03 dezembro, 2012

Ainda falam mal das sogras. Esta arranjou um bom tacho.


Clique na imagem para ampliar
Um cidadão, identificado com o nome de "O delator da saúde" enviou-me a denuncia que transcrevo em baixo.
Após a minha tentativa de investigar fontes sobre o assunto, não encontrei provas da denuncia em causa, nem tão pouco noticias sobre o assunto. Contudo já sabemos que nem todos os abusos do poder e dinheiro público, chegam aos jornais ou a nós. Por isso não tendo provas que seja uma denuncia verdadeira, considero que ao longo dos anos, nos foram dando provas e experiência suficiente, para deduzirmos que este pode ser um caso verídico
Por isso o divulgo sem o impor a ninguém como uma verdade absoluta.

"De Auxiliar de Ação Médica a Diretor de Serviço
Iniciou funções no Centro Hospitalar de São João, ainda a sua sogra trabalhava na Instituição, mais concretamente na Administração.

Ao chegar à idade da reforma, a sogra do auto-titulado Dr. Alexandre, resolveu ir introduzindo-o no seu serviço (Administração), ensinando-lhe todos os seus saberes. Volto a referir que à data, o agora "Dr. Alexandre" era auxiliar de ação médica.
Com a reforma da sua estimada sogra chegada, este manteve-se instalado nos corredores da Administração, enquanto estas entravam e saiam.

Com a última reforma estrutural e organizacional do CHSJ, o então já Assistente Técnico, e licenciado entretanto, em História, passou a Diretor do (criado só para si) Serviço de Organização Administrativa!!!
Hoje, consegue ganhar mais do que diretores de serviço dessa instituição e que, outrora, até já foram Administradores do CHSJ.

Isto sim, merecia ser investigado. Pois isto só revela o compadrio existente, e dá razão às vozes que se levantam quando se diz que na função pública apenas trabalham os que têm tachos! E que rico tacho o deste senhor que se intitula como Dr. Alexandre!" de O Delator da Saúde

4 comentários :

  1. Há milhares e milhares de histórias do género neste medíocre país e ao que parece, irão continuar como se fosse de a coisa mais natural do mundo se tratasse (do nosso mundo, obviamente).
    Estes casos são o exemplo deprimente e constante do que por cá acontece e que parece querer perpetuar-se.
    Que vergonha!!Ao que chegou este país!!
    O que fazer? Eu já não sei...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O nepotismo é uma inerência cultural.
      Qualquer pai, mãe, tio ou tia "puxa" pelo seu clã de forma quase natural e é APLAUDIDO no seio da família.
      Família com alguém capaz de dar empregos ou promoções, é uma família "feliz".

      A nosso ver, só há uma forma de caminhar rápido pelo caminho certo:
      Todos os ocupantes de cargos de chefia na administração pública ou sector público deviam anualmente responder perante um colectivo - não inferior a 30 pessoas, SORTEADO para o efeito na semana anterior (para evitar tentativas de aliciamento) - ligados a um POLÍGRAFO, gerido por entidade não nacional, acreditada, à seguinte questão:

      "Considera que durante o último ano assumiu apenas atitudes isentas relativamente a todos os concursos e outros processos de admissão de pessoal na instituição pública onde exerce funções?"

      Em caso de resposta falsa seria, de imediato, demitido.

      Eliminar
  2. Cuidado!
    Anda por aí uma quadrilha que rouba impunemente os portugueses sem qualquer receio da polícia ou dos tribunais!
    Quem?
    São uns sociopatas que andam todos de gravata e decidiram usar uma bandeirinha nacional na lapela dos casacos.Veem-se, regularmente, na tv...

    ResponderEliminar
  3. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar