26 agosto, 2011

Submarinos corrompidos já provado na Alemanha.Quem recebeu as luvas?

Submarinos corrompidos já provado
Na Alemanha os vendedores de submarinos "do" Paulo Portas já estão acusados de ter oferecido 62 milhões de euros em luvas para convencer os portugueses e os gregos a comprar os luxuosos submarinos. Onde estará tanto dinheiro? No bolso de quem? 
Se os alemães já desvendaram a parte deles, era suposto estar o caminho aberto para apanhar e acusar os portugueses que receberam, não?
Assistimos, neste enredo, a apenas mais uma amostra para que todos possamos entender porque razão o estado gasta 130 milhões de euros em  helicópteros, 5 milhões de euros em tanques e 35 milhões de euros em submarinos.. 
Apesar de todos enfiarmos a cabeça na areia e fingir-mos que não sabemos de nada, os negócios do estado têm a liberdade de enveredar por estes meios ... Luvas  para incentivar os nossos políticos a esbanjar o erário público mesmo que não seja preciso comprar submarinos ou mesmo que sejam demasiado caros. E Paulo Portas, como é generoso, ainda deu mais 30 milhões do que devia.
Estes negócios obscuros foram realizados no mandato do Durão Barroso como PM e Paulo Portas como Ministro da defesa. O dinheiro saiu da origem e já foi provado, mas em Portugal tardam a julgar os criminosos receptores. 
Mais grave ainda é que, segundo alguns,  existia ainda a hipótese de recuar no negócio por incumprimento de clausulas do contrato, e recebermos 1.000 milhões de euros, mas os nossos "irresponsáveis" governantes tinham muitos euros já no banco das "luvas", não lhes convinha nada perde-los, recuando.  Noticia sobre a hipótese de recuar num negócio despesista e corrupto.


Noticia sobre a investigação dos submarinos... Na ALEMANHA. Porque em Portugal é um silencio tranquilo
 "O Ministério Público de Munique acusou dois ex-quadros da empresa alemã Ferrostaal do pagamento de mais de 62 milhões de euros em «luvas» para garantir encomendas de submarinos de Portugal e da Grécia.Os dois acusados, são um antigo membro do conselho de administração e um ex-director da empresa.Os investigadores também pediram ao tribunal que a Ferrostaal seja citada no processo criminal, o que permitirá confiscar os lucros obtidos pela empresa com as vendas.  Entretanto, a 25 de Janeiro deste ano, o juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), Carlos Alexandre, decidiu levar a julgamento os nove arguidos no caso dos submarinos/contrapartidas. Os arguidos estão todos acusados, em co-autoria, de falsificação de documentos e burla qualificada.Os portugueses acusados são José Pedro Sá Ramalho, Filipe Mesquita Soares Moutinho, António Parreira Holterman Roquete, Rui Moura Santos, Fernando Jorge da Costa Gonçalves, António Lavrador Alves Jacinto e José Mendes Medeiros.A par do caso das contrapartidas, o DCIAP continua a investigar o processo principal relacionado com a compra de dois submarinos à Ferrostaal."    fonte

Os Ministros são isentos de culpa? Eles não são os responsáveis superiores pelo que se faz no seu ministério?
Os alemães já condenaram os que pagaram as luvas, já fizeram mais de metade do trabalho de investigação, pois se provaram que as luvas foram pagas, à justiça portuguesa só falta descobrir quem as recebeu... no entanto é esta pasmaceira... São promovidos, são eleitos e o saque continua. 
Não há dinheiro que chegue para tanta anarquia, tanta liberdade para esbanjar... tanta impunidade para continuar... 
E eles andam ai...nas calmas... no poder... Paulo Portas... glorioso brilha no seu poleiro, Durão Barroso homem de confiança, Cavaco Silva Presidente... 
Somos os maiores ... a consentir a apoiar a impunidade, a corrupçao, a destruiçao dos nossos impostos... 
Continuamos a votar neles.... e A PÁTRIA AGONIZA

"Nome de Durão Barroso envolvido no negócio dos submarinos por investigação alemã.
A revista alemã Der Spiegel deu conta de uma investigação judicial alemã ao contrato de entrega de dois submarinos a Portugal que envolve o nome de Durão Barroso em actos ilícitos. 
Segundo a revista, a investigação revela que um cônsul honorário português teria alegadamente conseguido arranjar uma reunião para a empresa concorrente ao negócio, a Ferrostaal, com o então primeiro-ministro Durão Barroso, durante o Verão de 2002.
A administração da empresa alemã terá ficado de tal forma impressionada com a "influência" do cônsul que o contratou em Janeiro de 2003 como consultor, tendo este chegado a receber mais de milhão e meio de euros, o que poderia constituir uma violação dos seus deveres de diplomata.
De acordo com o relatório de investigação citado pela Der Spiegel, os subornos alegadamente pagos incluiriam ainda um contra-almirante português, que terá recebido um milhão de euros, num acordo de consultoria. A investigação chegou ainda a uma firma de advogados portuguesa, que, além de poder ter ajudado o contrato a pender para a Ferrostaal, terá também sido paga para "apagar o rasto de dinheiro" usado para subornar "decisores no Governo português e na Marinha". A investigação alemã, que resultou já numa detenção de um dos membros da administração da Ferrostaal, inclui suspeitas de subornos não só em Portugal, mas também em contratos navais na Colômbia e na Argentina, onde um membro do Ministério da Defesa teria sido subornado num negócio de equipamento da Guarda Costeira." fonte



19 comentários :

  1. Convém não misturar os helicópteros com os submarinos. Os helicópteros são úteis.
    ER

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. ...mas os submarinos podiam ter sido construídos cá em Viana do Castelo. Não seriam tão sofisticados, mas serviriam perfeitamente para um país como Portugal que não irá querer guerrear-se com países com a Alemanha, Reino Unido, e outros muito mais ricos e sempre com maiores meios militares (um país que não constroe o seu próprio armamento nunca está suficientemente avançado para confrontar que lhe o fornece) . Para vigiar os cargueiros que passam pela nossa costa tecnologia com 50 ou mais anos servia perfeitamente

      Eliminar
  2. Caro comentador, compreendo o seu comentário, contudo as criticas dirigem-se aos esbanjamento e não à necessidade.
    O que provavelmente se passa é que os negócios são realizados por preços superiores, e em época de crise. Isso é que se critica.

    ResponderEliminar
  3. ÊLES baixaram-se e deixaram passar a onda do 25 d'Abril,mas depois pela mão de Mário Soares e a conselho de Carlucci,surgiram e juraram vingança
    contra o 25 d'Abril e uns aos outros depois do 25 de Novembro,tomaram conta das Emprêsas e uns
    aos outros segredaram:-Isto é para deitar abaixo,e cada um que se safe como puder,pois os
    que fizeram o 25 d'Abril hão de pagar bem pago,
    o que fizeram à nossa classe.
    Mas,porém,todavia,contudo.....
    Com populismo e demagogia/muita mentira,verdade parece/mas em liberdade e democracia/o Povo tem o Governo que merece.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  4. SALAZAR! SALAZAR! MORRESTE POBRE, mas deixas-te outros engordar!
    Depois de ti vieram outros que engordaram! continuam a engordar e foram pegar nos amigos que também engordaram, enquanto os pobres ficam mais pobres e eles mais gordos e insaciáveis
    Assim vai a RESPUBLICA DEMOCRÁTICA dos MUITO RICOS e MUITOS POBRES!!!!!

    ResponderEliminar
  5. Desculpem... Mas tudo o que conseguem ver é o antes e o depois do 25 de Abril...?

    Percebam, por favor, que estamos a lidar com canalhas, autênticos gangs, que se disfarçam de políticos, "caçam" o nosso voto e depois... roubam-nos EM NOSSO NOME, sem qualquer receio de serem incriminados...

