08 janeiro, 2012

Colocar os interesses dos políticos e da banca à frente do interesse nacional, é traição.

Cavaco Passos Coelho traição pátriaO nosso protector nrº 1, o Presidente da República, tenta manipular a verdade para que o povo possa acatar, como carneiros mansos, o abuso dos sacrifícios impostos pelo governo. 
Governos irracionais e cegos, que apenas sacrificam os remediados e os pobres, na luta desesperada para tapar os seus buracos, provocados pela sua  própria incompetência e falta de ética.
Insinua, numa entrevista a um jornal da Holanda, (Noticia no final desta página) que todos temos que nos redimir e sentir remorsos pela vida fácil, corrupta, esbanjadora, pela má gestão, gestão criminosa, pelos roubos descarados, pela banca que empresta o que não tem... Todos??  O cidadão comum é que tem que sentir remorsos e pagar pelo rol de crimes cometidos exclusivamente, pelos políticos e amigos? (Tal como o Dr Marinho e Pinto afirmou à frente de todos eles.)
O sr Presidente nunca deveria vender assim o seu povo, mas sim defendê-lo acima de qualquer interesse Infelizmente já não se fazem homens nem políticos com essa fibra...
Traindo a verdade, finge que o culpado é o povo, pois viveu à grande!! 

Cavaco Silva, melhor que ninguém, sabe quem são os responsáveis por esta crise.
Quem viveu à grande e irresponsavelmente foram os governos e a banca. Não o povo.
VIDEO ONDE PAULO MORAIS AFIRMA QUE O PR NÃO CUMPRE O SEU PAPEL E APOIA A CORRUPÇÃO
Um video que deixa bem claro, quem é que vive irresponsavelmente, á grande.
AFIRMAÇÕES DE CAVACO SILVA QUE OFENDEM A INTELIGÊNCIA DOS QUE SABEM QUEM SÃO OS VERDADEIROS CULPADOS!!

"O Presidente da República diz que os portugueses foram “demasiado negligentes” e estão hoje a sofrer as consequências de “uma vida fácil”. Numa entrevista a um jornal holandês.
Cavaco Silva considera que os portugueses tiveram “uma vida fácil” quando o país entrou na Zona Euro e que houve excessivo investimento em bens não transaccionáveis. O Presidente da República lamenta ainda a maneira como o país negou as consequências da impossibilidade de ter uma política de taxas de câmbio. "Fomos, portanto, demasiado negligentes."
O Presidente refere, por outro lado, que, apesar das duras medidas de austeridade que o Governo “pretende realmente implementar”, os portugueses têm demonstrado "grande responsabilidade patriótica". Sapo





11 comentários :

  1. O Aníbal esqueceu-se foi de dizer a esse jornal holandês que durante os seus DEZ< ANOS de Cavaquistão, desbaratou BILIÕES DE EUROS em cimento e alcatrão para beneficiar amigos, compadres e afins e DESTRUIU a agricultura e as pescas, dando subsídios a estes para não produzirem! Foi por isto e por muitas outras coisas mais e más que EU ASSINEI A PETIÇÃO PARA A DEMISSÃO deste sujeito que não passa de um TRAIDOR e de um mafioso que ainda tem a lata de se queixar que a reforma dele não dá para pagar as suas despesas! Que dirão os desgraçados com 250 euros de pensão? RUA COM ESTE GAJO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. Há várias causas para a miséria actual; 3 são as principais:

    1. Os portugueses fizeram-se mesmo mandriões e os fundos de coesão da UE foram roubados e não usados para os actualizar e preparar o país;
    2. A produção nacional foi destruída
    http://www.leaopelado.org/presidenciais.htm
    http://leaopelado.blogspot.com/2011/08/destruicao-nacional-segunda-vaga.html
    3. O que os políticos têm feito é mais culpa do povo que tudo permite e vota neles Não obstante a imaturidade e ignorância política em que vivem causadas pela sistemática desinformação que filtra as notícias, as empola, manipula ou fabrica para protecção da corja política das oligarquias corruptas e mafiosas organizadas em associações de criminosos, o povo é carneiro, masoquista e conforma-se com tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não concordo em apelidar os portugueses de mandriões, essa ideia tem sido difundida pelo governo para justificar o caos económico como sendo algo provocado pelos cidadãos, excluindo a responsabilidade nesse caos, do governo.

      "Estamos a pagar por termos andado a viver à grande e à francesa", é esta a ideia que os nossos governos têm andado a vender aos cidadãos, gerando neles a culpa pelo buraco das contas do estado. É imperioso que os portugueses interiorizem essa culpa, para permitir acatar pacificamente os sacrifícios impostos.
      E as pessoas compraram e interiorizaram esta ideia idiota, de que o povo viveu à grande... e é culpado. Acatam e divulgam ecoando aos 7 ventos que "fomos abusadores, pois tínhamos telemóveis, carros e TV!!!"
      O mais irónico é que esta frase manipulada, oculta toda verdade, alguém viveu à grande, e em boa verdade alguém está a pagar por isso.
      A frase mente por omissão. Omite o sujeito... Vejamos como deveria ser proferida - Nós, políticos e gestores públicos, andamos a viver à grande e à francesa e agora vocês, povo vão ter de pagar por isso.

      Quanto aos portugueses serem mandriões acrescento este estudo que foi feito para mostrar o contrário... ou pelo menos outra perspectiva
      http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/02/horas-de-trabalho-versus-produtividade.html

      Eliminar
  3. Crimes Lesa Pátria = Pena Capital

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. plenamente de acordo, mas os políticos e autores da façanha estão em pleno desacordo

      Eliminar
  4. Rua ?! Você está a ser muito benevolento! CADEIA, COM ESSE GAJO.

    ResponderEliminar
  5. Um Zé povinho19 agosto, 2012 10:38

    Traidor, cobarde, mentiroso, mafiosos, etc.. tudo isto é apanagio deste e doutros Srs. que como ele deveriam era estar presos e a fazer trabalhos para a população.
    Mas não se esqueçam de na próxima votar neles, ou já esqueceram os anos em que estes Srs??? lá estiveram?

    ResponderEliminar
  6. Li as diferentes opiniões, então ajudem-me esclarecendo do que afirmo a seguir.
    Nao foi o Cavaco que roubou o dinheiro dado as camaras municipais e ao os Centros de emprego para formarem adolescentes e adultos com cursos ficticios na promessa de colocação nos quadros, indo quase todos para o olho da rua, sem colocação e tantos com os diplomas assinados no joelho so para o formador e a trupe de cumplices a volta do formador se abotorarem com o dinheiro! Nao foi o Cavaco que roubou o dinheiro para as firmas privadas se abotoarem com mao de obra a borla pela desculpa dos cursos de formação profissional e darem um pontapé no rabo dos formandos que na esperança duma colocação prometida, foram assim enganados! Nao foi o Cavaco que roubou dinheiro mas a trupe de Ministros, com a mania de assinarem tudo de cruz sem lerem nada do que assinam, sem questionarem a fidelidade e veracidade de quem lhes apresenta as pastas com os resultados, sendo o rol de artistas abaixo dos Ministros, até chegar ao patamar dos Vereadores dos Municipios, e do outro lado, em termos de entidades privadas, os Chefes, Directores, e outros independentes por conta própria! Nao foi o Cavaco mas sim Bruxelas que estabeleceu os valores nas Lotas de Peixe! Não foi o Cavaco que mandou os donos dos barcos darem ordem de abate as suas embarcações e receberem 25 mil euros em troca...ora se não queriam dar manuntenção ou reparação a embarcação, se não quisessem parar a actividade, antes, nada recebiam por queimar os barcos, mas assim já aproveitaram e fizeram bem, pois por um lado indo o negócio mal porque, se fosse bem, não dariam baixa da actividade! Não foi o Cavaco que mandou aos Municipios darem concursos a firmas estrangeiras a a outras que não pertencentes aos cidadãos da sua própria zona! Não foi o Cavaco que mandou as entidades passarem a usufruir de agencias de emprego com contratados a recibos verdes e outros grupos e piquetes de prestações de serviços, ao inves de prosseguirem com as suas secçoes de pessoal internas mantendo os empregados geridos desse modo! Não foi o Cavaco que roubou as industrias que fecharam mas os gerentes das mesmas que deram de frosques para o Brazil, fugiram, trocaram de nome da actividade...chularam, comeram e foram-se embora a tempo e horas a rir com os bolsos cheios, livres dos esquemas de fuga aos impostos! Não foi o Cavaco que mandou os empresários da Hotelaria roubarem as gorjetas dos empregados, fazerem vida de ricos a roubar ao Governo com produtos de Comidas e Bebidas contrabandeados de Espanha em frotas de carrinhas as tantas da madrugada por todo o Pais! De pagarem mal e porcamente aos empregados! Não foi o Governo que mandou os empresários da Construção para desviarem milhares de euros ao bolso por roubarem na aplicação dos materiais, todos terem tanta gente a trabalhar á candonga e tudo a fugir aos impostos! O povo, dada a oportunidade, rouba a tudo e a todos furando o sistema por de todos os meios e só reclama dos seus direitos quando está vendo que tem o rabo entre as pernas por ficar a descoberto de anos consecutivos por enfiar a unha ilegalmente as coisas na teimosia de que se 9 ao seu lado roubam, mais vale ficar caladinho e roubar também, para não fazer a desfeita ou apanhar nas ventas dos 9 que a sua volta se lambem de contentamento!

    ResponderEliminar
  7. A Merkel ou sei lá quem de poder na grupo representante da UE, é que tem de uma vez por todas, salvar a União do Mercado Europeu com a implementação dum sistema fiscal Europeu, igual para todos e não deixar mais que sejam a trupe mafiosa e corrupta dos Governos de cada estado membro a perpetuarem eles mesmos a violação da Ordem, Lei e Justiça pelas próprias mãos chulando o seu próprio povo e chulando o próprio Mercado Europeu! Somos contribuintes nao do Estado em que vivemos mas sim contribuintes da Europa!? Logo as regras tem de ser aplicadas a um nivel Europeu! Doutro modo estes parasitas continuam a chupar o sangue de todos nós com os seus blufes de jogadores de Poker num antro de frequentadores de Casino, humilhando, escravizando e oprimindo as regalias, direitos e deveres duma sociedade que se quer civilizada, evolutiva, produtiva, feliz. Só tem que estabelecer um salario minimo Europeu identico a todos os Estados membros! Só tem que impôr as regalias e condições de Assistência Social identicos para todos na Europa, assim também por diante, com o direito a Educação, Segurança, Saúde, etc. Ja é hora de aprenderem a rectificar os erros pela experiencia com mais de 10 anos decorridos, ja que o periodo de adaptaçao á moeda foi de 2 anos. Se a UE transgride as proprias regras, tal como os governos internos de cada estado membro transgridem...ao menos que esta UE tomasse a posição de tirar o protagonismo de todos estes e assumi-lo como uma autoridade só. Afinal, não é suposto ser uma União ou, Reunificação? Já é tempo de pararem com os tubos de ensais e cobaias ao debarato de loucos egocentricos como quem produzia bagaço em alambiques escondidos no mato. Claro que dito assim passo por um ideologista. Sou apenas uma voz silenciosa do povo.
    Antonio Louro (facebook)

    ResponderEliminar