14 fevereiro, 2012

Paulo Portas "salva" empresas (amigas) de falir, oferecendo dinheiro de todos a alguns.

paulo portas salva empresas, corrupção
Temos que compreender que a crise deixa todos sem dinheiro e devemos ser generosos e ajudar os amigos. Pena é que alguns são apenas generosos com o dinheiro dos outros.
Paulo Portas sempre foi muito generoso com o dinheiro do estado. 
As suas compras megalómanas de 2 submarinos e 260 tanques, foram desajustadas à realidade de um país pequeno, pobre e em crise, o que lhes dava um cunho demasiado suspeito. Mais tarde confirmou-se, os negócios envolviam enriquecimento dos intermediários no negócio, mas prejuízos ruinosos para o estado. Não era Portugal que carecia de armamento mas os intermediários careciam de dinheiro? Ao que parece... 

O Ministério de Paulo Portas gastou € 160.000, só 50.000 foram para MOLDURAS e adjudica restauro de obras de arte a empresa de ARTIGOS DE DESPORTO? 
Estranha-se??? O Fundo Para as Relações Internacionais paga serviços de restauro de obras de arte a uma empresa de artigos de desporto? Injectar dinheiro em empresas de amigos é sempre uma justificação válida para estes contratos e ajustes directos.
  1. Estranhamente, pagou mais de 20 mil euros por serviços de restauro de obras de arte - ver documentos 1 e 2- a uma empresa de fabrico de artigos de desporto - ver documento-.
  2. Este instituto público também gastou mais de 50 mil euros - ver documento - na aquisição de serviços de emolduramento de obras de arte e mais de 20 mil euros - ver documento - em serviços de decoração de interiores.
  3. E, para terminar 2011 em grande, gastou mais de 70 mil euros - ver documento - em consultoria de gestão durante 20 dias.  
"Infelizmente, não votei em nenhum destes governos conflituantes, mas aprecio o esforço de Paulo Portas, que parece ser o único interessado em combater o desemprego. É certo que o desemprego que ele se empenha em combater é o seu, mas tem de se começar por algum lado. A posição de Paulo Portas é suficientemente ambígua para que esteja apto a coligar-se com o PSD ou o PS. Em caso de queda do Governo, não ficará desempregado. É a vantagem da democracia-cristã. Mistura o principal ensinamento do cristianismo ("ama o próximo como a ti mesmo") com as contingências da alternância democrática. O resultado é: ama o próximo Governo como a ti mesmo. O CDS está sempre disponível para amar o próximo Governo." Ricardo Araújo Pereira

Mais formas de apoiar empresas amigas com o dinheiro alheio... Zé povinho não sabe?! É usar e abusar...


3 comentários :

  1. No que diz respeito ao sr ministro dos negócios estrangeiros Paulo Portas do desgoverno de direita PSD/CDS está tudo dito!

    ResponderEliminar
  2. socrates
    soares
    almeida
    santos
    esqueceram????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Basta consultar a coluna ao lado direito com a lista de todos os nomes e dos crimes que consegui compilar, para o caso de alguém se ter esquecido... creio que não me esqueci de nenhum...

      Eliminar