01 junho, 2015

Privatização da TAP e do Metro envoltas no nevoeiro negro da corrupção. Raquel Varela e Carlos Paz, denunciam a fraude.

A privatização do Metro de Lisboa é mais uma farsa que visa beneficiar os privados e lesar o interesse público. Raquel Varela leu o caderno de encargos e garante que não entende como é que é possível que aquilo que lá viu, seja legal. Tal é o descaramento com que nos roubam. 



Como se tem provado pela discussão pública em torno deste assunto, o objetivo da privatização não é a defesa do interesse público, mas sim a criação de novas áreas de negócio para os privados.
O modelo de concessão a privados em nada resolve os problemas de dívida das empresas públicas. Aliás, o Governo sabe disso tão bem que até se disponibiliza para que os contribuintes fiquem a pagar a chamada dívida histórica da empresa, retirando esse encargo do futuro subconcessionário e oferecendo-lhe assim a empresa ‘limpa’ de dívidas e pronta apenas para gerar lucros operacionais. Raquel Varela explica sem papas na língua, a falcatrua que está por trás da privatização da Carris e do Metro. Basicamente, como esta PPP, os prejuízos ficam por nossa conta (Estado) e os “privados” ficam os lucros!
Não deixe de ver este video... e partilhar. Portugal precisa de saber. 
As privatizações até poderiam trazer benefícios ao país, se não fossem aplicadas em monopólios nem fossem realizadas por pessoas que defendem os privados e não o interesse público. Mas os nossos representantes públicos não são capazes de defender os interesses de quem os elegeu em vez dos interesses privados de quem os compra.

O resultado está à vista... mudam o caderno de encargos ao sabor do interesse privado
Governo paga para espanhóis gerirem Metro do Porto sem riscos
O Governo já admite dar indemnizações compensatórias ao futuro operador do metro do Porto. Mas essa possibilidade, que diminui o risco do privado e melhora a equação financeira do negócio de concessão, nunca foi incluída no caderno de encargos nem divulgada publicamente pela Metro ou pelo Estado.

 Beneficiará o consórcio catalão - a quem foi adjudicada a exploração do sistema do metro a partir de 1 de agosto deste ano e até 31 de julho de 2025. Porém não entrou nas contas feitas pelas restantes empresas que levantaram o caderno de encargos e não chegaram a apresentar propostas no concurso por causa do risco do negócio. Até a Câmara do Porto, após uma avaliação económica, desistiu de ir à corrida por considerar que o negócio seria inviável sem indemnizações compensatórias. Só que, afinal, o Governo está disposto a dar "compensações financeiras" em circunstâncias específicas que a Metro do Porto e o Ministério da Economia não revelam. O compromisso está vertido no Relatório e Contas do ano passado da Metro.

AS ILEGALIDADES DAS PRIVATIZAÇÕES, LEVAM A QUE PRIVATIZAÇÃO DA TAP ESTEJA CANCELADA....
"Ao não prever a abertura do dito concurso público, contende o Decreto-lei 181-a/2015 com a Lei-Quadro das Privatizações e com a Constituição da República Portuguesa, enfermando o mesmo dum vício de ilegalidade qualificada e de um vício de constitucionalidade grave. Assim e nos termos da Lei, está suspenso o processo de reprivatização da TAP, estando o Governo e a Parpública, proibidos de continuar com o dito processo de reprivatização", continua a nota.

De seguida deixo-os com a denúncia do economista e comentador, Carlos Paz, que também consultou o caderno de encargos da privatização da TAP, e expõe a forma corrupta como a privatização está a ser levada a cabo. Uma vergonha que deveria revoltar o país inteiro, não por ser privatizada, mas pela forma como o fazem.

Na privatização da TAP estamos a ser ALDRABADOS
O processo de privatização da TAP foi desenhado por pessoas sem escrúpulos, foi aprovado por políticos desonestos, está a ser conduzido por corruptos e, apesar da existência da capa de uma comissão independente (ciosa da ribalta mediática), será concluído da forma que melhor servir uma enorme rede de interesses instalados.
Sem qualquer respeito pelo País, pela empresa, pelos seus trabalhadores e pelos trabalhadores de TODAS as empresas cuja atividade depende diretamente da atividade da TAP.
Para que se perceba a ENORMIDADE do que está a ser feito e a forma IGNOMINIOSA como está a ser feito, vale a pena conhecer alguns exemplos do processo:
O Caderno de Encargos da Privatização diz que é necessária a recapitalização da empresa, mas não diz:
- Com que valores;
- Em que prazos;
- Qual a necessidade de capitais públicos.
O Caderno de Encargos da Privatização diz que é necessária a renovação da frota, nomeadamente da Portugália, mas não diz:
- Em quanto tempo;
- Com que tipo de aviões;
- Quais as idades médias que se pretendem para a frota no curto e no médio prazo.
O Caderno de Encargos da Privatização diz que é necessária a manutenção do HUB do Aeroporto de Lisboa, mas não diz:
- O que é um HUB em concreto;
- Qual o volume de atividade da companhia que terá de permanecer na base de Lisboa;
- Como se vai regular (e supervisionar) esta atividade (e que acontecerá no pós-portela).
O Caderno de Encargos da Privatização diz que é possível uma compra de até 61% da Empresa, mas não estabelece:
- Percentagens concretas;
- Prazos e preços para o remanescente;
- Condições de salvaguarda da posição do Estado (de TODOS nós).
Resumindo: o Caderno de Encargos é PROPOSITADAMENTE:
- Omisso;
- Confuso;
- Aberto nas alternativas;
- Tecnicamente INCOMPETENTE.
Qual é o OBJETIVO?
Tornar IMPOSSÍVEL qualquer comparação OBJETIVA entre as diversas Propostas em jogo.
Então, qual o PORQUÊ de ser assim?
Para permitir, mesmo sob a capa de uma pseudo-comissão pseudo-independente, fazer a escolha do VENCEDOR não pelo interesse Nacional ou pelo interesse da Empresa mas sim baseado nos critérios que, PARA QUEM DECIDE, melhor sirvam os seus interesses:

- Melhor financiamento partidário;
- Mais dinheiro pago por fora;
- Garantias de Emprego de futuro para os decisores;
- Garantias de não averiguação de todo um passado de DESVIOS, ERROS, OMISSÕES e INCOMPETÊNCIA na Gestão da Empresa;
Quando for anunciado o vencedor de uma coisa teremos todos a CERTEZA: Independentemente de ser ou não aquela que era a melhor proposta para os interesses da Empresa ou do País, é, de certeza, a melhor proposta para os INTERESSES PARTICULARES de quem decidiu!
***
NADA tenho contra uma economia em que os fatores produtivos sejam privados, desde que regulados e supervisionados.
NADA tenho contra a privatização da TAP que, do ponto de vista técnico, é INDISPENSÁVEL para a sobrevivência da companhia a prazo.
NADA tenho contra empresários privados que apostem o seu investimento na mira da obtenção de uma remuneração JUSTA e HONESTA do seu capital.
TUDO tenho contra uma economia selvagem em que um Estado, PROPOSITADAMENTE fraco, é manietado por políticos corruptos (de TODAS as cores), por grupos de interesses, por gente INDIGNA.
TUDO tenho contra QUALQUER privatização sem que, PROPOSITADAMENTE, existam
condições para regular e supervisionar a empresa depois de privatizada (são disto exemplos claros o BES, a PT, a EDP, a REN, a ANA, os CTT, etc…).
TUDO tenho contra empresários que sem qualquer pudor alimentam esquemas de COMPADRIO e CORRUPÇÃO que têm como consequência o enriquecimento ilícito da maioria dos intervenientes no processo, à custa da MISÉRIA, do DESESPERO e da DESTRUIÇÃO das vidas de quem, com o esforço do seu trabalho, a única coisa que pretende é uma vida condigna.
Desculpem-me o desabafo: Já CHEGA de tanta PORCARIA! Já CHEGA de tanta ALDRABICE! Já CHEGA de tanta CORRUPÇÃO! Já CHEGA de estarmos CALADOS! Carlos Paz


6 comentários :

  1. E tudo o governo levou .......


    https://www.youtube.com/watch?v=tCfERcrX3oU

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os desgovernos quer o sr dizer ??? https://www.youtube.com/watch?v=eCWUMbvyYzM&list=PLPAKyd_5x-2uKzGZZdNP0hJOLBB8f3Jz0&index=10

      Eliminar

    2. As mentiras dos políticos impunes, imorais e irresponsáveis.

      https://www.youtube.com/watch?v=qlhaFzeO-hY&list=PLPAKyd_5x-2uKzGZZdNP0hJOLBB8f3Jz0&index=34

      Eliminar
  2. e tudo estes governos levaram...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu que vejo noticias todos os dias e vária vezes ao dia . Fico sempre com uma revolta interior, quando os jornalistas e outros falam coisas como; OS PARTIDOS DA OPOSIÇÃO, falam NO LIDER DA OPOSIÇÃO . Falam NOS PARTIDOS DA MAIORIA, etc. Isso mexe muito comigo, porque me revela todos os dias, o quanto ignorântes e politicamente analfabetos, são as pessoas com responsabilidades no país e no mundo . E ainda por cima são as pessoas que directa e indirectamente têm influencia na minha vida . Acordem e sejam inteligentes. Porque num regime politico a sério, não podem existir partidos da oposição . E quem está no governo, não pode ser o partido da maioria, tem de ser o governo de todos . QUANDO EXISTEM PARTIDOS DA OPOSIÇÃO, ISSO FAZ COM QUE O REGIME SEJA ILEGAL . a oposição so deveria fazer sentido contra o Hitler, o Salazar, Saddam, etc. .quando as pessoas dizem que têm uma democracia e um regime politico democrático, etc., não faz sentido ter oposição .

      Eliminar
  3. quem compra a TAP tem que pagar as dívidas da empresa 1,050 Milhões de Euros e Renovar a Frota de aviões com média de idades de mais de 17 anos, o que implica um investimento de mais de 4 ou 5 Mil milhões de euros.

    ResponderEliminar