07 dezembro, 2011

Os impostos que pagamos servem para quê ou para quem?

Cavaco silva pai da divida impostos para quem
Cavaco o homem de confiança
Começa a ficar demasiado óbvio que aqui e ali os direitos vão sendo cortados, as regalias vão sendo suprimidas, e deixa de ser claro a utilidade dos nossos impostos.
Se pagamos impostos para ter serviços fará algum sentido pagar novamente o serviço uma e outra vez de formas diversificadas para ver se estamos distraídos? 

O caso da EDP, grande parte da factura são  impostos ocultos. 
O caso das SCUT, pelas quais já se aplicaram impostos e agravamentos de impostos, por várias vezes, com a desculpa que era para as pagar. No entanto vamos paga-las novamente e continuadamente?
Provavelmente e ironizando o ridículo de toda esta ganância, dentro de 2 anos, quando todos se tiverem esquecido do porquê de se pagar portagem nas SCUT, vão dizer que as portagens das SCUT são afinal para pagar a iluminação das estradas e inventarão MAIS um imposto para pagar as SCUT... pela 4ª vez, esta é a falta de moral e coerência que exemplifica os actos descaradamente anti democráticos que o nosso governo insiste em manter há décadas contra o povo e a nação.
O SNS supostamente estaria pago pelos descontos exorbitantes que fazemos todos os meses, mais as taxas moderadoras, mais o aumento recente no transporte das ambulâncias, mais os peditórios nacionais, enfim sabe-se lá onde mais eles sacam dinheiro para financiar tudo, mas no entanto continuam a fazer-nos pagar mais impostos e mais elevados em troca de cada vez menos serviço.
E nós achamos estranho...  Afinal andamos a pagar impostos para quê?

Ou será que devemos abordar a questão de um  outro prisma? Andamos a pagar impostos a QUEM? Até porque o regabofe continua.
Os impostos servem um propósito que não é o de governar a nação mas de enriquecer os que deveriam governa-la. Por essa razão os boys continuam a proliferar e a circular livremente entre as empresas mais importantes de Portugal, provocando prejuízos exorbitantes que saem da carteira do contribuinte.

Ninguém devia ter duvidado que isto ia acontecer quando o Ministro Miguel Macedo, vindo da banca, contratou, para tomar estas medidas, José António Mendes Ribeiro, que esteve envolvido em negócios ruinosos no sector privado da saúde. 
Se José António Mendes Ribeiro, esteve envolvido, de certa forma, na falência do British Hospital, só lhe convém tomar medidas de modo a que os doentes tenham apenas uma opção como saída deste miserável e dispendioso SNS - Recorrer ao privado.
E é fácil de perceber o intuito final que em breve será alcançado
As pessoas pagam 10 euros para ir a um hospital privado com seguro, assim quase todos vão optar por fazer seguros e ir ao privado pois sai mais caro ir ao SNS. 
Mas infelizmente continuarão todos a pagar o imposto para o SNS, sem opção.
Em suma, haverá menos pessoas a "gastar" SNS, as mesmas pessoas a pagar impostos para o SNS, mais pessoas a usar os tais privados, que o sr José António Mendes Ribeiro tanto preza e onde deve ter deixado muitos amigos e buracos para tapar. O saldo é sem dúvida muito positivo... para eles mais uma vez. E um abuso contra o povo. 
Finalmente o SNS será tão criticado, despesista, decrépito e mal gerido que surgirá o quadro perfeito para o governo propor e o povo aceitar, a sua privatização.

Obviamente que é com descontracção que o governo comunica:
- Portugueses... depois de cortar o vosso rendimento de várias formas e sob várias perspectivas, eis que chegou a hora de também subir os preços de mais uns serviços... e será assim até que o vosso rendimento fique tão reduzido quanto a vossa dignidade e os vossos direitos. 

Noticia na fonte.
"Urgência hospitalar passa a custar 20€.
O ministro da saúde, Paulo Macedo, revelou ontem o valor das novas taxas moderadoras. Uma ida a uma Urgência num hospital polivalente passa a custar 20 euros, em vez de 9,60 euros, e uma consulta num centro de saúde custará 5 euros, em vez de 2,20 euros
Paulo Macedo disse que o número de portugueses isentos do pagamento da taxa aumenta, passa dos quatro milhões e quatrocentos mil cidadãos isentos para os cinco milhões cento e oitenta e nove isentos"
.fonte
"Taxas moderadoras afastam 1800 pessoas por dia das urgências
O aumento das taxas moderadoras fez cair o número de pessoas que chegam às urgências hospitalares? Os números indicam que sim: há menos 1800 casos diários. O PÚBLICO passou um início de madrugada em dois dos maiores hospitais de Lisboa."

Portugal foi conquistado. Foi-nos roubado por um gang de políticos e seus amigos.
D. Afonso Henriques deve estar a dar voltas na tumba. Um povo submisso que nada faz para contrariar a ditadura que se apossa de Portugal e o molda há 40 anos, à sua medida. Um povo incapaz de se opor aos partidos que dominam o país, ou parar de votar neles. Um povo silencioso, que se revolta em lutas inócuas e sem consequência.
Quando é que o povo se ergue contra eles e os escorraça do poder? Quando é que nos unimos e votamos contra eles?

5 comentários :

  1. Muito bem escrito.

    Provavelmente viu o programa Olhos nos Olhos, segunda?

    http://www.tvi24.iol.pt/programa/4407/13

    Era sobre reformas, SS e CGA. Nos relativemente jovens e os jovens não vai receber nem perto do que esta prometido. O imposto de quase 35% por salário por mês é um roubo. O sistema esta falido.

    É de chorar.

    ResponderEliminar
  2. Por acaso ainda não vi o programa, mas vou ver.
    Não tenho as suas capacidades de análise económica e engenhosa, assumo apenas a visão do cidadão comum mas sem barreiras politicas, sem interesses partidários ou outros.
    Mas obrigado pelo elogio :)
    Apesar de conhecer as minhas limitações entendo que a politica é um tema que toca a todos mas geralmente apenas é abordado por políticos e elites com termos pouco acessíveis a vários estratos sociais. Eu tento ajudar o meu nicho :)

    ResponderEliminar
  3. UM DIA A ECONOMIA PORTUGUESA VAI SER TAO BOA COMO ELES PUZERAM A AGRICULTURA , DERAO COM UMA MAO E TIRARAM COM AS DUAS.... O MERCADO PORTUGUES ESTA PODRE A CHEIRAR CADA VEZ MUITO MAIS MAL ( METE NOJO )

    ResponderEliminar
  4. infelizmente não se notam medidas que possam melhorar. Estamos a perder muitos direitos e infelizmente as pessoas ainda votam... não percebo como é possível mas votam neles sempre nos mesmos que nos roubam e empobrecem há décadas e ainda fazem de nós parvos.

    ResponderEliminar
  5. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar