15 novembro, 2011

Para quem ainda não sabia, os cortes são coisa de pobres.

Miguel Portas critica a ostentação gratuita que concedeu aumentos aos rendimentos dos eurodeputados, enquanto a europa continua a sacrificar o povo.
Delicie-se e ofenda-se a ouvir Miguel Portas a enumerar os extras ridículos, que eles inventam e legislam, para alimentar o egocentrismo ganancioso, dos nossos políticos.
Entretanto as ordens são para o estado emagrecer a capacidade de autonomia financeira das famílias portuguesas, pela calada, camuflando impostos com taxas, ocultando impostos em facturas, cobrando duplos impostos em várias situações.
Eis aqui alguns exemplos flagrantes, de como o estado, não apenas a UE, contribui para  empobrecer os cidadãos e enriquecer elites de políticos e amigos. 

Tendo em conta que existem países onde se pagam impostos (IVA, IRS, IRC, IMI, S.Social) e não se pagam taxas na saúde, ensino, portagens, taxas de RTP ou EDP, etc.... Em Portugal o povo pia mais fino, no dia a dia vão pagando mais e mais impostos, sem se aperceberem:

Caso das SCUT´s
O caso das facturas da EDP é um dos mais abusivos. 
Portagens...
Imposto automóvel...
Imposto de circulação...
Taxas moderadoras....
Propinas....
Imposto do Selo,
Imposto Sobre Veículos, 
Imposto sobre as transmissões onerosas de imóveis 
impostos sobre álcool e bebidas alcoólicas, 
produtos petrolíferos e energéticos ou tabaco
Há ainda as taxas presentes em muitas facturas (como nas de água, luz e gás)
ETC...ETC
E até a Segurança Social, "que, para nós, funciona como imposto... porque nunca vamos ter direito a uma reforma justa com aquilo que estamos a descontar", atira Tiago Caiado Guerreiro. "Os impostos existem para prejudicar quem trabalha e quem cria riqueza. fonte

Os nossos deputados, esses sim precisam de aumentos, pois os seus rendimentos, recheados de extras à margem da lei, não chegam para os lançar uma carreira de luxo por essa vida fora.

7 comentários :

  1. PALAVRAS PARA QUÊ?
    INFELIZMENTE VIVEMOS NUM PAÍS (DES)GOVERNADO, POR CHULOS, CORRUPTOS E AGIOTAS.
    NÃO POR ACASO QUE SE FALA MUITO EM COMBATER A CORRUPÇÃO AO MESMO TEMPO QUE SE VÊ A DITA CUJA, DE VENTO EM POUPA...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mais grave ainda é que a corrupção chega-nos de todo o lado incluindo da justiça, os advogados, o ministério da justiça etc
      O caos instalou-se e se realmente vivêssemos em democracia o povo teria alguém a quem recorrer para julgar os que o saqueiam e repor a ordem.
      Marinho Pinto sugere algumas formas de corrupção descarada, que seriam fáceis e rápidas de eliminar- «Há tráfico de influências no Parlamento, sobretudo por se poder acumular funções de deputado com a actividade privada de advogado» - mas obviamente ninguém as elimina pois são convenientes aos corruptos. Um ciclo vicioso difícil de quebrar. Quem faz as leis, protege-se com elas.
      Muito obrigada pelo seu comentário.
      Quanto aos que nos governam, dê uma vista de olhos neste link e tente descobrir se se trata de uma lista de políticos ou criminosos... descubra quem é quem. http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/09/politica-serve-de-trampolim-para.html

      Eliminar
  2. boas tardes
    Venho aqui contar o que se passa no meu posto de trabalho e pelo que vejo nao é apenas no meu, sendo isto geral em todos os postos desta empresa...
    Antes de mais quero dizer que é uma vergonha para o act(informado a mais de 3 meses) e para o governo o que os senhores desta empresa fazem, afinal o país nao esta assim tao mal...a crise não é para todos.
    Desde o inicio da prestação de serviço neste cliente que verificamos ilegalidades,informamos o act e ate hoje nada mudou.
    Para começar, nunca um vigilante desta portaria fez testes médicos ou analises necessárias na admissão de vigilantes, por isso qualquer documento que diga respeito a este assunto foi falsificado.
    As escalas de serviço apenas não existem, os vigilantes fazem a sua própria escala em folhas de cadernos.
    Num mês de 31 dias trabalhamos 248h, ou seja, as horas extras (cerca de 80) nem sequer são pagas a o preço normal, simplesmente não recebemos...subsidio de alimentação pagam apenas 21 dias, subsidio noturno nem o vemos...subsidio de ferias e de natal ainda estamos a espera dele....ferias? que é isso...ainda nao gozei um dia....
    ou seja somos escravos de alguem que enche os bolsos com o nosso trabalho, que nos oferece 100e por mes para nos calarmos. recibos de vencimento nao correspondem a realidade, ordenados pagos a horas é mentira e se alguem telefona para a sede ainda é ameaçado que arranjam forma de ser despedidos por justa causa. Agora eu pergunto o que é preciso fazer mais para acabar com isto tudo? afinal existe codigo de trabalho?
    afinal o país esta em crise?
    A unica certeza que todos os vigilantes deste posto têm é que somos escravos de alguem que esta muito bem calçado e parece que é imune a justica....
    que podemos fazer para alterar isto? levar o caso para a televisao?
    Podemos negar-nos a trabalhar mais horas do que aquelas que estao no contrato? uma vez que nem escala de serviço temos...que devemos fazer para acabar com esta situaçao que ja dura a 8 meses?
    desde ja muito obr

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já são vários a queixar-se desse assunto. Contudo eu não tenho resposta para a sua questão.
      Eu sou das primeiras a constatar que a lei e a justiça abandonou o povo. Que os ricos estão empenhados em tirar tudo aos pobres, até a dignidade.
      E nós não temos onde recorrer, nem para defender a nossa familia, nem o nosso lar, nem o nosso país.

      Tente uma TV ou um jornal, pode ser que alguém se interesse pelo vosso caso e eles tenham vergonha de ser desmascarados.
      De resto não sei que mais possam fazer, se cada vez que apresentam queixas são ameaçados!!!

      Pode ser que algum leitor do blog, que leia o seu depoimento, tenha melhores conselhos para lhe dar.

      Pois é vergonhoso ao ponto de escravatura e repressão que estamos a chegar, quando muitos portugueses continuam a acreditar que temos uma democracia.

      Eliminar
  3. O Alcapone e o Bando
    Nenhuma empresa de segurança Privada compre com a lei,são intocáveis,nem o provedor,nem ACT,nenhuma instituição do estado os faz cumprir,pois à muita gente a receber subornos para não fazer cumprir com a lei,pois devia haver uma investigação.

    ResponderEliminar
  4. Pessoal é preciso dar porrada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O FIM DO ABUSO DOS POLITICOS ESTÁ NAS NOSSAS MÃOS
      TEMOS OS POLÍTICOS QUE MERECEMOS SOMOS NÓS QUE OS MOLDAMOS
      UM POVO QUE NÃO VOTA NEM SABE USAR O VOTO JAMAIS SERÁ REPRESENTADO, TEMIDO OU SEQUER RESPEITADO E JAMAIS SABOREARÁ AS VANTAGENS DA DEMOCRACIA...
      Em Portugal nas eleições, vence sempre a abstenção, a ignorância e os corruptos.
      O voto é a a nossa avaliação, o nosso concordar e discordar, a nossa forma de punir os que abusam. Mas o povo não vota
      O povo não sabe que o voto não serve apenas para votar a favor dos que mais se apoiam, serve também para votar contra os que mais roubam e mentem.
      O critério decisivo da democracia é a possibilidade de votar contra os partidos que há 40 anos destroem o país
      Karl Popper, sobre democracia, responsabilidade e liberdade.
      (…)
      Inicialmente, em Atenas, a democracia foi uma tentativa de não deixar chegar ao poder déspotas, ditadores, tiranos. Esse aspecto é essencial. Não se tratava, pois, de poder popular, mas de controlo popular. O critério decisivo da democracia é – e já era assim em Atenas – a possibilidade de votar contra pessoas, e não a possibilidade de votar a favor de pessoas.
      Foi o que se fez em Atenas com o ostracismo. (…)
      Desde o início que o problema da democracia foi o de encontrar uma via que não permitisse a
      ninguém tornar-se demasiado poderoso. E esse continua a ser o problema da democracia. (…)

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/09/o-criterio-decisivo-da-democracia-e.html#ixzz3qcV7Aoi8

      Eliminar