01 dezembro, 2011

Emigrar é o futuro, Portugal é dos políticos, nós apenas existimos para pagar o seu sustento.


Portugal foi conquistado. Foi-nos roubado por um gang de políticos e seus amigos.
D. Afonso Henriques deve estar a dar voltas na tumba. Um povo submisso que nada faz para contrariar a ditadura que se apossa de Portugal e o molda há 40 anos, à sua medida. Um povo incapaz de se opor aos partidos que dominam o país, ou parar de votar neles. Um povo silencioso, que se revolta em lutas inócuas e sem consequência.
Quando é que o povo se ergue contra eles e os escorraça do poder? Quando é que nos unimos e votamos contra eles? 

A emigração é o futuro dos Portugueses... neste país que nos foi arrebatado, os bons e médios empregos estão reservados, há décadas para amigos, familiares e colegas de políticos... E como se isso não fosse suficientemente anti democrático, ainda se prolongam para os herdeiros de geração em geração!!!
"Por dia emigram 408 portugueses. 3,5 milhões de portugueses vivem no estrangeiro. A crise sentida nos últimos anos está a levar cada vez mais pessoas a emigrar."fonte

Porque não haverá emprego em Portugal?
Eis mais um exemplo de tachos hereditários.

A Portugal Telecom é enooorme!!!
Fazem parte dos QUADROS da PT os filhos/as de:
- Teixeira dos Santos.
- António Guterres.
- Jorge Sampaio.
- Marcelo Rebelo de Sousa.
- Edite Estrela.
- Jorge Jardim Gonçalves.
- Otelo Saraiva de Carvalho.
- Irmão de Pedro Santana Lopes.

Estão também nos quadros da empresa, ou da subsidiária TMN os filhos de :
- João de Deus Pinheiro.
- Briosa e Gala.
- Jaime Gama.
- José Lamego.
- Luis Todo Bom.
- Álvaro Amaro.
- Manuel Frexes.
- Isabel Damasceno.

Para "pareceres jurídicos" a PT recorre habitualmente aos serviços de:
- Freitas do Amaral.
- Vasco Vieira de Almeida.
- Galvão Telles.

Estas listas não estão esgotadas; há mais nomes familiares de político/ partidários que não entraram pela porta normal mas caíram de cunha-paraquedas.
Assim não há lugar para os colegas da faculdade destes meninos, que terminaram os cursos com média superior e muitos estão ou a aguardar o primeiro emprego, ou no desemprego, ou a trabalhar numa área diferente da da sua licenciatura. É ou não uma PERFEITA DEMONSTRAÇÃO do poder da SOCIEDADE DO CUNHACIMENTO

(Email enviado ao blog) Os dados podem conter alguma falta de verdade quanto aos nomes, mas não quanto à realidade que representa o que se passa em Portugal. Todos sabemos que não há desemprego para políticos, amigos, família, etc etc
Além do mais, estará para chegar o dia em que dados como estes, sejam divulgados e acessíveis para consulta do cidadão comum, a quem eles gostam de esconder, como gerem o nosso país.

Mais casos de empregos reservados.
  1. Não há empregos porque...há boys com 62 tachos.
  2. 40 políticos para gestores (Sempre os mesmos a mamar)
  3. Politica/crime/gestão/politica/...?
  4. 15 tachos para um só.
  5. 7 tachos para comprar silencio.
  6. Boys sem currículo 
  7. Na madeira também há desemprego.
  8. Tachos na CGD
  9. Amigos e Família.
Basta consultar a coluna lateral direita para conhecer mais Tachos e mais abusos de poder e dinheiro público.



8 comentários :

  1. As pessoas tem é inveja por não poderem pertencer ao clube dos ricos, e depois montam esta festa toda. Mas se estivessem nos tachos já não se queixavam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que não. E tu com dores de cotovelo por criticarem esses ricos/mafiosos. Dás-me entender que és um deles. Mas há uma solução: coças os cu.....lhones até sentir o cheiro a churrasco.

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. Com grandes cargos administrativos ou politicos, deviam vir maiores responsabilidades sociais e politicas. O segredo de uma empresa ou de um pais triunfar, e dar os melhores trabalhos aos mais competentes, independentemente da origem de familia ou da cor da pele. A competencia faz progresso e o protecionismo cria estagnacao. Portugal tem que acordar....

    ResponderEliminar
  3. Pois a competência é um factor que não tem valor em Portugal, por isso nem estagnação temos, temos é recessão.
    Os cargos mais vitais e exigentes da economia portuguesa servem de moeda de troca de favores políticos e não de disputas de competência.

    ResponderEliminar
  4. Obrigado, os vossos comentários são um importante contributo tanto pela motivação como pelo facto de ajudarem a divulgar o blog e o conteúdo.

    ResponderEliminar
  5. Eu,um simples operário emigrante na Holanda desde 1964 e já velho (88anos)deixo aqui o meu desabafo em poesia
    A Pátria-Mãe p'ra mim madrasta/empurrou-me p'rà emigração/
    e maldita seja a Governação/que Portugal p'rà miséria arrasta.

    ResponderEliminar