18 julho, 2013

HÁ QUEM SE APROVEITE DO CAOS E HÁ QUEM TENTE SALVAR-NOS DO CAOS.


PORTUGAL ESTÁ TRANSFORMADO NUM MANICÓMIO... O ENTRA E SAI DO GOVERNO E OS ABUTRES INCONSEQUENTES QUE QUEREM ELEIÇÕES JÁ

Portugal está transformado num manicómio.
Eleições para favorecer quem? O PS? Já basta, não? 
Medina Carreira avisa que fazer cair o governo, ir para eleições, ou mudar de governo agora, é uma opção apenas desejada por pessoas inconsequentes e que não se preocupam com o país.
Haja coerência e bom senso...
Com isto não quero insinuar sequer que defendo o actual governo, pois qualquer pessoa que segue o meu blog, percebe que não defendo.
A minha intenção é apenas alertar as pessoas que estão obcecadas por derrubar o governo sem perceber que estão a ser manipuladas e a colaborar com o PS, e não a salvar o país, mas a ajudar a agravar a situação do país.
Não é por depormos o governo que acaba a crise ou a corrupção, já sabemos que a corrupção tem vindo a crescer com todos os governos, por isso é um mal de todos.
A única solução seria conseguirmos vergar o governo, seja ele qual for, e força-lo a fazer o melhor para o país. E temos falhado nisso. 

Se não tivemos a capacidade de forçar este governo a fazer o que é preciso para devolver ao país o que lhe foi roubado...
se não conseguimos obrigar este governo a fazer justiça nos sacrifícios exigidos
se não conseguimos fazer com que este governo sacrifique os maiores responsáveis pela crise.
se não conseguimos fazer com que este governo implemente medidas sérias de protecção contra a corrupção
se não conseguimos fazer com que este governo corte nas PPP, na fundações, nos observatórios, etc
O que nos leva a crer que conseguimos obrigar um governo PS a fazê-lo, se o passado recente nos permite saber que o Sócrates não o fez também?

RESUMO DO VIDEO
Neste video, Medina Carreira começa por afirmar que Portugal se transformou num manicómio, referindo-se à irresponsabilidade e falta de maturidade dos políticos no governo e as suas atitudes impensadas.
Acusa a comunicação social de dar voz a um punhado de comentadores que nunca falam realmente do que se passa, servem apenas para confundir e manipular o povo. Na realidade nunca se vê o adorado Marcelo Rebelo de Sousa, por exemplo, a explicar aos portugueses quem é o responsável pelo escândalo BPN, e o que ele fez à economia nacional.

Ao minuto 1 - Medina afirma que as pessoas não têm consciência da gravidade do estado do país. Pessoas com responsabilidade pedirem eleições antecipadas, é um perigo. E explica porquê. Estamos na beira do abismo, e a crise politica seria o passo para o abismo.
Ao minuto 3, garante que não defende este governo, pois a preocupação dele é o país.
Não teve força para contrariar os compadres dos municípios e não cortou nos municípios.
Este governo andou a fingir que andava a tratar das PPP
Destruíram a economia com o IVA sobre os restaurantes
Na EDP não tiveram coragem nem força para acabar com as rendas abusivas.
O governo não atacou quem devia, optou por atacar apenas para tentar remediar, indo aos subsídios da classe trabalhadora. Isto são apenas retoques.
Ao minuto 4, explica porque é que o governo continua a enganar os portugueses: A verdade é óbvia, o dinheiro que entra no estado, por ano, são 70 mil milhões e o que sai são 80 mil milhões. (Não esquecendo que só para a banca (troika) vão 9 mil milhões. E são ainda muitos milhões para os parasitas milionários que vivem das rendas do estado. (ppp, Fundações, Observatórios, EDP, institutos, empresas parasitas etc))
Em 2005 a despesa pública andava nos 70 mil milhões.
Em 2010 a despesa subiu para 90 mil milhões. Subiu 21 mil milhões!!! 
Neste momento estamos com a despesa de 80 mil milhões. (Com o governo PSD baixou 8 mil milhões, mas devido aos cortes em escolas, estradas e outros serviços públicos, porque foi onde o governo teve coragem para cortar.)
Mas ainda temos que baixar para 70...  pois é apenas isso que conseguimos suportar, com a economia que temos. Qualquer pessoa percebe que quem recebe 70 não pode gastar 80.
Ao minuto 6, Medina afirma que qualquer pessoa com o juízo no sitio já tinha vindo explicar isto ao povo. O país anda completamente enganado. E é por isso que anda tudo louco a pedir eleições e a exigir que se troque de governo.
O governo vai ter que cortar mais em pensões e salários, mas não têm a coragem de informar as pessoas. Andam a escamotear a situação, mas é preciso cortar ainda muito na despesa.
Ao minuto 7, Medina descreve como é que chegamos a este estado de sitio, graças à forma como são escolhidos os membros dos partidos. Os partidos agora são compostos por uns "meninizitos" que entram para os partidos com 14 anos ou 16, e essa geração está agora a chegar ás chefias. Os partidos tem que mudar. Se continuarem a produzir este tipo de gente, este país não tem solução e vais continuar a empobrecer rapidamente.
Este pessoal não tem experiência de vida, não tem o nível de senso necessário, sobem na vida por fazerem fretes aqui e ali. E de repente estão a governar...

Todos deviam escutar, e quem anda a exigir o contrário são apenas oportunistas que querem um poleiro no governo, ou então são pessoas mal informadas que não sabem avaliar as consequências para o país.
Deveríamos ter a capacidade de perceber uma coisa, enquanto a corrupção for a entidade que manda em Portugal, tanto faz estar no poder, o PS como o PSD, como o CDS... temos que ter alternativas saudáveis antes de andar a exigir que mudem o governo, situação que serve para dar mais dinheiro aos partidos e esvaziar mais os cofres do estado. Temos que ser cidadãos vigilantes, interessados, exigentes, informados e saber votar. Até lá, a fatalidade repete-se, seremos governados pela corrupção. 

Durante as crises há sempre pessoas que apenas querem retirar proveito dos mais ingénuos.
Na realidade não os preocupa ajudar o pais nem ajudar a resolver os problemas que nos afligem.
O PS aproveita para fazer crer, aos de memória curta, e aos mais ingénuos, que o PS é melhor que o governo actual.
No facebook, por exemplo, surgem grupos que fingem estar a ajudar a mudar o país, quando por trás desses grupos estão pessoas do PS que apenas querem continuar o regabofe dos últimos 39 anos na politica de alterne, não mudar nada. São grupos que apenas denunciam o actual governo, no intuito de o fazer cair, sem se importarem com as consequências que esse acontecimento traria para todo o país. Para eles o mais importante é manipular as pessoas para induzir à queda do actual governo e elegerem o PS, para enriquecerem o PS e os seus amigos ... mais do mesmo.

Existem inclusive grupos de apoio à pedofilia que, com nomes disfarçados e misturando noticias de politica, vão fingindo que estão na luta contra a corrupção, mas à mistura vão reunindo ingénuos para apoiar a sua causa de apoio a pedófilos.
Depois temos ainda os que se denominam independentes, atacam o governo e afirmam que sabem a solução, garantem que não são PS, para fingirem que apenas querem derrubar o governo para o bem do país, mas na verdade é apenas para o bem do PS.
Basta visitar o seu perfil no facebook e lá está , bem claro que essa pessoa é apoiante do PS, pertence a grupos do PS, seitas do PS e etc.
Há um grupo de reformados que inclusive se afirma apartidário, mas não admite que publiquem nada a denunciar corrupção do Sócrates ou do PS, pois quem o fizer é banido do grupo e apagado o que se publicar. Experimentem ir até ao grupo APRE, e divulgarem uma noticia que fale mal do PS. Rapidamente perceberão que eles não querem o bem do país ou dos reformados, como apregoam,  pois se o quisessem não insistiam colocar no governo, o PS, que é mais do mesmo... nem tentariam defender o PS como a solução, quando cada vez mais se torna evidente que PS, PSD ou CDS são o problema.
Este grupo finge que quer apoiar os reformados quando na verdade apoia o PS. Inclusive a dona do grupo é militante do PS e conhecida publicamente por isso. O grupo Apre acaba por angariar elementos, que acreditam que estão a lutar por uma causa e na verdade estão a ser usados para outra causa, a causa PS.

