15 outubro, 2012

Para quem ainda acredita que Passos Coelho não tem alternativas.

Clique na imagem para ampliar
  Desconheço a fonte que deu origem ás afirmações nesta imagem, mas estão     divulgados na internet em dezenas de sites  

françois hollande

Sendo ou não verdadeiras as medidas acima citadas, as medidas descritas em baixo, são bem reais e de fontes fidedignas: 
Exemplos de como outros países conseguem aumentar a receita sem criar novos pobres, todos os dias. Em Portugal o governo insiste em aumentar a carga fiscal mas diminui a receita, pois opta por ir sacrificando os que menos podem pagar, contribuindo para criar novos pobres, todos os dias. 

 França 
Realizará 20 mil milhões.  
Os muito ricos pagarão imposto de 75%
Haverá novos impostos para as grandes empresas e para os ricos. 
 Itália 
As medidas são aparentemente mais eficazes, adaptadas a  níveis de maior ou menor riqueza,
Prevê arrecadar, não 1025 milhões como Passos Coelho pretendeu, mas 45 mil milhões.
- SALÁRIOS SUPERIORES A 90 MIL EUROS AO ANO, PAGARÃO MAIS 5%
- SALÁRIOS SUPERIORES A 150 MIL EUROS AO ANO, PAGARÃO MAIS 10%
- SALÁRIOS DOS PARLAMENTARES QUE GANHEM MAIS DE 150 MIL AO ANO, PAGARÃO  MAIS 20%
- REDUZIR O NÚMERO DE PARLAMENTARES
- supressão das províncias com menos de 300.000 habitantes ou 3.000 quilómetros quadrados de superfície.
- aumento do imposto sobre os rendimentos financeiros, de 12,5% para 20%
- Lei contra a evasão fiscal mais efectiva. fonte
- Monti baixa IRS a quem ganha menos de 28 mil euros! A decisão surgiu de uma forma inesperada, numa altura em que pela Europa só se ouve falar em aumento de impostos.”dn.

"França revela orçamento mais duro em 30 anos. 
O Governo francês prevê um encaixe de 20 mil milhões de euros com novos impostos focados sobretudo nas grandes empresas e nos mais ricos. Os milionários vão estar sujeitos à polémica carga fiscal de 75%.
O congelamento da despesa pública – excluindo o pagamento dos juros da dívida e de pensões – vai permitir uma poupança de 10 mil milhões de euros no próximo ano, que acresce à receita dos 20 mil milhões com os novos impostos. Além disso, Paris vai poupar mais 2,5 mil milhões de euros com a descida do limite aos gastos com a saúde para 2,7%.
Apesar disso, e tal como prometido pelo presidente François Hollande, a França foi em grande parte poupada dos cortes robustos nas despesas públicas, pensões e salários que foram impostos em outros países da zona do euro." noticiasaominuto

Os títulos na imprensa dão conta do mau governo que temos e dos maus resultados que alcança. 
 - "Segundo o relatório Fiscal Monitor, Portugal é a segunda economia do mundo com maior aumento da carga fiscal entre 2009 e 2012."   Económico
 - "Entre os seis países da União Europeia, Portugal é o único onde as medidas de austeridade exigiram um esforço financeiro aos pobres superior ao que foi pedido aos ricos, revela um estudo recente publicado pela Comissão Europeia. Na comparação com Grécia, Estónia, Irlanda, Reino Unido e Espanha, Portugal é também o País que regista um dos maiores aumentos de risco de pobreza devido às medidas de consolidação orçamental adoptadas durante a crise, ultrapassando a barreira dos 20% da população em risco." RTP
- "O pico de mortes em Portugal está relacionado com o programa de austeridade. O SNS foi forçado a cortes radicais desde que começaram a executar o plano de resgate do FMI em Maio, os efeitos começaram a sentir-se."(The Guardian)
- Vítor Gaspar admite "enorme aumento" de impostos. Governo aumenta em média 34,6% com sobretaxa de 4%.rtp
- Portugal é o país da União Europeia, com excepção da Letónia e Lituânia, a ter maiores desigualdades na distribuição dos rendimentos das famílias. Fonte
- Portugal entre os países que possui a mais pesada carga fiscal para a classe média. Fonte

Eis o resultado da operação irresponsável, de quem anda no governo a fazer estágios e experiências.
"O défice orçamental do subsector Estado situou-se nos 798,6 milhões de euros em Fevereiro, mais 191% do que no mesmo mês de 2011. ( continuamos a afundar) esta subida do défice deveu-se sobretudo à quebra da receita efectiva, que desceu 4,3%, e à subida da despesa efectiva em 3,5%." (3,5 equivale a 7 mil milhões de euros, entre Janeiro e Fevereiro desde ano.) Como é que o estado gastou mais 7 mil milhões em 2 meses quando afirma que se fartou de cortar?? Fonte
  • IRC desceu 46% 
  • Imposto sobre veículos desceu 44,6%
  • impostos indirectos, que sofreu uma queda de 9%
  • IVA desceu em 1,1% 
  • apenas as receitas com o IRS subiram 0,3% (os de sempre, que não tem hipóteses de fuga ao fisco) Fonte
Mas afinal não foi apenas o governo português, que andou a fazer experiências.... ? FMI reconhece erro de cálculo.
"No relatório semestral sobre o estado da economia mundial tornado público ontem à noite, o FMI reconhece que as medidas de contenção orçamental aplicadas em vários países em todo o Globo estão a ter, nos últimos anos, um impacto negativo na economia muito maior do que aquilo que os modelos que estão a ser utilizados previam. Entre as vítimas destes erros de cálculo estão os países que, na Europa, têm vindo, ainda sem sucesso, a apostar em políticas de forte austeridade para resolver os seus problemas orçamentais, como a Grécia e Portugal.

Numa caixa intitulada "Estaremos a subestimar os multiplicadores orçamentais de curto prazo?", os responsáveis do Fundo tentam perceber porque é que as suas previsões (e também as de outras instituições) para a evolução das economias têm vindo a falhar durante esta crise.
E a conclusão a que chegam é impressionante. Enquanto que nos modelos de projecção usados, se estimava que, por cada euro de cortes de despesa pública ou de agravamento de impostos se perdia 0,5 euros no PIB, a realidade mostrava que esse impacto (os chamados multiplicadores) é muito maior. Afinal, desde que começou a Grande Recessão, em 2008, o que os dados económicos mostram é que por cada euro de austeridade, o PIB está a perder um valor que se situa no intervalo entre 0,9 e 1,7 eurospublico

E note-se que as alternativas não deveriam passar apenas, por tentar aumentar abusivamente a carga fiscal do povo. Ainda existe a alternativa de cortar as despesas gordurosas dos políticos e amigos, que invalidam todos os sacrifícios exigidos ao povo, que já não conseguem sustentar tantos assaltos aos impostos.



8 comentários :

  1. Bom dia, Zita !

    As alternativas até poderão ser boas mas nenhum REGIME se regenera a si próprio.

    Por isso continuo a defender que DERRUBAR o REGIME que está podre, através da DESOBEDIÊNCIA civil pacífica" (que é legal - art. 21 de CRP) é um imperativo nacional !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim o regime está podre até à raiz, de acordo.
      Estes exemplos acima citados não servem para defender o regime, apenas para mostrar que mesmo dentro do regime caótico que nos rege, Passos Coelho ainda consegue ser mais impiedoso e incoerente que outros lideres.

      Eliminar
    2. Concordo mas tal circunstância apenas serve para aumentar o ódio e mudar a DESOBEDIÊNCIA pacífica para VIOLENTA - que é aquilo que não queremos - mas a possibilidades de controlo dos "revoltados" serão cada vez menores.

      Eliminar
    3. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. Obviamente que existem alternativas...

    Mas o problema é o Povo, continuo a ouvir frases como "é verdade que isto custa, mas alguma coisa ele teria que fazer"

    "A culpa não é dele coitado...o Sócrates é que deixou isto de pantanas"

    "A culpa não é do Sócrates, o outro que anda na Europa já tinha deixado isto mau"

    "O pobre Passos até está a conseguir equilibrar as contas...as pessoas é que viveram sempre no luxo e agora que têm de largar os carros de luxo e viagens é que sentem"

    - PPPs
    - Cortar os dinheiros a fundações e outros organismos do Estado
    - Cortar em regalias de políticos e ex políticos
    - Investir em programas de literacia financeira para o nosso Povo

    Este Sistema chegou ao limite. Não digo Governo, porque trocando Passos por outro "Zé" qualquer vai dar ao mesmo. Mantém-se as regalias e o regabofe. Tem de se mudar urgentemente toda a base. Faz falta exorcizar a cultura do politiquismo e do tacho que vigora em Portugal há décadas!

    ResponderEliminar
  3. Mas tenho de acrescentar isto ao meu comentário...o Governo começa a utilizar uma estratégia muito bem conhecida entre os políticos, empresários, patrões e qualquer pessoa que tenha algum tipo de poder.

    Que é o fazer crer que não há alternativa e dar a "escolher" 2 hipóteses catastróficas.

    "Ou se faz austeridade, ou então o País vai com o c*ralho!"

    Todos sabemos que existem alternativas. Mas queremos saber porque é que não se exploram estas alternativas?!!! Queremos debater sobre essas alternativas!!! Queremos cortar nas "gorduras"!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paulo Portas, que ainda tem o descaramento de brindar os portugueses com o discurso em baixo... claramente pejado de manipulação barata, tentando encurralar os cidadãos como criancinhas assustadas...
      O medo de que "se não comeres a sopa, o papa e a mama desaparecem nas mãos da bruxa má"
      Ameaça os portugueses, que se não aceitarem mais este saque aos seus salários, será uma tragédia...
      -"façam mais sacrifícios por Portugal que nós (políticos incompetentes e sem tomates) não temos coragem de cortar nas PPP, nas fundações, nos luxos dos políticos, etc."
      Numa curta frase tanta falsidade... Como é usual!
      “Quem me conhece sabe que não deixaria de pensar como pensava, mas também sabe que eu não seria responsável por uma crise que considero trágica para Portugal”. “A minha preocupação não é que um partido fique bem na fotografia, (claro que não!!!) isso seria nestas circunstâncias desprezível, a minha preocupação é fazer o que puder para evitar uma ruptura social (que medo!!!! ) (...) disse, lembrando que “vivemos juntos esta crise dificílima, só saímos juntos desta crise dificílima, temos que fazer o que pudermos para que o país não se divida perigosamente”. fonte
      Todos ficamos estarrecidos com esta tentativa de nos fazer acreditar na ideia de que "Vivemos juntos esta crise", como se todos não soubéssemos que eles vivem num oásis de luxo, construído ás custas na nossa crise, que eles jamais abdicarão dos seus luxos parasitas e dos benefícios ofensivos que oferecem aos seus amigos com o dinheiro dos nossos sacrifícios.
      Mas ele continua... ameaçador... aterrador explicando o que acontece se não alinharmos em mais este sacrifico.
      " Não bloqueei pela simples razão de que fiquei inteiramente convencido que isso conduziria a uma crise nas negociações com a missão externa, a que se seguiria uma crise do Governo, a que se seguiria um caos que levaria a desperdiçar todo o esforço já feito pelos portugueses" fonte


      Acesse ao Artigo completo: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/09/governo-insiste-em-encurralar-os.html#ixzz29SSqYt00

      Eliminar
  4. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
    http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar