18 fevereiro, 2012

Governo muda a lei para favorecer o Banco de Portugal, nos cortes..


Entre privilégios e esbanjamentos o Banco de Portugal ergue-se omnipotente, qual ilha paradisíaca exclusiva para os afortunados que têm a sorte de arranjar, por ali, um ambicionado "tacho".
Mesmo assim o governo achou que o BdP merecia mais benefícios e zero sacrifícios, e pouco antes de aplicar a lei que obrigava os portugueses a abdicar dos subsídios de férias e de Natal, o Governo providenciou para que o Banco de Portugal não fosse abrangido por essas medidas duras e indignas.
A "ilha paradisíaca" está acima da lei, não se mistura com pobres. Provavelmente Passos Coelho e os governos anteriores sempre acreditaram que os pobres tem que sustentar luxos dos ricos e pagar impostos pelos ricos.

E quando o povo se revoltou com este estranho privilégio concedido ao Banco de Portugal,  Passos Coelho, no seu cinismo do costume, disse que não podia fazer nada... Pois não, já tinha feito tudo...
Noticia na Revista do Expresso
Foram pagos subsídios de férias e de Natal a todos os funcionários do Banco de Portugal.
Na resposta, o banco explica que as "medidas de contenção salarial consignadas na Lei do Orçamento de Estado para 2011 e para 2012 não entraram em vigor no Banco de Portugal porque este se rege pelo Código do Trabalho e pelas convenções colectivas em vigor."

Segurem-se que esta é explosiva..."O banco recorda que o parecer emitido pelo BCE em Novembro, a pedido da Assembleia da República, refere que o Estado se deve abster de impor restrições de natureza salarial (Reparem bem no descaramento, o pedido partiu do Governo, o mesmo que pede para sacrificar o povo pede também para poupar as elites, mesmo na véspera dos cortes, ou seja o governo fez tudo para os proteger) ou outra que retirem ao banco central o seu poder de organização interna ou que afectem a sua capacidade de recrutamento ou de retenção de pessoas com as qualificações profissionais para desempenharem as missões que lhe competem, no âmbito do Sistema Europeu dos Bancos Centrais.
No comunicado o banco diz-se ainda preparado para decidir sobre a suspensão do pagamento dos subsídios de férias e de Natal aos seus trabalhadores, desde que “os órgãos de soberania competentes adoptem disposições legislativas que o autorizem a fazê-lo, e após a indispensável consulta ao Banco Central Europeu” fonte
Em suma os funcionários do BdP receberão os subsídios, porque o governo assim o permite e o providenciou, dispensando o contributo dos que protege, no combate à crise?

Aliás a lei que reforçou a protecção do BdP contra os cortes salariais aplicados à Administração Pública, foi estratégicamente encomendada e aprovada em Novembro de 2011 pelo Ministério das Finanças. Na mouche!! fonte (lamentavelmente este link foi removido e a revista Única do expresso, não disponibiliza versão online grátis, contudo o artigo foi publicado na semana de 11 de Fev ou na de 18 de Fev - O artigo era o "O último oásis")
O estado tem feito questão de deixar bem claro que negoceia a favor dos amigos e contra o estado, faz parte da sua estratégia de sempre. Resulta para obter benefícios futuros dos políticos, e prejuízos permanentes para o país.

5 comentários :

  1. Palavras para quê?... Um povo analfabeto, injustiçado e humilhado desde sempre, submetido ao "favorzinho" e à "caridadezinha" dos "senhores", cultivando a "esperteza saloia", refugiando-se numa religião que lhes perdoa as canalhices com orações e bulas, prometendo-lhes uma vida melhor quando morrerem, sem o menor conhecimento do que é CIDADANIA, sem perspectivas duma vida condigna, nem ideia do que isso é... e devido a todo esse histórico só pode ser governado pela pior "CORJA DE MALFEITORES"!!! A solução poderá surgir quando este pobre povo acordar deste pesadelo e fizer uma revolução a sério! Vejam o exemplo da Islândia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Islandia e a Finlandia são exemplos de como é fácil combater a corrupção e o abuso dos politicos... Portugal apenas não o faz porque o povo portugues aceita quase todo como algo impossivel de se mudar. E os politicos já perderam a vergonha e o pudor, por saberem que o povo não lhes faz nada. Na Islandia escorraçaram e julgaram politicos e "Dias Loureiros, Oliveiras Costas etc" ..
      Neste Blog abordo as perspectivas da Islandia e da Finlandia nestes artigos...

      http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/10/islandia-foi-saqueada-como-portugal-mas.html
      http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/06/finlandia-como-lutou-contra-corrupcao.html

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/03/aristocratas-arrogantes-e-petulantes.html#ixzz4cBcYCbtr

      Eliminar
  2. E os reformados do Banco de Portugal porque não recebem subsídio de férias e de Natal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem conhecimento dessa realidade? Nas noticias apenas encontro que ficou decidido eles receberem os subsídios, como podem verificar pelos links dos jornais que cito.

      Eliminar