NOTA - Em Portugal, o estado, gasta por ano, cerca de 80 mil milhões de euros, o orçamento está completamente descompensado. Pois os juros da dívida pública representam a maior despesa do estado, 9 mil milhões, situação que deveria ser inaceitável e que o governo deveria renegociar urgentemente e de forma justa para os portugueses, pois existem alternativas que favorecem menos a banca, mas favorecem o estado português.
Em mais nenhum país civilizado se assiste a este desequilíbrio...  permitir que a divida pública seja o ministério mais dispendioso em Portugal  O "ministério da divida pública" ou devemos chamar-lhe o "ministério da banca" Video de Paulo Morais

O que irão fazer os brasileiros depois de correrem com a Dilma?
Ver entrar um novo gang corrupto, apoderar-se do poleiro, e começar tudo de novo?
Se o povo quer mostrar que merece ter poder, têm que mostrar que o sabe usar com coerência e responsabilidade. Se queremos acabar com a corrupção e a injustiça, não é a alternar entre o PS e o PSD, como sempre, e lesando o interesse nacional. Se realmente queremos perceber se conseguimos mudar o país, forcemos este governo a fazer as mudanças. Pois só há duas formas de mudar o país, e não é com eleições...
Terá que ser ou com um governo legitimo, mas que nos respeite que se vergue à vontade do povo o defenda e vire o jogo a nosso favor e contra a corrupção.
Ou eliminando todos os políticos e empresas donas de Portugal que vivem da corrupção.
E como somos um país de mansos, parece-me que a única opção viável é a primeira, não?


17 comentários :

  1. Muito bom post.Assim os eleitores o leiam com atenção

    ResponderEliminar
  2. Todos estes tretas estão ligados aos partidos políticos, e não acredito em nenhum deles, foram todos eles que criaram esta situação no país com a entrada para a Europa, já no tempo da monarquia, portugal se virou para a Europa, deu se muito mal, e tivemos que nos virar para o mar, e este papagaios como não sabem nadar no mar, então ficam pendurados num galho de uma árvore à espera que alguém lhe ponha uma trela na pata para os sustentar à que goste e quem não gosta, só de papagaios com asas e no seu habitat.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muita gente critica o Medina acusando-o de estar a esconder interesses e a influenciar? Pergunto -- É a favor do PSD? Não me parece, já que critica e muito o governo neste video, a favor do ps também não me parece, a única coisa que o vi defender foi a verdade e ao fazê-lo criticou todos os partidos e oportunistas que se preocupam mais com os amigos e as suas contas bancárias , do que com o país....
      Já é hábito... em Portugal tem mais crédito e apoio um corrupto com a conta recheada e com assento na politica do que o Medina que nem tem conta nem tacho.

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK

      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  3. o problema é que eles sempre violaram a contituiçao artigo 48 2. Todos os cidadãos têm o direito de ser esclarecidos objectivamente sobre actos do Estado e demais entidades públicas e de ser informados pelo Governo e outras autoridades acerca da gestão dos assuntos públicos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Violado todos os dias, muito bom o seu contributo.

      Eliminar
  4. Sabe que nesta comarca não se pode dizer as verdades. Se se critica uma medida do PS somos do PSD, se se critica uma medida do PSD, somos do PS e assim vai o mundo. Não se pode ser neutros, criticar quem merece crítica não olhando a que lado da barricada está.

    ResponderEliminar
  5. Criticam o Medina por em 2006 apoiar Cavaco... Em 2006 cavaco ainda era credível, as pessoas podem pertencer à politica e sair dela por ser demasiado corrupta. E por isso só devem ter o nosso apoio e admiração.
    Todos sabemos que tal como diz Medina, na politica apenas se safam os mentirosos, e ele talvez não gostasse de mentir. Temos muitos casos assim
    Paulo Morais saiu da politica porque não assinava os documentos corruptos e ainda os denunciava... Henrique Gomes saiu da politica porque não aceitou que o gaspar tenha protegido a EDP contra o interesse dos portugueses.

    Medina defende a Troika? Eu tb não sou contra a troika, ninguém tem que ser contra a troika, temos que ser é contra os que nos roubaram até termos que recorrer à troika, e temos que ser contra os que negociaram mal a divida com a troika...
    ser contra a troika é o mesmo que, imaginemos, um marido que vê a sua mulher roubar e esbanjar o seu dinheiro e tem que recorrer ao banco para o ajudar, fica contra o banco a quem pede ou fica contra a sua mulher que gastou mal e roubou o seu dinheiro???? Temos que ser coerentes... Medina é coerente

    DEIXO LHE AQUI O VIDEO ONDE PAULO MORAIS EXPLICA PQ SAIU DA POLITICA http://www.youtube.com/watch?v=GcWahT9AW5M

    O SEC DE ESTADO DA ENERGIA EXPLICA PQ TEVE QUE SE DEMITIR, GASPAR E COELHO NÃO O DEIXARAM CORTAR AS RENDAS EXCESSIVAS DA EDP, DE 4 MIL MILHÕES
    http://www.youtube.com/watch?v=uUZWrpehSVE


    AQUI FICA A FORMA COMO O GOVERNO NEGOCIOU COM A TROIKA
    Condições para a Grécia, segundo o video.
    PONTO 1 - A Grécia conseguiu uma redução dos juros de 1% (6 pontos base)com a desculpa que o seu empréstimo é bilateral (Alemanha e França)
    PONTO 2 - Conseguiu também uma redução de 0,1% (10 pontos base) à comissão que o fundo cobra à Grécia, e esse nem desculpa deram para não se aplicar a Portugal...
    PONTO 3 - A Grécia conseguiu alargar o tempo de vigência da divida de 15 para 30 anos... Portugal não precisaria de 30 anos, mas um pouco mais de espaço fazia-nos geito.
    PONTO 4 - E o mais escandaloso e injusto, é que a Grécia conseguiu um período de carência de 10 anos..
    ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/12/vitor-gaspar-insiste-em-nos-conduzir.html#ixzz2ZU9zIaVu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. paulo morais n saiu da política ainda a pouco representava o psd nas conversações para a destruição nacional. e o cavaco nunca foi credível, alias coveiro mor de Portugal o homem com mais tempo em altos cargos na política portuguesa e lider do gangue do BPN, ganhou dinheiro em ações na SLN dinheiro que andamos todos a pagar.

      Eliminar
    2. Meu caro deve andar a viver noutro país... que não é este Portugal.
      Cavaco ainda recentemente foi eleito, por isso para muitos é credível. E em 2006 para muitos mais o era. Pouco ou nada se falava dos escândalos que correm por todo o país sobre ele e o seu gang.
      Quanto ao Paulo Morais, defender o PSD... parece-me mais um caso de confusão à portuguesa, tipo os que afirmam que Marinho Pinto defendia o Sócrates, quando eu já vi os videos e jamais o vi defender o Sócrates...
      Também dizem que o Medina é de direita, e quer cortar as reformas, quando o homem está farto de criticar esquerda ou direita e quanto ás reformas, sim ele refere que se devem refazer as contas, porque este sistema está desactualizado e vai arruinar o futuro das reformas... isto é óbvio, mas os portugueses preferem ouvir políticos mentirosos a dizer que está bem assim, e depois chegarem e cortarem as reformas sem mais nem menos.... mas o Medina é que é mau e é um pessimista, um velho do restelo de mau agoiro???

      Quanto ao Paulo Morais, ele até já trabalhou com o Rui Rio e trabalhou numa das pastas mais corruptas de Portugal... O urbanismo. E depois? Isso faz dele corrupto?
      Para mim isso faz dele uma pessoa que conhece o mundo da politica por dentro, que não gostou do que viu, que não gosta de ser corrompido e decidiu colocar-se ao lado dos portugueses... ingratos.

      Eliminar
  6. Conhece o seu Deputado?19 julho, 2013 18:45

    Tudo isto é o reflexo de um sistema político e eleitoral vetusto, obsoleto, totalmente estafado e que é gerador de dirigentes políticos medíocres, imberbes, imaturos, pueris e sobretudo incompetentes. Os partidos estão infestados de jotinhas e ex-jotinhas sem qualquer experiência do mundo real que nem sequer sabem o que é realmente trabalhar em regime de verdadeira concorrência. Muitos até nunca tiveram de se submeter alguma vez a uma simples entrevista de emprego. Porque temem os dirigentes partidários serem escolhidos não só pelos militantes mas também pelos simpatizantes do partido? Ou a introdução do voto nominal nas listas dos deputados permitindo assim a sua hierarquização e consequente responsabilização? Ou de fazer referendos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Finlândia como lutou contra a corrupção? ... e a incompetência.


      Ministra da Finlândia.

      A Finlândia tem sido reconhecida internacionalmente como um dos países menos corruptos do mundo, uma parte desse sucesso está na moralidade que impera no país, apesar disso, e para facilitar a transparência, tem também um conjunto de princípios com vista a evitar abuso de poder que são raros na cultura Portuguesa.
      Modelo de luta que a Finlândia usa contra a corrupção:

      PRIMEIRO: Em qualquer compra feita na Finlândia, o governo quer compre uma caneta ou um edifício, devem ser adquiridos a preços de mercado e, forçosamente,(...)
      QUINTO: Ausência de cargos de designação politica:
      Na Finlândia, os secretários de estado fazem carreira sendo sujeitos e superando avaliações e provas objectivas, em vez de designação partitocrática como em Portugal. Em 2005 fez-se uma reformulação do sistema para permitir que organizações políticas pudessem escolher os secretários de Estado novamente, mas muitos deles ainda são funcionários públicos, actualmente continuam a ser promovidos por mérito.

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/06/finlandia-como-lutou-contra-corrupcao.html#ixzz2ZcasWgQp

      Eliminar
  7. Grande Zita! Enquanto houver uns a dizer "que se lixe a troika" e não "que se lixe quem teve de chamar a troika" nunca vamos sair disto. A troika não veio para cá de livre vontade, foram "convidados" a cá entrar, a troco de 78MM de Euros. Por exemplo o FMI até tem feito algumas propostas razoáveis (extinção de autarquias, por exemplo), que não são acatadas pois mexem com os interesses instalados. Veja lá a cara de espanto do "Sei-lá-se-é", todo surpreendido porque "a lei da concorrência não funciona em PT" - a procura baixa e o preço sobe. Quem também disse algo foi Silva Lopes, quando disse que quem decidia em PT eram grupos de interesse, sendo que as pessoas têm a ilusão da escolha, mas não escolhem nada.
    Mas continuamos a acreditar, em conluio com a comunicação dita social que não é mais que a voz do dono, que os "salvadores da pátria" podem salvar aquilo que arruinaram. Enfim... apenas pequenas coisas como o excelente trabalho que efectua me dão alguma esperança de que, afinal, ainda há gente imparcial e com algum discernimento neste pequeno país.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A CULPA É DA MERKEL QUE GERIU CRIMINOSAMENTE OS IMPOSTOS DOS PORTUGUESES
      A CULPA É DA MERKEL QUE INVENTOU O BPN
      A CULPA É DA MERKEL QUE ACEITOU OS CONTRATOS RUINOSOS DAS PPP
      A CULPA É DA MERKEL QUE "DOOU" O EMPRÉSTIMO DA TROIKA À BANCA
      A CULPA É DA MERKEL QUE ELEGE CORRUPTOS E CRIMINOSOS PARA GOVERNAR PORTUGAL
      A CULPA É DA MERKEL QUE EMPRESTOU DINHEIRO PARA OS CORRUPTOS TAPAREM OS BURACOS DA CORRUPÇÃO E MÁ GESTÃO
      A CULPA É DA MERKEL QUE DÁ ORDENS CLARAS AO GOVERNO PARA NÃO CORTAR NOS LUXOS E CORTAR NOS POBRES

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/11/estamos-perdidos-confusos-e-manipulados.html#ixzz2ZcbCWWiB

      Eliminar
  8. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK

    http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar