03 dezembro, 2011

Definição de corrupção descreve na perfeição a gestão de Portugal.

Passos e Gaspar define corrupção
"Dívida do Estado é filha da corrupção" é a manchete do Jornal de Notícias que se refere a um relatório da Transparência internacional que acusa a administração pública e políticos. Algo que já não é novidade para quase ninguém.
O video realizado pela organização "Transparency International" afim de revelar os dados dos níveis de corrupção (CORRUPTION PERCEPTIONS INDEX, CPI), define como corrupção:
- "Os políticos tomarem decisões que em vez de beneficiar o povo, beneficiam-se a eles próprios. E não se trata apenas de envelopes cheios de dinheiro, pois estes senhores também tomam decisões que afectam as nossas vidas.
A corrupção é o abuso do poder que lhes foi confiado, para ganhos privados. "


Assim sendo, e indo de encontro à definição de corrupção, fica claro que em Portugal a corrupção é um forma de vida - a dos nossos políticos, gestores públicos e outros que tais. Senão navegue e confirme, nestes links, como as decisões politicas em Portugal, em nada beneficiam o cidadão, apenas beneficiam os detentores do poder e os que têm acesso ao dinheiro dos cidadãos. 
  1. Onde está o beneficio do povo ao oferecer tachos aos filhos dos políticos e afins?
  2. Onde está o beneficio do povo ao fazer contratos com amigos por 5 vezes mais o valor dele?
  3. Onde está o beneficio do povo ao oferecerem tachos vitalícios?
  4. Onde está o beneficio do povo ao oferecer subsídios a amigos?
  5. Onde está o beneficio do povo ao fazerem-se obras inúteis e megalómanas só para exibir poder??
  6. Onde está o beneficio do povo ao fazer contratos sem visar a poupança do erário público?
  7. Onde está o beneficio do povo ao lesar os CTT em 13 milhões de euros?
  8. Onde está o beneficio do povo quando os Boys ocupam vários tachos em simultâneo, que requerem tempo competência e responsabilidade, e eles ocupam-nos sem exercer qualquer responsabilidade ou trabalho, apenas servindo  para somar salários.
  9. Onde está o beneficio do povo ao vender-se património do estado para favorecer oportunistas?
  10. Onde está o beneficio do povo ao oferecerem luxos desmedidos a Boys e amigos?
  11. Onde está o beneficio do povo ao renegociarem-se contratos que custavam zero ao estado para passarem a custar 600 milhões? 
  12. Onde está o beneficio do povo com as  leis que aprovam para fazer dos políticos uma classe de elite?
  13. Onde está o beneficio do povo ao pagar facturas camufladas de consumo que no fundo são mais impostos?
  14. Onde está o beneficio do povo em assumir dividas e ruínas de bancos que foram usados para oferecer dinheiro a políticos e amigos?
Todos os links acima, exibem de forma clara benefícios dos políticos em prejuízo do povo e do país, cada link da coluna ao lado direito deste blog, são exemplos disso. Apenas usei alguns, a titulo de exemplo, pois como podem ver são demasiados os casos que provam que a corrupção está bem instalada em terreno fértil,  e segue a todo o vapor, em Portugal.


Mais alguns quadros esboçados pela corrupção. 
O site da "Transparency International" vai mais longe, e afirma que levada ao extremo a corrupção desenha este triste quadro previsível;
"A corrupção prejudica todos, mas essencialmente prejudica os pobres. O seu impacto é devastador e óbvio:
- Um pai que tem que ficar sem sapatos porque o seu parco salário tem que ser usado ​​para pagar um suborno para o seu filho ter acesso a uma escola supostamente livre, .
- As pessoas doentes sem dinheiro compram medicamentos falsificados, colocando a saúde em perigo, pois não tem dinheiro para comprar os de confiança.
- Os pequenos comerciantes cujo suborno semanal aos inspectores locais representam cortes severos no seu lucro já modesto.
- As famílias presas por gerações na pobreza porque uma liderança corrupta e autocrática sistematicamente desvia os recursos da nação.
Por vezes o impacto da corrupção é menos visível:
- A próspera multinacional que assegurou um contrato ao comprar uma vantagem desleal num mercado competitivo, através de luvas ilegais a funcionários corruptos do governo, às custas das empresas honestas, que não o fazem.
- Doações fornecidas, após catástrofes naturais por pessoas caridosas, diretamente ou através dos governos, mas que nunca chegam ás vítimas, são gananciosamente desviadas para as contas bancárias de criminosos oportunistas.
- Os edifícios construídos com padrões de segurança inferiores e ilegais mas porque um suborno passou debaixo da mesa no processo de construção, são legalizados e depois colapsam num terremoto ou furacão.
- A corrupção provoca terríveis conseqüências globais, prendendo milhões na pobreza e miséria e originando conflitos na estabilidade social, económica e política.
- A corrupção é simultaneamente a causa da pobreza, e a maior barreira para superá-la. É um dos mais sérios obstáculos na luta contra a pobreza.
- Corrupção nega às pessoas pobres os meios básicos de sobrevivência, forçando-os a gastar mais dos seus parcos rendimentos em subornos. 
- Os Direitos humanos são anulados onde a corrupção prolifera, um julgamento justo tem um custo incomportável pois os tribunais estão corrompidos.
A corrupção mina a democracia e o Estado de direito.
A corrupção torna desleal o comércio nacional e internacional.
Corrupção põe em risco a boa governação e a ética no setor privado.
A corrupção ameaça a segurança nacional e internacional e a sustentabilidade dos recursos naturais.
Aqueles com menos poder são particularmente desfavorecidas nos sistemas corruptos, que normalmente reforçam a discriminação de género." 
http://cpi.transparency.org/cpi2011/in_detail/

Portugal foi conquistado. Foi-nos roubado por um gang de políticos e seus amigos.
D. Afonso Henriques deve estar a dar voltas na tumba. Desiludido com o povo. Um povo submisso que nada faz para contrariar a ditadura que se apossa de Portugal e o molda, há 40 anos, à sua medida. Um povo incapaz de se opor aos partidos que dominam o país corrompem o regime e a democracia. Não conseguem sequer deixar de votar neles. Um povo silencioso, que se revolta em lutas inócuas e sem consequência.
Quando é que o povo se ergue contra eles e os escorraça do poder? Quando é que nos unimos e votamos contra eles?

Sem comentários :

Enviar um comentário