25 outubro, 2012

Vamos continuar a alimentar os privilégios com os dinheiros do estado.

gaspar irs aumento escravos impostos
Paulo Morais brinda-nos com mais esta denúncia. Até quando nos obrigarão a alimentar corruptos e parasitas?
Até quando iremos assistir a um povo escravizado, que apoia e vota em quem o escraviza? 
Até quando ainda iremos assistir a portugueses obcecados a defender o Sócrates contra tudo e contra todos, ou a defender o Passos Coelho? A ter a irracionalidade de dizer que os do PS são melhores que o PSD ou vice versa? Quando é que as pessoas percebem que eles mamam todos no mesmo pote, o nosso dinheiro? Que são eles que aprovam e nunca abdicam dos privilégios que nos obrigam a pagar? Que nenhum dos governos que lá passou mudou a constituição a favor do povo, mas mudaram sempre contra.
Nenhum governo cortou privilégios a políticos e sempre os aumentaram.
Nenhum politico denunciou o saque das PPP que se arrasta desde o tempo em que Cavaco foi PM?
Nenhum politico se impôs ao saque BPN.
Nenhum politico se impôs contra a inércia da justiça.
Que mais provas precisam os portugueses, para saber que todos os partidos do arco do poder, todos os políticos estão a governar contra Portugal e contra os portugueses?
Não basta? 

Obviamente, contra! (Artigo de Paulo Morais)
"A terem um pingo de vergonha, os deputados do PSD e do CDS terão de votar contra o Orçamento de Estado de 2013 (OE 2013). Esta é a única atitude aceitável, uma vez que se candidataram com um programa eleitoral exactamente oposto ao confisco fiscal que Vítor Gaspar pretende aplicar.
O objectivo do ministro das Finanças é indisfarçável: tentar arrecadar o máximo de impostos aos cidadãos e às empresas, para, por um lado, tentar baixar o défice e, por outro, continuar a alimentar os privilégios dos poderosos que se lambuzam com os dinheiros do estado.

São estes os protegidos de Gaspar que, além de abocanharem os recursos públicos, são poupados a esta fúria fiscal.
- O património imobiliário dos especuladores está titulado em fundos isentos de IMI e IMT,
- as fundações fantasma dos milionários estão dispensadas de pagar o IMI, IRC, imposto automóvel e de circulação. 
- E até os rendimentos de capital são tributados a níveis bem inferiores aos do trabalho.
Quanto ao resto, Gaspar tributa em tudo o que mexe. O trabalho é penalizado com o aumento de IRS, o que terá como consequência imediata o fim da classe média; Gaspar martiriza o consumo com taxas de IVA obscenas, acarretando falências em massa, em particular na área da restauração.
O património habitacional é fustigado com o aumento do IMI, arruinando os orçamentos familiares dos que, de forma imprevisível, vêem os seus encargos aumentar, justamente quando os rendimentos diminuem.
Os deputados da maioria estão pois obrigados a combater este terrorismo fiscal. Os do PSD porque, em campanha eleitoral, recusaram liminarmente qualquer aumento de impostos.
O caso dos parlamentares centristas é ainda mais grave, porquanto recentemente o líder do seu partido assumiu que a carga fiscal é insuportável e qualquer agravamento seria inadmissível. Se, violando o mandato que receberam do povo, os parlamentares centristas e social-democratas aprovarem o OE 2013, perceber--se-á que estes cavalheiros não dispõem de vontade própria.
São assim marionetas das direcções partidárias a quem devem o mandato e, o que é mais grave, instrumentos dos intocáveis, esses malditos poderosos que se continuarão a alimentar dos despojos da nossa tortura fiscal. fonte

Despesismo em luxos da Assembleia da Republica.
Em flores
Em regalias aos ex-presidentes
Em cantinas
Em despesismo inútil
Em Assistentes pessoais
Em Regalias e mais regalias aos deputados
Em Incompetência / irresponsabilidade
Em subvenções vitalícias, precoces e que dobram de valor aos 60 anos

Poderíamos continuar a navegar pelo oceano de despesismo de outros sectores do estado, mas certamente o mais devastador é a corrupção e a gestão criminosa, onde são negociados milhões de impostos a favor dos privados e contra a Portugal. Ou ainda o mar de boys que pagamos a peso de ouro.

16 comentários :

  1. Valor mínimo do subsídio de desemprego reduzido em 6%.

    A miséria no seu esplendor
    Cortar no subsídio de desemprego?! Como vão sobreviver as pessoas que já se encontram tão fragilizadas a vários níveis (financeiro, económico, moral, social, físico,...)? Estas medidas e outras que afrontam diariamente os portugueses são ultrajantes. Os (des)governantes e sindicalistas traidores não têm vergonha nem conhecem o valor do dinheiro. Se para esses tais senhores 5 ou 10 euros não lhes faz diferença, para muito boa gente esses valores correspondem ao orçamento familiar para uma semana. É a miséria no seu esplendor!

    Pedro Mota Soares revela falta de credibilidade e insensibilidade social.

    Está na hora da revolta. Eu estou desempregado a receber 486 euros e pago renda de 280 euros. Só tenho 206 euros e ainda pago Luz e Água. Tenho 140 euros para sobreviver durante 30 dias. E ainda querem cortar-me a mim desempregado e outros. Eu não tenho culpa de estar desempregado.

    Não podemos continuar assim. Tem quer ser feito alguma coisa. Revolta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mudar é fácil, bastava resgatar a constituição e colocar nela um travão a esta corja e dar o poder ao povo, de os controlar.
      O problema é retirar de lá aqueles que impedem a mudança. Isso sim vai ser difícil, talvez só com violência.
      Pois não acredito que tenhamos a sorte de encontrar um HOMEM/presidente como o que mudou a Islândia.

      """""À semelhança de Portugal também a Islândia teve um caso ao estilo BPN.
      Créditos ao desbarato para os amigos. Empréstimos sem garantias. Todos os envolvidos estavam ricos. O governo não cumpria o seu papel, permitindo que a situação atingisse o ponto de ruptura. Tal como em Portugal, era o regabofe.
      Contudo ao contrário de Portugal estes senhores, julgando-se intocáveis e crendo que o estado iria assumir todas as suas asneiras, depararam-se com um governo justo e integro, que os obrigou a "pagar" pelo que fizeram.

      Acesse ao Artigo completo: http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/10/islandia-foi-saqueada-como-portugal-mas.html#ixzz2AJ2iEjzr

      Eliminar
    2. O desespero da situação não deve toldar-nos o raciocínio.

      O descrédito da classe política associado à situação (quase dramática) em que o país se encontra suscita em muitas pessoas bem intencionadas uma vontade de encontrar um "Salvador da Pátria". Cuidado!

      A História do séc. XX mostra-nos de forma bem clara que os homens providenciais não existem e mais não são do que a face sinistra de um poder político totalitário e autoritário ao serviço das oligarquias.

      A crise dos Anos 30 foi o pretexto para a implementação/manutenção de ditaduras por toda a Europa. Lembrem-se de Salazar, Franco, Estaline, Mussolini, Hitler, Pisuldski.

      A Itália tem há cerca de um ano, um Primeiro-Ministro não-eleito - Mario Monti. Sob a desculpa de ser um técnico de finanças e não um político este homem usurpou o poder. Era suposto estar apenas 6 meses no cargo até à convocação de novas eleições legislativas. Ultimamente, revelou a intenção de se manter no cargo ou concorrer a eleições quando forem convocadas. E a situação da Itália continua a agravar-se.

      É assim que as ditaduras começam ...

      Cumps.
      Falso Vate

      Eliminar
    3. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. Toda a dita mafia PSD/CDS tem, em todas as últimas intervenções públicas, introduzido sempre a "bucha": "Tal como os socialistas assinaram com a troika..."

    Ora bem, seus alegados canalhas:
    Quando decorreram as últimas eleições legislativas, vocês JÁ CONHECIAM os termos do "acordo" com a troika!!!

    E, mesmo assim candidataram-se, com mentiras como a das "gorduras", "não mexiam nos subsídios de Natal e férias" e outras.

    E agora, seus preumíveis bandalhos, vêm se desculpar com outros?

    Quiseram o poder a qualquer preço, para terem os "negócios" do estado (privatizações, vidé edp) e lugares para os vossos boys nas mãos e, agora, atiram a culpa da vossa suja ambição para os socialistas?

    Excrementos humanos, é o que vocês são!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me parece mt coerente descompor um partido por aceitar governar qd já havia o acordo com a TROIKA, mas parece defender aqueles que assinaram tb o acordo? Ou seja todos iguais, não?

      Até quando iremos assistir a um povo escravizado que apoia e vota em quem o escraviza? Até quando ainda iremos assistir a portugueses obcecados a defender o Sócrates contra tudo e contra todos, ou a defender o Passos Coelho? A ter a irracionalidade de dizer que os do PS são melhores que o PSD ou vice versa? Quando é que as pessoas percebem que eles mamam todos no mesmo pote, o nosso dinheiro? Que são eles que aprovam e nunca abdicam dos privilégios que nos obrigam a pagar? Que nenhum dos governos que lá passou mudou a constituição a favor do povo, mas mudaram sempre contra.
      Nenhum governo cortou privilégios a políticos e sempre os aumentaram.
      Nenhum politico denunciou o saque das PPP que se arrasta desde o tempo em que Cavaco foi PM?
      Nenhum politico se impôs ao saque BPN.
      Nenhum politico se impôs contra a inércia da justiça.
      Que mais provas precisam os portugueses, para saber que todos os partidos do arco do poder, todos os políticos estão a governar contra Portugal e contra os portugueses?
      Não basta?

      Acesse ao Artigo completo: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/10/vamos-continuar-alimentar-os.html#ixzz2AJL8iX85

      Eliminar
    2. Se a situação estava tão grave, como de facto está, eram os ditos socialistas que mereciam se afundar com ela até aparecer quem tivesse, DE FACTO, saídas para a situação.

      Não podem ser indivíduos como o Passos Coelho ou o Paulo Portas que, alegadamente, só roubam os pobres e aumentam os orçamentos dos estrangeiros e militares, a governar.
      SE NÃO SABEM COMO, NÃO SE CANDIDATAM!

      Eu não sei pilotar aviões, não me candidato a piloto.
      Eu não sei medicina, não me candidato a médico.

      Porque é que quem nunca deu provas como governante, pode governar e logo como primeiro-ministro?

      Eliminar
    3. O problema é que, o que os move, não é o saber ou não saber... é o roubar ou o roubar mais ainda.
      O problema é que um médico, um piloto, ou um engenheiro que seja mau no que faz paga por isso, e por vezes bem caro, já na carreira politica, por muito mau que se seja, por muito prejuízo que causes, por muito que roubes, por muita fome que semeias, o preço é sempre o mesmo... uma vida regalada e recheada de reformas, subsídios, tachos, salários de luxo na banca na RTP, na EDP, na TAP, na CP, etc etc

      É a impunidade que faz deles o que são... e o povo também permite.

      Eliminar
    4. Infelizmente, tem toda a razão, Zita!

      Eliminar
    5. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  3. Calma que o Professor Acabado está atento.
    Na sua infinita sabedoria vai praticando o magistério de influência dizendo:
    "Contenção porque os mercados estão a observar-nos".
    Esta dos "Mercados" parte-me todo. São animais assustadiços? Dão pinotes?"ai não os assustem".

    Esta reverência em relação aos senhores do dinheiro, é mesmo típica de gente mediocre, agachada, lambe-botas.

    A gente vota no A ou no B, mas depois os tais "mercados" é que conduzem as politicas de estados corruptos até ao osso como o nosso e o grego.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gente, estamos no fim de Outubro e o sr. Silva por esta altura já só pensa no Bolo-Rei com que se vai lambuzar no Natal!

      Só depois dos Reis (e de se ter acabado a última fatia de Bolo-Rei que religiosamente guardou no tupperware no fundo frigorífico) é que o sr. Silva volta a pensar em política e no país!

      Até lá aguentem e esperneiem!

      Monthy Python Reloaded

      Eliminar
  4. "o FMI entende que "são precisos esforços adicionais" também no que se refere à "aplicação das regras da despesa, à fiscalização fiscal, à manutenção das apertadas restrições orçamentais das empresas públicas e à redução dos custos das parcerias público-privadas (PPP)".

    http://expresso.sapo.pt/fmi-diz-que-e-preciso-cortar-mais=f762144#ixzz2AK5Mfj00

    Aqui está o FMI a dar o recado ao nosso País de que existe corrupção a mais e demasiado visível. O FMI não dorme em serviço e sabe que tal como na Grécia, Espanha e Itália, não podem permitir que os denominados PIGS se tornem no foco de uma revolução como ocorreu na Islândia e que retiraria décadas de privilégios a milhares de políticos e boys.

    Daí que haja a necessidade de fazer alguns destes cortes na corrupção para se continuar a mamar gradualmente mas com a aceitação do povo.

    O povo tem de participar, não pode ser só viver com a ideia de que votar é o único direito que se tem em democracia! Democracia supostamente é um processo interactivo, e não apenas cruzinhas num papel com candidatos que nem o próprio povo define!

    ResponderEliminar
  5. O que aqui dizemos, na net, corre o risco de ficar apenas entre nós.
    Temos de enviar estas ideias aos jovens com net, para eles as transmitirem às suas famílias e tentarmos dar a volta a este labirinto político onde 40 ladrões (PS, PSD, construtoras e financeiros) nos colocaram!

    ResponderEliminar
  6. -> Nacionalização de negócios 'maddofianos', privatização de empresas estratégicas (e que dão lucro!) para a soberania, PPP's, etc... SALTA À VISTA que os políticos têm de passar a ser muito controlados por quem paga (vulgo contribuinte)!
    .
    Uma sugestão: blog «fim-da-cidadania-infantil» (Direito ao veto de quem paga, vulgo contribuinte).

    ResponderEliminar
  7. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
    http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar