05 dezembro, 2012

Quem roubou a Segurança Social? Foram eles, fomos nós.


BPN segurança Social milhões roubam
Até o BPN foi ao pote
da segurança Social?
"Foi com grande satisfação, que li a peça publicada no Expresso sobre duas diferentes formas de defraudar a Segurança Social.
Emblemático, é aquele caso do pensionista que se queixa porque o banco para o qual trabalhou, não incorporou todo o dinheiro que recebia mensalmente como “vencimentos”.
Até fiquei com peninha dele, coitadinho… não sabia, durante todos os anos que trabalhou, que só fazia descontos de 11% para a Segurança Social, sobre o tal ridículo “vencimento” declarado como tal….
Mas alguém acredita nisto?
Vindo de um “quadro”?...
Ainda se fosse um operário analfabeto…!

Todos conhecem o velho truque, que muitos usaram, de passar uma vida a declarar menos do que o que se ganha, e nos últimos anos declaram mais do que aquilo que ganhavam, pois contra toda a lógica da sustentabilidade, apenas os últimos anos de descontos, contava para o calculo da reforma. 
Depois assistimos aos escândalos das reformas de Emidio Rangel a ganhar 27 mil euros/mês de reforma ou o Jardim Gonçalves a ganhar 167 mil euros/mês de reforma!!!
A segurança social é um pote apetecível, como afirma aqui Rui Rio. É um mar de dinheiro, demasiado vulnerável nas mãos de gente sem ética.

Os truques usados eram muitos e alguns mantêm-se
"Esqueciam-se, nos últimos anos, de declarar o tal “vencimento” com que queriam ser aposentados…
O esquema é velho, vem pelo menos desde 1983, a primeira crise económica que vivemos, mais ou menos parecida com a que atravessamos actualmente. Aí se começaram a desenvolver os mais diversos esquemas:
falsas comissões por objectivos,
falsos prémios de produtividade,
falsos subsídios de deslocação,
falsos subsídios para almoço (o célebre paraíso fiscal das senhas de refeição),
falsos prémios de assiduidade,
falsos empregos,
falsos desempregados,
tudo quanto a imaginação contabilística foi capaz de criar, tem servido, desde então, para roubar (não tem outro nome, tenho muita pena…) o Estado, em sede de IRS, de IRC, e de contribuições para a Segurança social.

Nos seus primeiros anos de “vida”, o semanário “Tal&qual”, deu espaço à publicação do drama familiar de uma viúva que se tinha visto na necessidade de reformular, muito por baixo, o seu nível de vida e dos filhos, exactamente porque a pensão de sobrevivência, por morte do marido, em serviço, não tinha nada a ver com o seu habitual rendimento do trabalho como engenheiro civil (se bem me lembro). E porquê? Porque o seu vencimento declarado, era apenas uma ridícula parte do que ele realmente recebia.

Por exemplo, no caso referido na notícia do Expresso de 2 de Julho, “Despedida pelo marido”, (despedida por extinção do posto de trabalho, admitida para o mesmo posto passados dois anos de subsídio de desemprego e novamente despedida ao fim de outros dois anos, para o subsídio de desemprego) não me admirava nada que aquela senhora nunca tivesse posto os pés na tal empresa do marido, seja lá isso o que for. O patrão é o marido e a manobra rendeu 40.000 Euros, rapados à Segurança Social.
E quantos casos semelhantes haverá?
Os 40.000 Euros roubados à Segurança Social por esse “empresário”,multiplicam-se por quantos vivaços, à escala nacional?
Quantos milhões serão roubados em cada ano?
Eu não sei, porque não tenho meios. Mas a Segurança Social, se não sabe, é só porque não se deu ao trabalho. Parece que está a fazê-lo agora, segundo a própria notícia. Espero bem que sim porque já chega de atribuir as culpas das derrapagens das contas públicas aos funcionários públicos.
Esses, declaram tudo o que recebem.
E merecem mais respeito." Sem anos de República 

19 comentários :

  1. «Por exemplo, no caso referido na notícia do Expresso de 2 de Julho, “Despedida pelo marido”, (despedida por extinção do posto de trabalho, admitida para o mesmo posto passados dois anos de subsídio de desemprego e novamente despedida ao fim de outros dois anos, para o subsídio de desemprego) não me admirava nada que aquela senhora nunca tivesse posto os pés na tal empresa do marido, seja lá isso o que for. O patrão é o marido e a manobra rendeu 40.000 Euros, rapados à Segurança Social.»

