09 agosto, 2011

Falência da segurança social à vista.

A saga continua e o aumento de reformados de luxo vão contribuindo, todos os dias para falir e arruinar as reformas dos nossos portugueses. Acautelem-se...
"Ao longo de 2011 já foram solicitados 318 pedidos de reformas superiores a quatro mil euros mensais. No final do ano passado, totalizavam os 4839. Ao longo do ano, porém, a corrida às pensões tem sido recorrente. Janeiro, contaram-se 63 atribuições de pensões que ultrapassam os quatro mil euros. As pensões com valores mais elevados têm estado, regra geral, destinadas aos funcionários públicos dos sectores da Justiça, do Ensino Superior (professores catedráticos), e da Saúde, como é o caso dos médicos e gestores hospitalares. As reformas mais elevadas situam-se nos 6129 euros por mês. " fonte

A corrida ás reformas de luxo volta a avançar no terreno.Nos últimos anos sofreu um aumento de 400%, (AQUI) foi como uma mina de ouro fácil e disponível. ( AQUI)
A legislação, totalmente fora de contexto e em desequilíbrio financeiro, permite-o, sabendo que nenhum sistema de segurança social ou seguros sobrevive a um quadro destes.
Descontar 8, ou menos, anos uma pequena percentagem e receber 4 mil euros durante 40 ou 50 é totalmente descabido e insustentável economicamente.
Só mesmo um país que cria leis visando enriquecer a classe politica e amigos, é que permite um quadro condenado a um saldo negativo. Falência garantida, não restam dúvidas.
Os oportunistas desenrascam-se, infiltrando-se por um sistema esburacado, permissivo e obsoleto que permite falir a segurança social.
Vejam aqui vários exemplos dos oportunistas que vão ter muito que receber até ao fim da vida. AQUI ,AQUI , AQUI ,AQUI ,

NESTE VIDEO, pode assistir ao caso na Suiça.






Sem comentários :

Enviar um comentário