16 junho, 2013

José Seguro está disponível para governar, mas não para resolver problemas.



É triste e hilariante a forma como estes senhores já não conseguem disfarçar a sua má índole e desonestidade. A sua falta de altruísmo e humildade, essenciais para governarem decentemente e competentemente, uma nação.
Apenas dizem a verdade quando se enganam, como se pode ver nestes outros exemplos, desta feita, também Seguro se enganou e disse a verdade.
Seguro, questionado sobre como solucionar um problema nacional, afirma, no video em cima "Quem criou o problema que o resolva" e "estou disponível para substituir o governo" são duas afirmações que supõem uma total incoerência. Se Seguro tem soluções, deveria tê-las apresentado, trata-se de uma emergência nacional, é todo um país que urge ser salvo, mas para eles, os jotinhas gananciosos, o mais importante é a sua carreira politica parasitária.
Seguro não está disponível para ajudar a ultrapassar os problemas do país, apenas está disponível para substituir o governo. Ajudar Portugal e os portugueses, não é o que o move, mas sim e apenas, alcançar o poleiro.
SEGURO, quando afirma que "- Quem cometeu o erro que o resolva." expõe as intenções dos políticos portugueses, quando lutam pelo poleiro -  fama, dinheiro e poder!! Governar sim, resolver problemas, não. O poleiro sim, mas sem trabalho e sem responsabilidade.
Tendo em conta que quase todos os problemas do país foram causados pelos outros, e não por ele,  pressupomos que Seguro se recusará a resolver qualquer um dos nossos problemas, incluindo os causados pelo Sócrates e PS!?
Estas declarações foram realizadas, quando a jornalista o questionou sobre o chumbo no corte do subsidio de férias dos funcionários públicos, que deixou um buraco no orçamento. E, que se saiba... buracos no orçamento é problema de todos os governos e não de "outros".
"António José Seguro e Paulo Portas são os convidados portugueses deste ano na conferência de Bilderberg, de que Francisco Pinto Balsemão é um dos promotores." fonte

Definitivamente, esta não é a postura de uma pessoa voluntariosa e idónea, que se deseje ver a governar ou gerir um país. É sim a atitude própria de uma criança mimada e irresponsável, a fazer birra.
Suponhamos que este senhor estava a ser entrevistado para ir dirigir uma empresa. Se o dono da empresa lhe perguntasse, se pretendia resolver os problemas da empresa, e o Seguro lhe desse esta resposta brilhante, certamente que nenhum patrão o contrataria.

Seguro está radiante com a situação miserável que o país vive, pois assim conseguirá chegar ao poder antes que o expulsem do PS. Frases ocas, chavões infantis, proclamações violentas sem qualquer substância é tudo o que este individuo tem para oferecer. Alternativas, ideias para sair da crise, nada.
Portugal vai definhando pois é com as misérias e asneiras de um partido que os portugueses colocam o que se segue, no poleiro, e eles, políticos, adoram ver o país a arder, para terem a oportunidade de surgir entre o fumo, e empunhando um simples balde de água, parecerem a salvação. 
Isto é a demonstração de uma corja de oportunistas que visam apenas e só, o interesse próprio, ás custas do agravamento da crise do país.
Seguro está com pressa de ir ao pote... Ele esquece-se que o Passos Coelho já o encontrou vazio.
Se Seguro lá chegar, iremos ter eleições antecipadas passado pouco mais de um ano, com os votos do BE e do PCP a ajudar o PSD a derrubar José Seguro...
E depois voltamos ao mesmo: os políticos 'numa boa' e o povo na miséria...
Este é o povo Lusitano? Sim! É valente, mas muito burro!

Mais uma vez Portugal será empurrado para as mãos de um partido, servente da maçonaria, seja PS ou PSD.
Mais uma vez teremos mais do mesmo... 
Mais uma vez os portugueses saltam do mau para o pior. 
Mais uma vez os portugueses escolhem quem os vai roubar.
Mais uma vez os portugueses fogem assustados, de um corrupto, para outro corrupto.
Mas ainda não basta. Não conseguem ver uma coisa tão simples, se um geriu danosamente e criminosamente no seu mandato, porque o que se lhe seguiu não denunciou, não julgou não prendeu, não expôs?

Os portugueses cairão no erro de sempre. Mais do mesmo.
É costume dizer-se que é nos momentos difíceis que se vê quem é líder. António José Seguro, por quem tenho respeito, começa a mostrar que não é. E esta semana deixou isso bem claro. Minutos depois de se conhecer o chumbo do TC ao Orçamento de 2013, e questionado sobre como resolveria o imbróglio, respondeu: "Quem criou o problema que o resolva!". Se o país precisar de alternativa a Passos Coelho vai confiar num político que se porta como numa disputa de crianças? Adiante… fonte
Seguro está em bicos de pés !!!!!!!!!!

No entanto e entretanto, Seguro declara-se com coragem para acabar com os problemas que outros criaram.... os "penduras" 
"A verdade é que há muita captura do Estado e tenho essa consciência", disse no ponto sobre a reforma do Estado, apontando em seguida que essa situação foi gerada progressivamente, ao longo de décadas, por alguns setores da sociedade portuguesa.
"Há muita gente pendurada e é preciso coragem para reformar o Estado. Se não tivesse essa coragem, não estava à frente do PS. Quando um dia, como espero, merecer a confiança dos portugueses, a minha responsabilidade é lutar contra esse lóbis que defendem interesses privados", afirmou o líder socialista".(...) fonte

Recordar os casos do PS,
Investir dinheiro Público arriscado?
Sócrates, um exemplar único
Sócrates levou os nossos impostos a passear?
Um video desmente-se? 
A D. Adelaide... 
PS e PSD para o BPN
O carro da polémica
Os pendurados da EDP
Os pendurados das PPP´s
Os pendurados das swap
Os pendurados do Paulo Campos
E faltariam os caos do PSD e etc..etc
Mas basta consultar a coluna ao lado direito e navegar pelo mar de pendurados e de feitos grandiosos do PS e do PSD...

18 comentários :

  1. Quando e que os cidadãos se convencem que é e tem sido sempre "mais do mesmo".
    Vamos repetir isso outra vez?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que vamos... basta ver os comentários que alguns deixam no blog, verdadeiros adoradores de incompetentes e corruptos.
      http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/03/as-teias-mafiosas-de-socrates-na-mira.html?showComment=1371392495382#c8833105547186305714

      Eliminar
    2. Estudou na universidade do relvas foi professor do relvas e anda no clube finório do bildberg com o portas... que mais precisamos saber?

      Mas há milhões de portugueses, NESTE MOMENTO, ANSIANDO desesperadamente por votar no PS... pena não haver uma lei que os prendesse por traição à pátria .

      Eliminar
    3. será que vcs ainda não descobriram que os políticos não podem ser presos porque a constituição assim o proíbe! Isto só lá vai com um golpe de estado e de um governo que altere a constituição e mande prender corruptos e os obrigue a ele ou à família a devolverem o que roubaram!

      Eliminar
    4. Ora nem mais Jorge Soares, completamente de acordo! O 25 de Abril foi uma oportunidade perdida...saímos de uma ditadura assumida para uma outra mascarada!!
      Capitães de Abril, voltem para terminarem o que começaram!!

      Eliminar
  2. Uma das dificuldades do sistema é a elevada ileteracia política do eleitorado.

    Quantas pessoas acham que, quando votam num partido, leram anteriormente o programa desse partido, ou de qualquer outro?

    As pessoas votam num homem (ou mulher...) "bem falante", "bem vestido", "bem parecido" ou seja, votam em qualquer vigarista que monte esse cenário e, por arrastasmento, em listas de deputados dos quais, o votante conhece, quando muito, os dois primeiros.