    Zita, Õs chineses já descobriram esse truque pouco depois de iniciarem a sua "diáspora" para Portugal. Vá num certo dia do mês aos correios e vai ver aquilo cheio de chineses à espera de receber o subsidio de desemprego....Eles trabalham de borla para os patrões que os colocam cá, fazem o respectivo desconto para a segurança social o tempo necessário, de seguida são despedidos (mas continuam a trabalhar) e quem lhes paga o ordenado é a NOSSA segurança social.....Esquemas proprios de um país do 4º mundo. Uma populaça manhosa, tinhosa, invejosa, corrupta que merece bem a cleptocrarcia que tem.
    Zita,
    De qualquer das formas gabo-lhe o trabalho porque, mais não seja, um que consiga sair da Caverna já valeu a pena. Mas não se preocupe demasiado com o rebanho.

    Murdoch

    ResponderEliminar
  2. Bom dia Sra. Zita

    Não há sector nenhum em Portugal que o Estado, não seja roubado de toda a maneira possível. A sra.Zita já fez mais em denunciar esquemas fraudulentos, que os políticos, estes mesmos é que deviam preservar o interesse nacional. Mas acontece que são eles os próprios a (lesar) ou melhor a roubar verdadeiramente o Estado. Vamos por partes, a ver se me faço entender, numa determinada empresa não interessa o ramo nem se é pequena média ou grande empresa, se os trabalhadores não se preocuparem pela empresa. É através do trabalho é que é o seu sustento e o ganha pão dos funcionários. Essa empresa fecha porta, logo o trabalhador não ganha dinheiro para se sustentar. Portanto os trabalhadores devem ter interesse que a respectiva empresa funcione bem. Apenas fiz um aparte de forma genérica, para tentar explicar que os políticos num País desenvolvido deviam ser os primeiros a dar o bom exemplo em defender o Estado para evitar corrupção. Mas em Portugal está tudo ao contrário, políticos canalhas, idiotas, mentirosos, ladrões, troca tintas, pessoas sem consciência da realidade nacional.

    Bom trabalho sra. Zita, é como eu digo, este blog devia ter direito de antena na tv diariamente nem que fosse só 5 minutos em horário nobre.

    Continue a denunciar a ver se num futuro próximo a corrupção com os políticos a ver se diminui, devo estar a ser optimista demais.

    Eu sou leitor assíduo, deste blog. O que é impressionante é a quantidade de corrupção que há diariamente para denunciar. Como Portugal pode ser um País Desenvolvido? Não deve haver País da União da Europa, com tanta corrupção como nós (Portugal); pode haver ao mesmo nível e deve ser a Grécia.

    O Resgate foi para alimentar os parasitas, o BPN fosse a falência. Não podemos compactuar com os milhões que são roubados ao Estado Social para oferecer aos políticos.

    Temos de dizer BASTA. Temos de ACORDAR. Temos de LUTAR. E acima de tudo REVOLTAR e claro só com o POVO UNIDO.

    Cumprimentos

    Fernando

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo seu apoio...
      A Itália e a Grécia são ainda mais corruptos que nós.

      http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/08/o-que-levou-grecia-e-nos-vai-levar-nos.html

      No entanto a Grécia recebeu muito mais dinheiro que nós, e com juros mais baixos nos resgates. É significativo ainda que a Grécia tem mais riquezas que nós.
      A Itália tem a mentalidade mafiosa conhecida da história mundial e isso reflecte-se na politica, pois tal como em Portugal, os mais oportunistas, mais mafiosos, menos trabalhadores e menos competentes, gostam muito do mundo da politica...dá-lhes tudo o que eles sonham dinheiro, poder e impunidade.

      O problema de Portugal é que, basicamente, não temos nenhuma riqueza nacional pelo menos tão importante como a Itália e a Grécia. E outros paises corruptos.
      Somos pobres e temos que sustentar os políticos todos à base dos impostos... não há outra alternativa..
      Como por exemplo na Argentina, por lá era um paraíso de máfias, mas havia muito onde ir buscar o dinheiro, tráfico de armas, petróleo, dos maiores produtores agrícolas do mundo, etc.
      O Brasil tb mt corrupto mas mt rico e as riquezas do país iam dando para tudo...

      Agora em Portugal, somos basicamente produtores de impostos e esse é o único dinheiro que os nossos corruptos possuem para roubar... e é isso que nos dificulta ainda mais a vida.

      Eliminar
  3. Portugal é um País que reina o facilitismo, a corrupção o tráfico de influências. E não se premeia o rigor, a responsabilidade e acima de tudo não se dá a oportunidade a jovens se são capaz. Mas sim mete-se os afilhados, os primos os amigos em que tudo é lugar estes chamados por boys. Que ninguém sabe se trabalham ou que andam a fazer, mas estes boys apenas servem para sacar e viver à custa do orçamento.

    Quando há obras públicas, porquê que em Portugal todas tem uma grande derrapagem, algumas são derrapagens para o dobro do custo inicial. Mas será que não há motivo para investigação? Não é normal, assim o dinheiro tem de desaparecer. Não há Estado que resista. Uma curiosidade, quando há obras particulares (tipo em casa do encarregado x) esse responsável da obra pública, quando é para o próprio, querem apostar que não há derrapagens. Porque o dinheiro não é do Estado, mas sim do encarregado.

    Um exemplo entre Portugal e a Suiça. O meu pai trabalha na Suiça há algum tempo. A empresa onde trabalha concorreu para fazer um túnel. Mas quando abriram concurso para a obra. Já tinham feito um estudo a nível de custos médios. Portanto, a empresa onde trabalha o meu pai levou a concurso menos de 20% que o respectivo custo médio. Logo foi recusado porque era impossível, aqueles custos. Se fosse em Portugal era a que ganhava e depois com o recorrer da obra tinha que haver derrapagem.

    Portugal não aprende, estamos e continuamos na cauda da Europa. Estamos em crise profunda, tanto económica-financeira, como crise de valores e de políticos. Só mesmo uma limpeza geral e profunda dos políticos.

    Fernando

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As derrapagens são acordos entre o estado e a construtora, em que o estado se compromete a dar x a mais a construtora se desse x ela lhe der um y...
      Ganhar o concurso por um preço mais baixo são meras formalidades a cumprir... Para ganhar o concurso, mas para ganhar dinheiro a mais já tudo será permitido.
      http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/09/impostos-esgotam-se-em-derrapagens-e-ma.html

      Eliminar
  4. "Depois assistimos aos escândalos das reformas de Emidio Rangel a ganhar 27 mil euros/mês de reforma ou o Jardim Gonçalves a ganhar 167 mil euros/mês de reforma!!!

    Zita,

    Vou ter de vir menos vezes ao seu blog.
    É que isto põe logo uma pessoa mal disposta para o dia inteiro. Fico agressivo e mal disposto, e se visse um desses canalhas á minha frente corria o risco de sujar as mãos.

    Brincarem com a Segurança social é algo que eu já sabia e previsível com os vilões que circundam á volta da imundice da politica nacional. Tudo o que é pote neste pais fica logo rodeado de abutres mal cheirosos.
    O que é que esses dois cagalhões fizeram de útil á sociedade para receberem essa brutalidade de pensão?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Pedro não me vai dar esse mau exemplo aqui à frente de toda a gente??!!
      Pois esse é um dos males dos portugueses, como sabe, preferem rir e esquecer, esconder a cabeça na areia a ver se os corruptos desaparecem, e afinal quando tiram a cabeça da areia descobrem que eles continuam lá, estão cada vez mais fortes, mais poderosos, mais ricos, mais protegidos e nós o oposto, cada vez que alguém ignora, se esconde, se alheia... eles crescem, avançam e nós???
      Chegará o dia, 2013 talvez, que essa realidade vai doer na dignidade e no estômago e não haverá vontade de rir nem forma de ignorar... mas aí talvez seja demasiado tarde, o país estará tão frágil que façamos o que fizermos, ele tombará, quer o povo o resgate para os portugueses, quer o deixe nas mãos do inimigo.

      Eliminar
    2. Zita,

      Não quis dizer que prefiro esconder a cabeça na areia. Eu conheço bem a anatomia degradante deste regime boçal. E esforço-me por passar estas informações a amigos e familiares.
      Foi apenas um desabafo pessoal, de cansaço de ver tanta ladroagem descarada. E que de facto me deixa mal disposto.
      E por achar também que isto já não se vai resolver com dialogo, mas sim com revolta violenta e justa.

      Eliminar
    3. Eu seio que não vai lá com palavras mas são as palavras que poderão gerar a revolta... aliás não vejo outro meio
      Diga-me Pedro, não se revolta ao saber isto?

      Eliminar
    4. Revolto e de que maneira. E portanto Zita, continue com o excelente trabalho e divulgue a mais gente possível.

      Eliminar
    5. É realemnte ofensivo o que eles fizeram e fazem, mas mais ofensivo ainda é terem a lata de continuar na politica, e a lata de receber rendas daí advindas, e ainda terem o descaramento de se julgar importantes, terem o descaramento de ainda habitar Portugal, ou mesmo de estarem vivos e livres... tudo isto é uma ofensa grande e grave, sem explicação....

      É o mesmo que um assassino roubar, enganar, violar, e matar uma família deixando vivo um dos elementos, e ainda ter o descaramento de viver na casa do que sobreviveu, esperar que ele o sustente, o admire, e continuar a rouba-lo e a engana-lo... sem vergonha, com a maior da descontracção e ainda leva a sua Maria e os putos para viver lá tb ás custas do otário?...
      É isto que somos portugueses?
      Sinceramente não entendo...

      Pior que um criminoso... é um criminoso sem remorso nem vergonha... será que mais ninguém vê isto?

      Eliminar
  5. Por ter sempre pago tudo o que devia a tempo e horas à SS, para a minha reforma, é que hoje sou mesmo revoltada e chamo ladrões a quem não soube administrar o dinheiro que lhes entreguei de boa fé.
    Já percebi, por tudo o que oiço e me rodeia, que os desonestos recebem mais e continuam, sem escrúpulos, a reivindicar uma justiça a que não têm "direito".

    ResponderEliminar
  6. Já tive a oportunidade de dizer que existe uma colisão entre a corrupção política e os interesso do capitalismo néo-liberal no desmantelamento das infraestruturas sociais e económicas, para depois vender os países aos pedaços e baratinho, os custos a mais desse descalabro ficarão para o povo assumir.

    O que se regista em Portugal ao nível do parlamento, também se regista em outros paìses tal como França onde fala de relações incestuosas entre o mundo dos negócios e os políticos, e seguinte as informações que tenho em Bruxelas no parlamento Europeu a situação é bem piore do que neste ultimo país.

    A desgraça de Portugal pode também ser a sua sorte, na medida onde as coisas se fazem da forma mais caricatural e descarada, à vista de todos, assim a tomada de consciência do povo torna-se bem mais aguda desse saque organizado, assim Portugal pode ser um país importante nessa luta mais que nacional mas também internacional.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Observação interessante... a Itália também já começou a mostrar esta faceta caricata da corrupção...
      Beppe Grillo.
      Era bom que alguém conhecido em Portugal fizesse o mesmo.


      http://www.youtube.com/watch?v=dfMQ0CvZaCo

      Eliminar
  7. "É realmente ofensivo o que eles fizeram e fazem, mas mais ofensivo ainda é terem a lata de continuar na politica, e a lata de receber rendas daí adivindas, e ainda terem o descaramento de se julgar importantes, terem o descaramento de ainda habitar Portugal, ou mesmo de estarem vivos e livres... tudo isto é uma ofensa grande e grave, sem explicação....

    É o mesmo que um assassino roubar, enganar, violar, e matar uma família deixando vivo um dos elementos, e ainda ter o descaramento de viver na casa do que sobreviveu, esperar que ele o sustente, o admire, e continuar a rouba-lo e a engana-lo... sem vergonha, com a maior da descontracção e ainda leva a sua Maria e os putos para viver lá também ás custas do otário?...
    É isto que somos portugueses?
    Sinceramente não entendo...

    Pior que um criminoso... é um criminoso sem remorso nem vergonha... será que mais ninguém vê isto?"


    Boa tarde sra. Zita, concordo plenamente consigo realmente não há ninguém mesmo ninguém nem nenhuma organização que defenda o cidadão comum perante os políticos corruptos. É a triste realidade sabermos que somos roubados e não podemos fazer nada perante as leis da tretas. E ainda continuamos a trabalhar para nos roubarem mais. Temos que acabar com isto, quem trabalha é que cria riqueza, não para andar a sustentar parasitas. Os parasitas são exterminados. Este governo não sei se já reparam andam eles todos (ou quase todos os ministros) com a bandeira de Portugal no casaco. Olha que realmente estes fdp. (filhos...), não tem consciência estão a dar cabo do País ainda andam armados em patriotas. Francamente um canalha é sempre um canalha. Este patriotismo não faz falta nenhuma. Um conselho aos políticos que emigrem para longe de Portugal. Que lixo já temos até demais.

    Fernando

    ResponderEliminar
  8. Contam-se histórias sobre saques à segurança social engraçados.
    O que mais me intrigou foi o alegadamente praticado por numerosos presidentes de câmara que - por na sua zona não existirem empregos - empregavam pessoas por 2 anos, depois despediam-nas e iam 3 anos para a segurança social, desemprego, em seguida eram readmitidas por mais 2 anos e assim, sucessivamente.
    Um ciclo interessante e que manteve rendimentos em municípios que, há muito, deviam ter fechado as portas!
    Claro que estamos no foro político nacional onde tudo se faz, pouco transparece e nada se castiga...!

    ResponderEliminar
  9. Portugal caiu para o 33.º lugar no Índice de Percepção da Corrupção
    Isto é uma noticia que saiu hoje.
    Mas isto parece mais uma brincadeira.
    Como é possível medir o índice de corrupção? É apenas a "Percepção" e não tem em conta a percepção dos Portugueses mas sim do mundo dos negócios.
    Num índice real Portugal teria de ficar para ai em 150º. Não estou a imaginar muitos países mais corruptos que Portugal.
    E outra coisa nós temos corrupção de estado. Em muitos outros países onde há corrupção ele vem mais da própria sociedade como a máfia em Itália.
    Este indicador foi uma lufada de ar fresco para os crápulas que avacalham por completo este pais.

    ResponderEliminar
  10. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar