20 setembro, 2012

Manipulação: o que está por trás da invasão e destruição de países.


No dia 7 de Julho de 2011 a agência norte americana Moody´s cortou o rating da dívida portuguesa para um nível considerado lixo.
As agências norte americanas estão a atacar a europa com sucessivos cortes de rating para salvar a economia norte americana e o dólar, fazendo com o que a economia caia em efeito dominó.
Estas acções estão a levar milhões de pessoas à pobreza e criando milhares de desempregados.
Os cidadãos portugueses levantaram-se com uma enorme onda de patriostismo e atacaram a Moodys.com.
O ataque foi um sucesso e a Moodys foi forçada a bloquear os ips portugueses e o seu site este "crashado" por algum tempo em todo o mundo.
Mas esta não é a nossa última acção. Nós, os portugueses a quem voçês chamaram lixo estão prontos para vos fazer cair. De Portugal, com amor.
Destruir nações inteiras seja por invasões ou manipulação de opinião, o objectivo é deixar o país num caos económico e de recursos. E eles sentem-se seguros e no direito de o fazer, acreditando que o mundo inteiro continua a acreditar nas suas boas intenções. Como diria o Obama - "Yes we can"- próximo alvo - Europa - estratégia - desestabilizar os países mais vulneráveis, com o apoio consciente ou não, dos políticos incompetentes que nos desgovernam. 
SEMPRE OPORTUNO, E NUNCA DEMAIS LEMBRAR...

PARA AQUELES QUE SE JULGAM MUITO ESCLARECIDOS E ENTENDIDOS, COM A ENORME ESTREITEZA DO HORIZONTE DO SEU CANTINHO E DOS SEUS POLÍTICOS, E LHES ESCAPA UMA REALIDADE MUITO MAIS COMPLEXA E PERVERSA, MAS QUE A ALGUNS, PORVENTURA MUITOS, DÁ JEITO ALIENAR E ENGANAR, COM A CUMPLICIDADE DE UMA COMUNICAÇÃO SOCIAL, E SEUS JORNALISTAS E COMENTADORES "ALFAIATES", AO SERVIÇO SERVIENTEMENTE DOS SEUS PATRÕES, UM POVO PRODUZIDO NA IGNORÂNCIA, MAIS VOCACIONADO PARA AS "COISAS" DO FUTEBOL, IMPINGINDO-LHE, MANDATO APÓS MANDATO, QUE AS CULPAS SÃO DOS PRECEDENTES, FAZENDO CRER ENGANOSAMENTE, QUE AGORA É A HORA DE AUSTERIDADE, NÃO PORQUE NOS GOVERNARAM MAL, TODOS SEM EXCEÇÃO, MAS PORQUE A SALVAÇÃO ESTÁ NAQUELES, QUE POR TEREM O DINHEIRO, EXIGEM MAIS DINHEIRO...
VALE POIS A PENA OUVIR ESTE TESTEMUNHO, PARA QUE FINALMENTE, SE FOREM MAIS INTELIGENTES DO QUE SECTÁRIOS DA PARTIDARITE NACIONAL, NA SUA PEQUENEZ E GENERALIZADA MEDIOCRIDADE, QUANDO AO SERVIÇO DO ESTADO, PERCEBAM UM POUCO MELHOR O MUNDO EM QUE VIVEM; SE ASSIM FOR ALCANÇADO UM TAL DESÍGNIO, SEREMOS CERTA E COLETIVAMENTE MAIS ATENTOS E EXIGENTES FACE AOS "PODERES", RESTITUINDO À DEMOCRACIA O TÃO PERDIDO ESPÍRITO REPUBLICANO... QUE OS NOSSOS POLÍTICOS ELEITOS PERCEBAM A QUEM ESTÃO A OBEDECER E QUAIS AS PRETENSÕES DOS QUE NOS FINGEM ORIENTAR.

AFINAL, SE TODOS TIVERMOS A CLARIVIDÊNCIA DE QUE SÓ UNIDOS E SOLIDÁRIOS, PODEREMOS CONTRARIAR AS PERVERSAS ESTRATÉGIAS DE NOS DIVIDIREM, ALCANÇAREMOS UMA SOCIEDADE MAIS NOBRE E DIGNA, NOS VALORES CIVILIZACIONAIS POR QUE TANTAS GERAÇÕES, AO LONGO DOS SÉCULOS SE BATERAM, E QUE SE ORA VIVESSEM, NÃO COMPREENDERIAM COM FOI POSSÍVEL CHEGAR-SE A ESTA (DES)HUMANIDADE...

12 comentários :

  1. Felizes os puros de coração porque esses verão......a verdade.
    No meu equilibrado agnosticismo religioso oferece-me estas palavras para elevar este artigo à qualidade de intocável.
    Sendo um dos sete bilhões de seres humanos do planeta sempre vi o globalismo, e em particular o económico como um elo frágil, contranatura, e exponencialmente perigoso. Não tendo formação a nível académico na área da economia nem por “equivalências” as minhas capacidades de influência são ínfimas como se deduz.
    Contudo sempre aguardei e vivo na expetativa que algum nóbel da economia surja a evidenciar aquilo que é visível a qualquer “leigo” nesta área.
    A globalização da economia é um ERRO, anula-se e não gera crescimento com distribuição saudável. A economia tal como o poder, quando em crescimento será a meu ver mais sectorial do que global. Só um ERRO determinou ser possível a um grupo minoritário de pessoas que são as agências de rating, fazerem abalar a economia de continentes inteiros e a própria estabiliade mundial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim, leiga na matéria, também me parece que globalizar algo que sobrevive pela competitividade, é um paradoxo. É querer anular a essência da coisa. Mas pior ainda é que permite facilitar a manipulação dos mercados através de uma central.

      Eliminar
    2. "Felizes os puros de coração porque esses verão......a verdade."

      Mas quantos infelizes são gerados todos os dias por causa dos felizes ignorantes, que no seu silencio, acabam por pactuar com os crimes que ignoram?

      Eliminar
    3. Bem observado, contudo o problema não está na existência dos felizes ignorantes. Estes sempre os houve e sempre existirão; porquê?. Todos nascemos nessa condição e quando crescemos poucos desenvolvem o desejo e a motivação para o conhecimento e o saber. Este não se adquire por qualquer decreto-lei mesmo que este estabelecesse a licenciatura ou o doutoramento como escolaridade obrigatória.
      Ler a história, os acontecimentos, interpretar o presente diagnosticando e tomar as decisões certas e eficientes para a solução dos problemas da vida em geral seja no âmbito social ou não, é tarefa para especialistas e mesmo estes falham, porque o problema é a existência dos criminosos, as instituições que os acolhem e os promovem.
      Nesta fase do tema, poder-se-á perguntar? Como acabar com os criminosos e/ou as instituições criminosas? Deixo a resposta para quem saiba e queira expressar.

      Eliminar
  2. É um tema muito interessante. Mas mais uma vez tudo esbarra no "paradoxo dos números". Como é que um punhado de pessoas consegue dominar milhares de milhões? Deixo este pensamento...

    Outro pensamento, todos os impérios caem, independentemente da era e da evolução que se tenha. E este imperialismo norte americano não será excepção, e tudo passará pelo desenvolvimento das economias emergentes, chegaremos a um ponto onde o mundo e a economia evoluirão a um ponto onde a competitividade estará equilibrada e passará a "partilha" evolutiva mediante a capacidade de carga do planeta.

    Entretanto, os nobres de espírito terão de continuar a lutar contra o desequilíbrio de recursos que se vê hoje em dia.

    ResponderEliminar
  3. Um punhado de pessoas das mais poderosas do mundo, não esquecer. E depois não é apenas isso, é preciso existir vontade para fazer o que eles estão a fazer. Não podemos esquecer que existem mais pessoas e países no mundo com imenso poder e dinheiro, mas que não tem motivações para dominar o mundo... para se divertirem a manipular o mundo e os seus próprios cidadãos.
    Por vezes surge-me a vontade de comparar esta seita, que uns dizem ser a CIA outros os Iluminatis, outros os bildberg, ou a nova ordem, ou os donos do mundo, compara-los por exemplo aos grupos de pedófilos sadomasoquistas, ou seitas com patologias semelhantes... que se divertem, escondidas no seu buraco, a fazer o mal a quem nem se pode defender, pois por vezes nem tem consciência de que estão a ser vitimas.

    Eu acredito que o 911 foi um "inside job" acredito que os EUA se divertiram, até agora, a manipular o mundo e as opiniões. Talvez tenham descoberto, agora, que a sua credibilidade se está a perder. Talvez estejam a constatar que está na hora de mudar de estratégia ou apenas de acalmar os seus ataques impiedosos levados a cabo por psicopatas viciados em jogos de poder.
    É muito fácil manipular milhões, as pessoas acreditam no zoodiaco, acreditam em políticos, acreditam na primeira seita que lhes fizer a cabeça, acreditam nos mass media, e acreditavam piamente nos EUA.As pessoas carecem de acreditar em seja o que for... Quem tiver motivação dinheiro e necessidade de colocar milhões de pessoas a acreditar numa ideia... consegue.
    Esta ideia foi espalhada pelo mundo, OS PIRATAS DA SOMÁLIA- E todos acreditaram na ideia impingida, no entanto começaram a surgir outras versões na internet, se não fosse a internet talvez só tivéssemos acesso à versão mais conveniente AOS MAIS PODEROSOS DA HISTÓRIA. O VIDEO
    http://www.youtube.com/watch?v=02iVE444sXQ
    E ESTA HISTÓRIA deu aso a que se pudesse cometer crimes bárbaros, execuções sumárias de pessoas talvez inocentes e talvez indefesas
    VIDEO do qual desconheço a veracidade, mas parece óbvio.
    http://www.youtube.com/watch?v=Gc5JkATODRA&feature=related
    Este é o exemplo de como é fácil fazer o mundo acreditar que é preciso exterminar alguém. As pessoas são fáceis de manipular.

    Todos os impérios caem... talvez os EUA deixem de poder invadir tantos países, ou provocar tantos danos em economias concorrentes. Mas não acredito que caiam. Apenas acalmem ou mudem de estratégia.
    Entretanto temos mais um povo conhecido como cruel e impiedoso a emergir... a China... sinceramente não sei qual deles o pior. A China é implacável, cruel e desumanizada... mais que os EUA. Na minha opinião, claro. É demente um país onde isto é possível...
    VIDEO MUITO DESUMANO CUIDADO
    http://www.youtube.com/watch?v=0HNOirvII7g
    Sinceramente espero que este povo jamais tenha poder sobre o mundo.

    Gosto do seu optimismo. "a competitividade estará equilibrada e passará a "partilha" evolutiva mediante a capacidade de carga do planeta."

    Eu vejo mais facilmente um mundo devastado pela fome e miséria dos cada vez mais fracos... onde até a água será um bem raro e dos ricos. Haverá muitas guerras devido à água e outros recursos que escassearão.

    os nobres de espírito terão muito que lutar, mas sim apenas esses poderão mudar o panorama, mas existem poucos.

    ResponderEliminar
  4. Irei ver com atenção cada um desses vídeos. Quanto à competitividade equilibrada ser optimismo...nem é bem optimismo, é simplesmente uma reacção natural tendo em conta o caminho por onde nos dirigimos.

    Com tanta apropriação de recursos, existirá mais cedo ou mais tarde luta pelos mesmos, no entanto, os mais poderosos subestimam as pessoas, e não deveriam subestimar quando as pessoas já não têm mais nada a perder, é precisamente nessas condições que os impérios caem, criando uma paz moderada seguida de novo império.

    A China tem dois grandes problemas...ter uma população gigantesca e um governo que não promove o respeito pelo próximo, e esse facto originou a que a vida humana fosse tratada como um número.

    Concordo também que seja fácil manipular milhões de pessoas, basta inseri-las num mundo onde a auto estima é diariamente destruída por mil e um motivos, desde programas de tv destinados a estereotipar as pessoas e a deixa las desanimadas por serem diferentes de supostos "ídolos", até a um desemprego que abala o carácter da pessoa por não se conseguir inserir na cultura consumista que se vem abatendo sobre o mundo.

    Mas mantenho o meu optimismo, visto que se existe algo em que acredito é no potencial humano, e se esse potencial permite gerar Bilderbergs, pedófilos, Illuminatis e comportamenos reprováveis, então também terá o potencial para gerar o outro lado da moeda, simplesmente trata-se de potencial que se encontra atrofiado nesta era.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "e não deveriam subestimar quando as pessoas já não têm mais nada a perder"

      Já temos povos que nada tem a perder e não conseguem insurgir-se. O poder do dinheiro dá armas. É o caso de Angola, e outros países africanos onde as pessoas morrem de fome, miséria, doenças, sem direitos básicos nenhuns, enquanto os governos e amigos ostentam riquezas ofensivas. Seguros obviamente por exércitos armados contra o povo. É uma triste realidade, ou estarei a ver mal?

      Eliminar
    2. Está a ver completamente bem. Mas tem de existir intervenção internacional sobre África, nomeadamente sobre a forma de educação, os africanos continuam a ser explorados e a aplaudir quem explora, sei disso em primeira mão e revolta-me. Angolanos passam fome enquanto outros angolanos vão a Londres tomar um pequeno almoço.

      A mudança começa sempre por um punhado de pessoas, punhado esse que transmitirão geração a geração novos valores. Neste momento o panorama é negro porque a cultura que foi sendo transmitida foi a do compadrio e a do facilitismo, vejo isso muito em Portugal, onde a maioria dos jovens o que mais anseia é em participar numa casa dos segredos, num ídolos ou em filiar-se a uma juventude partidária, tudo para ter fama, dinheiro ou poder, ou tudo isto.

      Eliminar

  5. O que está por detrás da actual crise financeira e económica é um vasto plano à escala planetária, terrivelmente sinistro e perigoso, que não se limita às questões económicas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acredito que sim, e a vontade de desistir torna-se a única opção plausível, quando se acredita que são demasiadas forças contra tão poucos. Mas não devemos deixar-nos desanimar perante esse provável gigante, pois se os governos quiserem, os países conseguem ser herméticos e manter-se à margem dessa dantesca conspiração. São exemplo disso os países europeus e não só, que permanecem estáveis. (Suiça, Suécia, Finlândia, Islândia, Nova Zelândia, etc ...)

      Eliminar
  6. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar