04 março, 2012

As diferenças radicais entre Passos Coelho e Sócrates.

partidos politicos a roubar à decadas

Os portugueses tardam em perceber que a democracia está "doente" ou demente.
Que a mudança é urgente, os partidos o desânimo com o estado das coisas é natural, mas a política que desagrada é aquela que agradecerá a tua ausência/abstenção. Se te sentes indignado com o estado do país, não te revoltes fazendo nada. É com o apoio da abstenção da maioria que continuarão os ataques da austeridade e à dignidade. A abstenção é o gesto mais inofensivo, nada tem de revolucionário e, em termos práticos, não exprime qualquer indignação contra o sistema. Na realidade, não exprime rigorosamente nada. Este texto é, por isso, um apelo ao voto. Um apelo para que que a maioria decida pelo menos para melhor... 
Alternativas precisam-se... 
Neste blog tenho tentado passar esta ideia que teima em não entrar na cabeça de muitos portugueses, de forma a impedi-los de ir votar nos mesmos corruptos de sempre. Elegem os dinossauros sabidos da politica convidando-os a abusarem do nosso dinheiro e poder e legitimando tudo que eles querem fazer.  
Ricardo Araújo Pereira, aparentemente partilha da mesma visão, e decidi por isso partilhar este artigo da sua autoria, numa tentativa de transmitir o que tento há muito apregoar. Recorrendo ao estilo do humor genial de Ricardo Araújo Pereira, na esperança de despertar mais portugueses para a realidade que nos arruína  ... 

"Ufa! Que sorte. Portugal livrou-se de um primeiro-ministro que dava o dito por não dito, faltava às promessas e impunha sucessivas medidas de austeridade, cada uma mais dura que a anterior. É bom olhar para trás, recordar esses tempos longínquos e suspirar de alívio. Para o substituir, os portugueses escolheram um primeiro-ministro que dá o dito por não dito, falta às promessas e impõe sucessivas medidas de austeridade, cada uma mais dura que a anterior. Trata-se de um conceito de governação tão diferente que, por vezes, parece que estamos a viver num país novo.

Quem vive em democracia tem de estar preparado para estas mudanças radicais. Sócrates usava, normalmente, gravatas de tom azul, enquanto Passos Coelho prefere os verdes e os ocres. No entanto, depois de um período de adaptação, os portugueses habituaram-se rapidamente à principal mudança política das duas legislaturas. Em abono da verdade, deve dizer-se que o povo português, embora seja dado a escolhas muito diferentes, de eleição para eleição, tem uma notável capacidade de se adaptar à nova conjuntura política.
Repare-se, a título de exemplo, no que acontece com o estilo de Vítor Gaspar, e no modo como os portugueses o aceitaram sem pestanejar - até porque se torna bem difícil pestanejar quando se ouve o ministro das Finanças. Vítor Gaspar tem, como é óbvio, aptidões em várias áreas do saber, embora nenhuma delas seja, ao que parece, a economia ou as finanças. Trata-se de um homem evidentemente versado em hipnotismo e encantamento de serpentes. Cinco minutos a ouvir Vítor Gaspar e o contribuinte começa a sentir-se com sono, muito sono. É nessa altura que percebe que a carteira começa a sair-lhe do bolso, ao som da voz encantatória do ministro. Seduzida pelo magnetismo animal de Gaspar, a carteira abandona o nosso bolso e dança até ao Ministério das Finanças, onde deposita os subsídios de férias e de Natal. Depois, regressa à nossa algibeira, para reabastecer. Gaspar, o encantador de carteiras, já demonstrou ter capacidade para fazer este truque todos os anos. Mas o povo, sempre pérfido, prepara-lhe uma partida cruel: a tendência maldosa do trabalhador português para o desemprego e o trabalho precário levará a que, em breve, não sobre quase ninguém a beneficiar de 13º mês. Lá terá o governo de nos levar o décimo segundo."  
Fonte  (Ricardo Araújo Pereira) 



6 comentários :

  1. Eu penso que um pobre povo secularmente habituado à injustiça, à esmolinha, ao favorzinho e por fraca defesa, a desenvolver a "esperteza saloia", dificilmente se irá habituar à CIDADANIA e aos direitos e deveres que isso acarreta, acabando por se abandonar à apatia e religiosamente aceitar "toda a merda que lhe dão para comer".
    No início do século do humanismo apareceram filósofos que defendiam o "despotismo esclarecido" para substituir o "absolutismo monárquico" que se demonstrava totalmente caduco, baseando que o povo não estava preparado para outro sistema de governação. Eu até sou capaz de acreditar nas boas intenções dos filósofos até porque os princípios eram fundamentalmente diferentes. Hoje temos como factos um Portugal que sai de uma "idade média" para um sistema dito de "democrático", só que os déspotas sendo os mesmos ou tendo os mesmos vícios conseguiram subverter o sistema e instalar na prática um "absolutismo" só que agora em vez do monárquico é-lhes dado por voto em grupos que "eles" à partida aceitam ou não segundo as regras já viciadas. Na prática só podem recorrer a processos que só o banditismo utiliza e deparamos com um sistema pérfido sem princípios em que a "justiça" faz parte integrante dos seus meios e aquele que pretender exercer a CIDADANIA é perseguido até o conseguirem anular utilizando formas diversas em que o isolamento ou vazio em volta é o mais vulgar, isto quando não o conseguem anular com a sua "jurisprudência".
    POBRE POVO, TRISTE NAÇÃO...

    ResponderEliminar
  2. Ultimamente tenho seguido este blogue que é o único que tenho visitado todos os dias e surpreende-me a coragem e a tenacidade com que diariamente é actualizado e sinto-me culpado por não colaborar mais assiduamente na medida que é um exemplo de CIDADANIA e preocupação com o nosso inquinado quotidiano em que o futuro não existe com a actual situação política, ou seja com a actual "corja de mandantes".
    Para mim é um blogue que tem de ser apoiado para que a pequena chama de CIDADANIA não se extinga. Eu é que tenho de agradecer-lhe a sua iniciativa, coragem e tenacidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acabou de descrever aquilo que realmente pretendo, de uma forma certeira e impactante... impedir que a chama de cidadania se apague.
      Mais uma vez obrigado. Pelo elogio e por me ajudar a transmitir as minhas intenções.

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/03/aristocratas-arrogantes-e-petulantes.html#ixzz4cBcYCbtr

      Eliminar
  3. Esquecemo nos que além de tirarem os subsidios do 13º e 14º meses , com o roubo mensal do vencimento também me tiram no final do ano o 12º.Assim só me pagam 11 meses . Na ideia do Gaspar e PPC até está certo porque com 22 dias de ferias , o roubo é menor , são só 8 dias e para ter ferias é de rico e assim eu que me amanhe.

    ResponderEliminar
  4. No comments - vejo muito a Euronews que assim termina - Dramático foi a onda gigante que levou carros (sorte) na Foz do Porto a também na Praia de Carcavelos no pico da maré cheia - fechou o paredão do Estoril e de Oeiras e cortada marginal Cascais-Oeiras - também em Armação de PEra e Portimão e barcos da marina partido - Madeira no Paúl do Mar inundou esplanadas e Porto Moniz e espanhóis arrastados pelo Mar o mar anda mesmo xatiado - e o céu que empanou na Antártida turistas e cientistas e os entalou em gêlo - costa norte madeira alerta laranja - na Terceira Açores estragos nos portos virados a norte - Vila Nova e Biscoitos freguesias afectadas mas esperam ajuda do Fundo de Salvação se não puderem ir pescar - incêndio em Sintra em dia de tempestade e chuva sem parar - Tapada das Mercês 2 mortos com fogo - Inquérito contra Swapps - Eurodeputados a vir a Lisboa saber o que correu mal coma TROIKA ??? Deputada Maria Elisa revoltada contra TROICA + o PC - Mas Silva Peneda dá boquinhas claro - e Sócrates convidado pela Comissão do Parlamento europeu diz que é politica europeia rasteira e acha rasteiro falar tão mal dos portugueses + Relatório swapp ignora responsabilidade ao actual governo e berra-se contra a ministra Albuquerque que branqueou os swapps - por 3 vezes ++ etc pago para que se divirtam com esta conversa apalhaçada e o sr Hélder Amaral CDS é feioso - é tudo tão feio e vestiram-se eles em fev 2011 tão a rigor de negro e novos penteados e barbinha mais bem feita mas continuam tão feiosos - o hábito não consegue fazer o monge 8co é hábito) Porque e que os portugueses agora quendo falam abanam a cabeça para a esquerda direita em vez de ficar quietinhos ?' que estranho - ai Santana tão negramente compungido no funeral - Já nem um homem pode morrer em paz sem os colunáveis

    ResponderEliminar