06 dezembro, 2012

2 milhões de euros/ano, só para 17 reformados da CGD

Segurança Social politicos falencia passos coelho jardim
Ainda há quem seja contra a urgência de se fazerem reformas na Segurança Social? Com os trafulhas à solta, doutorados em ir ao pote dos pobres, conhecedores de todas as manobras de rapinagem que existem, dotados do maior descaramento e impunidade, ou alguém os trava ou o pote esgota-se.

Vejamos alguns exemplos...
- O ex-presidente da CGD, Santos Ferreira, subiu ao escalão máximo da empresa – o nível 18 – dois dias antes de sair para o BCP. Interessante... mas não ficou satisfeito com a jogada suja
- Ainda convidou dois ex-vogais do conselho de administração para a reforma antecipada por inadaptação, através de um acordo que permitiu aos dois colaboradores continuarem a trabalhar em empresas privadas. O preço das duas pensões para o Estado é de 236 mil euros por ano, continuando os dois a desempenhar altos cargos em instituições privadas.
3º - O abuso é imenso 17 ex-administradores da CGD recebem dois milhões em reformas por ano
- Muitos continuam no activo, basta não ser no público, acumulando com grandes cargos que garantiram por terem pertencido à elite. 
- Há quem defenda que as reformas deveriam ser suspensas, enquanto se está no activo, as reformas são uma tábua de salvação não são um brinde ou um jackpot, que é como os poderosos as utilizam.
- Há quem defenda que as reformas deveriam possuir um tecto e haver ajustamentos nesse sentido. 
- Celeste Cardona, afirma que é urgente rever-se estas situações,  pois há pessoas a receber reformas douradas, apesar de terem feito poucos descontos.

Alguns nomes dos bafejados... "(...) entre os quais estão Mira Amaral, Celeste Cardona, João Salgueiro, Almerindo Marques, Faria de Oliveira, António Tomás Correia e Carlos Oliveira Cruz."  fonte

Artigo original
"17 ex-administradores da CGD recebem dois milhões em reformas, por ano. A esmagadora maioria continua no activo, estando à frente de grandes empresas. Professores universitários também acumulam. 
A Caixa Geral de Depósitos é apenas um dos muitos exemplos que existem de empresas com reformados pelo Estado e/ou pela Segurança Social que regressam ao mercado de trabalho no sector privado, acumulando reformas acima dos cinco mil euros com novos e altos salários em empresas ou instituições fora da órbita estatal. 
Neste caso, apenas 17 das pessoas que passaram pelo conselho de administração do banco público recebem cerca de 2 milhões de euros por ano em pensões que oscilam entre os 2710 euros mensais e os 14 352 euros brutos.
Numa altura em que o executivo está a congelar e a cortar as pensões de milhares de portugueses, e já prometeu novas medidas de austeridade nesta área, este leque de reformados, a que se juntam outras personalidades públicas, como Eduardo Catroga e Luís Filipe Pereira, que estão no conselho geral da EDP, continuam a poder acumular reformas milionárias com outros rendimentos provenientes do trabalho.

Fazem-no porque é legal – só são obrigados a optar no caso de continuarem a ocupar cargos públicos.
Uma das opções, a suspensão da reforma durante o tempo em que continuarem no activo, não é permitida por lei. Ou seja, a reforma continuaria a ser um direito inalienável, mas se uma pessoa quiser manter-se no mercado de trabalho depois de aposentada, tem de prescindir de todos os anos anteriores em que fez os seus descontos, desistindo definitivamente dessas contribuições.
Uma segunda opção poderia ser o plafonamento das reformas para quem se mantenha a trabalhar, num valor, por exemplo, acima dos 5 mil euros, montante que teve uma penalização de 10% com a entrada em vigor da nova lei da Segurança Social.
O mais caricato de toda esta situação é que até é rentável para o Estado manter um reformado num alto cargo de uma empresa privada. Por exemplo: um presidente de um conselho de administração que ganhe 420 mil euros de vencimento mais 131 mil de aposentação recebe 551 mil euros anualmente. Só em sede de IRS, 157 mil euros são taxados em 46,5% e os restantes em 49%. Ou seja, acaba por ser um ganho e não uma despesa para as contas nacionais.

João Salgueiro, que depois de ter saído de presidente da Caixa assumiu a presidência da Associação Portuguesa de Bancos (APB) recebe actualmente uma pensão em termos brutos de 14 352 euros, que acumulou com o salário da APB. O próprio chairman da Caixa, Faria de Oliveira, também é reformado e o valor da pensão acumula com o vencimento da presidência da mesma associação.
Celeste Cardona, integra igualmente a lista das reformas da Caixa Geral de Aposentações e da Segurança Social. Ao i, a agora advogada admite que deve haver uma revisão e uma análise cuidada de todas estas situações, em especial as que dizem respeito aos regimes de excepção, que permitiram que determinadas pessoas recebam altas pensões, pesem os poucos anos de descontos. “Quando estive no parlamento sempre defendi que os anos em que uma pessoa era deputada deviam contar o mesmo, como se estivesse a trabalhar noutro lugar qualquer.”
Actualmente, a ex-vogal do conselho de administração recebe 8585 euros contra os 9799 anteriores. “É uma pensão mista, correspondente a praticamente 40 anos de carreira contributiva. 
Depois da sua saída da Caixa, Celeste Cardona manteve uma avença com a instituição financeira até 2011 e actualmente é representante do banco no conselho de administração do BCI, em Moçambique.
A sua aposentação foi calculada com base nas remunerações fixadas na deliberação de Setembro de 2000, que tem por cálculo-base o montante máximo de 17 475 euros. As pensões sujeitas a estas regras são pagas igualmente a Carlos Oliveira Cruz, Mira Amaral (agora presidente do BIC), António Tomás Correia (presidente do Montepio) e Almerindo Marques (presidente da Opway) e são actualizadas, ou seja, sofrem os mesmos aumentos e reduções que as aplicadas aos administradores em funções.
INAPTIDÃO
O ex-presidente da CGD, Santos Ferreira, que subiu ao escalão máximo de remunerações da empresa – o nível 18 – dois dias antes de sair para a cúpula do BCP, também teve a sua quota parte de responsabilidade nesta lista de 17 pessoas, neste caso convidando dois ex-vogais do conselho de administração para a reforma antecipada por inadaptação para a função, através de um acordo que permitiu aos dois colaboradores continuarem a trabalhar em empresas privadas. A factura das duas pensões para o Estado é actualmente de 236 mil euros por ano, continuando os dois a desempenhar altos cargos em instituições privadas.
O próprio presidente da Fundação Francisco Manuel dos Santos, António Barreto, é aposentado como professor universitário, acumulando com o vencimento que recebe do grupo Jerónimo Martins.
No entanto, o i sabe que houve outras personalidades públicas que prescindiram por completo da sua reforma quando retomaram a vida activa em novas funções no sector privado. Não se quiseram identificar, mas consideram que agiram em consciência, prescindindo de pensões com valores também consideráveis." fonte

Conspiração e traição contra os reformados de Portugal.
167 mil euros de reforma para Jardim Gonçalves
Reformas com um futuro obscuro
400% de aumento de reformados de luxo
galinha dos ovos de ouro
5440 reformas de luxo
Reformas de ouro
Os truques mirabolantes
Os que precisam não podem ter? 
Morre-se de pobreza, frio e fome na 3ª idade.




14 comentários :

  1. Zita,

    É só para chamar a atenção que ontem á noite deu na SICN um debate sobre a corrupção, a propósito de Portugal ter ficado classificado num honroso 33º lugar no índice de percepção de corrupção mundial.

    E nesse debate este presente o Paulo Morais, mais dois convidados.
    Como sempre o Paulo Morais este implacável. Sem papas na língua, fluido, esclarecedor.
    Os outros também disseram algumas coisas interessantes, embora um deles tendo sido deputado, tenha tentado arrefecer um pouco a conversa, uma vez que se calhar estava a ficar com as orelhas a arder.

    É minha sugestão preparar um tópico com o video desse debate que é importante ser amplamente divulgado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vi algumas partes, mas pareceu-me que não acrescentou muito aos vídeos dele, que já publiquei aqui no blog. Tenho que ver se denuncia algo de novo. Se pesquisar Paulo Morais, aqui no blog, verá que divulgo assiduamente, as suas denuncias.

      Eliminar
    2. "tenho que ver se denuncia algo de novo"


      Zita,

      Eu ouvi uma coisa horrenda nova. Não sei se ele já o tinha dito antes, mas eu não tinha ainda ouvido tal boçalidade.

      Ele falou em "Outsourcing Ligislativo".
      O que é isto?
      Nada mais nada menos que a Assembleia dos Gatunos, em vez de ser ela a legislar contrata empresas privadas de advogados para fazerem as leis. Estes obviamente fazem as leis de forma a beneficiar outros lobbies e arranjar buracos propositados para estes lobbies ficarem sempre impunes ao saque que praticam nos negócios com o estado.
      Isto é de uma imundiçe de bradar aos céus.

      E andam as pessoas ingenuamente como carneiros a votar nisto e depois nem leis fazem. Que raio estão então 230 larápios a fazer naquela espelunca?


      Eliminar
    3. Sim essa é nova... enfim

      Eliminar
  2. Bom dia

    Realmente o que se passa com as reformas é uma vergonha. Um cidadão honesto trabalha e desconta 40 anos. Chega a velhice com uma miserável reforma cerca de 400€ mal dá para comer e medicamentos.
    E hoje o blog trata das reformas dos corruptos destes bandidos que sacam o dinheiro que faz tanta falta para os idosos terem uma velhice digna. Como é possível a segurança social em 2020 estar falida, quando cerca de 75% dos reformados recebem menos de 500€. É óbvio que os chicos espertos que foram mencionados no dia de hoje (06/12), sugam o dinheiro todo. Vou dar um exemplo do Eduardo Catroga tem uma reforma de 9.600€. Portanto num ano recebe 9.600€ x 14 meses= 134 400€
    Este personagem que não faz falta nenhuma a Portugal, será que descontou alguma vez 100 000€, claro que não descontou nada deste valor. Ele só num ano recebe 134 400€ claro que é uma situação insustentável. Assim vamos todos ao fundo. Não há hipótese.

    Temos de acabar com subvessoes vitalícias, e meter um tecto máximo de reforma de 3.000€ e chega muito bem. Quando temos idosos a viver com 250€ e sobrevivem e vemos parasitas, chulos da sociedade com 7.000€ e mais. Isto é atentado às pessoas honestas.

    Fernando

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois temos... o pior é que eles não concordam nadinha connosco, adoram os beneficios deles--- e eles é que mandam

      Eliminar
  3. E julga o meu amigo que estes crápulas dalguma vez irão mexer nestas reformas dos chulos do regime? Tanto como nunca mexerão nas reformas e subsídios dos pulhas dos políticos! Serão sempre os outros, os das reformas miseráveis, que irão pagar sempre a factura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é verdade, concordo. Mas uma coisa é certa quando se acabar acaba para todos. Só é pena que os mais necessitados sofram as respectivas consequências. Porque para continuar com estas desigualdades, mais valia acabar de vez. Portugal é o País da União Europeia com maior desigualdades e está a aumentar a taxa de pobreza. Isto é que indigna o cidadão comum. Quando vemos e sabemos que estes políticos corruptos roubam o estado.

      Um aparte então um jovem hoje em dia, vai descontar e provavelmente não irá ter reforma, porque já não há dinheiro. Ou seja, então descontar para não ter direito a reforma, levanta-se uma questão é deixar de descontar e esse dinheiro que ia para a segurança social paga-se a um seguro privado. Ou joga-se na bolsa, pode ser que ao fim de alguns anos se tenha uma velhice digna. Esta questão é um caso a pensar ou melhor a repensar. Porque razão eu tenho 33 anos e ando a descontar e quando chegar a minha velhice não tenho direito a uma reforma. Portanto quando cumprimento com os nossos deveres devemos também ter direitos. Certo

      Fernando

      Eliminar
    2. Mas uma coisa é certa quando se acabar acaba para todos.
      Não é bem assim Fernando, para eles nunca acabará, eles saberão sempre onde ir buscar dinheiro e muito, estas reformas para eles são trocos... todos os favores políticos que eles fazem aos amigos, esses sim são as verdadeiras reformas, fazem favores políticos com o dinheiro do povo e depois recebem em troca tachos até aos 80 anos em grande empresas, onde não fazem mais nada senão exercer tráfico de influencias, corrupção, favores etc.
      Para eles nunca acabará...

      Temos que descontar para a SS quer queiramos quer não... isso jamais vai deixar de ser assim, a tendência é para piorar, eles precisam de cada vez mais impostos para sustentar os seus crescentes vícios e crescente numero de viciados.

      Eliminar


  4. Ora ai está ele fresquinho:

    http://www.youtube.com/watch?v=mEtUCXN1jzo

    É arrasador. A não perder.

    ResponderEliminar
  5. "TU QUE VIVES NA GRANDEZA,
    SE CALÇASSES E VESTISSES
    DAQUILO QUE PRODUZISSES,
    ANDAVAS NU, COM CERTEZA."
    (António Aleixo)

    ResponderEliminar
  6. A propósito de reformas e pensões de velhice,eu um simples operário emigrante na Holanda desde 1964 e já velhote (88anos),digo que quando requeri à Caixa Geral de Aposentações,a minha parca pensão de velhice,esta foi-me negada por ter perdido a nacionalidade
    portuguesa e isto baseado num Decreto/Lei de 1972.Sucede que eu vim para a Holanda com um contrato de trabalho para uma Fábrica e já com a idade de 40 anos e para assegurar a minha estadia e o meu trabalho aqui e porque não queria voltar para a pobreza onde vivi até emigrar,pedi em 1971 a nacionalidade holandesa que me foi concedida em 1972.Só vendi a minha fôrça de trabalho ao estrangeiro não vendi a minha alma que é portuguesa até morrer.Mas êsses patrioteiros filhos da pata que os amassou em má hora e que desgovernam Portugal,é que vendem o País aos bocados aos interêsses estrangeiros.Felizmente tenho a pensão holandesa de velhice e aqui fui e sou melhor tratado do que na Pátria-Mãe p'ra mim madrasta.
    A Pátria-Mãe p'ra mim madrasta/empurrou-me p'rà emigração/
    e maldita seja a Governação/que Portugal p'rà miséria arrasta.

    ResponderEliminar
  7. Não há ai um grupo de gente que faça a Barba a estes FDP .

    ResponderEliminar
  8. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar