26 outubro, 2013

Cidadão decide realizar denúncia criminal contra membros do governo e Cavaco Silva.


O cidadão, Ivo Margarido decide avançar para a acção. E convida todos os cidadãos a fazer o mesmo, enviando denuncias, queixas e pedidos de esclarecimento para os respectivos organismos do poder, a que respeitam.
Não se esqueçam é de fazer o mesmo com os governos anteriores... convém.

Helena Roseta afirmou, recentemente que Passos Coelho devia ser julgado por atentado contra a constituição, e quem tem o dever de o acusar, era Cavaco Silva, mas como ele nada faz, qualquer cidadão ou entidade pode e deve fazê-lo.

DENÚNCIA CRIMINAL ... esta é a primeira de uma série.
Visados:
ANÍBAL ANTÓNIO CAVACO SILVA, casado, Presidente da República de Portugal, residente em Palácio de Belém, Freguesia e Concelho de Lisboa;
MARIA DA ASSUNÇÃO ANDRADE ESTEVES, maior, Presidente da Assembleia da República de Portugal, com residência desconhecida;
PEDRO MANUEL MAMEDE PASSOS COELHO, casado, Primeiro-Ministro de Portugal e Presidente do Partido Social Democrata, residente em Palácio de S. Bento, Freguesia e Concelho de Lisboa;
MARIA LUÍS CASANOVA MORGADO DIAS DE ALBUQUERQUE, casada, economista, professora universitária e Ministra das Finanças de Portugal, com residência desconhecida;
GUILHERME VALDEMAR DE OLIVEIRA MARTINS, maior, Presidente do Tribunal de Contas, com residência desconhecida;
CARLOS DA SILVA COSTA, maior, Governador do Banco de Portugal, membro do Conselho de Governadores e do Conselho Geral de Governadores do Banco Central Europeu, membro do Conselho Geral do Comité Europeu de Risco Sistémico e do Grupo Consultivo Regional para a Europa do Conselho de Estabilidade Financeira, presidindo ao Conselho Nacional de Supervisores Financeiros.
------------------------------------------
Faço um apelo para que todos tomem iniciativas, apresentando queixas judiciais contra os políticos nomeadamente. Cabe-nos travar o roubo de que estamos a ser alvo.
Próxima ação: contestação de pagamento de impostos, também com base na fraude do sistema monetário.

Entretanto o cidadão, Ivo Margarido foi constituído arguido, ou seja, está a ser pressionado a desistir de ser uma pedra no sapato, de alguém.
"O cidadão que interrompeu o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho em dois debates quinzenais no Parlamento foi constituído arguido pelos crimes de coação contra órgãos constitucionais e perturbação do funcionamento de órgão constitucional."
"Apenas queria demonstrar que estão a ser cometidos graves crimes por parte dos políticos portugueses", disse Ivo Margarido, que não vai requerer a abertura da instrução do processo. fonte

Denuncia Criminal - Fraude do Sistema Monetário > Procuradoria Geral da República 17-10-2013 (sem dados) by Ivo Margarido


Decidiu ainda enviar um pedido ao Ministério das Finanças - Pedido de Relatório de Contribuições e Impostos (período 1974 - 2013)




10 comentários :

  1. Temos de louvar e agradecer a iniciativa. Pessoalmente já fiz algumas em relacção aos crimes das autarquias mas não adiantou nada. Se forem muitos os "indignados" pode ser que comece a resultar em qualquer coisa, nem que seja em terem mais cuidado nos abusos que cometem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não são só as autarquias mas também todos os elementos públicos ou privados que fraudulentamente as apoiam......e são muitos, nem imagina!!!!!!
      As vitimas destas fraudes estao completamente indefesas pois é impossivel confiar na imparcialidade dos tribunais.
      País extremamente corrupto!!!!!

      Eliminar
    2. VAMPIROS 2 Retiro de uma notícia da TSF que o cidadão que interrompeu o primeiro-ministro Coelho em dois debates quinzenais no Parlamento foi constituído arguido pelos crimes de coacção contra órgãos constitucionais e perturbação do funcionamento de órgão constitucional. Pela prática dos dois crimes e de acordo com a Lei deste Estado partidocrático o cidadão incorre em penas de um a oito anos de prisão, no crime de coacção contra órgãos constitucionais, e até três anos, (o cumulo jurídico, pode ir a 11 anos de prisão) por perturbação do funcionamento de órgão constitucional. Reparem, agora no que se passou com os homens que fazem parte do mobiliário caduco e canalha do sistema da Partidocracia Politica: um ex-deputado chamou «filho da puta» a um ex-primeiro ministro e dois jornalistas chamaram «palhaço» ao actual Presidente da República. E nem sequer foram constituídos arguidos. A isto se chama JUSTIÇA DE CLASSE. Ora, é preciso mostrar ao POVO que o POVO tem classe. Mais, que se a Lei é Dura ela só dura o tempo que o POVO quiser. Mais ainda, que os vampiros estão do outro lado e os vampiros não se comem uns aos outros. Barra da Costa

      Eliminar
  2. Claro que apoio. Só pergunto é como me pagam o ordenado? É que não sou rico e preciso que me dêm dinheiro para comer. Presumo que os paquistaneses, chineses,indianos que ganham 80€ por mês não estejam abonados para me darem o que eu preciso? certo' ou andam a brincar as democracias? seandam não se levem a sério que fazem figura ridicula..

    ResponderEliminar
  3. Este tipo não merecia ser condecorado?? o que lamento é que não lhe vão ligar peva e o sr, Margarido ainda vai por aquela gente toda a gozar e a rir à custa dele... devemos pressionar é o exército e os seus comandantes, esses é que deixaram entregar esta coutada a este tipo de pessoas. Quem tem poder é que pode e deve repor a ordem, não é o povinho com as suas queixinhas anunciadas às autoridades a tempo e horas, para a polícia começar a colocar tranquilamente as barreiras de metal, os agentes do sis e os tipos que filmam espiam e catalogam meticulosamente quem se manifesta... com uma promiscuidade destas não adianta fazer queixas à justiça, que eles só atuam a favor de quem tem poder. Protestar só junto do estado maior do exército (se é que ainda há exercito...) mas também duvido que nos queiram socorrer... já não há colónias para defender... estão em casa e bem pagos

    ResponderEliminar
  4. O exército está sem meios e sem "prática" tendo andado a ser minado como todos os serviços de interesse público. Por acaso já repararam que os nossos polícias têm uma farda mais rafeira em termos de aspecto que algumas empresas de segurança? Eu sou míope e por vezes não consigo distinguir um polícia, mas consigo ver por ex. Os da EMEL :) toda este desmanchar da sociedade tem sido cuidadosamente preparado há décadas e há que ser crítico. Li aqui há dias um comentário de um anónimo, que referia devermos lutar o mais pacíficamente possível, uma vez que esta guerra é mundial e estamos ocupados, mesmo que o nosso exército conseguisse um novo 25 de Abril, desta vez os EUA não nos "ajudavam" e a UE também, ficaríamos ainda pior do que estamos, a máfia que se apoderou do mundo rápidamente nos lixava. O truque é contrariá-los, não comprar o que vem dessas empresas, defender o que é nosso, não ter dinheiro em bancos e quanto menos seguros, melhor, poupem e invistam em coisas concretas, se puderem comprem enquanto ainda é possível prata e ouro.

    ResponderEliminar
  5. Vamos todos apresentar esta queixa. Temos de mudar o nosso sistema económico que só benefecia a banca.

    ResponderEliminar
  6. ora aqui está iuma coisa que todos deveriam ler....

    ResponderEliminar
  7. António Manuel O. Silva

    Vamos com isto para a frente ( BASTA de tanta mentira )

    ResponderEliminar