14 maio, 2013

EDUQUE OS POLÍTICOS, OBRIGUE-OS A SER HONESTOS. NÃO VOTE IGNORANDO.


Este video, mostra o que devemos fazer para limitar o poder e abuso dos nossos políticos, no futuro. 
Para que este país deixe de ser o paraíso dos corruptos parasitas e o inferno dos trabalhadores honestos.
A culpa é também nossa!!!
Não há milagres que nos livrem da corrupção. Mas podemos fazer a diferença. Nos países nórdicos e outros, onde a corrupção é quase nula, os cidadãos são politicamente activos, interventivos e informados. Zelam pelo interesse do país e de todos.
Urge que os portugueses mudem de atitude. Como se costuma dizer, mais perigoso que condutor bêbado é o eleitor ignorante, desligado da politica.
Ser um eleitor vigilante e critico, não é uma solução que trará resultados imediatos para resolver a crise e o caos actual, mas poderia te-lo evitado, e poderá evitar os próximos, pois todos sabemos que as crises se repetirão trazendo sempre mais sacrifícios e perdas para o povo, assim como, mais benefícios e dinheiro para os políticos e amigos.

Enquanto nós como contribuintes, movidos pelo espírito de cidadania, não começarmos a ser os vigilantes atentos dos nossos impostos, eles continuarão a abusar dos nossos sacrifícios, sem qualquer vergonha ou peso na consciência.
Enquanto nós portugueses continuarmos a não nos indignar profundamente com o descaramento com que estes senhores, dividem entre eles, os nossos impostos, eles prosseguirão sem dó nem piedade.
Enquanto nós eleitores continuarmos a achar que não percebemos nada de politica e que devemos confiar isso aos políticos, eles continuarão tranquilos o seu percurso criminoso, que eles chamam de democracia e politica. E nós a votar neles, confiantes.
Enquanto nós cidadãos continuarmos a acreditar que devemos votar em branco, ou nulo ou abster-nos, para castigar os corruptos e estivermos com isso a ajudar a eleger os corruptos, eles continuarão tranquilos e seguros. Os corruptos gostam de castigos desse tipo.
Todos temos obrigação de nos interessar pela politica, temos obrigação de perceber que fomos nós que permitimos que a politica se transformasse num negócio corrupto, num assalto aos impostos, num regabofe de promiscuidades, de crimes contra a humanidade... Nós é que permitimos, eleição após eleição, que os mesmos de sempre, sejam eleitos, sem qualquer dificuldade.
Nem oferecemos a mínima resistência, porque os cidadãos eleitores andam tão empenhados em votar nulo e branco e em abster-se que nem se lembram que deveriam era opor-se, porque eles têm sempre garantidos votos suficientes para vencer, a única forma de os votos deixarem de ser suficientes, é os que se abstém, os que votam nulo e branco, unirem-se e votarem contra eles.
Já basta de ajudar os corruptos a ganhar.

E... vamos começar a votar informados, conhecedores do passado e do currículo dos partidos... O povo tem que se interessar pela politica, caramba não me digam que não gostam de roubos, de mentiras, intrigas, de desfalques, de descaramento, de falta de moral e ética... claro que gostam, quem não gosta? e isso, actualmente é a politica em Portugal.
A coluna ao lado direito do blog, compila alguns dos crimes que fazem parte da história dos nossos políticos.
Informe-se, aprenda a julgar os políticos, a analisar o que eles fazem pelo país e contra o país, aprenda a criticar e a denunciar o que julga injusto e criminoso.
Não vote em partidos que tenham exemplos de crimes, injustiças e traição, no seu cadastro.
Saiba punir... obrigue-os a respeitar o povo e a mudar para melhor. Vote contra os corruptos.
Não seja cúmplice de criminosos, não os apoie, votando neles. Não seja cúmplice abstendo-se. 
“Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada”


Neste video, Luís de Matos, transmite algumas mensagens que muitos portugueses teimam em continuar a não entender. Portugal precisa de vigilantes e pessoas alertas, que travem a corrupção, a impunidade e a injustiça. Não falhem mais, estejam atentos. 
Toda a empresa em que o patrão se desleixa e deixa em total liberdade os empregados, vai à falência, os empregados abusam, esbanjam, desviam, e por vezes até se apoderam da empresa. Foi isso que aconteceu a Portugal. 
Nós, povo, verdadeiros patrões dos políticos, deixamos os empregados em total liberdade e impunidade. 
Os cargos políticos servem de trampolim para os seus ocupantes alcançarem posições mais elevadas nas suas ambições profissionais, o sonho de todos eles. Os políticos que iremos eleger, irão representar, governar, elaborar e decretar leis que beneficiarão ou prejudicarão a maioria da população, legislando para si, para a sua família e compadres; criando normas e promulgando impostos a seu bel-prazer, de forma muitas vezes arbitrária e injusta, afectando a minguada economia doméstica das pessoas honestas. São eles os responsáveis directos pela qualidade da nossa vida, como a educação, segurança,  justiça, saúde, transportes, saúde, lazer, vias públicas e outras importantes necessidades sociais.
É fundamental que os nossos representantes sejam escolhidos de forma consciente, séria e madura, para que não voltemos a sacrificar a nossa estremecida Pátria, com a escolha de políticos amorais e imorais que há séculos a afundam se remorso ou escrúpulos.
Não te abstenhas, informa-te e vota.

SER POLITICO TEM QUE TRAZER MUITAS VANTAGENS, E QUE NÃO SÃO O SALÁRIO... CLARO
Pires de Lima perde 750 mil euros por ano no Governo. 04 Setembro 2013
O ex-presidente executivo da Unicer ganhou mais de 826 mil euros em 2012, sendo que actualmente como ministro da Economia, António Pires de Lima, vai perder, pelo menos, 750 mil euros por ano, face aos rendimentos que apresentou no ano passado. Receberá cerca de 5 mil euros por mês. fonte
É urgente que os portugueses se interessem pela politica!! Os países mais flagelados pela corrupção, são os mais fanáticos pelo futebol, religião e telenovelas.
Temos que começar a ser responsáveis pelo país e pelo futuro dos filhos deste país, e deixar de interessar-nos apenas por futebol e novelas.
Os países menos corruptos, são os países onde as pessoas intervêm na politica, informam-se, criticam, julgam e seguem de perto as atitudes e medidas dos governantes. A democracia directa ou participativa, onde o povo é consultado para a tomada de grandes decisões, só sobrevive quando os cidadãos são atentos e informados.

Participa... não te abstenhas. Não te demitas da tua função cívica. Zelar pelo país.
"E enquanto a consciência das pessoas não despertar isto continuará igual. Porque muito do que se faz, faz-se para nos manter a todos na abulia, na carência de vontade, para diminuir a nossa capacidade de intervenção cívica."  José Saramago

"QUEM ADORMECE EM DEMOCRACIA, ACORDA EM DITADURA" 
ACORDA POVO....  JÁ BASTA, ERGUE-TE E DEFENDE-TE DA ESCRAVATURA QUE QUEREM IMPOR-TE. VOTA CONTRA ELES, RENOVA E REVOLUCIONA, APANHA-OS DE SURPRESA. NÃO OS DEIXES VOLTAR A GANHAR.


(O video em cima, é uma compilação, realizada pelo blog, do melhor do programa "Alta Definição", (Pensar Portugal) de Daniel Oliveira.)

27 comentários :

  1. "EDUQUE OS POLÍTICOS, OBRIGUE-OS A SER HONESTOS."

    Isso seria um trabalho árduo. É contra-natura. Seria como ensinar um cão a voar.

    Para os políticos cá da praça há solução mais adequadas. Assim de repente estou a lembrar-me de um Miguel Vasconcelos(Sec 16).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não Pedro, não me refiro aos do passado, ou aos do presente mas aos que virão, obviamente que estes são um caso perdido. E não é impossível, é assim que fazem nos países onde não há corrupção.

      Eliminar
    2. Não vamos ser como os nossos políticos e pensar apenas a curto prazo. A mentalidade portuguesa quanto à responsabilidade do eleitor e cidadania, tem que mudar, ou continuaremos a ser vitimas de corrupção descarada.

      Eliminar
    3. Zita,
      Pois é verdade, mas se o próprio sistema que os corruptos montaram faz com que a maioria ainda acredite neles, pela via das manadas de comentadeiros políticos que vão á TV diariamente fazer propaganda ao regime, o que se pode fazer?
      Ir a casa de todos os Portugueses e abanar-lhes a cabeça?

      Uma ideia boa era a Zita, começar a pensar numa forma de fazer levar este blog a todos Portugueses. Tipo uma edição em papel e distribuir no Metro gratuitamente.

      Eliminar
    4. Concordo o pessoal só vê e liga a TV (com comentadores que são políticos) BIG BOSTA programas com VIPS a maior parte Vampirescos e Claro BOLA aos molhos.

      E mais triste é de quando em vez se tenta chamar a Atenção o comentário é... O que se pode fazer sempre assim foi e sempre será.

      Com neurónios destes como vamos lá?

      Com neurónios destes como vamos lá?

      Eliminar
    5. NEM MAIS AFIRMAR QUE NÃO VOTA PORQUE A DEMOCRACIA ESTÁ DOENTE É O MESMO QUE UM DOENTE DIZER QUE SÓ VAI AO MÉDICO DEPOIS DE A DOENÇA SE CURAR::::
      A LUTA COM SANGUE E REVOLTA SÃO DESNECESSÁRIAS nas democracias modernas e com eleitores activos E CÍVICOS. O VOTO está nas nossas mãos, votemos contra a corrupção, o voto não serve apenas para votar a favor de politicas mas também para votar contra, mesmo que não possua um partido que queira escolher, votemos contra os que não quer que sejam escolhidos. Basta de nulos brancos e abstenção, usem o voto para salvar o país da corrupção. NÃO DESPERDICEM MAIS VOTOS, usem o voto para punir os piores nas urnas, basta de impunidade

      Eliminar
  2. A política em Portugal está entregue aos “eternos jotinhas” que desde cedo trataram de o capturar em seu próprio proveito. São os “apparatchik” de um sistema perverso que só os beneficia. Não admira que a qualidade da classe política seja a pior de sempre. Aí, a mediocridade é que impera. E será assim enquanto os líderes partidários forem eleitos apenas pelos seus militantes e enquanto houver lugares “elegíveis” na eleição dos deputados. Enquanto esta Partidocracia reinar eu não voltarei a votar. Não contem comigo para continuar a alimentar esta farsa a que chamam Democracia. Quero eleger direta e nominalmente os meus representantes e não apenas um mero logotipo partidário. Até lá apenas contarão com a minha… abstenção violenta!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. os corruptos agradecem a sua abstenção violenta ou suave....
      AFIRMAR QUE NÃO VOTA PORQUE A DEMOCRACIA ESTÁ DOENTE É O MESMO QUE UM DOENTE DIZER QUE SÓ VAI AO MÉDICO DEPOIS DE A DOENÇA SE CURAR::::
      A LUTA COM SANGUE E REVOLTA SÃO DESNECESSÁRIAS nas democracias modernas e com eleitores activos E CÍVICOS. O VOTO está nas nossas mãos, votemos contra a corrupção, o voto não serve apenas para votar a favor de politicas mas também para votar contra, mesmo que não possua um partido que queira escolher, votemos contra os que não quer que sejam escolhidos. Basta de nulos brancos e abstenção, usem o voto para salvar o país da corrupção. NÃO DESPERDICEM MAIS VOTOS

      Eliminar
  3. Infelizmente...a situação não é exclusiva de Portugal.

    Os "carreiristas" e os incompetentes abundam na cena política da Europa. Lembrem-se dos anteriores ministros da Educação e da Defesa da Merkel (demitiram-se por terem plagiado as suas teses).
    Lembrem-se da figura da Merkel (à toa)diante do mapa da Europa e o seu espanto com a "proximidade" geográfica da Rússia.

    Consta que ao currículo do actual Presidente do Eurogrupo - Jeroen Dijsselbloem - foi acrescentada uma pós-graduação da Universidade de Cork (Irlanda) que aparentemente nunca fez.

    Voltando a esta jangada de pedra que é Portugal, entendo que a abstenção nada resolve.

    E falo com conhecimento de causa.
    A abstenção não obriga nem mandata ninguém. Pelo contrário, significa que os apaniguados dos partidos têm o seu voto sobrevalorizado, uma vez que passam a representar uma percentagem maior dos votantes. Eu exemplifico:

    Se em 100 pessoas votarem apenas 40 e o partido A obtiver 21 votos e o partido B apenas 19, tal significa que o partido A obtém a maioria absoluta (52,5% dos votantes) apesar dos não-votantes serem a maioria efectiva (60% das pessoas).

    O partido A governará com maioria apesar de representar apenas 21% das pessoas.

    A abstenção nada resolve, permite a minorias governar com falsas maiorias e, é uma forma de desresponsabilização.

    Cumps.,
    Falso Vate

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. qual a alternativa?

      Eliminar
    2. Se calhar espalhar por cada habitação a informação esclarecedora da ZITA, para consciencializar as pessoas que são as maiores responsáveis pelo estado em que este País se encontra...

      Eliminar
    3. NEM MAIS AFIRMAR QUE NÃO VOTA PORQUE A DEMOCRACIA ESTÁ DOENTE É O MESMO QUE UM DOENTE DIZER QUE SÓ VAI AO MÉDICO DEPOIS DE A DOENÇA SE CURAR::::
      A LUTA COM SANGUE E REVOLTA SÃO DESNECESSÁRIAS nas democracias modernas e com eleitores activos E CÍVICOS. O VOTO está nas nossas mãos, votemos contra a corrupção, o voto não serve apenas para votar a favor de politicas mas também para votar contra, mesmo que não possua um partido que queira escolher, votemos contra os que não quer que sejam escolhidos. Basta de nulos brancos e abstenção, usem o voto para salvar o país da corrupção. NÃO DESPERDICEM MAIS VOTOS

      Eliminar
  4. Não continuem a pensar....mas sim raciocinem !!!nós sempre fomos manipulados mentalmente através de várias formas e continuamos a ser, por isso despertem da vossa cegueira...Eles sabem que nós não conseguimos sequer fazer uma conta de somar, quanto mais ver o óbvio....neste momento eles até riem de nós, pois só nos interessamos pelos 3 F e dizer "Amen"....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. soluções precisam-se

      Eliminar
    2. NEM MAIS AFIRMAR QUE NÃO VOTA PORQUE A DEMOCRACIA ESTÁ DOENTE É O MESMO QUE UM DOENTE DIZER QUE SÓ VAI AO MÉDICO DEPOIS DE A DOENÇA SE CURAR::::
      A LUTA COM SANGUE E REVOLTA SÃO DESNECESSÁRIAS nas democracias modernas e com eleitores activos E CÍVICOS. O VOTO está nas nossas mãos, votemos contra a corrupção, o voto não serve apenas para votar a favor de politicas mas também para votar contra, mesmo que não possua um partido que queira escolher, votemos contra os que não quer que sejam escolhidos. Basta de nulos brancos e abstenção, usem o voto para salvar o país da corrupção. NÃO DESPERDICEM MAIS VOTOS

      Eliminar
  5. Não votar nos comprovadamente corruptos, é racional. Votar nos coniventes, é votar em possíveis futuros corruptos. Votar no PCP ou BE, também não é tão óbvio; contestam muito mas nunca os vi abdicar, por ex., das regalias que contribuem para a Despesa Orçamental da Assembleia da República ou outras.
    Onde estão os candidatos credíveis em que se pode votar?
    Vejo apenas uma maneira de mostrar o descontentamento - abstenção de todos os lesados (não somos muitos?) nas eleições através de campanhas de esclarecimento anti-eleitoral.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não precisas votar em Partidos.
      Um PARTIDO é um intermediário tem é de haver uma consciência global e mudar a o sistema
      Atual.
      Ao votar está a pactuar com estes imbecis para além de seres sempre enganado.
      Votar e querer manter este sistema corrupto ou nalguns casos manter a zona de conforto (desconforto para a maioria).

      Eliminar
    2. Não votar ajuda a ganhar os que têm destruído o País e continuarão, se não fizermos nada de diferente.

      Eliminar
    3. nunca se esqueçam que abstenção deixa impune o ladrão..
      a abstenção não é revolução nem desobediência civil... porque a abstenção é um direito pacifico e exercer direitos não é revolução ou desobediência.
      E AFIRMAR QUE NÃO SE VOTA PORQUE A DEMOCRACIA ESTÁ DOENTE TB NÃO FAZ SENTIDO, É O MESMO QUE UM DOENTE DIZER QUE SÓ VAI AO MÉDICO DEPOIS DE A DOENÇA SE CURAR:::: TEMOS QUE SER NÓS A CURAR A DEMOCRACIA DOENTE.
      A LUTA COM SANGUE E REVOLTA SÃO DESNECESSÁRIAS nas democracias modernas e com eleitores activos E CÍVICOS. O VOTO está nas nossas mãos, votemos contra a corrupção, o voto não serve apenas para votar a favor de politicas mas também para votar contra, mesmo que não possua um partido que queira escolher, votemos contra os que não quer que sejam escolhidos. Basta de nulos brancos e abstenção, usem o voto para salvar o país da corrupção. NÃO DESPERDICEM MAIS VOTOS

      Eliminar
  6. Excelenete conselho mas a que acrescentava mais: Usar informação correcta e com informaçao e dados detalhados quando se escreve e se quer infromar bem.
    Estar preparado(mental) para aceitar opinioes que podem ser diferentes das nossas e tentar acompanhar o raciocinio sem pre~formataçao - se so gostamos quem diz o mesmo que nós nunca aproveitamos nada de novo.
    Ser determinado e eficiente e nao esperar que sejam "os outros" ou o sistema , ou "eles" os responsaveis de tudo.
    Tragam sempre aqui a este blog novas ideias e propostas para que nos acrescente algo ou possamos colaborar se for o caso.

    ResponderEliminar
  7. "É mais fácil destruir uma ditadura, dispondo de um punhado de cidadãos livres, do que construir uma democracia com uma multidão de mulheres e homens prisioneiros do pensamento único. A liberdade não é um direito, é um dever."
    Paulo Morais

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Participa... não te abstenhas. Não te demitas da tua função cívica. Zelar pelo país.
      "E enquanto a consciência das pessoas não despertar isto continuará igual. Porque muito do que se faz, faz-se para nos manter a todos na abulia, na carência de vontade, para diminuir a nossa capacidade de intervenção cívica." José Saramago

      "QUEM ADORMECE EM DEMOCRACIA, ACORDA EM DITADURA"

      Eliminar
  8. "É mais fácil destruir uma ditadura, dispondo de um punhado de cidadãos livres, do que construir uma democracia com uma multidão de mulheres e homens prisioneiros do pensamento único. A liberdade não é um direito, é um dever."
    Paulo Morais

    ResponderEliminar
  9. Pois bem: o mal disto tudo é andarmos a empurrar para os outros todos os males deste ainda país, como se a culpa não fosse nossa também. Nós devíamos ter aprendido ( pois a escola que temos é muito conservadora)que há duas coisas essenciais na vida: CULTIVARMOS O CUMPRIMENTO DOS NOSSOS DEVERES E EXIGIRMOS A SATISFAÇÃO DOS NOSSOS DIREITOS. Mas isso não se faz! É claro que isto tem os seus custos. Ora como poucos se sujeitam a dar o corpo ao manifesto deixam andar. Só que um dia já nada podem fazer!!!
    Por isso, deixem o sofá e vão à luta. As DEMOCRACIAS CONQUISTAM-SE E PARA AS CONSERVAREM DEFENDEM-SE!!!
    VÁ, ARREGASSEM AS MANGAS!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nunca se esqueçam que abstenção deixa impune o ladrão..
      a abstenção não é revolução nem desobediência civil... porque a abstenção é um direito pacifico e exercer direitos não é revolução ou desobediência.
      E AFIRMAR QUE NÃO SE VOTA PORQUE A DEMOCRACIA ESTÁ DOENTE TB NÃO FAZ SENTIDO, É O MESMO QUE UM DOENTE DIZER QUE SÓ VAI AO MÉDICO DEPOIS DE A DOENÇA SE CURAR:::: TEMOS QUE SER NÓS A CURAR A DEMOCRACIA DOENTE.
      A LUTA COM SANGUE E REVOLTA SÃO DESNECESSÁRIAS nas democracias modernas e com eleitores activos E CÍVICOS. O VOTO está nas nossas mãos, votemos contra a corrupção, o voto não serve apenas para votar a favor de politicas mas também para votar contra, mesmo que não possua um partido que queira escolher, votemos contra os que não quer que sejam escolhidos. Basta de nulos brancos e abstenção, usem o voto para salvar o país da corrupção. NÃO DESPERDICEM MAIS VOTOS

      Eliminar
  10. Os partidos recebem uma % do bolo destinado às eleições .Se votar NULO, dou indicação que não me revejo em nenhuma das listas presentes e poupo o erário público da distribuição dos nossos impostos pelas aves de rapina. Já pensaram o que seria 50% +1 de votos NULOS. Penso que a nossa constituição prevê este caso :Seriam convocadas novas eleições e os partidos tinham de apresentar novas listas onde não figurassem os nomes constantes da lista anterior. È uma maneira técnica de "varrer" todos os actuais "Barões" de todos os partidos que estão actualmente no Parlamento e que já têm "Hábitos" mto esquisitos...Abstenção NUNCA. Votar sempre....mas não ser conivente com estes "Palhaços". Basta uma cruz, de cima a baixo na folha de voto. Nunca entregar o voto em Branco.....pois eu não confio nas constituição das mesas de voto...!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está bem explicito na lei que apenas os votos válidos possuem valor e legitimam, só por si, aquele que tiver mais votos válidos, independentemente dos brancos, dos nulos, da abstenção e dos que os eleitores rabiscam com piadinhas de ódio ou de descontentamento...
      Para os políticos corruptos, enquanto o povo estiver entretido a manifestar o seu descontentamento e revolta, em casa abstendo-se, de forma inócua, e inofensiva, eles estão tranquilos a ganhar eleições sem qualquer luta ou esforço, bastam os militantes e amigos votarem, que o poleiro está garantido... nada nem ninguém se opõe. Os eleitores continuam a brincar ás revoltinhas ilusórias pensando que estão a punir os políticos com votos nulos e com a abstenção...
      Uns dizem que a abstenção é um "não" ao sistema, outros dizem que é uma revolução, outros dizem que é uma negação do do regime... no entanto esquecem-se que perante a lei a abstenção não passa de uma vontade do povo de não votar, ou por desleixo, ou por preguiça, nada mais que isso e ninguém, por muito sentimental que seja, pode atribuir à abstenção um significado ou valor que a lei não lhe confere.
      Porque se assim fosse, então era uma maravilha... bastava dizer que a abstenção significa que queremos uma democracia participativa... ou ainda que a abstenção significa que queremos deixar de pagar impostos... e que tal dizer que a abstenção deveria significar que queremos os corruptos presos e o dinheiro devolvido?
      Bem poderíamos ficar aqui horas a inventar significados para a abstenção, mas a verdade é que ela tem um significado que é um e apenas um: Abstenção é a manifestação da liberdade do povo que não quis votar. Não quis participar na escolha, portanto aceita a escolha dos outros, é assim mesmo em democracia. Somos livres de escolher, tal como temos que aceitar as escolhas dos outros.
      A liberdade de uns, termina onde começa a dos outros. Está bem claro na lei que a vontade do povo tem que ser respeitada. Abster-se é uma vontade apenas de não votar, nenhum documento oficial diz que não votar é um não ao sistema.

      Eliminar