05 fevereiro, 2012

Como anular um julgamento de políticos e amigos, acusados?



A forma legitima e simples de acabar com o julgamento do Caso "face oculta", foi um juiz cometer uma ilegalidade no processo que deixa antever agora um final feliz para todos os suspeitos envolvidos. A destruição de provas irá anular o processo! Que conveniente!! E aos juízes responsáveis nada acontecerá?
"A destruição das escutas foi já contestada pela defesa do arguido Paulo Penedos, que juntou um parecer do penalista Paulo Pinto Albuquerque, sustentando a nulidade dos despachos de Noronha Nascimento.
Ricardo Sá Fernandes confirmou, entretanto, a intenção de recorrer para a secção criminal do STJ do último despacho do presidente do Supremo Tribunal." FONTE

Já estão em curso todas as diligências legais a exigir a anulação do processo... Parabéns senhores advogados, parabéns senhores acusados, parabéns senhores juizes, nem esperavamos outra coisa da justiça portuguesa... Os meus pesames portugueses!
E é desta forma que vão ficar impunes mais 30 prováveis criminosos, pois um juiz brilhante decidiu mandar cortar as provas e isso vai ser considerado ilegal, correndo o risco de invalidar todo o processo.
Os Portugueses foram mais uma vez lesados por incompetência deles para se salvarem a eles. Cometem irregularidades, deliberadamente, para invalidar processos?
E agora fingem que estão abismados com o procedimento do juiz que mandou executar tal acto de vandalismo. Cortar processos!!!
De repente todas as atenções se desviam do real crime, aquele que lesou muitos portugueses em milhões de euros, e debruçam-se sobre o crime do Juiz, que provavelmente irá sofrer uma pena de 1 mês de suspensão por invalidar um processo crime. E eis um final feliz para todos.
Apesar de o seu percurso mostrar que irão manter a conduta sem medo e em plena impunidade. 

Sem comentários :

Enviar um comentário