Procuradoria-Geral da República com 7316 euros.
Muitas vezes os políticos acumulam as subvenções vitalícias com outras pensões que recebem de organismos públicos e privados.
Em Outubro de 2005, a lei foi definitivamente revogada, embora tenha ficado salvaguardado que - os que até ali tinham direito à subvenção - ainda a podem solicitar. Daí que os encargos do Estado com este tipo de reformas não pare de aumentar de ano para ano, não se sabendo ao certo em que valor irá parar. fonte

MACHETE E SOARES CRIARAM A LEI DAS SUBVENÇÕES VITALICIAS
Subvenções dos ex-políticos são uma longa história com quase 30 anos. Ideia original partiu de um governo PS/PSD em 1984, Lei original das pensões vitalícias é de Soares e Rui Machete.
Governo de Soares e Machete avançaria com a proposta de lei 88/III que, após várias alterações, acabaria por ser aprovada no Parlamento com os votos favoráveis do PS e do PSD, dando origem ao primeiro "Estatuto remuneratório dos titulares de cargos políticos" (Lei n.º 4/85, de 9 de Abril)FONTE

Sócrates criou lei para beneficiar e proteger políticosfonte 
Mais uma lista 
E mais ainda... 
Lista dos reformados, com imagem
O Banco de Portugal também premeia os seus administradores com pensões vitalícias.

Em Espanha, estranham... 
"Las pensiones vitalicias de los políticos son acumulables y compatibles con salarios del sector privado. Pensiones vitalicias
El ex primer ministro José Sócrates suprimió en el 2005 las pensiones vitalicias para los diputados sin que tuviese carácter retroactivo. Desde el 85, por decisión del Bloco Central, la ley prevé esta jubilación para los diputados con 12 años de servicio por la que reciben 4% del vencimiento por cada año de ejercicio del mandato, hasta el límite de 80% del salario de diputado. Una vez alterada la ley no afectó a los diputados que en ese momento ya habían llegado a los doce años de servicio. De cualquier forma, los diputados pueden renunciar a dicha jubilación, como el caso reciente de Francisco Louçã, ex – líder del BE. En el 2012 once ex-políticos pidieron al Parlamento la atribución de la subvención vitalicia. Y en este año, según los Presupuestos del Estado, las 409 pensiones vitalicias costarán 6,4 millones de euros.
También tienen derecho a jubilaciones vitalicias los administradores del Banco de Portugal. Vítor Constâncio dejó su cargo de Gobernador para ocupar la vicepresidencia del Banco Central Europeo (BCE) donde recibe 320.688 euros anuales brutos." fonte

39 comentários :

  1. Revolução já!!! Ou será que somos Piegas???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não são os corruptos que vão deixar de ser corruptos por opção, é o nosso voto contra os corruptos que os expulsará do poder . Que lhes mostrará que somos contra os desonestos. Os eleitores ainda não perceberam o erro de afirmar que só votam quando os políticos deixarem de ser corruptos, porque é precisamente por não votarmos, por os deixarmos impunes, que eles se tornam corruptos e que os chicos espertos, sentem apetência por ingressar na carreira politica. Dizer que só votamos quando a corrupção acabar ou a democracia funcionar bem, é o mesmo que um doente dizer que só chama o médico quando a doença se curar, ou o mesmo que alguém que está a ser assaltado dizer que só chama a policia se os ladrões pararem de roubar. Não faz sentido mas é isto que os eleitores portugueses fazem.
      É imprescindível, urgente e VITAL nesta equação democrática, o exercício do poder do povo através do voto percebendo que este, não serve apenas para eleger. Se não encontra um partido perfeito que o motive a sair da cadeira no dia de votar, certamente que existe um partido contra o qual deseja usar o voto para fazer justiça, para o punir, censurar, julgar, educar, travar e eliminar os abusos e abusadores do poder, e só assim ter mão firme nos políticos. O voto contra é como um cartão vermelho que mostras ao infractor se continuas a abdicar de mostrar o cartão vermelho, estás à espera que o jogo corra bem?

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/05/partidos-portugueses-que-propoem.html#ixzz3mNaubC3I

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. Respostas
    1. tenho!
      Aonde nos juntamos?

      Eliminar
    2. A responsabilidade dos que para o poder vão é do povo português. Ainda não percebi porque é que o povo elege esta gente consecutivamente sabendo que está provado que na prática nunca cumpriram o que prometeram nas dispendiosas campanhas eleitorais. Costuma-se dizer: "Tens o que mereces" ou: "obténs o que procuras"! Esta insistencia tem saído muito cara ao nosso país e as consequências estão á vista!
      Eu não tenho memória curta e por isso não esqueci de quem foram os verdadeiros responsáveis por este estado de coisas! O país está arruinado e a continuar assim autodestruír-se-á de forma irremediável. "Nunca tenho dúvidas e raramente me engano" - Pois é senhor presidente, parece que passou bem essa máxima ao povo português...

      Eliminar
    3. É imprescindível, urgente e VITAL nesta equação democrática, o exercício do poder do povo através do voto percebendo que este, não serve apenas para eleger. Se não encontra um partido perfeito que o motive a sair da cadeira no dia de votar, certamente que existe um partido contra o qual deseja usar o voto para fazer justiça, para o punir, censurar, julgar, educar, travar e eliminar os abusos e abusadores do poder, e só assim ter mão firme nos políticos. O voto contra é como um cartão vermelho que mostras ao infractor se continuas a abdicar de mostrar o cartão vermelho, estás à espera que o jogo corra bem?
      O correcto para não nos paralisar, não é analisar todos os partidos à lupa, pois todos tem defeitos e claro que nenhum satisfaz ninguém a 100%, muito menos pessoas que exigem tudo e mais alguma coisa dos partidos, e até caprichos pessoais ... os partidos devem ser analisados sim mas numa balança, pesar os prós e os contras, os piores e os melhores, e votar no menos corrupto e no que mais se aproxima do que queremos para o país e para a democracia, e assim, eles, por tentativa e erro os políticos perceberão o que o povo quer e o que não quer. Existirá uma comunicação mais justa entre eleitorado e políticos.

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/05/partidos-portugueses-que-propoem.html#ixzz3mNbMxlaN

      Eliminar
  3. O descontentamento geral com o actual estado das coisas públicas e a política são factos. As pessoas que ocupam os lugares da condução do país não inspiram confiança nenhuma pela incompetência, falta de transparência, falta de verdade e falsas promessas eleitorais. O actual Presidente da República está demasiadamente comprometido com a "corja do governo" e tem grandes responsabilidades no actual estado de miséria em que o país se encontra e como tal não pode nem quer assumir as responsabilidades do cargo... se tivesse um pouco de vergonha demitia-se.
    Como cidadão pergunto o que posso fazer e não obtenho respostas. E os cidadãos o que podem fazer? Fazer manifestações de descontentamento? Esperar pelas próximas eleições? Fazer queixa da falta de justiça, do compadrio, da mentira, da corrupção e incompetência?... A quem? Ao Provedor de Justiça???
    A insurreição social dos mais desfavorecidos com o apoio de outras classes que todos os dias vêm o seu património e direitos cada vez mais limitados, pode vir a encenar uma realidade que não é nova em situações semelhantes. A história assim o relata.
    As dificuldades dum POVO que volta a encontrar-se num beco mas agora sem um império... pode vir a dar-lhe a força e a vontade de mudar o rumo do seu triste destino e assumir a vontade de tomar nas suas mãos o seu próprio futuro.
    As armas não são o principal problema, porque elas irão aparecer na altura certa. O principal problema é a vontade de mudar!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só com uma revolta generalizada do povo. O nosso problema é a ignorância, passividade e desinteressa que subsiste. Grande parte dos portugueses interessam-se mais pela vida de pessoas com alguma visibilidade, do que com o estado do País.

      Eliminar
    2. É imprescindível, urgente e VITAL nesta equação democrática, o exercício do poder do povo através do voto percebendo que este, não serve apenas para eleger. Se não encontra um partido perfeito que o motive a sair da cadeira no dia de votar, certamente que existe um partido contra o qual deseja usar o voto para fazer justiça, para o punir, censurar, julgar, educar, travar e eliminar os abusos e abusadores do poder, e só assim ter mão firme nos políticos. O voto contra é como um cartão vermelho que mostras ao infractor se continuas a abdicar de mostrar o cartão vermelho, estás à espera que o jogo corra bem?
      O correcto para não nos paralisar, não é analisar todos os partidos à lupa, pois todos tem defeitos e claro que nenhum satisfaz ninguém a 100%, muito menos pessoas que exigem tudo e mais alguma coisa dos partidos, e até caprichos pessoais ... os partidos devem ser analisados sim mas numa balança, pesar os prós e os contras, os piores e os melhores, e votar no menos corrupto e no que mais se aproxima do que queremos para o país e para a democracia, e assim, eles, por tentativa e erro os políticos perceberão o que o povo quer e o que não quer. Existirá uma comunicação mais justa entre eleitorado e políticos.

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/05/partidos-portugueses-que-propoem.html#ixzz3mNbMxlaN

      Eliminar
  4. Alguém tem uma ideia concreta de como mudar este estado de coisas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho, o povo organizar uma festa de homenagem para todos os ex deputados e membros do governo de seguida regar o edificio da festa com gasolina e deitar lhes o fogo.

      Eliminar
    2. Não são os corruptos que vão deixar de ser corruptos por opção, é o nosso voto contra os corruptos que os expulsará do poder . Que lhes mostrará que somos contra os desonestos. Os eleitores ainda não perceberam o erro de afirmar que só votam quando os políticos deixarem de ser corruptos, porque é precisamente por não votarmos, por os deixarmos impunes, que eles se tornam corruptos e que os chicos espertos, sentem apetência por ingressar na carreira politica. Dizer que só votamos quando a corrupção acabar ou a democracia funcionar bem, é o mesmo que um doente dizer que só chama o médico quando a doença se curar, ou o mesmo que alguém que está a ser assaltado dizer que só chama a policia se os ladrões pararem de roubar. Não faz sentido mas é isto que os eleitores portugueses fazem.
      É imprescindível, urgente e VITAL nesta equação democrática, o exercício do poder do povo através do voto percebendo que este, não serve apenas para eleger. Se não encontra um partido perfeito que o motive a sair da cadeira no dia de votar, certamente que existe um partido contra o qual deseja usar o voto para fazer justiça, para o punir, censurar, julgar, educar, travar e eliminar os abusos e abusadores do poder, e só assim ter mão firme nos políticos. O voto contra é como um cartão vermelho que mostras ao infractor se continuas a abdicar de mostrar o cartão vermelho, estás à espera que o jogo corra bem?

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/05/partidos-portugueses-que-propoem.html#ixzz3mNaubC3I

      Eliminar
  5. Tenho visto nos estadios de futebol lenços brancos quando não surgem resultados desportivos e com alguma pressão de alguma massa adepta acoisa até tem funcionado, só com manifestações de social porreirismo onde vamos e até temos uma tarde divertida com alguns amigos mas que depois de algum ruido momentaneo tudo fica na mesma, será que com uma invasão massiva em Lisboa com lenços brancos de uma forma firme e bem orientada nos propositos de fazer um aviso a quem nos governa que se a crise está instalada tem que ser igual para todos e tem forçosamente que acabar com estas mordomias a que vamos assistindo impavidos e serenos, e a partir daí fazer com que o presidente seja realmente a figura maior que representa um povo que está aser destroçado sem nada poder fazer.

    ResponderEliminar
  6. Estes politicos de merda deviam ser todos queimados, se fossem bons nao deixavam chegar o País ao estado a que chegou, Chulos de merda devolvam o que nos roubaram. Povo acorda e acabem ja com estas reformas destes chulos que nos levaram ao fundo.

    ResponderEliminar
  7. isto já não vai com paninhos quentes, isto so com um ditador que meta esses ladrões a correr para fora do pais!!!!!

    ResponderEliminar
  8. toda a gente sabe que só vai para a politica a escumalha da sociedade , e a maior parte são advogados que são a pior corja da sociedade quanto mais vigaristas melhores advogados são !!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não são os corruptos que vão deixar de ser corruptos por opção, é o nosso voto contra os corruptos que os expulsará do poder . Que lhes mostrará que somos contra os desonestos. Os eleitores ainda não perceberam o erro de afirmar que só votam quando os políticos deixarem de ser corruptos, porque é precisamente por não votarmos, por os deixarmos impunes, que eles se tornam corruptos e que os chicos espertos, sentem apetência por ingressar na carreira politica. Dizer que só votamos quando a corrupção acabar ou a democracia funcionar bem, é o mesmo que um doente dizer que só chama o médico quando a doença se curar, ou o mesmo que alguém que está a ser assaltado dizer que só chama a policia se os ladrões pararem de roubar. Não faz sentido mas é isto que os eleitores portugueses fazem.
      É imprescindível, urgente e VITAL nesta equação democrática, o exercício do poder do povo através do voto percebendo que este, não serve apenas para eleger. Se não encontra um partido perfeito que o motive a sair da cadeira no dia de votar, certamente que existe um partido contra o qual deseja usar o voto para fazer justiça, para o punir, censurar, julgar, educar, travar e eliminar os abusos e abusadores do poder, e só assim ter mão firme nos políticos. O voto contra é como um cartão vermelho que mostras ao infractor se continuas a abdicar de mostrar o cartão vermelho, estás à espera que o jogo corra bem?

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/05/partidos-portugueses-que-propoem.html#ixzz3mNaubC3I

      Eliminar
  9. Incrível. Alguém, (será que não sabemos quem?)andou a tramar o País e a preparar-se para viver à conta durante quase uma década. deixou o país de tanga enquanto vive lá fora à grande. Memória de um povo, onde està????????????????????????
    Não vi nascer um Blogue, apesar da desgraça, que nos estava a individar andava tudo contentinho da vida.Isto é o que se chama uma esquerda ativa que a toda a hora "respeita a vontade popular", sufragada nas urnas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/03/as-teias-mafiosas-de-socrates-na-mira.html

      Foi durante uma década que andaram a tramar o país ou terá sido durante 3 décadas? terá sido o Sócrates ou terão sido os políticos? Todos os partidos em Harmonia e beneficiando-se uns aos outros?

      A memória dos que já esqueceram o Sócrates é má e muito perigosa, mas mais perigosa ainda é a memória dos que já esqueceram as tramas do Relvas, do Passos Coelho e do Portas...

      RELVAS E COELHO
      http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/06/miguel-relvas-e-paulo-portas-compinchas.html

      PORTAS
      http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/02/para-se-ser-politico-em-portugal-e.html

      Eliminar
  10. Isto começou tudo logo após o 25 de Abril, que o muralha aço (vasco gonçalves) foi a correr ao banco de Portugal, retirar ouro para aumentar os ordenados da função pública, e dos políticos.
    Portanto não venham os comunistas, sempre com o veneno na boca desculparem-se.
    ABAIXO OS OPORTUNISTAS CAMUFLADOS.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre interessante ver que ainda há aquele espírito de que por trás de todas as portas se esconde um comunista, o bicho papão da politica... Não vi nenhum comunista a rondar a área... alguém viu?
      Caro anónimo, criticar o estado do país, criticar a politica, os políticos, criticar governos, nem sempre tem que ser comunismo ou oportunismo... é apenas cidadania.

      Eliminar
    2. Menina ZITA, de facto, não é ou não ser comunista! É ser político com total interesse da sua bolsa não das necessidades dum País ou dum Povo.
      O certo é que os actuais políticos portugueses, todos eles estão comprometidos com esta situação precária de Portugal.
      Não foi este ou aquele... Foram todos os CINCO Grupos que residem na AR os causadores do empobrecimento de Portugal e dos Portugueses.
      São CINCO "gangs" que se organizaram para chupar o erário público.
      Aceito haver um ou outro político honesto. Há com certeza, mas contam-se pelos dedos das mãos, depois de 40 anos de consecutivos poderes a governar não em defesa dum território, mas sim em favor dos seus interesses pessoais, do seu partido, ou das suas agremiações ocultas, sem que pensassem na miséria que estavam a causar ao zé trabalhador e contribuinte pagante.
      Nunca esteve em causa os interesses da antiga Lusitânia, nem dos seus filhos, esses estão para lá da ganância do poder e da constituição do pecúlio de cada um ou dos seus grupos - maçonaria, partidos políticos, muitos dos quais nem defendem o mais importante para o país, mas sim para países estrangeiros a quem devem vénias pessoais ou políticas => agremiações, sindicatos, centrais sindicais, etc..
      Tudo tem estado a destruir o País, que em quatro décadas perdeu todos os seus anéis e cordões de ouro, que granjeou em mais de um milénio de anos, tantas vezes pela heroicidade pessoal e humana de verdadeiros lusitanos.
      Responsáveis são todo o Povo Português, todos os cinco "gangs" que residem na Assembleia da República, todas as intersindicais, que reúnem a maçonaria, os corruptos e os ladrões, que nada sabem construir, mas só destruir!...
      Poucas excepções e algumas delas deixaram-se arrastar pelo grupo de personalidades falsas, que os envolveram...
      Muitos dos males praticados são irreversíveis. Agora apenas com suor e lágrimas dos que acreditam em PORTUGAL esta situação caótica pode ser revertida, limpa e vencida, pois condições naturais não nos faltam. Faltam-nos bons e honestos gestores.
      Vencer sim, mas com amor e respeito para com o seu lar, para com o seu território, para com a sua própria honestidade e humanidade, pensando sempre naqueles que mais estão a sofrer, para gáudio dos seus detractores...
      Para isso temos de mudar de atitudes, limpar o lar do forno das cinzas poluidoras e dar o seu melhor pelos outros, sem pensar apenas nos seus interesses pessoais.
      Voltarmos a vestir a pele de Viriato, de D. Afonso Henriques, de D. Pedro, do Conde D. Henrique, de Nuno Álvares Pereira, da Padeira de Aljubarrota e de outros tantos heróis do passado, que tanto sempre nos elevaram bem alto!
      Novo Governo sim, todavia constituído apenas por essas criaturas que têm orgulho do seu passado, que jamais nos envergonhou..., como está a envergonhar e a conspurcar a História de Portugal recente, com traições, corrupções, indiferenças!
      Continuando como estamos, daqui a mais uma década ou duas, Portugal será transformado em mais um "Kosovo"!...

      Eliminar
  11. É o cumulo da pouca vergonha quando o pais esta nesta situaçoa em que ja nao ha dinheiro para a saude publica quando a educaçao esta um caos
    que deus me perdoe mas o que esta a fazer a troika em portugal apenas a cobrar juros altissimos em vez de punir os pulhas que deixaram o pais neste estado

    ResponderEliminar
  12. Que nojo de gente! Às armas! Eu levo o rolo da massa, que está sem uso há muito tempo!

    ResponderEliminar
  13. Pois... Isto tem que levar uma volta grande... já não vai lá com mesinhas.

    Deixo ficar aqui o meu blog onde também denuncio a corrupção, e onde se podem ver filmes bem interessantes acerca da situação internacional também.

    http://assokapa.blogspot.pt/

    E Facebook...

    http://www.facebook.com/pages/Assokapa/445726665469113

    ResponderEliminar
  14. Na verdade o rotativismo dura há duas centenas de anos neste país. Os maçons mantêm a nação num equilíbrio instável, mas ninguém nunca os ousa tirar do poder, porque eles até com a igreja foram coniventes durante o Estado Novo. Agora, uma coisa é certa, se discordamos da sem-vergonhice da República, em que não há pudor algum nos abusos de previlégios e regalias por parte dos poderosos e nos cortes de direitos aos pequenos e fragilizados, também eu não posso concordar em colocar a velha Diana ainda mais nua! o problema da nação e que os levou a poder manipular o povo e as suas emoções com base numa técnica impregnada da filosofia decisionista, é precisamente a aceitação deste quanto à rotura com os bons costumes, que ajudam a sabedoria e dão luz e vergonha onde ela deve existir. Portanto, abaixo a semvergonhice promíscua que desautoriza a força moral do povo, abaixo a manipulação luciferiana dos maçons nesta nação!

    Cumps

    ResponderEliminar
  15. Esta gente, obrigatoriamente, tem de ser julgada e punida exemplarmente. Não se pode permitir que a impunidade e a irresponsabilidade seja o pano de fundo de uma sociedade. Os políticos profissionais, oriundos das Juves partidárias, estão dependentes do seu emprego político e desejam ardentemente conservá-lo para manter as suas mordomias escandalosas e obscenas. Todos temos responsabilidade em permitir que esta gente oportunista e medíocre faça de todos nós parvos e atrasados mentais!

    ResponderEliminar
  16. Eu,um simples operário emigrante na Holanda desde 1964 e já velhote (88anos),digo que já com 40 anos de idade,vim p'rà Holanda com um grupo de operários contratados para uma Fábrica do ramo metalúrgico um trabalho sujo e penoso que me custou imenso mas que fazendo das tripas coração,consegui passar na prova dos dois meses de experiência e aqui fiquei até à idade da reforma e aqui vivo e sou melhor tratado do que fui na Pátria-Mãe p'ra mim madrasta.Passados 7 anos, para assegurar a minha estadia e o meu trabalho na Holanda e porque não queria voltar para a pobreza em que vivi,pedi a nacionalidade holandesa que me foi concedida em 1972.Quando atingi a idade da reforma,pedi à Caixa Geral de Aposentações a minha parca reforma a que me julgo com direito,mas de lá responderam-me que não tinha direito a ela por ter perdido a nacionalidade portuguesa e isto baseado num Decreto/Lei de 1972.Eu só vendi a minha fôrça de trabalho ao estrangeiro,não vendi a minha alma que é portuguesa até à morte.Os patrioteiros que desgovernam Portugal é que vendem o País aos bocados aos interêsses estrangeiros.Que a minha parca pensão de velhice da CGA,lhes sirva de veneno.Felizmente tenho a pensão holandesa e em Portugal nada tenho a não ser os meus familiares que também lutam com dificuldades,vítimas da Política dêsses filhos da pata que os amassou em má hora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não descontaste e querias mamar ele há cada um.

      Eliminar
  17. noemio de sousa08 maio, 2013 19:44

    Ao ponto a que chegámos só vejo a "DESOBEDIÊNCIA CIVIL" como remédio para esta doença!, não haja dúvidas...
    As FORÇAS de ESQUERDA que se organizem e eu serei mais um soldado...

    De Sousa

    ResponderEliminar
  18. a culpa é do zé povinho fala fala mas quando é preciso eles votam na queles que lhes chupam o sangue a costituição foi elaburada para o povo não foi para os puliticos olhem para o paulinho das feiras que andava todo surridente a dar beijinhos aos velhinhos e agora que conseguio o que queria o que faz dalhe a facada final com o dito por não dito mas infelizmente o povo gosta.

    ResponderEliminar
  19. NAO VOTEM.

    NAO PAGUEM IMPOSTOS.NAO SUSTENTEM REFORMAS E ORDENADOS PUBLICOS ACIMA DA MEDIA NACIONAL.

    NAO USEM OS SERVIÇOS DOS CORRUPTOS, ONDE SEJA NECESSARIO APGAR. CENTROS DE SAUDE, AUTOESTRADAS, ETC.


    EMIGREM SE PUDEREM NAO CONTRIBUAM COM NADA PARA OS CORRUPTOS.

    RETIREM TODO O DINHEIRO DOS BANCOS CORRUPTOS, METAM EM INTERNACIONAIS.


    VAMOS ACABAR COM O JOGO, GAME OVER.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  20. Os sanguessugas do Povo que continua sereno e sempre pronto a pagar aos violadores da moral e da ética !!
    Até quando ?!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assunçao esteves e Vitorino do PS, como deputados, tiveram uma participaçao entisiasmada na aprovaçoa da lei dos juizes, que lhes permite reformarem com 10 anso de serviço aos 40 anos de idade.

      20 dias depois, vitorino e assunção , estes deputados, tomam posse como juizes do tribunal constitucional, precisamente a 2 de Agosto. Ò povo, JÀ FOSTE !!!!

      CORRUPÇÃO PURA E DURA!

      Só ainda não consegui enetender bem como é que uma atrasada mental chega aos cargos que chega.

      E porque é que uma lei votada por eles próprios não é inconstituicional,

      não é crime,

      não é nada.O país do nada.

      Eliminar
  21. Só agora vi que este blog denunciou e bem as subvenções dos políticos agora suspensas
    Mas para melhor juízo julgo ser útil saber- se que o único partido que votou contra foi o PCP e que não deixou de o denunciar em várias intervenções públicas .
    Também julgo ser útil saber-se que o PCP é o único partido que aplica um principio que é o de nenhum eleito ser beneficiado ou prejudicado por esse facto . Os deputados na AR , no Parlamento Europeu e os eleitos nas autarquias entregam ao Partido para a sua luta o que recebem a mais do que ganhavam na vida privada . As receitas vindas dos eleitos bem como as quotas pagas pelos militantes e as receitas da festa do Avante é a principal fonte das receitas do Partido como se pode ver no Tribunal Constitucional. Pode-se discordar e dizer que esse dinheiro devia ter outro destino mas isso é outra discussão e não é essa a opinião do colectivo partidário .

    ResponderEliminar
  22. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar
  23. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar