28 abril, 2013

A GERAÇÃO DOS ESPOLIADOS. PAULO MORAIS DEFINE ASSIM, OS PORTUGUESES.

ps corrupto pedofilia

"Nas manifestações, em Lisboa, no Porto, e um pouco por todo o país, estava representada uma maioria
sofredora, todo um povo que se sente num beco sem saída.
Um beco em que Cavaco, Guterres, Barroso e Sócrates nos encurralaram. Passos Coelho prometeu que nos iria resgatar deste atoleiro, mas apenas tem mantido o status quo, tornando-se assim co-responsável por uma das piores fases da vida da história do país.
Esta é a geração mais espoliada nos seus rendimentos, que são transferidos pelo sistema político para os cofres dos verdadeiros donos do regime, bancos, construtores e promotores imobiliários. A política abastardou-se e transformou o orçamento de estado no instrumento que drena os recursos dos pobres para o bolso dos poderosos.
Nas manifestações de sábado marcou presença todo o tipo de portugueses, desesperados, revoltados ou deprimidos, injustiçados, letrados e analfabetos, velhos e novos.
Encontrei mães aflitas que já não têm comida para dar aos filhos, professores indignados porque os seus alunos chegam à escola sem pequeno-almoço, reformados deprimidos porque não têm dinheiro para passear, por via da redução das pensões, a par do aumento do preço dos transportes.
Também lá estava a classe média, informada e culta, pois sente que a redução do seu poder de compra é em vão. Sabe que abdica de férias, passeios e almoços apenas para manter negócios criminosos como o das parcerias público-privadas.

Estavam jovens sem futuro, idosos sem presente. Pais e avós amargurados. Marcaram presença emigrantes, desde os que saíram para escapar à fome e à miséria, até jovens qualificados que tiveram de deixar o país porque não têm cá qualquer possibilidade de sucesso. Fartos de incompetência, rumaram a paragens onde a sua carreira depende do currículo e não do padrinho ou da filiação partidária.
Marginalizados da manifestação – os verdadeiros marginais no sábado – foram os partidos, a classe política, os sindicatos e todas as outras estruturas orgânicas do regime. Não havia caciques, todos eram pares. Sentia-se no ar o espírito de Grândola, "em cada esquina um amigo, em cada rosto igualdade". fonte

7 comentários :

  1. Para que a história não esqueça, nem as palavras o iludam:

    Sócrates entre 2005 e 2010, aumentou a dívida pública em 70% de 85 para 145 milhões de euros.

    Sempre com ele: Paulo Campos, Armando Vara e Mário Lino.

    Também não esquecemos a esforçada ajuda do BPN: Oliveira e Costa, Fernando Nogueira e o chefe de Boliqueime.

    Cá vos esperamos, seus bandidos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois os portugueses sofrem de má memória ou de burrice.
      O BPN na realidade tb teve a mãozinha criminosa do socrates, não podemos esquecer que se uns o saquearam, o socrates foi quem decidiu oferece-lo ao povo , para pagar os buracos dos larápios.

      Eliminar
  2. -> Aumentar as penas de prisão... não é solução: : a superclasse (alta finança - capital global) está dotada da capacidade de conduzir Estados à bancarrota... e... nenhum Estado falido possui a capacidade de implementar um sistema prisional eficiente!
    .
    ---> O CONTRIBUINTE TEM DA ACTUAR A MONTANTE: quem paga (vulgo contribuinte) deve ter acesso a mecanismos de fiscalização cada vez mais eficazes das contas públicas... ou seja... é necessário uma campanha para motivar os contribuintes a participar... [nota: votar em políticos, sim, mas... não lhes passar um 'cheque em branco']... leia-se: para além do «Direito ao Veto de quem paga» (ver blog «fim-da-cidadania-infantil»).... é urgente uma nova alínea na Constituição: o Estado só poderá pedir dinheiro emprestado nos mercados... mediante uma autorização expressa do contribuinte - obtida através da realização de um REFERENDO.
    *
    *
    *
    P.S.
    -> O "crescimento" à força bruta de endividamento e de dinheiro mal gasto... no final da sua fase mais delirante... atirou-nos para a fronteira da bancarrota.
    -> Ao contrário do "crescimento" à força bruta... um Crescimento Sustentável é mais suave...
    -> O "crescimento" à força bruta... favorece a superclasse (alta-finança, capital-global).
    .
    -> Todos pudemos assistir a uma incrível e monumental campanha [nota: a alta finança, capital global, controla a comunicação social] no sentido de ridicularizar todos aqueles que eram/são contra o 'viver acima das possibilidades'... ou seja, ridicularizar todos aqueles que eram/são anti-endividamento excessivo; um exemplo: no passado, Manuela Ferreira Leite foi ridicularizada por ser uma ministra anti-deficit-excessivo; e mais, chegam a retratar o contribuinte alemão (que recusa ser saqueado) como novos fascistas/nazis...
    -> O discurso de qualquer 'cão/gato' anti-austeridade tem logo direito a amplo destaque... [nota: a superclasse controla a comunicação social].
    --->>> Um afrouxamento no controlo rigoroso das contas públicas (fim da austeridade)... proporciona oportunidades para a superclasse... isto é, ou seja, com tal afrouxamento, a superclasse (e suas marionetas) passam a poder 'CAVAR BURACOS' sem fim à vista: BPN's, PPP's, SWAP's, etc...
    {uma obs: a firmeza do contribuinte alemão (não cedendo à pressão exercida internacionalmente...) é fundamental para salvar a Europa!!!}
    *
    *
    Anexo:
    Mais uma prova de que os políticos honestos (que existem!) não dão, claramente, conta do recado... e de que... o contribuinte deve ter acesso a mecanismos de fiscalização cada vez mais eficazes das contas públicas...
    -> Há algum tempo atrás o senhor José Roquette quis 'sacar' uns milhões da C.G.D... ora, como o senhor não cumpriu os requisitos necessários... foi-lhe negado o dinheiro.
    -> Há já algum tempo que diversos lobbys iam exercendo pressão junto do governo... no sentido da C.G.D. afrouxar os seus critérios... até que o governo acabou por ceder!...
    -> Resultado: tal afrouxamento vai proporcionar oportunidades... de 'CAVAR BURACOS' de milhões... (nota: o senhor José Roquette também lá deverá ir 'cavar um buraco' na C.G.D.).
    .
    [uma obs: um Banco Público serve para combater a cartelização privada... sem a concorrência do Banco Público, já a cartelização privada nos tinha enfiado taxas e mais taxas... ex: taxas multibanco; mais uma nota: o fim da gasolineira pública deu naquilo que já era esperado: somos roubados a 'torto e a direito' no preço da gasolina pela cartelização privada]

    ResponderEliminar
  3. Mais do que geração dos espoliados....geração dos acomodados e ingénuos.

    Eu hoje em dia ouço jovens que finalmente começam a dar-me esperança, que me dizem que votar não resolve nada nesta fase, uma vez que quem tem probabilidades de chegar ao poder são indivíduos incapazes, mas que beneficiam de uma enorme máquina de apoio que os coloca no poder para satisfazer interesses de "amigos"

    Mas as velhas guardas continuam a alinhar neste jogo das cadeiras, onde ora manda um, ora manda o outro, e enquanto os portugueses não avaliarem a sua própria forma de ser e de pensar, muito dificilmente deixará de haver gerações de espoliados e umas gerações de políticos que nunca sentem dificuldades...tem de existir uma cultura de exigência por parte do povo português e exigir explicações aos governantes por toda e qualquer acão que pratiquem!

    ResponderEliminar
  4. ######Soluçao para acabar com a seita em Portugal######

    NAO OS ALIMENTEM, NAO PAGUEM IMPOSTOS, ESTAO A PREPERTUAR OS JOBS FOR THE BOYS.
    PRODUZAM VOCES A V.PROPRIA COMIDA QUEM ESTÁ NO CAMPO E NAO A VENDAM, SÓ A CONHECIDOS. DEIXEM ELES COMER VENENO.

    NAO OS PONHAM LÁ, NÃO VOTEM, VOTAR PS OU PSD É VOTAR QUEM GOVERNA NOS BASTIDORES E QUEM ESTA A CAUSAR A RUINA DO POVO.ACORDEM.

    NAO COLOQUEM MUITO DINHEIRO NO BANCO, INVISTAM-NO OU COLOQUEM NUM BANCO FORA ESTRANGEIRO, FORA DO PLANO INTERNACIONAL.

    SE ELES NAO VAO EMBORA E TEIMAM EM MANTER O RUMO DO BARCO EM DIREÇÃO Á NOSSA ESCRAVIZAÇÃO, NÓS AFUNDAMOS O BARCO COM TODOS DENTRO, JÁ NAO TEMOS NADA A PERDER.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK

      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  5. 'CAVAR BURACOS' de milhões
    O cavar buracos parece uma incompetencia, mas não é.

    Embora os que cavam buracos sejam a maior parte imbecis , ranhosos e incompetentes, para roubar só precisamenos de um imbecil com algum talento para nao ter vergonha, bajular, enganar e desviar. Noa é necessario ser muito competente.

    Isto faz parte do plano nacional e internacional de escravizar todo o povo e o plano só vai no inicio.Ha-de chegar o dia em que pedirao ao Salazar para voltar, mas o pais ja nao será governado por um tirano mas por vigaristas, ranhosos sem escrupulos.

    Ora o cava buracos, é apenas conversa de engana tolos, se o dinheiro de repente desapareceu, urge perguntar para onde foi. Ora se ele vai todo no mesmo sentido, para os mesmos, então nao é cavar buracos, mas desviar milhoes e roubar milhoes ao pais e pior, a todos os portugueses. Os portugueses quando pagam as suas contribuiçoes obrigatorias estão automaticamente a ser roubados, quando depois o dinheiro é desviado nao para eles, e é para isso que pagam, mas para outros interesses particulares que(ainda pior) visa a degradação da vida e escravização povo portugues.


    Os recurso sao limitados, e eles sabem qeu a limpeza da populaçao para eles consegirem viver nas mordomias é uma mal necessario, isto vai desde matar a populaçao a guerra financeira e psicologica para a populaçao nao ter filhos, lembrem-se que apenas para repor a populaçao cada casal tem que ter no minimo dois filhos.

    ResponderEliminar