10 outubro, 2012

Os salários estrondosos dos que arruínam Portugal.

Após analisar o email, (em baixo), enviado ao blog, questionei-me. 
Porque razão os nossos políticos incompetentes, permitem que num país arruinado, em parte pelo endividamento das empresas públicas, que apresentam "buracos" sem fim à vista, haja administradores, presidentes, gestores públicos, etc a ganhar estrondosamente? Ganhos estes a que ainda se somam regalias igualmente estrondosas? Ganhos estes ofensivamente superiores mesmo aos dos próprios políticos que os escolhem???

Só consigo encontrar uma resposta:
Esta permissividade irracional e abusadora acontece porque os políticos sabem que após acabarem os mandatos, irão ser bafejados por esses mesmos salários principescos, que eles legislaram e aprovaram.
Com a certeza de que poderão ocupar cargos de luxo nessas empresas que lhes permitirão "vingar-se" de terem vivido 4 anos "miseráveis", sob o jugo de um mandato "miserável", a ganhar "miseravelmente". Eles sabem ainda que no governo geralmente são apenas 4 anos de salário, e nestes tachos das empresas públicas, pode ser o resto da vida. 
Só por essa razão se justifica que os nossos políticos não coloquem um fim a estes salários, um autentico e descarado, sorvedouro dos impostos dos portugueses. Estão a assegurar o seu futuro. 

Mas quem os contrata (os políticos) insiste que estes cargos sejam ocupados por políticos e amigos. Estão reservados à décadas para eles próprios e não para pessoas normais.
Têm várias vantagens... 
- garantem salários de luxo aos políticos e amigos
- garantem cargos de luxo sem exigir mérito ou trabalho
- garantem uma forma fácil de transferir dinheiro público para amigos, ao sustentar as empresas deles, a quem adjudicam obras com contratos directos e pagos muito acima do devido.
- garantem rendimentos mesmo aos mais incompetentes sem terem que competir no mercado de trabalho com pessoas competentes.

E citando Paulo Morais ao minuto 15 deste video, denuncia que todos os organismos públicos, (fundações, institutos e empresas municipais) são apenas albergues de boys dos partidos, que jamais poderiam funcionar bem, basta serem geridas por pessoas cuja única competência é pertencerem aos partidos. Ironiza mesmo que quem tem como única competência e formação, organizar comícios, gritar em megafones e organizar jantares de vitela assada, só por milagre é que poderia ser um bom gestor, portanto estas " empresas" estão condenadas à insustentabilidade e ao parasitismo do estado.

SER POLITICO TEM QUE TRAZER MUITAS VANTAGENS, E QUE NÃO SÃO O SALÁRIO... CLARO
Pires de Lima perde 750 mil euros por ano no Governo. 04 Setembro 2013
O ex-presidente executivo da Unicer ganhou mais de 826 mil euros em 2012, sendo que actualmente como ministro da Economia, António Pires de Lima, vai perder, pelo menos, 750 mil euros por ano, face aos rendimentos que apresentou no ano passado. Receberá cerca de 5 mil euros por mês. fonte

EMAIL enviado ao blog... um escândalo... 
 1
- Presidente dos EUA recebe por ano $400.000,00 (291.290,417 Euros);
- O Presidente da TAP recebeu, em 2009, 624.422,21 Euros;
- O Vice-Presidente dos EUA recebe por ano $ 208.000,00 (151.471,017 Euros);
- Um Vogal do Conselho de Administração da TAP recebeu 483.568,00 Euros;
- O Presidente da TAP ganha por mês 55,7 anos de salário médio de cada português.
2
- A Chanceler Ângela Merkel recebe cerca de 220.000,00 Euros por ano;
- O Presidente da Caixa Geral de Depósitos recebeu 560.012,80 Euros;
- O Vice-Presidente da Caixa Geral de Depósitos recebeu 558.891,00 Euros;
- O Presidente da Caixa Geral de Depósitos ganha por mês 50 anos de salário médio de cada português.
3
- O Primeiro-Ministro Passos Coelhos recebe cerca de 100.000,00 Euros por ano;
- O Presidente do Conselho de Administração da Parpública SGPS recebeu 249.896,78 Euros;
- O Presidente do Conselho de Administração da Parpública SGPS ganha por mês 22,3 anos de salário médio de cada português.
4
- O Presidente da República recebe cerca de 140.000,00 Euros por ano;
- O Presidente do Conselho de Administração da Águas de Portugal recebeu 205.814,00 Euros;
- O Presidente do Conselho de Administração da Águas de Portugal ganha por mês 18,4 anos de salário médio de cada português;
5
- O Presidente francês recebe cerca de 250.000,00 Euros por ano;
- O Presidente de Administração dos CTT - Correios de Portugal, S.A. recebeu
336.662,59 Euros;
- O Presidente de Administração dos CTT Correios de Portugal, S.A. ganha por mês
30 anos de salário médio de cada português.
6
- O Primeiro-Ministro David Cameron recebe cerca de 250.000,00 Euros por ano;
- O Presidente do Conselho de Administração da RTP recebeu 254.314,00 Euros;"

Mais casos de políticos de "sucesso". Sucesso em arruinar Portugal, são encaminhados para empresas a serem também arruinadas? 

27 comentários :

  1. Bom dia Zita,

    Quanto ao artigo, primeiro tem de se questionar cada português se conhecia estes números, depois tem de se dizer a cada português porque é que recebem esta batelada de dinheiro quando as empresas que gerem dão prejuízos.

    Mas isto só reforça a ideia da promiscuidade entre políticos e boys. É uma classe à parte que vive á grande do esforço de quem realmente trabalha e produz.

    Isto leva a um recente comentário de Passos Coelho que só pode ser encarado como humor negro.

    "Os portugueses andam a viver abaixo das suas possibilidades. Quem tinha dinheiro não o gastou quando podiam ter comprado automóveis".

    Este comentário demonstra na perfeição a incompetência deste senhor, bem como a vida que tem levado, a de menino da mamã que sempre teve tudo sem trabalhar um dia que seja. Porque se o sr. Coelho tivesse o mínimo de noções de economia, saberia que o aumento de cargas fiscais leva o consumidor racional a ser mais prudente, não consumindo tanto como poderia consumir, uma vez que o clima tende a encarecer os bens e serviços. Comprariam automóveis, a maioria das famílias tem de pedir crédito para tal, pois não é qualquer pessoa que se possa chegar à frente com 10 000 euros (ou mais). E nesta conjuntura económica, a pessoa vai tirar da mesa para por num carro?

    Não se pode referendar também a opção dos nossos políticos terem de aparecer em público com orelhas de burro?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. lol pode-se referendar e fazer petições à vontadinha... mas o cavaco silva tem o poder de invalidar o que lhe convém e apetece... portanto só irá aprovar petições que peçam aumentos dos salários dos políticos, aumentos das reformas dos políticos, etc etc.

      Eliminar
  2. Bom dia, Zita

    Mais um excelente post !

    Os "capatazes" dividem entre si os tachos : nos (des)governos ou nas empresas públicas, como se fosse um círculo vicioso entre os "beneficiários" do actual REGIME.

    "Não votem mais neles" vai direitinho aos partidos do arco da governação.

    Já no tempo da "oura senhora" se dizia : "o bom não é ser-se ministro ; o bom é tê-lo sido".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. """""Já no tempo da "oura senhora" se dizia : "o bom não é ser-se ministro ; o bom é tê-lo sido"."""""

      Está tudo dito...

      Eliminar
    2. Oops : só agora reparei que escrevi "oura" em vez de "outra". Erro do dactilógrafo que, felizmente, todos compreenderam, a começar pela estimada Zita. Muito obrigado, amiga.

      Eliminar
  3. Pois é...

    Temos os incompetentes mais caros do mundo.
    E alguns deles gabam-se do seu mérito académico! Pena é que quando tiveram que gerir alguma coisa pública só saiu asneira...ou estariam a trabalhar para o seu real (e futuro)patrão?

    O povo gosta e paga.
    Have some fun!

    Monty Python Reloaded

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é isto ?
      - Não, não é a América Latina, nem Angola. É Portugal no esplendor do gamanço e da cunha !!!

      SALÁRIOS E REFORMAS DOURADAS NO BANCO DE PORTUGAL JANEIRO 2008
      O Conselho de Administração do Banco de Portugal, composto por seis membros, que auferem salários anuais de 1,596 milhões de euros anuais ( uma média de 266 mil euros por ano ).
      A este valor médio de 266.000,00 euros por ano, acresce: cartão de crédito para despesas de representação, telemóveis, viagens, carro topo de gama com motorista e segurança privada a tempo integral, etc, etc, etc ………………
      A estas benesses, acresce também o facto destes senhores, no fim do mandato no Banco de Portugal, terem " direito " a uma pensão de reforma integral ( mesmo que só tenham passado 4 ou 5 anos no cargo ). Uma reforma dourada que não é acessível a mais nenhum reles mortal CONTRIBUINTE PORTUGUES.
      Agora vamos aos nomes e salários pagos a estes " senhores ", tenho que ter cuidado para não dar os nomes que gostaria de chamar-lhes ( não vão estes cabrões ainda me processar por ter ofendido a honra deles – coisa que de certeza não tem !!!!!!!!!!! ).

      Vitor Constâncio
      Rendimentos em 2006 – 282.191,00 euros
      José Agostinho Martins de Matos
      Rendimentos em 2005 – 244.536,00 euros
      Pedro Duarte Neves
      Rendimentos em 2006 – 254.586,00 euros
      Jose Silveira Godinho
      Rendimentos em 2005 – 364.184,00 euros ( Salário Administrador Banco de Portugal + pensão Banco de Portugal de 139.550,00 euros).
      Manuel Sousa Sebastiao
      Rendimentos em 2006 – 226.081,00 euros
      Vitor Manuel Pessoa
      Rendimentos em 2006 – 225.240,00 euros ( Salário Administrador Banco de Portugal + pensão de 30.101,00 euros )

      Em comparação com outros países, temos que na América ( EUA ), o Presidente da Federal Reserve Board - Ben Shalom Bernanke, que tem formação acadêmica na Universidade de Havard, Massachussets Institute de Stanford, New York University, Princeton Universit, entre outras mais, ganha miseravelmente uns 126.938,80 euros anuais. País pobre ! Caramba.
      Nossos administradores do Banco de Portugal " merecem a melhor remuneração ", pois devem ter melhor preparação, e superior formaç

      Acesse ao Artigo completo: http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/10/o-que-mais-me-surpreende-e-passividade.html#ixzz29STlCFfk

      Eliminar
  4. A ética e o mais elementar bom-senso limitariam o salário de qualquer suposto gestor, estado inclusivé, a 5 vezes o salário mínimo da empresa.

    Será que qualquer destes gananciosos não é facilmente substituível por uma pessoa normal? Quem os conhece sabe bem que só se distinguem pela cobiça. Nada mais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eles não querem ser substituídos por pessoas normais. Quem os contrata quer que estes cargos sejam ocupados por políticos e amigos. Estão reservados à décadas para eles e não para pessoas normais. Tem várias vantagens...
      - garantem salários de luxo aos políticos e amigos
      - garantem cargos de luxo sem exigir mérito ou trabalho
      - garantem uma forma transferir dinheiro público para amigos ao sustentar as empresas deles, a quem adjudicam obras com contratos directos e pagos muito acima do devido.
      - garantem rendimentos mesmo aos mais incompetentes sem terem que competir no mercado de trabalho com pessoas competentes.

      Eliminar
    2. Desse grupo de sabujos retratados no artigo, destaco o Pedro Serra, ex-director do jornal do Partico Comunista Português, "O Diário", que conduziu à falência, a seguir vendeu-se, tal como Mário Lino Soares Correia, ao Sócrates para "golpes".

      Sócrates colocou-os no sector das águas, onde Serra empregou a mulher Alexandra e mais cem (100) amigos, muitos ex-comunas, como Luísa Branco. Claro que esta e a esposa do ex-comuna Serra foram rapidamente administradoras!!!

      Eliminar
  5. Calma aí...

    Porque creio que falta o Borges, o paradigma do académico desconectado da realidade e sem um pingo de vergonha (pingo, Pingo Doce perceberam o trocadilho foleiro que fiz? O Borges também trabalha para o Homem do Pingo Doce, e é tudo legal).
    Está há mais de um ano a estudar as PPP´s e ainda népia...Mas é pago a peso de ouro (consta que são mais 20.000€/mês)!

    Parabéns à Zita pelo trabalho de recolha da informação.

    Cumps.
    Falso Vate

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo humor e pelo que acrescenta ao blog...

      Eliminar
  6. O Comunismo não é solução
    O Socialismo não é solução
    O Fascismo não é solução
    O Nazismo não é solução
    O Capitalismo não é solução
    O Neoliberalismo não é solução
    A única que ainda não foi utilizada foi o Anarquismo mas também não vejo que seja solução.

    Enfim, nenhuma destas ideologias políticas e sistemas económicos não resultaram no passado e não resultam no presente.

    Nada é perfeito, mas existe uma alternativa sem ideologias. A chamada "Economia baseada em recursos".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já Galbraith dizia que nenhuma teoria económica é ideologicamente neutra.

      Continua a acreditar na Democracia do tipo nórdico pois o que temos por cá de democracia só tem o nome.

      Saudações

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  7. E são estes gajos que nos dizem que a culpa de tudo isto é nossa porque andamos a viver acima das possibilidades e que temos de reduzir os nossos salários.

    O povinho que continue a dormir na forma e não digam que foi por falta de aviso.

    ResponderEliminar
  8. O Comunismo não é solução
    O Socialismo não é solução
    O Fascismo não é solução
    O Nazismo não é solução
    O Capitalismo não é solução
    O Neoliberalismo não é solução
    A única que ainda não foi utilizada foi o Anarquismo mas também não vejo que seja solução.

    Enfim, nenhuma destas ideologias políticas e sistemas económicos não resultaram no passado e não resultam no presente.

    Todos estes sistemas são corruptos e desiguais e é por isso que haverá estas notícias de políticos corruptos e dos interesses corporativos e económicos etc.

    Nada é perfeito, mas existe uma alternativa sem ideologias. A chamada "Economia baseada em recursos".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O ser humano não é um "Homo Economicus", é muito mais do que isso. A Economia deve estar ao serviço da sociedade e não o contrário.

      Vivemos um tempo em que a Economia como disciplina (não é uma ciência "strictu sensu", basta ver as previsões do Gasparzito) para reger a vida das sociedades e o resultado está à vista.

      Cumps.
      Falso Vate

      Eliminar
    2. Peço desculpa pelo erro.

      Onde está para reger deve ler-se parece reger.

      Cumps.
      Falso Vate

      Eliminar
    3. Economia baseada em recursos10 outubro, 2012 23:47

      Obrigado Falso Vate

      Eliminar
    4. Estamos a falar do "Venus project" do Jacque Fresco não é?

      Sinceramente, para quem ainda não conhece, acho que vale a pena dar uma vista de olhos pelo site. O ponto de vista é no minimo interessante.

      Acho que existem algumas lacunas na ideia, e para funcionar, as pessoas iriam ter de mudar MUITO!!

      Mas acho possivel.

      E mesmo para quem ache o Jacque Fresco um pouco louco( que eu compreendo) e o projecto uma utopia, há conteudo com muita logica.

      Ele ganhou a minha atenção quando disse que os paises têm sido governados por pessoas ignorantes ao longo de anos!!

      Alguem contesta isto?







      Eliminar
    5. Olá Bug

      Sim, é exactamente isso que estás a falar do "Venus project" de Jacques Fresco. Não concordo com todas as ideias de Fresco mas é uma alternativa sem ideologias. Também diziam que o Comunismo era uma utopia e no entanto foi projectado pela URSS e outros mas foi um fracasso porque era corrupto e desigual tal como os outros. O nosso mundo vive de experimentalismo.

      Eliminar
    6. Awareness Beacon16 outubro, 2012 10:55

      Bug,

      Talvez seja de bem acrescentar que a "utopia" de Jaques Fresco faz mais sentido aliada à "utopia" do Movimento Zeitgeist!

      Carlos,

      A Democracia é também uma utopia posta em práctica, os Gregos e os Romanos usáram-na nos seu tempos áureos e falhou, e mais uma vez a História tende a repetir-se!

      Regards.

      Eliminar
  9. CARTA ABERTA AOS DESENCANTADOS DE PORTUGAL

    Vamos deixar-nos de ilusões...

    Quase desde sempre que existem apelos à Unidade da Esquerda

    Primeiro era o PCP que lançava reptos ao PS, na vã ilusão de que este se dividisse, e que a sua desagregação trouxesse muita gente para a sua influência.

    Ao longo dos anos, os vários grupos trotskistas não se cansaram de propor a unidade da esquerda – atualmente são o MAS e o POUS que o fazem.

    O BE e o PCP, pelo menos, não responderam como deviam, quando o descalabro se tornou evidente – durante a queda de Sócrates e as eleições de 2011 – preferindo “cada um a pedalar na sua bicicleta”

    O PS já há muito meteu o socialismo na gaveta, e ultimamente é um dos responsáveis pela ofensiva neoliberal de destruição das nossas vidas a que se assiste.

    Mesmo que se unissem, PCP+BE+MRPP+POUS+MAS+RC nunca teriam os votos suficientes para formar governo. O PS vai sempre tentar a maioria absoluta.

    Uma convocatória independente “Que se lixe a Troika, queremos as Nossas Vidas” mobilizou 500.000 pessoas em Lisboa e cerca de 1.000.000 em todo o país, em 15 de Setembro.

    A CGTP, com toda a sua organização, dias depois, em 29 de Setembro, mobilizou 130.000 em Lisboa, apesar do apoio de muita gente independente.

    1ª conclusão – A esquerda não consegue ultrapassar as suas divisões, nem os estigmas a que está sujeita, aos olhos da população.

    Aproveitando essa circunstância, os orgãos de comunicação social fizeram os impossíveis para identificar o Congresso das Alternativas como se fosse “Congresso das Esquerdas” - é uma manobra torpe para isolar a iniciativa de, pelo menos, metade do eleitorado.

    Nenhum destaque foi dado às propostas – todo o destaque foi para as vaias a Ana Gomes e ao facto forjado da eventual candidatura de Carvalho da Silva à presidência.

    Mas deste Congresso saiu o embrião da Alternativa para Portugal, em termos de Programa.

    2ª conclusão - Falta criar a Alternativa de Governo.

    Proposta – criar um amplo Movimento, que adote o Programa anti neoliberal, mas que seja transversal na sociedade e na política, fugindo à identificação com os dogmas da dicotomia esquerda/direita.

    Apontar como objetivo o Governo de União do Povo, para aplicar as medidas urgentes que salvem as nossas vidas, e que salvem o país.

    POR UM MOVIMENTO DOS CIDADÃOS PELA DIGNIDADE – PARA UNIR O POVO

    ResponderEliminar
  10. Os meus amigos desculpem, mas eu acho que chegou o tempo de passar das palavras aos actos, chega de criticas vamos actuar eu digo vamos-nos organizar e fazer uma REVOLUCAO para que seja restituida a democracia neste Pais.
    A associacao entre o Estado e o Capital eu chamo FASCISMO esses Sres que que teem tido responsabilidades governativas nos ultimos 20 anos eu chamo TRAIDORES A PATRIA.
    Aos jovens que ainda acreditam que vivemos em democracia eu vos digo:
    Tudo mentira, vivemos numa ditadura bipartidaria e somos governados verdadeiramente pela MACONARIA que deveria desde ja comecar a ser prosseguida por melicias populares.
    DO POVO PARA O POVO sem cor politica,sem raca ,sem credo VIVA PORTUGAL!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar