18 fevereiro, 2013

É necessária muita fé, para pagar impostos para os outros passearem.

Os nossos impostos servem para tudo.
Pode haver pessoas com fome, escolas a fechar, crianças sem transportes, famílias inteiras a cair na miséria, pessoas a morrer de cancro sem tratamento... 
mas para uma causa antidemocrática, há impostos para gastar... 
A fonte jorra... até secar.
"Teoricamente, existe separação entre Estado e Igreja. Depois, existem os passeios em que o dinheiro público é canalizado para levar eleitores aos santuários católicos.
A Câmara de Espinho gastou 55 mil euros para, no ano 2011, levar idosos ao Vaticano. Em 2010 foram a Lourdes
No ano passado, o município da Póvoa do Lanhoso também foi a Fátima e levou muita gente, mas a gastar aos 100 mil euros por cada passeio a autarquia de Vila Nova de Famalicão deve ter levado muito mais.
O município de Vieira do Minho também não tem falhado, e o de Ribeira de Pena também foi em 2010, bem como Albergaria-a-Velha.
E existem os passeios mistos, como o da Câmara de Melgaço, em que os idosos foram ao Alentejo com uma inevitável paragem em Fátima ou o almoço-passeio da lisboeta Freguesia da Ajuda.
Em 2009, até vieram fiéis do Funchal.
São apenas exemplos de um “certo tipo” de turismo religioso." fonte

Mais despesas, pouco católicas.

3 comentários :

  1. Vi, agora mesmo, num dos posts deste blog a frase:"Não te informes, continua a ver a Bola e a Casa dos Segredos".

    É este o expediente dos políticos incompetentes e corruptos para manietarem as populações maioritariamente incultas, em democracias, resumido na máxima: "pão e circo"!

    Quando a população não se interessa pela coisa política, não se associa em organizações reivindicativas, não participa em manifestações e não exige regularmente o controlo constitucional pelo seu voto, os "espertos" que se encostam ao poder fomentam o "pão e circo" para as manterem fora da decisão política:

    Colocam a televisão a cobrir horas seguidas desafios de futebol, dirigem os interesses sobre temas sem interesse social, como a casa dos segredos...

    Quanto menos se falar de corrupção, referendos, eleições, melhor para quem nos rouba através dos impostos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um povo desatento , desinteressado, desinformado... é uma mina... é o habitat ideal para a corrupção crescer e se instalar.
      Qualquer tasco, qualquer empresa cujo patrão descure a vigilância dos empregados, descure a atenção e se desinteresse mantendo-se a leste da empresa... tem como garantida a falência e o saque.

      Tão simples quanto isto...

      Eliminar
  2. https://www.google.pt/#hl=pt-PT&gs_rn=3&gs_ri=psy-ab&tok=RiF1e0mGdexUIVUfMk7Yxw&cp=19&gs_id=1k&xhr=t&q=roman+empire+rules+today&es_nrs=true&pf=p&tbo=d&sclient=psy-ab&oq=roman+empire+rules+&gs_l=&pbx=1&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_qf.&bvm=bv.42553238,d.d2k&fp=aa2298ca249b669b&biw=1440&bih=731

    ResponderEliminar