13 maio, 2013

Eutanásia Social? Está na hora de acordar, antes que seja tarde.





Disse Einstein: ‘O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer. ’
É sobre isso que quero falar hoje: é da falta de consciência de muitos que vêem as coisas a acontecer e silenciam a verdade, a revolta e a indignação.
Este video, de David Icke, retrata o que os nossos poderosos (maçons /politicos/ empresários ricos/ banca/ etc) estão a fazer a Portugal. A ideia é transformar os países e os povos, de forma a que as elites construam um paraíso de poder e dinheiro, exclusivo para eles, e um inferno de injustiça, pobreza e impotência para os que sustentam o seu paraíso. O processo já começou, e todos continuamos cegos, calados, inertes...

Frases chave do video
- Estamos a construir a nossa própria prisão. Ou a assistir sentados, enquanto os outros a constroem.
- Ou desenhamos uma linha para os travar, agora, ou em breve será demasiado tarde.
- As elites não se preocupam com as maiorias facilmente manipuláveis e ingénuas. Eles preocupam-se com os que estão a tomar consciência do que se passa.
- "Já estou farto, porque enquanto essas pessoas patéticas e ingénuas olham para o lado, perante as evidencias, estão a permitir que destruam o futuro dos meus filhos e o meu."
A poda já começou... 
- "Mortalidade infantil sobe. Há mais bebés a morrer em Portugal. Depois de mais de uma década de decréscimo, a taxa de mortalidade infantil aumentou." CM
- O Ministro da Saúde decidiu que os remédios devem ser racionados. “Os doentes vão ter mais dificuldade no acesso aos remédios, especialmente os inovadores, devido a medidas de racionamento aprovadas pelo Ministério da Saúde. A Ordem dos Médicos está contra os cortes e avisa que os doentes vão ser prejudicados, pois as situações de doença vão ser agravadas. O objetivo da tutela é reduzir a despesa pública.”
Mais: “O documento refere ainda que "todos os medicamentos sujeitos a receita médica restrita serão obrigatoriamente avaliados pelo Infarmed nos primeiros seis meses após a autorização de introdução no mercado". Ora, os prazos de avaliação e aprovação pelo Infarmed "são largamente ultrapassados", afirma o bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva. E dá o exemplo: "Os doentes de hepatite C estão há dois anos à espera da aprovação pelo Infarmed de um medicamento que duplica a taxa de cura. Sem esse tratamento a doença, que podia ser curável, evolui para uma cirrose e um cancro".”fonte
- Uma longa lista de mais sinas de retrocesso de Portugal, uma verdadeira "eutanásia social". 

Finalmente partilho este artigo que reforça este mesmo quadro.
"A "eutanásia social" como desígnio indirecto e discreto da solução económica da política neoliberal para a crise. 
O objectivo da demolição do estado social assenta na análise de que face ao aumento progressivo da esperança de vida das populações do Ocidente a manutenção do estado social se torna "insustentável". O facto de, ao mesmo tempo, ter sido a crise provocada pela economia financeira especulativa e a consequente descida (ou subida) dos lucros da banca em alguns milhões para baixo ou para cima (o 1% da população) não altera a visão de que a "solução" reside na redução drástica dos custos do antigo Estado Social. 
Em 1998, Boaventura de Sousa Santos, publicou um pequeno livro, Reinventar a Democracia, que como é habitual em muitos livros do autor, passou ao lado das reflexões atentas que merecia. Dois dos destaques dos capítulos que em 1998 não acendiam nenhuma lâmpada de urgência em ninguém, luzem hoje como premonições do actual estado de coisas. O primeiro diz "a regulação do capital financeiro é tão difícil como urgente"(53). Foi tão difícil, como nos diz o autor, que nem foi visto como urgente regular nada antes da catástrofe que eclodiu em 2007-8. 
O segundo, título do capitulo 3 " A Emergência do Fascismo Societal". Nas várias formas que o compõem BBB sublinha "é o fascismo financeiro". Para ele "é o fascismo que comanda os mercados financeiros de valores e moedas, a especulação financeira, um conjunto hoje designado por economia de casino.[…] é o fascismo mais virulento porque o seu espaço tempo é o mais refractário a qualquer intervenção democrática". (37) 
Estas afirmações surpreendem-nos por terem sido escritas em 1998, por não as termos lido com atenção, e nos parecer hoje que correspondem extactamente aquilo que agora estamos a viver. Uma das consequências disso é o ataque ao estado social que aliás aí ocupa outras páginas. 

Regressando ao tema inicial direi de forma rápida, directa e sem nenhuma preocupação de "correcção política", que a prática da eutanásia, se não fosse um escândalo de proporções gigantescas, seria bem vista como solução "para o equilíbrio das contas públicas". Uma vez que tal se verifica encontram-se soluções intermédias de que passo a descrever o processo: cada vez mais desemprego e a fome que lhe está associada; aumento inevitável do sofrimento e das doenças; a cada vez maior dificuldade em ter acesso a medicamentos, mesmo com rupturas de stocks em hospitais por razões de carácter económico; e para não perder muito tempo com explicações que convençam toda a gente - objectivo inalcansável aliás - aumento gradual dos indíces de mortalidade a prazo entre as camadas mais frágeis e pobres das populações, o que consubstancia uma forma subtil de eutanásia natural, gradual, indirecta e aceitável aos olhos dos decisores por derivarem da racionalidade económica que se pretente "científica". O que escrevo doi-me e agride-me.

Mas lembro-me bem que quando a minha mãe esteve no hospital onde viria a morrer ao fim de 3 meses em 2006 - antes da crise - pude ouvir de vários médicos os seguintes argumentos: "se fosse na Escócia nem sequer seria aceite no hospital, quanto mais operada": tinha mais de 75 anos; que no hospital público não havia médico anestesista naquele dia (era sexta ao fim da tarde), mas "se fosse num hospital privado não diria que não"; que "cada cama ocupada por um doente nos cuidados intensivos custa ao estado mil contos por dia esse era um problema que era necessário resolver"; respondi: "talvez, mas sabe, a minha mãe está a morrer e o que menos me preocupa neste momento é o que você pensa sobre os custos dos cuidados intensivos. O que me diz é de uma violência inaceitável!" e muito mais que pude descrever num artigo que escrevi no Público poucos meses depois. 
Se esta ideologia estava já pronta a servir, desde que Thatcher (e Cavaco) começaram a difundi-la desde os anos 80, para ser aceite pelos desgraçados e indefesos que povoam os hospitais com rostos vazios e pavor, agora estamos no momento em que a propaganda subiu de tom, de argumentos intermináveis, de insensibilidade cada vez maior. Nos hospitais trava-se uma luta diária entre médicos e enfermeiros admiráveis e outros que mais valera integrarem conselhos de administração de grandes empresas. 
Com estes não quero falar. 
O modo pós-moderno e pós-politico de pôr em acção a "eutanásia social" por via indirecta, decide-se em gabinetes onde não está ninguém em perigo de vida. A minha ténue consolação é a de que também eles chegarão ao momento da morte sem apelo a que vão condenando, de consciência "limpa", gente que vai morrer, sem que fosse preciso morrer. É esse o escândalo mais insuportável."
António Pinho Vargas

28 comentários :

  1. 25dabril sempre faxismonuncamais!
    Bis até a exaustão

    gandolavilamolena

    P.s. - lapis azul!!!!

    ResponderEliminar
  2. "faxismonuncamais"
    "gandolavilamolena".

    Leitura obrigatória:

    http://2.bp.blogspot.com/-UfnkSlsHYQ8/UZC4LnVq3pI/AAAAAAAADhU/9LlsGNTiqfo/s640/aindaotal25deabril_1de21.jpg

    http://4.bp.blogspot.com/-wn-9Bh6CJxk/UZC48p0wplI/AAAAAAAADhc/5DQV_ENhaiA/s640/zzzz.jpg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro Lopes,

      Não se consegue acesso ao link ????

      Eliminar
    2. Eu consegui... deve estar a fazer algo errado!! Tente selecionar o link e aparece a opção ir para o link ... não dá assim?

      Eliminar
    3. Comigo também funcionam bem.

      Atenção a uma coisa, mesmo para quem seja apreciador do "25 de Abril" aquilo é revelador implacável como funcionam os meandros podres do poder.
      Um leitura obrigatória.

      Eliminar
    4. Um óptimo link, escarecedor, muito elucidativo em que demonstra de forma clara a liberdade, a intervenção, as conquistas que obtivemos pelas q1uais lutámos e hoje nos querem usurpar, roubar.

      Eliminar
  3. O poder. Sempre o poder...
    Até Hitler lá chegou por via democrática.

    Uma vez lá, mesmo o maior democrata, tem muuuuita dificuldade em sair.
    Assim, começa a estabelecer pontes de favores recíprocos, amizades convenientes, que lhe assegurem a continuidade ou, em último caso, a saída para um local bem mais airoso do que aquele donde proveio.

    Onde termina o favor e começa a deriva para a corrupção é tema de debate.
    Mas, lá que eles se abrem... abrem.
    Vejam-se as histórias individuais do antes e do depois de serem (des)governantes.

    ResponderEliminar
  4. "É muito mais bonito quando se olha para o ajustamento de Portugal"
    Palavras, sic, do Gnomo Gaspar referindo-se ao "ajuste" do deficit português.

    Com estas palavras o Gnomo Gaspar tenta colocar-se em bicos dos pés, face à concorrência para o seu almejado lugar de comissário europeu das finanças.
    Beijou o cu a Schäuble (ministro alemão das finanças) e agora, o Gnomo tenta projectar o "seu sucesso" para garantir o seu futuro.

    O Chicago boy, depois de ter chicoteado os portugueses miseravelmente, tenta dourar o seu nazismo financeiro para se candidatar a uma nomeação, com o apoio alemão, a Bruxelas.

    Porco, feio, mau e, claro, mais um homem de sucesso político!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este post é de mestre.
      Brilhante. Parabéns.

      Eliminar
  5. Apesar de existirem 12.000 milhões de euros na dívida portuguesa à troika (paga pelos impostos) destinado aos malabaristas da banca, esta não tem dinheiro para emprestar...
    Agora, consta que avalia casas a 1/4 do seu valor patrimonial (das finanças).

    Qual a entidade, neste enorme estado que possuímos, que vigia a aplicação do dinheiro gerido pela banca?

    Não me digam que é o banquinho de Portugal, onde trabalha a amantíssima esposa do Gnomo...

    Um passarinho disse-me que há aplicações enormes da banca nacional no Brasil a juros bem altos... e por isso falha para a economia nacional...

    Desculpem se sou assim tão mauzinho mas, vocês merecem muuuuuito mais.

    ResponderEliminar

  6. O Palhaço de Belém, quer falar do futuro a longo prazo.

    Para este bufão, o país começou agora.

    Foi necessário cá cair uma troika para o comediante perceber que há um futuro.

    Durante décadas, todos os que passaram por S. Bento, ignoraram essa coisa exotérica: o futuro. Incrível!

    Ainda bem que há um bobo em Belém!

    ResponderEliminar
  7. Até Hitler chegou blá blá..
    Nazismo económico(lol) blá blá.

    Os marxistas a virem aqui associar a única ideologia que de facto combateu o capitalismo e a maçonaria a coisas más para no subconsciente as pessoas só vos verem a vós como alternativas(e falsas que são).

    Só enganam os parvinhos vocês...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pah!
      Toda a gente sabe que o mal disto tudo se deve ao nazi-fassismo.
      És ignorante ou qu^^e?

      yusef

      Eliminar
    2. Yusef:

      Felizmente há pessoas esclarecidas que nos querem ajudar.
      Explica-me, por favor, as belezas do teu fassismo.

      Expectante, aguardo.

      Eliminar
  8. Ó espectante,
    Não ligues ao nazi yusef.
    O fassismo não tem belezza nenhuma. O fassismo é a causa de todos os males da humanidade. Já quando os nossos antepassados andavam a tentar evoluir do macaco o fassismo não queria tal coisa porque sabia que um dia isto ia dar na democracia, o arquétipo máximo da evolução simia, e que os fassistas iriam ser todos perseguidos e eliminados.

    25dabrilsempre

    ResponderEliminar
  9. Parabéns Zita,por começar o seu despertar, está no no caminho certo...força....tente compreender quem é, de onde veio e qual a sua missão aqui neste planeta.....rsrsrs

    ResponderEliminar
  10. Olha, olha! aqui um ex-clarecido a apelar à censura da Zita.
    viva a democracia.
    Zita amiga, não deixe que esses fassistas lhe -rsrsrs- aos ouvidos.

    25dabrilsempre

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já escrevi em cima o que defendo, não tomo partidos.
      Os leitores que façam as suas opções, ao lerem as vossas opiniões, eu faço as minhas.
      O ambiente de debate aqui é livre... censura só faço a insultos e a teorias que coloquem em causa a imagem do blog.
      De resto os leitores sabem que a opinião dos comentadores, é apenas a opinião dos comentadores, assim como a minha é apenas a minha. E cada um que defenda a sua e absorva o que quer ou repudie o que não quer.

      Sabem também que este blog não defende partidos nem regimes, apenas tenta defender a justiça e o bem nacional... denunciando, alertando e envolvendo os cidadãos na politica.

      Eliminar
    2. Pedro Lopes:
      Vou abrir uma agencia especializada em currículos anti-fassistas com as devidas perseguições pela PIDE com passagem pelo Terrafal e se pagarem bem ainda vamos conseguir uma qualquer ligação ao olocaustico.
      Papel tipo envelhecido nos certificados com desconto especial para os primeiros 2 pedidos.

      furreta 88

      Eliminar
    3. Anónimo14 Maio, 2013 13:50,

      Não querendo abusar do excelente blog, vou só finalizar esta questão com um pequeno facto:
      Antes de 25A de 74 havia em Portugal uma centena de prisioneiros políticos.
      Em 1975 havia mais de 2.000.

      Essa da certificação "Anti-Fascista" é bem enfiada.

      Eliminar
  11. O que eu acho graça sobre o 25 de Abril é que já há pessoas que nasceram depois dessa data que dizem ter sido perseguidas pela PIDE.
    É um ritual.
    E assim será em 2050, que é para manter a chama viva.
    Toda a malta das jotas de hoje foi perseguida pela PIDE. Até a Lili Caneças foi perseguida pela PIDE.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São pessoas que possuem fantasmas, confundem contos dos avós, com a sua infância. É um fenómeno comum e já provado.

      Eliminar
  12. o problema é que ainda não acordamos enquanto houver futebol e novelas só há revolucionários no sofá e o povo ainda não caiu na desgraça que se aproxima

    ResponderEliminar
  13. Olá,

    Já sigo o blog há algum tempo e quero dar os parabéns pelo mesmo. Apercebo-me que realmente estamos entregues à bicharada e existe de facto muita gente na política gananciosa, não estando a prestar serviço ao povo, como deveria ser. Mas palavras leva-as o vento e neste momento é necessário acção! MAs sozinha? não tenho o poder que eles têm! Sim senhor, tenho os olhos abertos e agora? por onde começar? Relativamente ao meu voto, nenhum destes o terá, nem nunca teve... E mais? o que podemos fazer efectivamente? É que palavras não os vão tirar do poleiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há que mudar as mentalidades... cada um faz o que sabe e pode. Eu tento alertar para o facto de os portugueses andarem a eleger corruptos, de andarem desligados e afastados da politica.

      Que é aliás o tema do artigo de hoje. Cada um faz o que pode, esperemos que haja quem tome acções, que o saiba fazer e tenha meios para o fazer.
      O movimento revolução branca tem tomado diversas acções, assim como o Paulo Morais.

      Fica aqui um extracto e o link do artigo de hoje, é para isto que tento contribuir.
      Este video mostra o que devemos fazer para limitar o poder e abuso dos nossos políticos, no futuro.
      Para os impedir de prosseguir o saque descarado do país.
      Para que este país deixe de ser o paraíso dos corruptos parasitas e o inferno dos trabalhadores honestos.
      A culpa é também nossa!!!Não há milagres que nos livrem da corrupção. Mas podemos fazer a diferença. Nos países nórdicos e outros, onde a corrupção é quase nula, os cidadãos são activos, interventivos e informados. Zelam pelo interesse do país e de todos.
      Urge que os portugueses mudem de atitude. Como se costu

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2013/05/eduque-os-politicos-obrigue-os-ser.html#ixzz2TGzo11BV

      Eliminar
  14. OS 3 fff's - Está do melhor:

    http://portadaloja.blogspot.co.uk/2013/05/o-fado-do-futebol-nacional-nossa.html

    acreditem que vale a pena ler.

    ResponderEliminar