13 junho, 2014

Governo cria mais um albergue de boys dourados e inúteis, para todos pagarmos.


QUE IMORALIDADE CHOCANTE​, NUM PAÍS ONDE HÁ FOME​!!!
Devem andar a gozar com os nossos impostos.
Estão a tentar acabar com os “Institutos” mas já arranjaram outros organismos para continuar a saga de tachos e boys, de saque ao orçamento. Começaram a criar “Instituições”. São os grandes malabaristas do parasitismo. Com muita ginástica mental, há sempre lugar para mais uns.
Que interesse há na criação desta instituição? Para que serve? Já existem dezenas de organismos, que todos pagamos, que servem para fazer a mesma coisa, uma e outra vez.
Isto serve para criar mais uns bons tachos dourados para os “amiguinhos”. Quem põe cobro a esta pouca vergonha? Basta ler o primeiro paragrafo para percebermos que vem fazer o que deveria ser feito pelo IEFP, ou o ministério do emprego, ou o observatório do emprego e as fundações de emprego.
Mas ao ler o Diário da Republica percebemos que agora são diferentes, estes são inteligentes... deve ser por aí.
Vão aperfeiçoar, melhorar, bla bla bla... é sempre a mesma conversa vazia. Medidas reais para acabar com o desemprego? bla bla bla bla

Diário da República, 2.ª série - N.º 57 - 21 de março de 2014
A Resolução do Conselho de Ministros n.º 73/2013, de 14 de novembro, determinou o processo de criação da Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), que tem como objetivos contribuir para a concretização das políticas públicas de promoção do crescimento e emprego, visando o desenvolvimento inteligente, sustentável e inclusivo, melhorar as condições de financiamento da economia, e aperfeiçoar a arquitetura institucional dos instrumentos financeiros, através do aumento de eficácia dos instrumentos de financiamento da economia e da realização plena dos princípios da boa governação.
(...)Nos termos da 2.ª parte do n.º 9 do artigo 28.º do Estatuto do Gestor Público, os gestores podem optar por valor de remuneração que tem como limite a remuneração média dos últimos três anos auferida do lugar de origem, aplicado o coeficiente de atualização das correspondentes taxas de variação média anual do índice de preços no consumidor. (...)
a) O Presidente da comissão instaladora, Paulo Azevedo Pereira da Silva, com limite de 13.500,00 € mensais;
b) A Vogal, Carla Maria de Castro Chousal, que fica a auferir uma remuneração mensal no valor de 12.515,44€;
c) O Vogal, Nuno Miguel de Ferreira Soares, que fica a auferir uma remuneração mensal no valor de 8.034,98€.
2 – Não são devidas despesas de representação aos membros da comissão instaladora su identificados.

Maria Luís Casanova Morgado Dias de Albuquerque. fonte, pg 7686

SENHORES JURISTAS, NÃO HÁ UMA FORMA LEGAL DE DAR ORDEM DE PRISÃO IMEDIATA À SENHORA QUE ASSINOU ESTE DESPACHO?
PORQUE AGORA PERGUNTO A ESTA GENTE QUE NOS DESGOVERNA, O QUE ANDAM A FAZER ESTES MARMANJOS TODOS, DA LISTA ABAIXO, NO MINISTÉRIO DO EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL??ANDAM A PASTAR? OU A MAMAR? E reparem no truque, para não se ver o salário de muitos, apenas puseram a diferença do aumento que teve, quando foi transferido.
O país do nepotismo, que permite que os motoristas da elite, ganhem mais que um médico ou um professor... 

Gabinete do Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social
FunçãoNomeIdadeVencimentoData de nomeação
Chefe de GabineteGabriel Osório de Barros35 anos€ 3.892,5309-04-2012
AdjuntaJoana Seabra dos Santos Cymbron Lopes34 anos3.069,33 €28-06-2011
AdjuntoJoão Maria Corrêa Monteiro Macieira Condeixa33 anos3.069,33 €01-07-2011
AdjuntaTeresa Bomba Correia37 anos1.164,23 € (diferencial remuneração de origem)09-09-2011
AdjuntaJoana Vallera39 anos1.468,31 €(diferencial remuneração de origem)04-10-2011
Técnico EspecialistaAlexandre Barata40 anos 3.551,00 €26-07-2011
Técnico EspecialistaRogério Manuel Borges Pires36 anos201,66€ (diferencial remuneração de origem)11-07-2011
Técnico EspecialistaAntónio Beirão Freire Torres61 anos3.069,33 €21-07-2011
Secretária pessoalFilipa Maria Morais André45 anos1.882,76 €28-06-2011
Secretária pessoalAna Margarida Severim Melo Alves dos Santos  Achando Gomes47 anos1.882,76 €21-06-2011
Secretária pessoalMaria Adelaide Henriques Lopes Nogueira de Campos (*)61 anos766,39€ (diferencial remuneração de origem)21-06-2011
Apoio técnico administrativoJorge Lopes (*)48 anos562,50€ (diferencial remuneração de origem)21-06-2011
Apoio técnico administrativoMaria Filomena Amil (*)56 anos665,84 € (diferencial remuneração de origem)21-06-2011
Apoio técnico administrativoMaria Patrocínia Santos (*)54 anos650,86€  (diferencial remuneração de origem)21-06-2011
Apoio auxiliarErmelinda Rodrigues (*)59 anos350,15€ (diferencial remuneração de origem)21-06-2011
Apoio auxiliarGuilherme Lopes dos Santos (*)51 anos471,67€ (diferencial remuneração de origem)21-06-2011
Apoio auxiliarMaria Manuela Pinto52 anos319,25€ (diferencial remuneração de origem)21-06-2011
Apoio auxiliarPatrícia Lima (*)35 anos354,94€ (diferencial remuneração de origem)21-06-2011
MotoristaPaulo Rebelo (*)45 anos490,28€ (diferencial remuneração de origem)21-06-2011
(*) - Desempenhavam as mesmas funções no Gabinete do Governo anterior 
Contacto - gabinete.ministro@msss.gov.pt
Gabinete do Secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social
FunçãoNomeIdadeVencimentoData de nomeação
Chefe de GabineteJorge Manuel de Almeida Campino54 anos1.102,08 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
AdjuntoRui Pedro Rodrigues Gonçalves36 anos3.110,59 €26-07-2013
AdjuntaSónia Claúdia Gonçalves Pinto Ferreira Gonçalves43 anos1.207,73 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
Técnico EspecialistaSónia Cristina Raposo dos Santos Esperto36 anos1.207,73 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
Técnico EspecialistaRaquel Varanda da Cruz Nunes Garrido Paiva de Andrada34 anos3.110,59 €26-07-2013
Técnico EspecialistaJosé Miguel Pereira Gomes39 anos2.826,84 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
Secretária pessoalMaria Irene Marques Mendes Nunes41 anos1.042,23 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
Secretária pessoalAna Cristina de Sousa Silva Maia Devesa47 anos1.866,16 €26-07-2013
Coordenadora do Apoio técnico administrativoFernanda de Oliveira Rodrigues Pena M. Domingos58 anos1.866,16 €26-07-2013
Apoio técnico administrativoAna Maria Camilo Belo Carvalho66 anos389,84 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
Apoio técnico administrativoÁurea Luísa Pereira Almeida Pedreira Gomes44 anos615,10 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
Apoio técnico administrativoRosalina Franco58 anos389,84 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
Apoio técnico administrativoMaria Carolina Marques dos Reis Santos60 anos389.84 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
Apoio técnico administrativoAna Cristina Raposo Neves Malaquias57 anos148,01 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
Apoio auxiliarMaria Amélia Catarino53 anos490,52 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
Apoio auxiliarMaria Isabel Duarte Mota Pinto63 anos292,39 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
MotoristaDiamantino da Silva António59 anos1.126,37 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
MotoristaNelson Manuel da Silva Freira40 anos1.076,68 € (diferencial remuneração de origem)26-07-2013
MotoristaManuel de Jesus Carvalho Ferreira46 anos1.369,28 €26-07-2013

Gabinete do Secretário de Estado do Emprego 
FunçãoNomeIdadeVencimentoData de nomeação
Chefe de GabineteAna Isabel Pais Pacheco Valente513.892,53 €26-07-2013
AdjuntaRita Gonçalves Canas da Silva Oliveira Andrade343.069,33 €26-07-2013
AdjuntoRodrigo Nuno Elias Gonçalves Silva393.069,33 €01-08-2013
AdjuntaSónia Helena Mendes Pólvora Martins411.123,47 € (diferencial da remuneração de origem)26-07-2013
Técnica EspecialistaCatarina Isabel Malveira Dornelas Pinheiro323.069,33 €02-08-2013
Técnico EspecialistaJosé Manuel da Luz Cordeiro513.069,33 €26-07-2013
Técnica EspecialistaMaria Helena Rocha Sequeira443.069,33 €26-07-2013
Técnico EspecialistaNuno Gonçalo Vaz Antunes371.569,33 € (diferencial da remuneração de origem)12-08-2013
Secretária PessoalAna Paula da Silva Franco Damil49809,59 €(diferencial da remuneração re origem)26-07-2013
Secretária PessoalLúcia Maria da Cunha Capela491.882,76 €26-07-2013
Apoio técnico administrativoMaria Isabel Valente Coelho Silva Nunes57392,91 € (diferencial da remuneração de origem)26-07-2013
Apoio técnico administrativoJoão Manuel dos Santos Lopes Martins54657,92 € (diferencial da remuneração de origem)26-07-2013
Apoio técnico administrativoMaria Aliete Bento Sequeira Santos Borralho59657,92 € (diferencial da remuneração de origem)26-07-2013
Apoio AuxiliarIlda Encarnação Amador Filipe60283,25 € (diferencial da remuneração de origem)01-08-2013
MotoristaJosé dos Santos651.119,78 € (diferencial da remuneração de origem)26-07-2013
MotoristaPaulo Manuel Silverio Ramos421.171,25 € (diferencial da remuneração de origem)26-07-2013
FONTE:SITE DO GOVERNO

7 comentários :

  1. Já não há vergonha nenhuma. Que País miserável. Agora o povo entretido com o que é mais importante o mundial, isso é que enche a barriga aos portugueses. Tristeza, que se lixe o futebol, eu quero é comer, viver honestamente. Ter um País mais justo, menos corrupto, receber o salário a tempo e horas, ter uma menor carga fiscal. Mas enquanto o povo dorme de barriga vazia mas contente pelo futebol, quem nos desgoverna vai criando uns tachos para os amigos corruptos. Mas isto provoca revolta a quem é honesto e vive cada dia que passa com mais dificuldades, para ter uma vida digna.
    Custa-me dizer isto, mas um conhecido é que tem razão, "queres mudar de vida vai fazer um workshop, com o sócrates, relvas, passos coelho e portas, vês logo a tua vida a melhorar". É triste, mas é a verdade estes sacanas mencionados não valem uma merda, mas não andam aflitos, para pagar a casa, agua luz e gás. A Honra e a Dignidade não se compra, nem tem preço, mas pessoas sem escrúpulos, estão marimbando para isso apenas querem o poder a qualquer preço.

    Mas cada que pense por si próprio, mas não pense que é trocar de psd por ps e vice-versa que se combate a corrupção ou que a vida dos portugueses melhora, apenas uma certeza temos haver cada vez mais impostos para sustentar os parasitas do sistema. Acabar com os jotinhas, maçonaria, quem é corrupto ficar proibido de exercer cargos públicos, tirar o património de toda a familia directa quem lesou o estado.
    Talvez esteja mesmo a sonhar como se isto pudesse acontecer neste cantinho das bananas. Mas temos de lutar por um País mais justo ora andar a adorar os jogadores de futebol e assobiar para o lado com as medidas dos desgovernos sem protestar, como diz o velho ditado, quem cala consente.
    Apenas portugueses temos de abrir os olhos.

    Fernando

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só a extrema direita, endireita isto.Quem se preocupa com a naçao e poe a naçao em primeiro lugar.

      Eliminar
    2. Sim um país miserável, com muita culpa deste povo que gosta muito de circo e estupidez. Não adianta tapar o Sol com a peneira, esta é a triste realidade. Enquanto os brasileiros protestam contra o mundial, o tuga fica todo contente por ser manipulado. Vejam, até compraram novos televisores para ver o mundial melhor !!! Parecem crianças! Não falem só dos políticos, falem deste povo que temos. Afinal os políticos vieram do povo, porque razão haviam de ser diferentes? Se fecham hospitais ou centros de saúde, a culpar é do povo se se junta para ver futebol ou nos festivais, mas não nos protestos.

      Eliminar
  2. Dr. Economicus.13 junho, 2014 16:36

    Alguem sabe porventura, se alguns dos senhores dessa "pseudo-instituiçao", têm ao menso, conhecimentos de desenvolvimento económico ou economia?

    Se calhar , são de direito, ou sociologia , ahahahaha

    È tudo às descaradas, já ninguem tem vergonha.

