Padre Melícias com pensão de 7450 euros. Abençoado...

Padre Melícias pensão 7450 euros
FRANCISCANO PIEDOSO QUE IMPEDIU QUE TODAS AS AGENTES EM GEREATRIA (AJUDANTES DE LAR) DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE SETÚBAL E OUTRAS FOSSEM CONSIDERADAS TÉCNICAS E VIRAM O SEU VENCIMENTO REDUZIDO PARA MENOS DE METADE.
Com uma pensão de 7450 euros.
O padre Vítor Melícias, ex-alto comissário para Timor-Leste e ex-presidente do Montepio Geral, declarou ao Tribunal Constitucional, como membro do Conselho Económico e Social (CES),um rendimento anual de pensões de, e só, 104 301 euros .

Em 14 meses, o sacerdote, que prestou um voto de obediência à Ordem dos Franciscanos, voto de pobreza a que a Ordem Franciscana obriga, tem uma pensão mensal de 7450 euros. O valor desta aposentação resulta, segundo disse ao CM Vítor Melícias, da "remuneração acima da média" auferida em vários cargos.
Com 71 anos, Vítor Melícias declarou, em 2007, ao Tribunal Constitucional um rendimento total de 111 491 euros, dos quais 104 301 euros de pensões e 7190 euros de trabalho dependente.
'Eu tenho uma pensão aceitável, mas não sou rico', diz o sacerdote.  fonte

O povo paga

  1. Benefícios fiscais à igreja continuam apesar de proibidos pela UE
  2. Negócios obscuros dos terrenos também ajudam a igreja?
  3. Igreja, instrumento de manipulação politica, caro.



5 comentários:

  1. TEMOS OS POLITICOS QUE MERECEMOS SOMOS NÓS QUE OS MOLDAMOS
    UM POVO QUE NÃO VOTA NEM SABE USAR O VOTO JAMAIS SERÁ REPRESENTADO, TEMIDO OU SEQUER RESPEITADO E JAMAIS SABOREARÁ AS VANTAGENS DA DEMOCRACIA...
    Em Portugal vence sempre a abstenção e a ignorância e os corruptos.
    O povo não sabe que o voto não serve apenas para votar a favor dos que mais se apoiam, serve também para votar contra os que mais roubam e mentem.
    O critério decisivo da democracia é a possibilidade de votar contra os partidos que há 40 anos destroem o país
    Karl Popper, sobre democracia, responsabilidade e liberdade.
    (…)
    Inicialmente, em Atenas, a democracia foi uma tentativa de não deixar chegar ao poder déspotas, ditadores, tiranos. Esse aspecto é essencial. Não se tratava, pois, de poder popular, mas de controlo popular. O critério decisivo da democracia é – e já era assim em Atenas – a possibilidade de votar contra pessoas, e não a possibilidade de votar a favor de pessoas.
    Foi o que se fez em Atenas com o ostracismo. (…)
    Desde o início que o problema da democracia foi o de encontrar uma via que não permitisse a
    ninguém tornar-se demasiado poderoso. E esse continua a ser o problema da democracia. (…)

    ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/09/o-criterio-decisivo-da-democracia-e.html#ixzz3qcV7Aoi8

    ResponderEliminar
  2. Eu trabalhei em 1999 numa misericórdia e no meu primeiro dia de trabalho foi me dito o seguinte: Se te quiseres manter por cá...nunca fales do que vires e achares suspeito...Idosos maltratados no Centro de Dia,Idosos roubados nas suas casa pelas colegas que faziam apoio domiciliário.Mendigos que pediam refeições e não tinham lugar para comer pois o Centro de Dia construido para o efeito tinha todos os dias grandes mesas com os Ilustres membros da mesa administrativa,o padre da igreja e advogados e juízes.Na distribuição de almoços familias necessitadas de 5 pessoas levavam um tapperware mal servido,os restantes eram ilustres aposentados com esposa(advogados,juízes,comendadores) levavam para 2 pessoas 2 sacos cheios para almoço e jantar.Recolhas do Banco Alimentar com direito a listagens das preferências da mesa administrativa e familiares para distribuição descaracterizada e somente o que sobrava era distribuido e muitas vezes a guardar saida de validade não fosse entretanto ser util para consumo extraviado.Idosos sem familia que doaram fortunas e edificios...chegava metade a depósito na Sta Casa.Por falar em Santa Casa...Sintra!Conhecem?!

    ResponderEliminar
  3. Eu trabalhei em 1999 numa misericórdia e no meu primeiro dia de trabalho foi me dito o seguinte: Se te quiseres manter por cá...nunca fales do que vires e achares suspeito...Idosos maltratados no Centro de Dia,Idosos roubados nas suas casa pelas colegas que faziam apoio domiciliário.Mendigos que pediam refeições e não tinham lugar para comer pois o Centro de Dia construido para o efeito tinha todos os dias grandes mesas com os Ilustres membros da mesa administrativa,o padre da igreja e advogados e juízes.Na distribuição de almoços familias necessitadas de 5 pessoas levavam um tapperware mal servido,os restantes eram ilustres aposentados com esposa(advogados,juízes,comendadores) levavam para 2 pessoas 2 sacos cheios para almoço e jantar.Recolhas do Banco Alimentar com direito a listagens das preferências da mesa administrativa e familiares para distribuição descaracterizada e somente o que sobrava era distribuido e muitas vezes a guardar saida de validade não fosse entretanto ser util para consumo extraviado.Idosos sem familia que doaram fortunas e edificios...chegava metade a depósito na Sta Casa.Por falar em Santa Casa...Sintra!Conhecem?!

    ResponderEliminar
  4. E ainda se permitem colocarem-se de plantão á porta dos Centros Comerciais, assaltando os cidadãos contribuintes, mendigando vitualhas para a porra da sua caridade de merda.

    ResponderEliminar
  5. PENSÕES ACIMA DE 2.000€ MÊS É CORRUPÇÃO.
    E NUNCA RELIGIÃO.

    ResponderEliminar