20 agosto, 2012

Democracia para portugueses de primeira e portugueses de segunda.

democracy minority
É impossível defender a democracia e ao mesmo
tempo os direitos das minorias pois em
democracia, as minorias perdem sempre!
Em democracias distorcidas, como a que temos em Portugal, quem tem mais direitos e apoios do estado, são aqueles que menos precisariam de os ter. São estes os sintomas óbvios da falsa democracia, que teimamos não enxergar. 
Por outras palavras, quem tem dinheiro e poder, obtém tudo o que exige de apoios do estado, reformas, subvenções, fundações, subsídios, bolsas... tudo o que pedirem!!!
Mas quem tem pouco dinheiro e poder, perde cada vez mais direitos mesmo os mais básicos, como a dignidade e a comida na mesa.
E as entidades que nos (des)governam fazem questão de deixar bem claro quem é que eles apoiam e quem tem prioridade. E é essa prioridade que eles prezam e cumprem...

Assim as reformas dos "pobres" deputados demoram menos de um mês a serem despachadas, devido ás carências económicas que costuma apresentar esta classe de cidadãos...  enquanto as das pessoas "normais"(da plebe) demoram cerca de 1 ano!!!!
"Caixa Geral de Aposentações tem dois pesos e duas medidas.
Afinal há portugueses de primeira e portugueses de segunda. Senão vejamos. Numa altura em que a Caixa Geral de Aposentações está a levar mais de um ano a despachar as reformas, há um pequeno grupo de políticos que teve as suas reformas despachadas em menos de um mês."

Exemplos.
Jaime Gama, antigo presidente da Assembleia da República, enviou para a CGA o requerimento da sua pensão a 9 de Maio de 2011 e foi despachada a 20 de Junho do mesmo ano e a sua reforma foi despachada por 4808,11 euros.
Nesse mesmo dia, foi despachada a reforma antecipada de um outro deputado do partido socialista, José Magalhães, por um valor bem mais modesto, 2196,45 euros. Magalhães começou por ser militante do PCP e assessor parlamentar entre 1977 e 1983. Ainda sob a bandeira do PCP, foi deputado entre 1983 e 1990. Depois desvinculou-se do partido na sequência da perestroika e foi convidado por Jorge Sampaio a integrar as listas do PS nas eleições de 1991 como independente, tendo sido eleito.
2009 foi nomeado, sob proposta do primeiro-ministro José Sócrates, secretário de Estado da Justiça e da Modernização Judiciária, tendo nessa altura manchado o seu curriculum com uma série de aquisições de imobiliário para o seu gabinete, num ano em que Portugal já se encontrava em plena crise.
Maria do Rosário Boléo, que requereu a reforma a 11 de Outubro de 2010 e que a viu despachada a 29 do mês seguinte; 
Teresa Xardoné, que entrou com o pedido a 14 de Agosto de 2009 e viu ser-lhe atribuída a aposentação a 18 de Novembro do mesmo ano, 
Manuel dos Santos, que solicitou o requerimento à Caixa Geral de Aposentações a 9 de Julho de 2009 e viu o seu pedido diferido a 31 do mesmo mês
Jorge Strecht Ribeiro, que entrou com os papéis a 25 de Maio de 2011 e foi reformado a 15 de Setembro de 2011. fonte

5 comentários :

  1. "Qualquer remodelação estrutural ou decorativa em edifícios públicos ou ocupados por organismos do estado - excepto urgências comprovadas - só pode ter lugar decorridos 15 ou 8 anos, respectivamente, após a anterior intervenção do mesmo tipo."

    Porque será que este artigo da lei não existe?

    ResponderEliminar
  2. ola zita, sou o teu fa "a la beatles"
    gostava de trocar uns bitaites directamente contigo. deixas me-te um contacto ou nao estas interessada?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola caro leitor, obrigado pelo seu elogio. Sim existe forma de contactar-me por e-mail, como fazem muitos leitores, que contribuem para enriquecer o blog, através do contacto que está na coluna lateral, mesmo por cima da meteorologia.
      Vou colocar aqui o link para facilitar. http://apodrecetuga.blogspot.com/p/contacto.html

      Obrigada mais uma vez, pelo seu interesse.

      Eliminar
    2. tks,nem tinha reparado que havia um link com contactos :P

      Eliminar
  3. Democracia,como se sabe é uma palavra de origem grega e quer dizer Poder Popular,isto porque Demo em grego significa Povo.Mas os romanos mais poderosos apesar de dominarem os gregos,todavia copiaram muito da sua civilização que era mais avançada,e deram à democracia um significado diferente e o Demo foi traduzido para Demónio.E o Povo é o Diabo.

    ResponderEliminar