    O nosso dever é parar estes e os futuros canalhas enquanto ainda nos podemos mexer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é que ainda nos podemos mexer? Existe uma quadrilha igualmente criminosa que insiste em votar nos políticos criminosos. Mesmo as estatísticas recentes mostram que os portugueses votariam de novo preferencialmente no PSD, PS e CDS... que podemos fazer contra isto? Matar centenas de políticos e milhares de eleitores? Não podemos esquecer que em muitas aldeias remotas as pessoas apenas sabem em quem votar no dia de ir ás urnas, quando aparecem os autocarros pagos pelos partidos para lhes oferecer boleia, sandes e garrafões de vinho para porem a cruz na cor que eles mandarem.
      Num país de ignorantes onde a maioria dos que votam é porque desconhecem a realidade e os outros é porque são os interessados nessa realidade, não há muito que se possa fazer. Uma revolução pela força?

      Eliminar
    2. NAO VOTEM.

      NAO PAGUEM IMPOSTOS, JA QUE OS MESMO SAO USADOS PARA OS ALIMENTAR.

      RETIREM O MAXIMO QUE PUDEREM DINHEIRO DOS BANCOS, NAO USEM BANCOS, INVISTAM-NO EM QQ COISA.

      SE ELS NAO SEM DE LA NEM SE EMENDM, SE NOS JA PERDEMOS TUDO, QUE SE AFUNDE TUDO.

      E SE ME CHATEAREM MUITO PEÇO ASILO POLITICO DA MAFIA.

      Os militares forma compraos tem odenadoes luxuosos e portnato nao se mexem.O ordendo deles triplicou em poucos anos, o que e inconcebivel em realçao a outros funcionarios publicose no fazem anda, estao nos quarteis e secretarias abanar o rabo e a comer á conta, pois eles tambem têm sacos azuis. È champanhe , lagostas, tudo do bom e do carissimo.

      O PARVO DO POVO PAGA.

      Eliminar
    3. TEMOS OS POLITICOS QUE MERECEMOS SOMOS NÓS QUE OS MOLDAMOS
      UM POVO QUE NÃO VOTA NEM SABE USAR O VOTO JAMAIS SERÁ REPRESENTADO, TEMIDO OU SEQUER RESPEITADO E JAMAIS SABOREARÁ AS VANTAGENS DA DEMOCRACIA...
      Em Portugal vence sempre a abstenção e a ignorância e os corruptos.
      O povo não sabe que o voto não serve apenas para votar a favor dos que mais se apoiam, serve também para votar contra os que mais roubam e mentem.
      O critério decisivo da democracia é a possibilidade de votar contra os partidos que há 40 anos destroem o país
      Karl Popper, sobre democracia, responsabilidade e liberdade.
      (…)
      Inicialmente, em Atenas, a democracia foi uma tentativa de não deixar chegar ao poder déspotas, ditadores, tiranos. Esse aspecto é essencial. Não se tratava, pois, de poder popular, mas de controlo popular. O critério decisivo da democracia é – e já era assim em Atenas – a possibilidade de votar contra pessoas, e não a possibilidade de votar a favor de pessoas.
      Foi o que se fez em Atenas com o ostracismo. (…)
      Desde o início que o problema da democracia foi o de encontrar uma via que não permitisse a
      ninguém tornar-se demasiado poderoso. E esse continua a ser o problema da democracia. (…)

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/09/o-criterio-decisivo-da-democracia-e.html#ixzz3qcV7Aoi8

      Eliminar
  6. Nós só temos o que merecemos. A Monarquia não prestava, o Salazar não prestava e a Republica é que veio "resolver" tudo. Os portugueses comem muito queijo. Não vivi nessa epoca mas sei como Portugal se encontrava antes de Salazar, por exemplo. E ninguém fala disso!!
    Não sou partidaria mas fico triste quando vejo os meus irmãos portugueses a darem maioria em sondagens feitas, ao PS. É triste como se esquecem depressa. Todos os governos foram o que foram, mas este último de Sócraste levou-nos para o abismo, principalmente este. Onde está ele???!!!! Costuma-se dizer que os ratos são os primeiros a abandonar o navio...
    Espero que um dia todos os políticos que governaram este pais, de modo fraudulento, PAGUEM BEM CARO pelos danos que fizeram e contuinuam a fazer, à minha pátria.
    Eles são a vergonha de Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ja la andei por dentro , ja vi muita coisa e muitos esquemas, e posso garantir que isto é a ponta do iceberg, a situaçao e a corrupçao é muito pior do que imaginam.

      So vejo uma soluçao o povo afundar o pais totalmente.

      Eliminar
    2. Boa tarde Anónimo 30 Abril, 2013 16:52. E se já esteve lá, se sabe, não quer partilhar esses factos? Seria interessante, ainda que a coberto do anonimato, divulgar esse comportamente pouco proprio de homens e, ainda por cima, dos nossos representante....

      Eliminar
    3. Nós conseguimos adivinhar que sim, que é muito mais grave do que aquilo que sabemos...

      Eliminar
  7. Li os vossos comentários: vivemos na democracia do bla bla corruptos e corruptores, são como cães e lobos, comem todos.Se a direita liberal pro fascista se encontra instalada no poder em Portugal e na Europa,foi porque parte dos eleitores os elegeram.Grande parte do nosso povo adormeceu ,pensando que os filhos e netos dos defensores das desigualdades e opressores dos mais desvavorcidos. Não voltavam mais?
    eles estão aí,para reprimir o que foram as conquistas sociais de acesso iguais para todos. trabalho com direitos e deveres, saúde justiça e educação etc.
    Há por cá uma rapaziada a quem eu chamo de fazedores de ideias.Que aparecem diariamente na imprensa TV radio e escrita, a defender sempre a voz do dono que é o grande capital e o governo.Mais recentemente, surgiram uns "movimentos" anti partidos políticos para lançar o descrédito nos políticos como se estes fossem todos iguais?.Os partidos são quem tomam as grandes decisões nas leis no nosso país segundo a constituição da republica.Decisões nem sempre do agrado da maioria dos trabalhadores o que está a acontecer com este desgoverno CDS PSD.
    Estes vossos comentários sobre corrupção existente no nosso país é de louvar quando se fala de corrupção provada? Mas para combater a continuidade destas politicas que levam á corrupção,será necessário mudar de política.
    Primeiro lutar contra a abstenção,que só favorece os partidos que estão no poder, porque não é por acaso que as próximas eleições europeias não estão a ser debatidas na opinião publica como seria desejado.
    Segundo: existem mais forças politicas do que os partidos que nos teem governado.
    Terceiro:Votar é um direito que nos assiste é um dever cívico não se acomode vote. Houve muita gente que sofreu, com torturas e prisões,para hoje poder exercer o direito de votar em liberdade.Quem não vota não merece viver em democracia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. VOTEM MAS VOTEM CONTRA OS QUE PUSERAM O PAÍS NESTE ESTADO, HÁ MUITOS PARTIDOS, VOTEM NÃO VOTAR É MAIS DO MESMO

      Eliminar
    2. TEMOS OS POLITICOS QUE MERECEMOS SOMOS NÓS QUE OS MOLDAMOS
      UM POVO QUE NÃO VOTA NEM SABE USAR O VOTO JAMAIS SERÁ REPRESENTADO, TEMIDO OU SEQUER RESPEITADO E JAMAIS SABOREARÁ AS VANTAGENS DA DEMOCRACIA...
      Em Portugal vence sempre a abstenção e a ignorância e os corruptos.
      O povo não sabe que o voto não serve apenas para votar a favor dos que mais se apoiam, serve também para votar contra os que mais roubam e mentem.
      O critério decisivo da democracia é a possibilidade de votar contra os partidos que há 40 anos destroem o país
      Karl Popper, sobre democracia, responsabilidade e liberdade.
      (…)
      Inicialmente, em Atenas, a democracia foi uma tentativa de não deixar chegar ao poder déspotas, ditadores, tiranos. Esse aspecto é essencial. Não se tratava, pois, de poder popular, mas de controlo popular. O critério decisivo da democracia é – e já era assim em Atenas – a possibilidade de votar contra pessoas, e não a possibilidade de votar a favor de pessoas.
      Foi o que se fez em Atenas com o ostracismo. (…)
      Desde o início que o problema da democracia foi o de encontrar uma via que não permitisse a
      ninguém tornar-se demasiado poderoso. E esse continua a ser o problema da democracia. (…)

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/09/o-criterio-decisivo-da-democracia-e.html#ixzz3qcV7Aoi8

      Eliminar
  8. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar