05 outubro, 2011

Parlamento a discutir o sexo dos anjos...

Politicos fantoches ilicito"O parlamento aprovou a criminalização do enriquecimento ilícito, uma lei que abrange os titulares de cargos políticos e públicos. Todos os partidos votaram favoravelmente, à excepção do PS."  fonte
Cinismos de uma democracia doente...
Neste país onde arruinar um país inteiro é crime mas não dá prisão nem pena... 
Gerir danosamente erário público, é crime mas não dá prisão nem pena
Usar um banco e um grupo financeiro,  para enriquecer a elite politica e depois de arruinado oferece-lo ao povo é crime mas não dá prisão. 
Comprar acções de forma ilícita e que valorizam estranhamente 140% a um banco que era todo ele uma fraude e um roubo, é crime mas não dá prisão. Dá presidência... 
Ter políticos a criar buracos orçamentais e dividas colossais é crime mas não dá prisão.
Ser politico em Portugal é crime e não dá prisão.
Manipular a lei para favorecer elites é crime mas não dá prisão.
Vender património do estado para enriquecer os intermediários e lesar o estado é crime mas não dá prisão.
Oferecer a gestão de empresas públicas a gestores com carreiras pautadas pela incompetência e ilegalidades é crime mas não dá prisão.
Fazer adjudicações directas e por preços muito superiores a outros concorrentes é crime e não dá prisão.
Fazer contratos de serviços muito mais caros que o que existe no mercado é crime e não dá prisão.
Então para quê criminalizar o enriquecimento ilícito, se crime na politica não dá castigo? É apenas mais uma fantochada daqueles que fingem que trabalham e que se preocupam em defender o povo. Antes de criminalizarem o enriquecimento ilícito deveriam penalizar os crimes. Porque criminalizar sem penalizar é apenas uma hipocrisia típica numa democracia moribunda. Onde é muito difícil apanhar os culpados, mais difícil ainda, ultrapassar a barreira do compadrio que protege os políticos da justiça. 
Se temos casos como o do BPN explicitamente repleto de casos ilícitos e ninguém foi, até agora, penalizado, que adianta colocar na lista dos casos ilícitos este ou aquele crime... se no fim eles se safam sempre?
Como diz  muito acertivamente Teresa Rita Lopes
"Que gente somos nós se não entendermos que o actual Presidente, que quer continuar a sê-lo, permitirá que transformem o país num imenso BPN – um descomunal casino em que os políticos comandarão, ou cobrirão os que comandam as roletas viciadas para fazer ganhar os do clube?"

Sem comentários :

Enviar um comentário