03 outubro, 2012

Em Portugal há corrupção e muita... não há é justiça.



Olhos de Água... Momentos altos do programa, resumidos.
Neste video, Paulo Morais afirma que as manifestações de 15 de Setembro são uma clara demonstração de que existe neste momento um divórcio absoluto entre o povo e a classe politica. Já não é apenas uma guerra entre governo e oposição.
Os políticos têm mentido e não cumprido há anos e anos. Barroso prometeu baixar impostos, não o fez, Sócrates fez o mesmo, prometeu e não cumpriu, Passos Coelho reincidiu no mesmo descaramento.
É evidente que as pessoas saturam-se e aprendem. E também se sentem inseguras, pois os mais pobres nunca sabem o que está para acontecer, sabem que o governo pode tomar medidas inesperadas a qualquer momento.

Medina Carreira critica os portugueses que procuram, nas manifestações, apenas alternar entre partidos... Acreditando que se mudarem de governo se muda o caos em que se vive... é o erro de sempre.
Ele acredita que o máximo da austeridade está ligado ao auge da imoralidade que hoje caracteriza os políticos, mais que nunca.
Afirma ainda que o erro do governo foi ter partido para a austeridade sem esgotar primeiro o "tratamento" (redução) da despesa pública.... Nunca se viu uma acção real para diminuir a despesa pública.
A preocupação é apenas aumentar a receita ás custas da exterminação dos que eram a fonte de receita.
Aos 6 minutos fala do caso das PPP, que é chocante, uma imoralidade e não se percebe a dificuldade do governo em acabar com isso...  Não se entende que raio de juristas eles tem lá dentro ... Se o estado está falido, deixou de pagar os salários na totalidade...Porque razão o estado falido é obrigado a pagar as PPP e não é obrigado a pagar aos seus assalariados??
Uma entidade falida não tem que cumprir aquilo a que estava obrigado.
Quando começou a cortar as despesas tropeçava num amigo ou num poderoso e parava...

Paulo Morais aos 8 minutos refere o caso dos submarinos para criticar as afirmações de Cândida Almeida. Situação que mostra como somos realmente corruptos. Já ficou provado e julgado na Alemanha, que existiram políticos portugueses corrompidos e em Portugal continua tudo na impunidade, nem identificados foram e provavelmente desempenham altos cargos de estado.
Para mim o mais grave neste cenário é ficarmos a saber que a corrupção existe na politica e é apoiada pela corrupção da justiça.

Há acusados, condenados e presos na Alemanha e Grécia  Os tribunais alemães provaram que houve pagamento de luvas a responsáveis políticos portugueses.
O que é estranho é que os tribunais portugueses não identifiquem agora os responsáveis que, em Portugal, receberam esses subornos.
Mas verdadeiramente incompreensível é que os dirigentes políticos envolvidos nas compras, os primeiros-ministros Guterres e Barroso, a par dos seus ministros da defesa Rui Pena e Paulo Portas, não queriam ver o assunto julgado e esclarecido com urgência.
Até que se identifiquem os corruptos, é a eles, enquanto responsáveis, que devem ser assacadas responsabilidades e é a sua reputação que estará em causa.
E dado os cargos que ocupam no plano internacional, estando sob suspeita de ligações a corrupção, é também Portugal que fica mal representado.
Este caso vem demonstrar que há corrupção na política. Em termos de crimes de colarinho branco, o que não há é justiça.

Mas Paulo Morais vai mais longe e afirma que é estranho que Guterres, Barroso e Portas , se estão inocentes, e estão a dar a cara pelo crime, pois eram as figuras máximas durante o processo, não sejam eles os primeiros a querer limpar os nomes e a identificar os culpados exigindo o funcionamento da justiça... porque será?
Aos 10 minutos conclui." Em Portugal há corrupção e muita... não há é justiça."
Fala ainda do exemplo do Metro do Porto com Valentim Loureiro, ou ainda do fracasso da justiça perante Isaltino Morais.

Medina Carreira afirma que é uma vergonha que o Presidente da Republica não diga nada, o chefe do governo também nada diz, assistem a esta imoralidade que toma conta de Portugal e ninguém faz nada.

A partir do minuto 18 Paulo Morais relata mais duas das formas muito utilizadas pelos corruptos para extorquir dinheiro dos nosso impostos. 
Uma delas é o licenciamento de obras que não cumprem os requisitos e portanto obrigam a subornos, para serem licenciadas.
A outra é alterar o PDM de forma a ganhar dinheiro extra com expropriações, por exemplo, os autarcas e outros dos círculos partidários, ao terem conhecimento que vai haver uma obra pública a passar em determinados terrenos, compram-nos ainda como um terreno agrícola por 100, e depois alteram o PDM, classificando-o como urbano e passa a valer dezenas de vezes mais. O estado quando iniciar a expropriação  é assim lesado pelos que trabalhando para o estado se aproveitam do acesso à informação antecipada, e abusam do poder para conseguirem extorquir milhões ao estado, hiper valorizando terrenos.
Para termos uma ideia basta perceber que há SCUTs cujas expropriações custaram metade do custo total do investimento..
Conta ainda um caso de como com estas falcatruas se descapitalizou a banca principalmente o BPN.

Medina Carreira conclui que perante tanta impunidade a única forma de justiça contra os corruptos é a opinião pública. 
Afirma ainda que nenhum governo consegue obter credibilidade e prestigio para governar se tem a lata de cortar salários e prestações sem negociar com ninguém - chegou e cortou- e não tem a coragem de fazer o mesmo com as rendas das PPP... não tem a capacidade de tomar o problema pelas rédeas. Não há tempo a perder em negociações, onde claramente se vai colocar o estado de cócoras perante os interesses privados. 
Medina afirma que o ideal era chegar e dizer "estamos falidos e não há dinheiro para rendas..."  é um principio de direito que deveria ser usado e o único que poderia salvar esta situação. Andamos por isso a ser enganados. 

Paulo Morais revela já aos 44 minutos que não tem dúvidas nenhumas que a lei contra o enriquecimento ilícito foi deliberadamente feita de forma a ser inconstitucional para ser chumbada e desta forma o povo acreditar que eles tentam combater a corrupção.

Portugal clama por justiça... 

17 comentários :

  1. Relativamente à questão de se ter provado na Alemanha que houve corrupção entre políticos portugueses...sabe quem também culpo Zita? A imprensa portuguesa. Não é com meia dúzia de bitaites num Correio da Manhã que se alerta as pessoas.

    A mentalidade de um povo infelizmente avalia-se muito pela sua imprensa, porque vivemos um clima de "carneirada", as pessoas seguem cegamente aquilo que lhes debitam no jornal ou especialmente na pequena caixa que têm em sua casa.

    E a mensagem que se vai passando, mesmo que seja de forma subconsciente é que a corrupção política neste País é algo normalíssimo e que inclusive tem de ser visto como um direito adquirido!! É algo que já está enraizado no nosso Povo.

    Também é muito por isso que os nossos Políticos apelam à emigração dos que têm capacidades. Quando os pensadores e os inteligentes se vão embora, só ficam os seguidores e os que têm palas nos olhos, esses são fáceis de controlar.

    Isto só muda quando a base deste povo também mudar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. """""E a mensagem que se vai passando, mesmo que seja de forma subconsciente é que a corrupção política neste País é algo normalíssimo e que inclusive tem de ser visto como um direito adquirido!! É algo que já está enraizado no nosso Povo.""""

      O Pedro por vezes parece o meu subconsciente a falar... assusta-me lol
      Estava eu a escrever neste momento artigos sobre os submarinos e a pesquisar, e tinha minutos antes escrito sobre o que afirma neste seu paragrafo que cito...

      Realmente é uma realidade que temos que combater, a imprensa fala da corrupção sem alarido, sem gravidade, sem escândalo, com a monotonia com que se fala de coisas normais... isso é realmente um escândalo.
      Apesar de tudo desde que começaram a surgir os blogues creio que as coisas estão a querer mudar.
      Como já referi diversas vezes é minha pretensão, neste blog especificamente, divulgar e despir de eufemismos os crimes políticos, expo-los de forma nua e crua, até que doam a quem tem que doer.

      Resumir, compilar e retirar os enredos mais complexos que acabam por fazer parecer os crimes descarados dos políticos em coisas normais da vida politica, que só os políticos entendem e não devem interessar a mais ninguém.
      Os órgãos de comunicação também fazem as pessoas acreditar que estes crimes políticos, não são na verdade nada de grave, apenas guerrilhas, entre partidos, inofensivas, intrigas entre esquerda e direita, traições etc... o povo acredita que a politica é apenas uma novela, inócua, e acredita que a única coisa que se lhe pede para fazer, é que tome partido de um dos lados, tal como faz nas novelas, que defenda o personagem/partido que gosta mais e é assim que se banaliza e teatralizam os crimes políticos em Portugal.


      Eliminar
  2. lol não se assuste Zita, os seus artigos permitem tirar excelentes conclusões uma vez que assenta em dados concretos e imparciais...no entanto é uma coincidência engraçada essa questão do paragrafo! Hehe

    Os blogs são incansáveis e têm neste momento uma oportunidade de ouro. Com a crise, os orgãos de comunicação na sua generalidade vão ter de cortar custos e consequentemente perder qualidade na transmissão da informação, os blogs ao fortalecer a sua mensagem poderão subir mais uns degraus face ao objectivo final, o de alertar o povo que a cada dia está cada vez mais sensível às questões de base do nosso País.

    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente Zita, vi essa triste entrevista.

    Realmente SÓ quando TODOS decidirem MUDAR TODOS esses políticos através do voto, é que poderemos ter um pouco de esperança.

    Mas eles estão bem arraigados ao poder, pois eles veem de onde???

    - Os deputados são nomeados pelas regiões a que pertencem, e não podemos esquecer que eles são apoiados(financeiramente) pelos partidos, e seus lacaios, os mecenas que os financiam.

    [E ESSES MECENAS DE SEGUIDA VÃO QUERER RECEBER EM FAVORES... OU SEREI APENAS MÁ LÍNGUA E NEGATIVO?]

    As leis infelizmente beneficiam o jogo deles, pois os mais vistos na TV, nas campanhas eleitorais, os que pagam mais jantares e oferecem mais bonés e porta chaves; que pagam as excursões às velhotas; que fazem campanhas populistas nos mercados e feiras, costumam ter resultados ganham sempre as campanhas eleitoras.

    Os neo políticos, verdinhos, apartidários e sem "pilim" para se darem a conhecer ao povo, não têm hipóteses!

    Dir-se-ia: "O POVO PRECISA DE ESCOLHER"... - Mas eu pergunto: Escolher o quê???

    - Escolher entre o MAU e o RUIM???

    Tudo isto faz-me lembrar aquele Western: "O Bom; o Mau, e o Ruim", musicado por Ennio Morriconne... O PROBLEMA É QUE FALTA O BOM!!! - só resta o mau e o ruim!!!

    ONDE ESTÃO OS HOMENS BONS, INCORRUPTÍVEIS??? - Certamente deve haver alguns por aí, não?

    Pois é, parece que estão todos a marchar ao som da "vovozela", e do apito numa qualquer manifestação de indignação popular(que eu até apoio 100%).

    -Mas porque é que as pessoas não criam um partido político do povo, pois parece que todos reclamam, mas ninguém age em favor do seu próximo; todos falam: "vem aí chuva", mas ninguém abre o guarda chuva!

    Não temos uma verdadeira participação cívico-política, pois se repararmos já tivemos eleições em que 70% das pessoas se abstiveram; E os que não se abstiveram, votaram sempre nos mesmos; Têm medo da "mudança para o desconhecido"...

    Enquanto isso, os barões da política vão sugando os desgraçadinhos dos pobres, com tristes fados culpando a austeridade, e engordando às nossas custas.

    Eu dou o meu exemplo: - Estou desempregado, na miséria, com 39 anos, com um apoio social que nem me chega para pagar a renda da casa, ando a vender o recheio da mesma para ter de comer...

    Em finais de 2007 tive de vender o meu carro; ontem recebi uma carta das finanças(agora Autoridade Tributária e Aduaneira), para pagar dois anos(2008/ 2009) de imposto único de circulação...

    E eu pergunto: onde está a justiça neste país???

    Pois eu vendi, não usufruo do veículo há quase cinco(5) anos, e tenho uma conta que rondará os 100,00€; e se não pagar(eu que sou um cidadão exemplar e honesto), ainda sou penhorado no pouco que me resta do recheio da casa!!!

    Estes canibais chupam-nos até ao tutano; Inventam "a correr" novos impostos e taxas, para nos explorarem ainda mais!

    Eu pessoalmente não sei mais o que fazer, pois com 39 anos, sem emprego, a passar fome... Nunca pensei chegar a esta idade(tão novo), e ser tão humilhado; e enquanto isso penso em como será depois dos 40, aos 50, e se chegar aos 60's... Sem reforma, sem cuidados de saúde, sem um teto, sem um trabalho ou fonte de rendimento...

    Não sei quanto tempo mais conseguirei aguentar, mas não entendo como o povo reclama, mas vota sempre nos mesmos??? - Eu pessoalmente pelo menos voto nos partidos que têm menos expressão, na esperança que eles cresçam...

    Peço desculpa por este meu desabafo, mas com esta classe de políticos que temos tido, nunca iremos sair do buraco.

    Portugal precisa de nós todos para fazer a mudança: Uma mudança legal, nas urnas com o nosso voto, nem que seja em branco!

    ...Caso contrário, o país ficará deserto, só restando os subsidio-dependentes estrangeiros dos bairros sociais da Amadora e arredores...

    Parabéns pelo seu excelente blog.


    Fernando Costa - 03/10/2012.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fernando Costa, eu na sua situação já tinha emigrado, mas isto sou eu... o futuro deste país e a velhice neste país consegue ser mais assustadora que o presente.
      Mas aparte isso, concordo consigo, conheço vários casos de pessoas honestas que estão a ser castigadas pela lei até ao ultimo cêntimo, apenas porque são pobres, enquanto o Oliveira e costa, rouba milhões e teve uma multa de 950 mil euros para pagar.

      http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/07/corrupcao-e-nossa-escolha-vejam-as.html

      Temos uma justiça que para além de ser inerte, incompetente e inútil... começa a exibir crueldade e injustiça.

      Quanto aos partidos novos, há muitos a serem criados. Mas todos sabemos ou desconfiamos que serão facilmente abafados pelos dominantes, que tem as contas muito bem recheadas pelos nossos impostos e pelas luvas que recebem nas negociatas sujas onde usam os nossos impostos.

      Esta espiral descendente, que se vive em Portugal irá ser muito difícil de se inverter. Os valores dos politicos foram sendo apurados e tal como na selecção natural, só os corruptos e sem moral é que sobreviveram.
      Agora tal como um cancro estão espalhados por todos os sectores vitais de Portugal...
      apossaram-se da constituição, vergaram a justiça, compraram as forças policiais, destruíram os serviços de apoio social, despojaram o povo de poderes e de direitos, e deixaram-no sem defesa.

      Até que Portugal se recomponha mas de forma duradoira, e não para aguentar mais 2 ou 3 anos, teriamos que eliminar todos estes personagens macabros que se apossaram de nós, seus capangas e seus cúmplices. Isso é algo que jamais será possível a bem. Pois eles jamais abdicarão de tanta regalia poder e dinheiro de livre vontade.
      Portanto temos que perceber que derrubar este regime, será uma revolução mt dramatica, longa e que irá deixar o país de rastos.
      Terá que ser feita? Mas quem e quando? É a questão.
      Eu tento mostrar o que temos e o quão revoltante é. Os portugueses terão que mostrar se querem continuar assim.

      Eliminar
  4. A qualidade humana exigida aos políticos é nula.
    Cada um deles só pensa o país eleitoralmente em ciclos de 4 anos.

    Querem os votos ao fim desse período. Estão-se nas tintas para o país a 20 anos.

    Tem de existir um órgão, eleito, que pense e autorize planos a este prazo e chumbe os projectos dos governos a 4 anos que os comprometam.

    ResponderEliminar
  5. "Olhos de agua"??... eheh...Pelo menos tambem era na TVI...:)

    E então? quando é que acabamos com esta palhaçada toda e metemos os politicos a trabalhar até pagarem o que roubaram??

    É mais facil do que parece...


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bug, fácil? Então vamos a isso... diga de sua justiça, vamos dar inicio ao fim destes pulhas?

      Pensei que era impossível, se me diz que é fácil... conte-nos tudo.

      Eliminar
    2. Impossivel?? porquê??

      Não é sem alguns sacrificios, mas a isso estamos nós SUPER habituados e cada vez mais!!

      A alternativa não é solução pois não? Estamos de acordo?

      Continuar com estes artistas não dá!!

      Fazer o que se fez na islandia não me parece impossivel!!

      Até porque já foi feito!! Em Portugal não seria diferente.

      Na altura do 25 de Abril o nivel de analfabetismo era muito superior ao de agora e fizeram-no!!...Impossivel??

      As pessoas não podem ter medo da mudança!!

      Para melhor muda-se sempre!!

      Não se pode é continuar a seguir "regras" impostas pela máfia!...

      Não temos nada a perder, a qualidade de vida da grande maioria dos portugueses já lá vai...

      E para os prender a todos era facil...

      Depois de estarem atrás das grades, só saíam quando conseguissem justificar de onde vem o dinheiro que têm... era perpétua...





      Eliminar
    3. Fazer o que está a ser feito na Islândia não é impossível...

      Mas é extraordinariamente difícil de ocorrer por cá!
      Desde logo porque ao longo da nossa história as mudanças políticas profundas só ocorreram pela força das armas e da vontade de quem as controla (ex. 1385, 1640, 1820, 1910 e 1974).

      Cumps.
      Falso Vate

      Eliminar
  6. Só por o controle que os grupos económicos tem sobre os partidos, podemos constatar que não vivemos em democracia, nós não escolhemos quem vai para lá só somos enganados e levados a acreditar nisso.

    Nós só temos o direito de colocar a cruz, naqueles que já estão bem amestrados.

    Pode ir para lá o partido A B ou C, a promiscuidade irá continuar não tenhamos duvidas disso.

    É que isto sempre aconteceu, no tempo de Salazar as pessoas não tinham instrução e acatavam tudo, e nos últimos 30 anos a população foi comprada por meia dúzia de tostões não se estava para chatear com isso e os tostões para politicas populistas acabaram..

    A questão é se o povo está preparado para assumir realmente a responsabilidade para termos um pouco de democracia, ou continuamos assim, a colocar umas cruzes nas marionetas do sistema, e depois vamos fazer umas manifestações.Eu nem sei se as pessoas quando votam querem alguém que os governe ou só já querem um bode expiatório para culpar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo consigo... as pessoas nem sabem o que fazem, quando votam.

      Muitos vão aos milhares em autocarros para as urnas, sem saber ler ou escrever, sem saber o que fazem, e durante o percurso do autocarro dão-se umas canetas laranjas ou rosas e ensina-se aos carneiros que é para colocar a cruzinha na cor indicada.

      Ou seja, basta saber as cores para poder decidir o futuro dos portugueses e de Portugal?

      As aldeias estão repletas de idosos e não só, que vivem na mais completa ignorância politica... e são esses que continuam a viver no escuro sem acesso a informação nem interesse, que continuam a ser um alvo fácil dos partidos para votarem neles.
      Democracia da ignorância, democracia do abuso dos fracos, democracia da manipulação.

      Eliminar
  7. Enquanto o crime compensar, estes gajos vão continuar no mesmo caminho.
    A Zita tem feito um bom trabalho, mas peço-lhe um pouco mais:
    Liste aqui o património desses mafiosos. Depois nós vamos visitá-los até eles perceberem que quanto mais roubarem, mais 'arde'!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E por cá ser criminoso politico compensa e muito. O difícil é saber o património deles. Como deve calcular está disperso por familiares, disperso por offshores, disperso por países, disfarçado em empresas, disfarçado em empreendimentos.
      Por exemplo

      SOCRATES
      http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/03/as-teias-mafiosas-de-socrates-na-mira.html

      DUARTE LIMA ATÉ SOBRINHAS SERVEM PARA ESCONDER SAQUES
      http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/04/mais-de-18-anos-roubar-ate-o.html

      DIAS LOUREIRO
      http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/12/dias-loureiro-se-tivesse-roubado.html

      Etc etc... jamais saberemos por onde anda o dinheiro que roubam aos portugueses. Porque como diz candida almeida, - "não podemos andar a ver as contas dos políticos, isso era a caça ás bruxas".... lol
      RIDÍCULOS NO SEU COMPLÔ CONTRA O POVO, JÁ NEM SABEM COMO O DISFARÇAR, TRATAM O POVO COMO BURROS ACÉFALOS.

      http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/09/nao-ha-corrupcao-em-portugal-porque.html

      Eliminar
  8. Tudo isso e muito mais o povo está morto ou gosta de estar ou está á espera de D.Afonso Henriques para expulsar os mouros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois chamemos-lhe Mouros, temos que os identificar... e agora falta correr com eles :)

      Eliminar