18 agosto, 2011

A solução não é vender Portugal srº Passos Coelho

vender Portugal  Passos Coelho
A solução poderia passar por:
-  colocar profissionais com ética a gerir o país.
-  investir no controle da corrupção.
-  escolher bons gestores para gerir as empresas públicas e nunca "boys", militantes, e "dinossauros" viciados em politica.
- saber porque razão empresas, que detém o privilégio mor de ter  monopólios e protegidas pelo estado, não conseguem dar lucro?
- punir judicialmente toda a gestão danosa e criminosa e despedir todos os que contribuem para resultados negativos.
- acabar com a atribuição de prémios chorudos e aumentos mesmo a gestores com resultados negativos
 -  impedir que voltem a exercer outra função pública àqueles que já deram provas de incompetência. (À excepção claro de varredor de ruas, onde não pode prejudicar o país.)
- restringir os cargos de gestor público a profissionais com provas dadas de sucesso.

Como ultima solução, resta vender empresas vitais para Portugal, a estrangeiros a preços de saldo. Não  será isto um erro irreversível
Em breve assistiremos ao fenómeno inexplicável de as ver a dar lucro!!! E muito...
Nessa altura descobriremos desolados que o que sobra para sustentar o nosso monstruoso e dispendioso estado, são os impostos e tão somente os impostos?
Mais uma vez vai sobrar para o Zé povinho.
Como diz Mário Soares, estamos a vender as empresas públicas quando o estado mais precisa delas.
Metam-nas a dar lucro... 
Isto sim era um desafio com futuro. 
Vender ao estrangeiro não tem futuro.... é um adeus definitivo, e pelo caminho mais fácil.
Mas talvez seja demasiado utópico exigir profissionalismo nas empresas públicas. O governo não tem essa capacidade nem vontade. Vai contra tudo que os políticos mais veneram - O amiguismo, o compadrio, os favores, o tráfico de influências, etc
E sendo assim .... mais vale sacrifica-las e vende-las do que sustentar incompetências que conduzem ao parasitismo.

Sem comentários :

Enviar um comentário