    ResponderEliminar
  3. Dinheiro da UE , desviado para o alqueva, ou seja amigos instalados.E depois quando se trata a pagar impsotos, vão apgá-los lá fora, que é para não apgarem tanto. O povo que pague.

    ResponderEliminar
  4. Temos de dividir isto por milhões de portugueses, quando é que eu vou ter de pagar??? Eu não me preocupo com pouco que cabe a cada um, eu preocupo-me com muito que cabe a algumas pessoas anónimas que a imprensa ignora. Isto é que me preocupa. Mais, este país nem sequer é um estado de direito. Alguns descobriram há dias aquilo que outros já descobriram há anos, há poderes não eleitos democraticamente que têm poderes tremendos, uma parte desses poderes funciona sem transparência, assustador !!! Isto é que me preocupa.

    ResponderEliminar
  5. O testemunho, na primeira pessoa, da esterilidade do solo em que se semeou uma parte significativa do ensino superior público.

    http://www.omirante.pt/index.asp?idEdicao=54&id=73715&idSeccao=544&Action=noticia#.U6GnUChXhfU

    Desde logo, pelo que este Sr. Professor, do ensino superior público, não refere…

    Vejamos pois, o que não refere.

    Não refere preparar as aulas, nem atender os alunos.

    Mais, não refere ter publicações de natureza científica. Com uma já longa carreira no ensino superior, não refere a publicação de nem 1 artigo científico…

    Também, não refere a sua participação em congressos científicos, nem em conferências da mesma natureza.

    Igualmente, não refere a orientação de teses, a participação em júris conferentes de grau académico, nem ser titular do grau académico de doutor.

    Por outro lado, é significante que refira que fez o mestrado há 22 anos porque tinha um horário lectivo de meia dúzia de horas por semana, e assim progrediu na carreira…

    Cerca de duas décadas volvidas, a descrição que faz da actividade docente é assaz cruel, horário lectivo por volta das 14 horas semanais, reuniões, elaboração e correção de testes e a investigação.

    Mas, não referindo ter publicado uma linha científica, ter participado numa conferência científica ou num congresso, o que investiga então este Sr. Professor? E, qual a relevância dessa sua investigação para o conhecimento científico, onde são absolutamente irrelevantes investigações desconhecidas…

    Entre o que refere, e o que não refere, estará a explicação porque trabalhava mais na actividade privada…

    Ainda que, eventualmente, então auferisse um salário mais elevado na actividade privada, por 10 horas de trabalho diário, por demostrar está que ganhasse mais na actividade privada.

    Será que a actividade privada remunerava um licenciado pela docência no ensino superior, a meio tempo, de forma tão generosa como certamente o ensino superior público o remunerou.

    Aliás, é notável - com o currículo académico que refere - que tenha uma carreira no ensino superior público, onde aufere remuneração equivalente à de professor universitário, sem sequer ter obtido o Doutoramento, grau académico habilitante do ingresso na carreira docente universitária.

    Acresce, perfilhar que o ensino superior (politécnico) não carece de professores doutorados, ou seja, dos mais habilitados academicamente. Ao que diz, ser uma “prevalência” do tempo de “António Guterres como primeiro-ministro”. À qual, defendendo a bondade das contratações de não doutorados, enquanto esteve no Conselho Directivo de uma Escola de Ensino Superior, não terá dado grande acolhimento. Tal o desconchavo, que confessa a reserva da disciplina de fiscalidade para inspetores de finanças…

    O que não deixando de ser extraordinário, segue a orientação do Governo, em funções, que já na recta final do seu mandato, continua a tratar o ensino superior público, como se o mesmo qualitativamente fosse todo igual…

    Embora, na campanha eleitoral o Sr. Dr. Passos Coelho tenha prometido cortar nas gorduras do Estado, alcançada a chefia do executivo prontamente esqueceu a tão necessária reforma do Estado, avançando para cortes indiscriminados, sem cuidar se corta músculo, osso, ou mesmo órgão vital.

    Assim, não racionalizando a rede de estabelecimentos de ensino superior público, cortou as verbas às universidades públicas de referência, como a Universidade de Lisboa, a do Porto ou de Coimbra.

    Mas, como compreender que a opção deste Governo tenha sido a de asfixiar as universidades públicas de referência, e de não racionalização da rede de estabelecimentos de ensino superior público…

    Nesta matéria, quem viu claro foi o Sr. Reitor da Universidade de Lisboa

    http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=675024


    ResponderEliminar