    Como a Constituição fala em eleições por lista, tudo o que é necessário fazer para ser deputado é bajular o vígaro-mor para entrar na lista e, com sorte, consegue-se 4 anos descansados na AR.

    De seguida, o vígaro-mor NOMEIA uma corja de desconhecidos para ministros, secretários de estado, e por aí fora. É assim que aparecem os Gaspares, os Álvaros,... que por determinação do vígaro-mor passaram, da noite para o dia a ser ministros.

    Caídos do nada e sem qualquer valia política (contactos com políticos internacionais, apoios no eleitorado, passado com obra feita...) aproveitam esta nomeação-"taluda" ou para ganharem dinheiro fora das regras e/ou promoverem a sua imagem nos areópagos europeus que frequentam (Gaspar é, deste último caso, um exemplo gritante e irritante).

    Enfim, uma teia onde a aranha apanha as moscas e estas não têm para onde fugir.
    Mesmo mudando a aranha, permanece a teia...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enquanto não tivermos um povo critico, com educação e um grau de exigência que exija políticos sérios, não teremos políticos sérios.

      Neste video:
      Henrique Neto - Os eleitores exercem a cidadania como se a politica fosse "clubismo", agarram-se a um partido para a vida, de forma acrítica, façam eles os erros que fizerem, os fieis elegem sempre o "seu" partido.
      Medina Carreira - Não adianta renovar todos os partidos, fazer uma revolução e acabar com estes partidos, porque a Itália já fez isso e voltou tudo ao mesmo. Enquanto não tivermos um povo critico, com educação e um grau de exigência que exija políticos sérios, não teremos políticos sérios.
      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2014/12/enquanto-nao-tivermos-um-povo-critico.html#ixzz3Ps4CVEdR

      Eliminar
  3. eu sou daqueles k nunca votou nestes dois partidos k têm arruinado o pais e os portugueses. Aliás, o mundo do trabalho começou a ser arruinado com o fala barato do mário soares, vem de frança com os contratos a prazo e daí até aos dias de hoje, se vermos bem, tem sido o ps k tem dado conta do nosso mundo laboral. Claro está k o psd quando ganha não altera nada do k o ps fez porque o trabalho sujo já foi feito pelo ps k se diz de esquerda, mas qual esquerda? mas digo ainda k para mim esta escória, ainda é a menos culpada de tudo isto, culpados, culpados somos todos nós k consentimos tudo isto e, assistimos sem nada fazermos. Manifestações a comer, dançar e cantar, não os incomoda. S omos um povo k não aprendeu nada com os 50 anos de ditadura, somos covardes, invejosos e maldizentes uns para os outros e nada fazemos contra quem nos espolia diariamente

    ResponderEliminar
  4. É espantosa a inconsistência política do tipo de gente, que nos governa ou quer governar.
    É que não parece. Andam mesmo a gozar com o pessoal.

    O Seguro quer o desemprego, em 2020, abaixo dos 11%, na Europa.

    Oh, TóZé: Se fosses ao Eurostat vias que, com isto tão mal, o desemprego em 2012, na UE27 foi de 10,5%.

    Estás a lutar para ser ainda pior? Onde? Deixa-me adivinhar.

    Portugal vai baixar para 5% e a Alemanha aumentar para 18%... Pois...

    http://epp.eurostat.ec.europa.eu/tgm/table.do?tab=table&init=1&language=en&pcode=tsdec450&plugin=1

    ResponderEliminar
  5. Acordem portugueses e não se deixem enganar por aldrabões e ladrões políticos?

    António José Seguro, futuro primeiro ministro de Portugal, já está consciente e já admite que o desemprego em Portugal, nos próximos anos e nas próximas décadas, vai ser muito elevado e que vai continuar a crescer e como não tem forma de desenvolver políticas económicas, monetárias, financeiras, sociais e fiscais autónomas e promotoras de crescimento e de desenvolvimento económico e social de Portugal e do território português e desse modo poder fomentar o investimento privado e público em Portugal e criar empregos para os portugueses, para os jovens e para os desempregados?

    E porque quer continuar a manter os portugueses sujeitos à ditadura da pseudo união europeia e à tirania financeira da moeda única europeia, do EURO, do BCE e do FMI, e que nos exploram e nos roubam os empregos e a vida de milhares e de milhões de portugueses, pede à pseudo união europeia, que passe a pagar os subsídios de desemprego miseráveis e desiguais aos desempregados portugueses e apenas durante alguns meses, porque depois disso António José Seguro e todos os políticos sem alma portugueses, europeus e pró-europeus vão deixar morrer lentamente os desempregados portugueses à fome e a viverem na miséria e sem dó e sem piedade e com a indiferença e a crueldade, que carateriza estes políticos da pseudo democracia portuguesa e europeia, do PS, do PSD e do CDS?

    E sem uma política monetária, financeira e cambial patriota e honesta e sem uma moeda própria não é possível crescimento e desenvolvimento económico sustentável e autónomo e a proteção de todas as pessoas, dos empregos e dos negócios em Portugal?

    E Paulo Portas anuncia com pompa e circunstância, a realização previsível de investimentos estrangeiros de milhões de Euros em Portugal e que vão criar apenas 700 postos de trabalho?

    Se as vantagens forem só os 700 postos de trabalho, são apenas uma gota no oceano e um benefício irrisório e ilusório para os portugueses e mera propaganda política e ilusionismo político de Paulo Portas?

    E os investidores estrangeiros só investem em Portugal para explorar os trabalhadores mal pagos e para saquear as riquezas e os rendimentos dos portugueses e para fazerem elevados lucros, que levam de Portugal e que não reinvestem na economia portuguesa e no espaço territorial português?

    E que mais vantagens relevantes terão estes previsíveis investimentos de milhões para os portugueses?

    E Paulo Portas quando fala, parece mesmo que está com os copos ou que fala para quem está com os copos e pouco lúcido e à medida que as próximas eleições se aproximam, sobe a possibilidade de Paulo Portas dizer mais coisas pouco lúcidas e de divulgar mais ideias sem sentido, sem lógica, sem realismo e sem autenticidade?

    E José Sócrates é igual a Paulo Portas? Ambos são autênticos aldrabões políticos? E o papel deles é fazer ilusionismo político e passarem ilusões e mentiras?

    E Pedro Passos Coelho e o Governo português quer propaganda negativa e pôr os portugueses, os alunos, os pais e os militantes e simpatizantes fanáticos dos seus partidos, contra os professores e contra os funcionários públicos e para obter votos e como se os professores não tivessem razão e não estivessem a ser maltratados e violentados por este governo e tal como todos os portugueses falidos e desempregados e empobrecidos e principalmente os jovens que vão fazer exames, para irem para o desemprego qualificado, porque em Portugal nos próximos anos e nas próximas décadas, ninguém vai encontrar emprego e trabalho digno e estável?

    ResponderEliminar
  6. Não esperem por melhor. Não vejo nenhum partido diferente destes grandes que tem feito parte do tabuleiro político que nos tem governado. Só se optarmos por um dos partidos políticos sem assento parlamentar.

    ResponderEliminar
  7. agradeço que os autores do blog me enviem um email através do qual vos possa contactar. é urgente. obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde... No final do blog, onde inicia a parte azul escura tem o formulário de contacto, deixo aqui o link para ser mais rápido. Não são autores é apenas autora.
      http://apodrecetuga.blogspot.com/p/contacto.html

      Eliminar
    2. Aqui vai a minha contribuição, para mudanças no País
      Se aproveitável, estou disponível.
      Enquanto cidadão preocupa-me o estado actual do País.
      O compadrio, apadrinhamentos, afilhados e afins levaram e levarão o País ao fundo.
      Ninguém acredita em ninguém. De facto não basta dizer sou Honesto-tem de se provar.
      Assim , tem de ser baseado na desconfiança que reina actualmente,que se pode ainda propor algo, que as Pessoas, mesmo desconfiadas, possam ainda experimentar.
      Ao apresentar a proposta tendente à actuacção do PARTIDO POLÍTICO, faço-o porque pretendo de facto um Novo Partido e não mais um, semelhante aos existentes. Desde o sorteio por todos os militantes para integração dos ÓRGÃOS REPRESENTATIVOS, quer a nível regional quer a nível nacional para integração das listas concorrentes às eleições, passando pela adopção constante e permanente dos REFERENDOS, para resolução de todos os problemas e adoptando totalmente o respeito pela “DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO HOMEM” e o princípio de “NÃO FAZER AOS OUTROS O QUE NÂO QUERES QUE TE FAÇAM A TI”, demonstra que efectivamente o Partido se propõe aparecer, com uma dinâmica de actuação NOVA..

      Recepção de propostas e as propostas vencedoras dos referendos serão lideradas pelos subscritores, pois só assim,terão credibilidade e êxito.


      Forma de actuacção:
      1-recepção de todas as propostas, para referendo
      2-apresentação para votação das mesmas e apuramento dos resultados.
      3-o subscritor da proposta mais votada, será o responsável pela área em questão, com funções de governação.
      SIM É POSSIVEL INTERVIR NA VIDA PÚBLICA RESPEITANDO OS OUTROS E PROVANDO-SE HONESTIDADE .


      Eliminar
  8. E nas autarquias , onde grande parte da grande corrupção envolvendo o urbanismo prolífera descaradamente e sem fim a vista, que opções fiáveis temos para votar?

    ResponderEliminar
  9. A DEMOCRACIA EM PORTUGAL É UMA FARSA, E A CULPA NÃO É DOS GOVERNANTES, MAS DOS PORTUGUESES! SIM DOS PORTUGUESES !
    É A MESMA COISA QUE DAR A CHAVE DA MINHA CASA A UMA PESSOA QUE A PARTIDA SEI QUE É UM BANDIDO, UM LADRÃO!
    DE QUEM É A CULPA ? SERÁ QUE É DO LADRÃO A QUEM LHE ENTREGUEI A CHAVE DE CASA ?! SE CALHAR É !! AÍ TODA GENTE DIZ QUE SOU DOIDO AO PRODUZIR SEMELHANTE AFIRMAÇÃO ! MAS VENDO ISTO NO CONTEXTO DO PAÍS É EXACTAMENTE ISSO QUE SE PASSA!
    TODA A GENTE CRITICA! MAS NAS ELEIÇÕES SEGUINTES LÁ VAI TUDO VOTAR!
    POVO BURRO !!!
    OS PORTUGUESES TEM O QUE MERECEM! CADA VEZ TENHO MAIS REPULSA DE PERTENCER A UM PAÍS COM ESTE TIPO DE POPULAÇÃO! ESTA GERAÇÃO É DEMASIADA BURRA PARA VIVER EM DEMOCRACIA!
    VOLTEM MONARQUIAS, MARQUES DE POMBAL, SALAZAR...ETC...QUE ESTÃO PERDOADOS !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como eu compreendo a sua indignação.
      Quantas vezes tentei fazer ver isso em círculos de amigos e conhecidos e até ridicularizado fui.
      Já lá vai esse tempo e eis o lamentável resultado. Apesar disso parece que ainda não compreenderam....aí estarão eles, dentro de pouco tempo, a votar em ''mais do mesmo''.
      Desesperante, não se aperceberam que por este caminho o nosso país caírá nas mãos de extremistas!!!

      Eliminar