01 fevereiro, 2013

Duarte Lima, mesmo "preso", rouba mais 6 milhões aos portugueses.


Se todos sabemos que Duarte Lima deve milhões de euros aos portugueses, devido ás dividas que deixou no BPN, como é possível a justiça portuguesa, o estado português e o governo português, e mesmo Deus todo poderoso, permitirem que ele possua a liberdade de continuar a vender e a desfazer-se do seu património, que é nosso? E ao desbarato?
Fomos todos nós que pagamos o terreno, a jardinagem, a casa, com empréstimos do BPN... digam lá o que mereciam estes nossos políticos, sem vergonha ou piedade?
A falta de vergonha dos criminosos políticos portugueses, já só é comparável à daqueles que lhes permitem continuar a lesar o interesse nacional... haja justiça, que assim também é um abuso.

"Duarte Lima vende casa no Algarve por 6,5 milhões
Duarte Lima, ex-deputado do PSD que está em prisão domiciliária pela compra de terrenos em Oeiras que lesaram o BPN em 53 milhões de euros, vendeu a luxuosa casa na Quinta do Lago, no Algarve, por 6,5 milhões de euros. O negócio foi realizado em Maio com o aval do Ministério Público (MP).
Ao que o CM apurou, a sociedade offshore Birdwells – cuja titularidade já tinha sido transferida para o filho do político, Pedro Lima, em 2009 – foi vendida a 23 de Maio a um cidadão holandês. O valor escriturado situou-se em 6,5 milhões de euros, sabe o CM, bastante abaixo do valor inicialmente pedido por Duarte Lima.
O também advogado tinha colocado o imóvel à venda antes de ser detido, um dos motivos pelos quais o MP admitiu o elevado risco de fuga do País. À época, a luxuosa mansão na Quinta do Lago estava avaliada em dez milhões de euros.
O CM sabe que Duarte Lima pediu autorização ao Ministério Público para avançar com a venda do imóvel, tendo inclusivamente entregue 500 mil euros do negócio para liquidar o valor da caução imposta pelo juiz Carlos Alexandre ao filho, Pedro Lima.
Na acusação do Ministério Público contra o ex-deputado do PSD pela compra dos terrenos sobrevalorizados de Oeiras com financiamento do BPN ao fundo Homeland, o procurador Rosário Teixeira sustenta que, através da conta no BPN da Birdwells, "Duarte Lima obteve financiamento para a aquisição do terreno onde viria a ser construída a vivenda" da Quinta do Lago. O crédito ascendeu a 2,25 milhões de euros.
Para o MP, "os pagamentos indevidos por via da encenação de preços montada ao Homeland foram utilizados por Domingos Duarte Lima para pagar os juros devidos por empréstimos bancários anteriores e de que tinha aproveitado em sede pessoal".
A Birdwells, relata a acusação, foi ainda utilizada para fazer o pagamento de serviços de jardinagem na mansão.
O antigo presidente do BPN José Oliveira e Costa vai a julgamento num novo processo relacionado com a gestão do banco pelo crime de falsificação de documentos na concessão de empréstimos através do Banco Insular (BI).
O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal, Carlos Alexandre, decidiu ontem emitir um despacho de pronúncia do ex-banqueiro e de outros arguidos – António Franco, ex-administrador do BPN, Vaz Mascarenhas, ex-presidente do Insular, e Ricardo Pinheiro, ex-director de operações do BPN. No processo que agora segue para julgamento, o primeiro a chegar à barra do tribunal além do processo principal, está em causa a concessão de empréstimos pelo Banco Insular de Cabo Verde – propriedade do BPN – com ‘cartas de opção de retoma de créditos’ associadas. Essas mesmas cartas obrigavam o BPN a assumir a responsabilidade pelos financiamentos. Na óptica do Ministério Público, a emissão destes documentos servia apenas para enganar as autoridades de supervisão de Cabo Verde, dando a ideia de que os créditos estavam garantidos. O esquema resultou num prejuízo para o banco de 185 milhões de euros.
INSTRUÇÃO PEDIDA EM 20 DIAS
A defesa dos seis arguidos do caso dos terrenos de Oeiras pode pedir a abertura da instrução – um dispositivo legal que permite aos acusados tentarem evitar a ida a julgamento – no prazo de vinte dias a contar da data da notificação da acusação.
BLOCO ACUSA PSD
O líder do BE, João Semedo, afirmou ontem em Lisboa ter "fortes razões" para "admitir" que "muitos milhões que circularam entre o BPN e a sua clientela favorita" serviram para financiamento partidário e de campanhas eleitorais, concretamente do Partido Social Democrata (PSD). fonte
Mais sobre o personagem tenebroso
Mas Duarte Lima não é o único protegido pela justiça... 

30 - Tribunal protege Oliveira e Costa. Juíza indefere arresto de bens ao banqueiro e à sua mulher. 
O antigo presidente do banco que gerou prejuízos superiores a dois mil milhões de euros aos contribuintes.
Em causa está o arresto de bens de montante superior a 214 mil euros, relativos a PPR e investimentos financeiros em sociedades detidas pelo BPN, que foram descobertos desde o final de 2010.
ARTIGO COMPLETO.


49 comentários :

  1. Dou-lhe os meus sinceros parabéns. Esta descrição da mente e as respectivas personagens simplesmente genial.

    Este Duarte Lima, tem mesmo cara de vigarista, a tromba dele é mesmo de pessoa reles, sem escrúpulos. Quem defendia esta figura do psd que meta a mão no fogo e que não queime só a mão que arde todo. Mas defender escumalha como o Duarte Lima é ser outro vigarista da mesma espécie. Duarte Lima, Relvas, Portas ... é mesmo o retrato do típico político português. Gente sem hora, sem consciência, gente que não olha a meios para atingir o fim. Francamente eu já penso esta escumalha ser presa, mas sim fuzilada sem dó nem piedade. Naquele parlamento era um bomba que rebentasse nem um ser vivo escapasse para contar o que se passou. Ao ler esta noticia até o sangue ferve nas veias, o ditado antigo é bem verdade, quem não se sente não é filho de boa gente. Então ando o estado a injectar 8 a 9 mil milhões no bpn para estes bandidos terem vidas de luxo este filho de p... , o Dias Loureiro o amigo do Sr. Silva (presidente da república).

    O povo tem de se unir e fazer um julgamento pelas respectivas mãos, já que não pode confiar na Justiça Portuguesa. Corruptos a julgar Corruptos igual a não acontecer nada.

    São Preciso PESSOAS SÉRIAS.

    Fernando

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O voto branco e nulo, tem poder?
      As mentiras são muitas, são estratégias sujas para manter as vitimas longe do tribunal onde os seus carrascos estão a ser julgados, e poderiam ser condenados: as urnas.
      "É de respeitar a posição de quem prefere não optar, mas o voto branco não funciona para quem quer tomar posição na luta social e política.
      Uma impressionante cadeia de emails anónimos tem divulgado uma mentira.
      Um apelo ao voto branco "contra estes políticos" garantia que, "se a maioria da votação for de votos em branco, são obrigados a anular as eleições e fazer novas, mas com outras pessoas diferentes nas listas".

      Tanto circulou a mentira, que a Comissão Nacional de Eleições teve de lançar um esclarecimento sobre a lei: "Os votos em branco e os votos nulos não têm influência no apuramento dos resultados - será sempre eleito, à primeira ou segunda volta, o candidato que tiver mais de metade dos votos expressos, qualquer que seja o número de votos brancos ou nulos." A abstenção nem é digna de referencia pois todos sabem que a esta tem diversas causas, e portanto não pode ser uniformizada. Não se pode apurar que o abstencionista quer isto ou aquilo, porque na realidade o abstencionista apenas não quis ou não pode votar, porquê? Apenas se pode especular.

      Os votos brancos e nulos já atingiram percentagens importantes. Somados, em eleições presidenciais anteriores, chegaram a 2% a 3%, ultrapassando mesmo alguns candidatos. Cabe perguntar: quem o recorda? Quem se incomodou? Quem vibrou e quem tremeu? Os votos brancos e nulos são uma má opção de protesto, desde logo porque podem não ser protesto nenhum. São apenas uma expressão vazia, onde cabe o apelo autoritário, a hesitação radical (que não se decide a tempo), a desilusão do momento. É de respeitar quem prefere não optar, mas o voto branco não funciona para quem quer tomar posição na luta social e política. Jorge Costa, Jornalista

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/11/o-poder-do-voto-voto-em-branco-e-nulo.html#ixzz4YE29VO6z

      Eliminar
    2. TEMOS OS POLITICOS QUE MERECEMOS SOMOS NÓS QUE OS MOLDAMOS
      UM POVO QUE NÃO VOTA NEM SABE USAR O VOTO JAMAIS SERÁ REPRESENTADO, TEMIDO OU SEQUER RESPEITADO E JAMAIS SABOREARÁ AS VANTAGENS DA DEMOCRACIA...
      Em Portugal vence sempre a abstenção e a ignorância e os corruptos.
      O povo não sabe que o voto não serve apenas para votar a favor dos que mais se apoiam, serve também para votar contra os que mais roubam e mentem.
      O critério decisivo da democracia é a possibilidade de votar contra os partidos que há 40 anos destroem o país
      Karl Popper, sobre democracia, responsabilidade e liberdade.
      (…)
      Inicialmente, em Atenas, a democracia foi uma tentativa de não deixar chegar ao poder déspotas, ditadores, tiranos. Esse aspecto é essencial. Não se tratava, pois, de poder popular, mas de controlo popular. O critério decisivo da democracia é – e já era assim em Atenas – a possibilidade de votar contra pessoas, e não a possibilidade de votar a favor de pessoas.
      Foi o que se fez em Atenas com o ostracismo. (…)
      Desde o início que o problema da democracia foi o de encontrar uma via que não permitisse a
      ninguém tornar-se demasiado poderoso. E esse continua a ser o problema da democracia. (…)

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/09/o-criterio-decisivo-da-democracia-e.html#ixzz3qcV7Aoi8

      Eliminar
  2. Referente ao comentário

    Por lapso e falta de tempo
    São Precisas PESSOAS SÉRIAS que governe Portugal, que faça a Justiça funcionar, que dei-a Esperança, que Governe bem e não pense só para o bolso do Próprio e dos amigos.

    Não tenham dúvidas que os actuais governantes não vamos a lado nenhum, este governo que caía no primeiro trimestre e mesmo assim, já está tempo a mais.

    Fernando

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão ou porem o Marinho Pinto como cabeça de lista, por exemplo. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote. Também é por vossa culpa que os extremistas estão a ganhar terreno, e pela mesma razão. É fácil pôr os fanáticos a votar. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas dos partidos, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem de acordo com o que acham ser a melhor solução, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.

      Quando opta por não votar pode estar a atingir o resultado contrário daquilo em que acredita.
      Esclareça-se e compreenda porque é importante votar em consciência contra os partidos corruptos.
      Faça uma escolha, opte por votar com quem mais se identifica, e quem menos o lesou, o poder é seu! Use-o para ajudar todos nós.


      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#ixzz4VIExhUcU

      Eliminar
  3. Duarte Lima, Oliveira Costa, Sócrates Pinto de Sousa, Armando Vara, Paulo Campos eram todos pessoas sérias até irem para o governo.
    Aí aprenderam a sorrir.
    E depois a rir. Às gargalhadas, também pela nossa cara de parvos pagantes de impostos.

    Pessoas sérias? Com a nossa cultura de xicos-espertos?
    Só podem estar a brincar!

    Esperem até que aqueles que agora são tidos pela opinião pública como sérios, chegarem ao poder...
    Com a impunidade prática garantida na lei para corruptos, em breve rebolar-se-ão no chão às gargalhadas...

    Olha, que coincidência... Estou a ouvir o Isaltino a queixar-se de dores de barriga por causa das gargalhadas que não pára de dar!

    Eu, cada dia que passa, pago mais e mais impostos. E, garanto-vos: não sorrio.



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Se eles te roubam com o poder que lhes dás, o que diz isto de ti?"

      Eliminar
    2. Caro sr. anónimo das 20:42

      são pessoas como tu que não fazem andar este País para a frente. Claro que são preciso pessoas sérias, não de xicos expertos. E as pessoas que mencionou não eram sérias nao andamos com tretas um vintém é um vintém e um cretino é um cretino. Portanto as pessoas que mencionou foram sempre corruptas, se calhar em menor escala

      Fernando

      Eliminar
    3. A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão ou porem o Marinho Pinto como cabeça de lista, por exemplo. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote. Também é por vossa culpa que os extremistas estão a ganhar terreno, e pela mesma razão. É fácil pôr os fanáticos a votar. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas dos partidos, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem de acordo com o que acham ser a melhor solução, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.

      Quando opta por não votar pode estar a atingir o resultado contrário daquilo em que acredita.
      Esclareça-se e compreenda porque é importante votar em consciência contra os partidos corruptos.
      Faça uma escolha, opte por votar com quem mais se identifica, e quem menos o lesou, o poder é seu! Use-o para ajudar todos nós.


      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#ixzz4VIExhUcU

      Eliminar
  4. Que forma de regime defendem os corruptos?
    Alguem sabe?
    Eu sei....
    E voçês?
    E sabem porquê?
    Eu sei...
    E voçês?

    Quando chegarem à conclusão que a democracia é a vossa desgraça é meio passo para deixarem de ser roubados,vigarizados,pisados,humilhados e escravizados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

      Eliminar
    2. agradecia que copiassem e colassem o comentário e apagassem os insultos, pois caso contrário terei eu de os apagar, pois não são permitidos insultos pessoais.
      Por favor voltem a colocar o comentário sem chamarem nomes feios e sem usar palavrões demasiado excessivos.
      Aqui trocam-se ideias e opiniões e não insultos... pls
      Obrigada...

      Eliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. agradecia que copiassem e colassem o comentário e apagassem os insultos, pois caso contrário terei eu de os apagar, pois não são permitidos insultos pessoais.
      Por favor voltem a colocar o comentário sem chamarem nomes feios e sem usar palavrões demasiado excessivos.
      Aqui trocam-se ideias e opiniões e não insultos... pls
      Obrigada...

      Eliminar
  6. "Será que o anónimo pensa que antes do 25 de Abril as coisas eram diferentes?!!!"

    Basta ver o nível da dívida...

    E antes do 25 de abril não havia Fascismo, mas sim nacional-capitalismo.

    Antes do 25 de abril Salazar tinha como passatempo violar menores?
    Antes do 25 de abril havia recibos verdes?
    Antes do 25 de abril um gajo que fosse pago pela cia e mandasse matar Portugueses no ultramar chegava a presidente?
    Antes do 25 de abril havia ppps?
    Antes do 25 de abril houve 3 bancarrotas?
    Antes do 25 de abril eram recebidos proxenetas na assembleia?
    Antes do 25 de abril davam-se os dados de todos os Portugueses a outro país,como o traidor miguel macedo fez recentemente ao dar os dados de TODOS os portugueses ao eua?


    Antes do 25 de abril não eram perfeitas as coisas, e eu longe de ser nacional-capitalista e tão pouco conservador-católico, ao menos respeito a seriedade de Salazar e o seu sentido de estado.

    Salazar apesar de tudo, traidor ninguém o pode chamar, ao contrário de voçês que antes sequer de serem poder, já traiam desde cedo os Portugueses no ultramar, enquanto enganavam o gado aqui a com vossa propaganda e retórica.

    Gente que perdeu tudo, crianças mortas à catanada, mulheres violadas pelos pretos marxistas que voçês ajudaram e festejaram em conjunto a morte dos Portugueses.

    Foi assim que nasceu este regime...
    Uma coisa é ser contra Salazar, outra coisa é ser contra Portugal,e voçês foram contra Portugal.

    Este regime é composto pela maior escumalha que Portugal já teve desde a sua existência.
    Ladrões,pedófilos,traidores,mercenários,prostitutas,paneleiros,só escumalha mesmo...

    Agora chama-me Fascista à vontade...
    Insultavas-me era no caso de me chamares de democrata.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada... As pessoas por vezes só se sentem seguras quando enfiam tudo e todos em caixotes e colocam uma etiqueta por fora... todos tem que estar catalogados e identificados, ninguém pode pensar por si próprio ou ter ideais próprios.
      Ninguém pode ser mais que democrata, porque a democracia é tudo para eles. Nem que democracia signifique tudo menos o que a democracia representa. Mesmo que a democracia roube, mate... eu não sou democrata nem fascista, nem acredito que sejam os partidos que fazem os homens, mas sim os homens que fazem os partidos.
      Já é hora de criarmos um caminho novo, de seguir ideias novas e largar as amarras dos que se ancoraram em democracias que já não o são com medo de navegarem por mares nunca dantes navegados.

      Larguemos as ancoras, os preconceitos e sejamos capazes de reconhecer que o regime que temos não é democracia, e que se o é, temos imediatamente de o exterminar.
      temos que perder o medo de mudar.

      Eliminar
    2. Lentamente.... os arquivos da Torre do Tombo ( aqueles que foram preservados) trarão à luz quaisquer dúvidas desse tenebroso passado! Mas dou-te razão em parte; a atual governação (sem esquecer as anteriores) não é melhor!!!
      Tudo do mesmo pote!! Para a real sociedade (o povo), nada mudou!!

      Voçês escreve-se vocês.... sem ofensa!!!!

      Eliminar
  7. "Voçês escreve-se vocês.... sem ofensa!!!!"

    Pah, tive um erro ortográfico, coisa sem relevância alguma comparado com a substância do post, mas lá quiseste repetir outra vez para tentares ficar por cima na tua cabeça(e só mesmo dentro dela) para consolares o ego talvez...

    "a atual governação"

    E já agora....É actual que se diz...

    Não precisas de agradecer...Sem ofensa!

    ResponderEliminar
  8. "Obrigada... As pessoas por vezes só se sentem seguras quando enfiam tudo e todos em caixotes e colocam uma etiqueta por fora... todos tem que estar catalogados e identificados, ninguém pode pensar por si próprio ou ter ideais próprios."

    Zita as coisas às vezes não são tao inocentes como parecem..

    Há várias centrais de propaganda com gajos pagos para tentar controlar, distorcer, desinformar e minar qualquer debate na net.

    Há muitos que são limitados é verdade, e não chegam lá.

    Mas muitos dos que postam aqui são agentes do sistema.
    A táctica consiste em criar uma dicotomia democracia versus Fascismo ou democracia versus NS sendo que a democracia representa o bem.

    Com isto eles manipulam as pessoas para estas sentirem ódio por uma forma de regime que nem sequer está a ser aplicada e portanto não é responsável pelos actuais números de desemprego, baixa natalidade, elevada dívida, usura, corrupção, etc...

    Mesmo na rua, o gado é instrumentalizado para quando se manifesta gritar "Fascismo nunca mais", isto apesar de estar a ser governado por democratas.

    Porque é que não gritam "Democracia nunca mais"?
    Ou "Maçonaria nunca mais"?

    Já que são estes, e SÓ estes os culpados de toda a situação actual.

    As pessoas são programadas para encarar a democracia quase como uma religião.

    E aqui entra outra técnica de psicologia de massas, que é a falsa aparência de que a democracia funciona à base da participação de todos, e sabemos bem que o ser humano devido ao mau individualismo e desejo de exposição, doutrinado que foi a isso numa sociedade que visa a mediatização, o ser humano ao ir votar, e opinar sobre tudo e mais alguma coisa, mesmo que não perceba de nada e coisa alguma, faz o mesmo se sentir importante.

    E a democracia oferece essa sensação no subconsciente ao gado.

    Ele na sua necessidade de sentir-se alguém e de inserir-se num colectivo, o acto de ir votar para ele é gratificante.

    Mas qualquer pessoa que não esteja hipnotizada pela matrix democrática percebe que a melhor maneira de dividir um povo é através de vários partidos, pois se o povo estiver constantemente a lutar entre si através de partidos jamais estará unido para lutar contra a tirania que o oprime, tirania essa que financia a própria democracia.

    Democracia=dividir para reinar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo está na manipulação eu sei.
      Democracia = liberdade (dizem eles e o povo acredita)
      tudo o que for contra a democracia é contra a liberdade, portanto abominável.
      Mesmo que todos saibam o que a democracia tem provocado. Mas a culpa não é apenas da democracia, pois existem países como a Suiça, Finlandia, Islandia, etc etc onde a democracia obtém bons resultados e combate a corrupção eficazmente.
      A falha está também no povo português que não se impõe, que não se defende e permite tudo, ou por ignorância ou por permissividade.

      Eliminar
    2. Zita na Islândia funciona melhor porque são 400 mil habitantes, é muito fácil de gerir, e além do mais são geneticamente e culturalmente muito homogéneos, logo há muito menor conflicto de interesses, pois o colectivo nacional é todo um povo com as mesmas tradições, costumes e interesses.

      E além do mais os Nórdicos têm muito mais intolerância para com a corrupção.

      Mas contudo é preciso analisar o que queremos dizer com Liberdade.
      É que um povo que não é soberano ou não tem capacidade de o ser, não é de todo livre.

      Se quiserem atacar a Islândia ela neste momento não tem capacidade bélica para se defender, nem tão pouco para resistir em guerrilha porque o povo é muito inteligente mas não possui a cultura da guerra.

      Porque a democracia moderna, mesmo quando "funciona" melhor, traz demasiado conforto, um individualismo mau, não traz qualquer desígnio maior e o homem democrático não aspira a nada maior que ele próprio.

      A democracia não constrói uma civilização.

      Tende a formar gente ingénua e sem espírito de sobrevivência.

      A Islândia atingiu o espaço? Tem arma nuclear para dissuasão? Tem capacidade e infra-estruturas subterrâneas para proteger o povo e armar o mesmo em caso de invasão por parte de outra potência?

      Qualidade de vida a nível individual não é sinónimo de um País avançado.

      Um País avançado é aquele que manifesta uma superioridade a nível artístico, intelectual, cientifico, militar e racial.

      Como foi o caso do antigo Império Romano, ou Esparta ou a ultima civilização até aos dias de hoje como foi o caso da Alemanha Nazi.

      Um povo só sobrevive colectivamente e não individualmente.

      O individualismo tem duas faces, a má e a boa.
      O bom individualismo é aquele que faz o génio lutar para se libertar de um colectivo medíocre que o tenta nivelar por baixo e o formatar, como acontece na actual democracia.
      Mas o objectivo final desse bom individualismo deve ser a ruptura com o actual sistema, e aí sim, depois formar um novo sistema colectivista a roçar a excelência, que consiga potenciar o povo como NAÇÃO.

      Mais importante que gastar tempo com os menos capazes, é preciso é conseguir que os mais capazes se possam potenciar.

      A democracia faz o contrário, ao impor que cada um valha um voto independentemente do seu valor moral, intelectual e racial, faz com que o burro valha tanto como o sábio, o corrupto como o honrado e o não-nativo com o nativo.
      Nivela pela mediocridade portanto…

      Ora sabendo que a qualidade não é sinónimo de quantidade e por senso comum os burros são sempre a maioria, a democracia é assim uma ditadura dos burros, uma ditadura controlada pelos políticos corruptos que chegam ao poder através dos votos dos burros, porque só esses conseguem enganar, e todo este processo leva ao sufocamento da nata da sociedade.

      Cito Nietzsche:

      "A democracia é o nivelamento por baixo de uma massa a ser manipulada por poucos. Ao colocarmos o medíocre como padrão, o arrebanhado ou o niilista, ofuscamos seres com potência para superar esse tipo de humanidade. Não só ofuscamos como também castramos, adestramos e os normalizamos conforme uma moral universal metafísica e perniciosa."

      Eliminar
    3. "Como foi o caso do antigo Império Romano, ou Esparta ou a ultima civilização até aos dias de hoje como foi o caso da Alemanha Nazi."


      Ben Abraham(presidente da Associação dos Sobreviventes do Holocausto (Sherit Hapleitá) no Brasil) - "É muito importante ensinar principalmente às novas gerações o que um regime totalitário inescrupuloso como foi o de Hitler pode produzir em sua própria nação. Hitler foi eleito nas eleições livres e democráticas. Depois, assumiu o poder ditatorial. Assim, é preciso alertar em quem votar, para não sermos iludidos com essas demagogias baratas como aconteceu com o povo alemão, que, até Hitler chegar ao poder, era o povo mais civilizado do mundo. O Holocausto nunca pode ser esquecido pelo mundo inteiro. Foi um massacre lícito finalizado pelo governo alemão daquela época que tirou a vida de todas as raças consideradas inferiores, iniciando pelos judeus e ciganos. Porque foram mortos nas câmaras de gás 6 milhões de judeus, em fuzilamentos em massa e também meio milhão de ciganos. É preciso aprender a história do passado para viver no presente e enfrentar o futuro com cabeça erguida."

      Tempos de guerra, segundo Hitler, "são os melhores momentos para se eliminar os doentes incuráveis". Muitos alemães não queriam ser lembrados pelos indivíduos incompatíveis com seu conceito de “raça superior”. Os deficientes físicos e mentais eram considerados “inúteis" à sociedade, uma ameaça à pureza genética ariana e, portanto, indignos de viver. No início da Segunda Guerra Mundial, indivíduos que tinham algum tipo de deficiência física, retardamento ou doença mental eram executados pelo programa que os nazistas chamavam de “T-4” ou “Eutanásia”.

      Apesar dos protestos públicos que se iniciaram em 1941, a liderança nazista tentou manter o programa em sigilo durante toda a Guerra. Cerca de 200.000 deficientes foram assassinados pelos nazistas entre 1940 e 1945.

      O programa T-4 tornou-se o modelo para o extermínio em massa de judeus, ciganos, e outras vítimas, nos campos equipados com câmaras de gás criados pelos nazistas em 1941 e 1942. O programa também serviu como centro de treinamento para os membros das SS que trabalhavam nos campos de extermínio.



      Eliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Basta ver que os melhores pensadores que o mundo deu como Aristóteles, Sócrates, Platão, Evola, Nietzsche, Oswald Spengler, William Pierce...

    Todos eles eram contra a democracia.

    Se formos a ver os que são a favor da democracia encontramos o soares, o balsemão, o duarte lima,o rockefeller, o dias loureiro, o paulo portas e toda uma série de ladrões, vigaristas, pedófilos ,mercenários, traidores e escumalha do género.

    As pessoas têm é que se questionar sobre isso.

    Porque é que tudo o que é escumalha defende a democracia?
    Não será porque só a democracia permite a sua impunidade e os seus planos poderem ir avante?
    Não será por temerem que um estadista alcance o poder e os castigue pelos seus actos?
    Não será porque só um estadista pode proteger a nação e o seu povo dos globalistas maçónicos sionistas que ambicionam a destruição das nações e a escravidão dos seus respectivos povos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. N,

      Em grande.

      Eu ainda sou dos que daria uma hipótese-se a uma experiência "democrática" tipo "Democracia Directa", mas sempre depois de por toda a escumalha que tem arrebentado com o pais fora de combate.
      Depois ainda de remover do ideário popular as crenças do mundo democráticas e expor todos os crimes que eles cometem.
      Depois de tudo isso podíamos experimentar, sem compromisso, algumas medidas que dessem ao povo a hipótese de votar em alguma coisa. Isto poderia também fazer com que o povo tivesse maior consciência da politica e governação da nação.

      Mas os pilares base de uma sociedade forte e livre como bem referes não poderiam nunca ser objecto de escrutínio.

      Eliminar
    2. Durante o Estado Novo, os interrogatórios da PIDE, a polícia política do regime, eram muitas vezes testemunhados por um "médico" que caucionava os atos de tortura. O excelso e corajoso doutor, insensível ao sofrimento dos interrogados, incentivava os inspetores a prosseguirem com a inquirição, do tipo custe o que custar, assegurando sempre que o detido "aguenta, aguenta".

      Eliminar
  11. No comunismo existiam os gulags,na democracia existe o guantanamo,as bombas atómicas,envenamento de dissidentes, e escutas e videovigilâncias ilegais a grande parte dos cidadãos.

    Não defendo os métodos da pide mas também não disponho de informação isenta para os acusar.

    A palavra de um marxista,liberal ou maçom não vale nada,e eles não são ninguem mesmo para falar na pide.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro amigo, eu não sou marxista, nem liberal e muito menos maçon (E já agora também não sou judeu, nem muçulmano). Quanto a mim denunciarei os crimes perpetrados pela PIDE até quando me der na telha. Quando ao Senhor deixe de tentar “BRANQUEAR” os crimes PIDE com outros crimes, mais ou menos, execráveis. A técnica que senhor utiliza tem um nome: MANIPULAÇÃO.

      Post Scriptum : Também não sou um agente do sistema!!!!!! Abomino esta democracia mafiosa de Portugal tanto como a Ideologia do “GRANDE ESTADISTA” que o Senhor e os seus caramadas papagueiam vezes sem conta neste blog. E o Blog merecia melhor...

      Eliminar
  12. http://legiaovertical.blogspot.pt/2013/01/o-testemunho-de-sylvia-stolz.html

    Acerca dos campos de gás que nunca existiram e foram construidos depois pelos "aliados"

    Na mesma estratégia do wold trade center,nas armas quimicas no Iraque,ou das violações dos Sérvios às mulheres Sérvias que graças às bombas democráticas da nato foram "salvas".

    Falando agora na realidade:

    O comunismo que foi inventado pelos judeus e praticado por judeus quantos matou?

    Não fossem os herois nazis e o comunismo tinha entrado pela Europa ocidental adentro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não meu caro, A "invenção"!??!" do comunismo remonta a Platão, que era grego. Karl Marx é que tinha ascendência judaica.

      Falando agora da realidade:

      ""Faz exatos 70 anos. Em 31 de janeiro de 1943, o marechal Friedrich Von Paulus, comandante do VI Exército alemão, comunicava sua capitulação incondicional ao general Vassili Chuikov, comandante do Exército Vermelho em Stalingrado. Os remanescentes do exército alemão renderam-se em 2 de fevereiro; 91 mil homens, entre eles 22 generais.

      Estava encerrada a mais feroz, renhida e sangrenta batalha militar que a História da humanidade conheceu. A Batalha de Stalingrado quebrou a espinha dorsal da poderosa máquina de guerra nazi e do Terceiro Reich e provocou uma dramática reviravolta à Segunda Guerra Mundial.

      Por causa dos soldados do Exército Vermelho, o mundo se livrou naquele momento do nazi-fascismo. Caso tivesse saído vitoriosa, a sombra da Alemanha nazi pairaria por muitas e muitas décadas sobre povos e nações, com todo o seu horror ideológico e racial.""

      Batalha de Berlim : (...)Cerco de Berlim
      Em 20 de abril 1945, o aniversário de Hitler, a artilharia soviética da 1ª Frente da Bielorrússia começou a atacar o centro de Berlim e não parar até que a cidade se rendeu (o peso das munições disparadas pela artilharia soviética durante a batalha foi maior do que a tonelagem lançada pelos bombardeiros Aliados ocidentais sobre a cidade). Enquanto a 1ª Frente da Bielorrússia avançava em direção ao leste e nordeste da cidade, a 1ª Frente da Ucrânia tinha empurrado as últimas formações da ala norte do Grupo de Exércitos Centro e passou ao norte de Juterbog bem mais do meio do caminho para as linhas de frente dos americanos sobre o rio Elba, em Magdeburg. Para o norte entre Stettin e Schwedt, a 2ª Frente da Bielorrússia atacou o flanco norte do Grupo de Exército Vístula, na área do III Panzer Army do general Hasso von Manteuffel. Durante o dia seguinte, o 2º Exército de Guardas de Bogdanov avançou quase 50 km ao norte de Berlim e, em seguida, atacou a sudoeste de Werneuchen. O plano soviético era circundar Berlim e depois envolver o IX Exército.(...)
      Na noite de 1º/2 de maio, a maior parte dos remanescentes da guarnição de Berlim, tentou sair do centro da cidade em três direções diferentes. Somente aqueles que iam para o oeste através do Tiergarten e atravessaram a Charlottenbrücke (uma ponte sobre o Havel) em Spandau conseguiu romper as linhas soviéticas. No entanto, apenas um punhado de pessoas que sobreviveram a fuga inicial chegou à linha Oeste dos Aliados, porém muitos foram mortos ou capturados pelo Exército Vermelho, na zona oeste do cerco da cidade. Na madrugada de 2 de Maio de 1945, os soviéticos capturaram a Chancelaria do Reich. O historiador militar Antony Beevor aponta que a maior parte das tropas de combate alemãs tinha deixado a área em fugas na noite anterior, a resistência deve ter sido muito menor do que tinha sido no interior do Reichstag. O General Weidling finalmente se rendeu com o seu Staff às 06:00 horas. Ele foi levado para ver o general Vasily Chuikov às 08:23. Weidling concordou em dá ordem aos defensores da cidade para que se rendessem aos soviéticos. Diante dos generais Chuikov e Vasily, Weidling entregou suas ordens por escrito da rendição alemã. Só então a forte guarnição de 350 homens da artilharia no Zoológico de Berlim finalmente deixou o prédio.(...)""


      Eliminar
    2. A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão ou porem o Marinho Pinto como cabeça de lista, por exemplo. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote. Também é por vossa culpa que os extremistas estão a ganhar terreno, e pela mesma razão. É fácil pôr os fanáticos a votar. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas dos partidos, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem de acordo com o que acham ser a melhor solução, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.

      Quando opta por não votar pode estar a atingir o resultado contrário daquilo em que acredita.
      Esclareça-se e compreenda porque é importante votar em consciência contra os partidos corruptos.
      Faça uma escolha, opte por votar com quem mais se identifica, e quem menos o lesou, o poder é seu! Use-o para ajudar todos nós.


      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#ixzz4VIExhUcU

      Eliminar
  13. http://www.youtube.com/watch?v=Zw9EhjyU3JU

    A matrix democrática sionista...

    http://www.youtube.com/watch?v=AlrPPD7aD3U

    O marxismo clássico e o neo-marximo aplicado contra a Europa e Europeus por parte da escumalha judia.

    http://www.youtube.com/watch?v=QmCB_uKVTTU

    judeus na linha da frente no négocio da prostituição de mulheres e crianças menores,e na industria da pornografia.

    Usura,prostituição,pedófilia,mentira,corrupção e traição,eis a marca do judeu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SANGUE NO MEU SANGUE (é um orgulho ser português e multi-cultural)

      "O estudo foi feito por uma equipa de cientistas internacionais liderada pelo Dr. Mark Jobling, e incluiu também investigadores do nosso país. Com o título de "O legado genético da diversidade religiosa e da intolerância: Linhagens paternas dos cristãos, judeus e muçulmanos na Península Ibérica", o estudo incidiu sobre uma população de mais de mil homens, habitantes dos territórios de Portugal, Espanha e Ilhas Baleares, e com raízes familiares permanentes nesses mesmos territórios desde os primeiros anos do século XX.
      Em detalhe, o estudo concentrou-se na evolução do cromossoma Y, que é passado de pai para filho e na posterior análise de elementos que permitiram concluir que o sangue dos habitantes actuais da Península Ibérica tem uma forte contribuição de outras gentes, identificadas como sefarditas e magrebinos. O que significa isso? Significa pura e simplesmente que o sangue do Portugal de hoje tem uma componente importante de sangue judeu e de sangue árabe do norte de África! A notícia, não sendo uma novidade em si, é-o contudo pelo facto do estudo indiciar que esta contribuição não-Ibérica está muito acima dos valores estimáveis até hoje.
      Assim, e no que toca a Portugal, o estudo foi elaborado dividindo-se o território em duas zonas distintas: uma zona Norte e uma Sul, considerando como fronteira e obstáculo natural entre as duas o sistema montanhoso Montejunto-Estrela. A Norte, chegou-se a um valor de 23,6% de sangue sefardita, e 11,8% de magrebino. E a Sul de 36,3% e 16,1%, respectivamente. O que nos leva a uma inesperada média nacional de 30% de sangue judeu e 14% de sangue magrebino. Uma outra conclusão surpreendente é a de que os valores em Portugal são mais elevados que em qualquer região de Espanha, apesar da presença quer de judeus quer de árabes no país vizinho ter sido incomparavelmente maior. Como são possíveis valores de tal grandeza no nosso país?"

      “ A verdade é que não existe ninguém que seja “puro”. A nossa espécie humana é toda feita de mestiçagens. Há milhões de anos que nos andamos cruzando, trocando genes, traficando valores. Fomos capazes de sobreviver por causa dessa diversidade. Não há nesta sala ninguém que não possua uma identidade múltipla e plural. As identidades, meus amigos, são como os dedos da mão. De quando em quando, há um desses que incha e não deixa ver os restantes dedos. Cada um de nós, em certo momento da sua vida, já sentiu esse inchaço na sua alma. Houve dias que fomos mais de uma etnia, de uma religião, de um clube. Mas a mão continua sempre sendo composta por múltiplos dedos. Certa vez, alguém perguntou a Ben Harper, um famoso músico americano:
      Ouvimos dizer que você tem agora um novo baterista na sua banda. Diga-me uma coisa: ele é negro?
      E Harper respondeu:
      - Não sei, nunca lhe perguntei . "- MIA COUTO

      Eliminar
  14. http://www.youtube.com/watch?v=UOAOhgfTekY

    Sempre os mesmos a serem corridos...
    Porque será?
    Amolecemos e o resultado está à vista...
    Quando nos revoltarmos outra vez recuperamos Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Quando os nazistas levaram os comunistas, eu calei-me, porque, afinal, eu não era comunista. Quando eles prenderam os sociais-democratas, eu calei-me, porque, afinal, eu não era social-democrata. Quando eles levaram os sindicalistas, eu não protestei, porque, afinal, eu não era sindicalista. Quando levaram os judeus, eu não protestei, porque, afinal, eu não era judeu. Quando eles me levaram, não havia mais quem protestasse"

      "Um dia, vieram e levaram meu vizinho, que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia sequinte, vieram e levaram meu outro vizinho , que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei. No terceiro dia, vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram. Já não havia mais ninguém para reclamar." - Martin Niemöller

      Eliminar
  15. Começa a ser evidente a presença da white power portuguesa neste blogue!

    Para já estão outra vez os judeus na mira, depois seguem-se os ciganos, os pretos e quando não houver mais nada atacam os desempregados, os idosos, incapacitados ou
    dementes. Após essa fase e se já não houver mais nada para lutar, atacar-se-ão uns aos outros!! Sempre a exaustante e habitual lenga-lenga !

    É com muita pena que constacto isso pois sou um fiel leitor do apodrecetuga e estou absolutamente convencido que este blogue foi criado pela Zita para um fim bem mais nobre : nomeadamente para o combate à corrupção e como ponto de encontro e ponderação na obtenção de uma alternativa razoável que substitua este governo-carrasco que nos sufoca a todos.
    Começam a saturar estas opiniões sacadas do nada sobre a nossa lamentável história ocidental - 2a. guerra mundial - e as persistentes e indecorosas ofensas aos povos e étnias que tanto sofreram com esse gigantesco crime. Não foram só ciganos e judeus.

    Tenho um familiar que quando era muito jovem foi praticamente indoutrinado e obrigado pelos próprios pais a viver essa terrível aventura - nazismo- no terreno e não como vítima, obviamente!!

    Felizmente, po ser demasiado jovem, nunca ficou envolvido em atrocidades mas acabou por viver toda a sua vida com um sentimento de culpa pois apercebeu-se bem do que se estava a passar à sua volta.Conheci também durante a minha vida outras pessoas dessa mesma geração, agressores e vítimas, que estiveram envolvidas nesse terrível conflito. Quando os relatos são diretos são muito mais credíveis.


    Tentar descredibilizar um acontecimento importante tão trágico e desvastador com teorias conspirativas tiradas por fanáticos da net, é simplesmente um acto que não prestigia qualquer ser humano. Não aconselho a ninguém!!

    Poderia dizer mais mas fico por aqui.......


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro leitor, o blog é uma coisa, os comentadores são outra.
      Eu divulgo a corrupção e os crimes que tem lesado o estado e os portugueses.
      Cada um é livre de discordar ou concordar com os comentadores e mesmo comigo.
      Não sou radical nem sou nada que se possa catalogar, sou apenas uma cidadã que que compila e divulga aquilo que consigo, sobre corrupção.
      Não vejo mal que haja debate, todos aprendem com isso,
      "É necessário ter o caos cá dentro para gerar uma estrela."
      Nietzsche
      "Não devemos ter medo dos confrontos... até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas."
      Charles Chaplin

      Em todo o lado existem perspectivas diferentes, cabe a cada um de nós escolher a sua.

      Por eu ou alguém concordar com partes de uma opinião, não quer dizer que concordamos com o todo.
      Por diversas vezes citei Mário Soares, Marques Mendes, António Costa e mesmo o Sócrates... pois para mim todos tem o direito de por vezes dizerem a verdade e nós não temos o direito de considerar uma mentira, apenas porque vem de alguém em quem não confiamos.
      A verdade tem uma luz própria que devemos ter a capacidade de seguir, mesmo nas trevas.
      Não acredito nesta democracia doente que alimentamos, isso não faz de mim um fascista ou um ditador...
      Espero que tenha percebido o que pretendo dizer.
      Pela verdade sempre e acima de tudo por um Portugal melhor, é a luz que tento seguir.

      Eliminar
    2. Não podemos usar Nietzsche sempre como guia filosófico dos nossos pensamentos. Existem certamente outros pensadores também muito importantes mas com filosofias totalmente divergentes e algumas até adversas. Como pensador livre , não me apoio muito em filosofias clássicas que por vezes, na actualidade, mais nos confundem do que ajudam. Os tempos e circunstâncias são outros.

      O caso que abordei em nada tem a ver com a filosofia que cada um segue (eu também sigo a minha e sinto-me muito bem e livre com isso) mas sim de usar uma forma moderada de livre expressão (que me é ainda permitida) para demonstrar o meu descontentamente em relação a algumas atitudes que obeservei em alguns comentadores, que incitam sistemáticamente o ódio e racismo entre os humanos, sejam eles verdes, amarelos, brancos, azuís, pretos etc. sob qualquer tipo de fundamento histórico, seja ele verdadeiro ou não. Assim a Humanidade não vai longe !!

      Sempre vivi em contacto amigável com pessoas de diferentes raças, origens e culturas e sinto-me muito feliz e previligiado por ter tido a possibilidade de ter tido essa fantástica experiência. A partilha de conhecimentos daí obtidos é socialmente muito enriquecedora e absolutamente necessária para um acompanhamento e resolução dos problemas inter-raciais que em tantas civilizações, lamentavel e estupidamente, tendem a proliferar .

      Bem haja.



      Eliminar
  16. Zita,

    Já vi que se incendiaram ai certas posições.
    Espero que eu não tenha contribuído para isso. Embora ache triste que as pessoas não discutam as coisas pelos factos e essência das coisas mas apenas pelos nomes: PIDE, Fachistas, comunas isto mais um par de botas. A maior parte dos comentadores que recorrem a esses rótulos não fazem ideia do que é o Fascismo, do que é o comunismo, do que é a democracia, mas atiram calhaus sempre que o seu mundo pequeno ideológico é atingido e no qual acreditam como se fosse alguém atacar a figura do menino jesus.
    Parece a histeria fundamentalista religiosa dos islamitas ou do cristianismo na idade média.


    Eu julgo não ter contribuído para o acirrar dos ânimos, mas gostava de ter direito á minha opinião.
    Eu sou nacionalista convicto(não sou Salazarista, nem defendo o regime nazi), e disso não abdico. Quem é comunista e quem é globalista, e quem é capitalista é que tem o dom da razão?Os crimes deles são intocáveis?
    E além disso eu sou contra a tortura, contra a censura. Contra o racismo, mas ao mesmo tempo contra o multi-culturalismo. Pois entendo que é necessária uma identidade dos povos, uma cultura, para que o mundo não seja monolítico e seja colorido, com várias culturas, raças e formas de pensar.

    Defendo um regime forte nacionalista, com recurso a democracia directa em algumas áreas da economia.
    Mão firme contra corruptos, traidores, banca, grupos económicos, sociedades secretas etc.
    Defendo o direito á propriedade privada mas garantindo que esta é distribuída por toda a população. Defendo impostos muito baixos, para trabalhadores e PME´s.Sou contra as privatizações de sectores onde não há concorrência e que são historicamente comunitários, como a agua, a energia, o ensino, a SNS etc.

    Sou incomodo aqui?
    Se for que digam. Eu gosto deste blog. A Zita faz um excelente trabalho.
    Não me expulsem por favor.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. """"A maior parte dos comentadores que recorrem a esses rótulos não fazem ideia do que é o Fascismo, do que é o comunismo, do que é a democracia, mas atiram calhaus sempre que o seu mundo pequeno ideológico é atingido e no qual acreditam como se fosse alguém atacar a figura do menino jesus.""""

      Jamais expulsaria uma pessoa que escreve uma frase destas...aahahahahahahahahh (aliás não posso expulsar ninguém)
      Adorei a parte do menino Jesus... admiro o seu humor e faz bem a mim e ao blog.
      creio que as suas ideias, tal como as minhas são muitas vezes levadas para lados mais obscuros, mas isso não se pode combater, o problema talvez esteja nos olhos de quem vê... ;)

      Eliminar
    2. " A NAÇÃO QUE ME INTERESSA É A ALMA HUMANA" - Mia Couto

      "NÃO BASTA QUE SEJA PURA E JUSTA A NOSSA CAUSA. É PRECISO QUE A PUREZA E A JUSTIÇA EXISTAM DENTRO DE NÓS" - Jorge Rebelo

      Eliminar
    3. Por vezes parece que temos que andar com um folheto de apresentação onde declaramos que não somos isto e aquilo, pq parece que todos insistem em colocar nomes e catálogos em toda a gente... e ainda estão sempre desconfiados que por trás de cada palavra está mais alguma coisa obscura escondida.

      No facebook , se publico um artigo a divulgar coisas do PS atacam-me logo que sou PSD, e vice versa, se ataco os dois, sou comuna, se ataco todos sou fascista, se critico as politicas de emigração sou racista ou xenofobica, ... e por aí em diante, a imaginação deles é fértil... na verdade apenas estou a criticar politicas, ou actos em si, não estou a tomar partidos ou a seguir ideologias. Apenas a defender o interesse nacional... mas isso nunca é credível para ninguém!!! tem que haver algo maléfico em toda a gente?

      Eliminar
    4. Zita,
      Obrigado, julgo que entendeu a minha posição e não lhe peço, e jamais faria isso, que concorde com o que que eu escrevo.
      A luta contra a corrupção e mentira é uma empreitada que todos devemos assumir num mundo cada vez mais corrupto e cada vez mais estranho.

      Zita, eu tento dar opiniões com substância. Se me provarem que estou errado fico feliz porque aprendo uma coisa nesse processo.

      " A NAÇÃO QUE ME INTERESSA É A ALMA HUMANA" - Mia Couto

      Mia couto é um grande escritor, um grande homem, mas devemos assumir que tem o dom de toda a sabedoria?
      Ha tantos escritores no mundo!!!!!
      Uns contradizem-se a outros.
      Tal como os médicos. Uns dão uma receita outros outra ou nenhuma.

      REPITO, porque parece que não ficou claro, sou anti-racista e anti multi-culturalismo. E isto advém do facto de ser anti-globalização, o que permite a concentração de riqueza e o galopar do desemprego. Mas vocês não ouvem as noticias sobre as fusões de multinacionais e subsequente despedimento de milhares de trabalhadores?

      Eu é que estou maluco?

      Quanto ao nacionalismo, que os incautos ficam espantados, eu digo, todos os países do mundo o deviam ser. Não é isolacionismo. É independência, patriotismo, e identidade.
      Sem isto o mundo fica muito mais uniforme, onde estar em Paris ou Roma ou Kinchasa, ou Nova Iorque, Pequim, Buenos Aires ou Moscovo é quase a mesma coisa e rodeados por McDonalds por todo o lado.
      Ah.


      Eliminar
    5. Não sei se o Mia Couto é muito grande(mas deve ter quase um metro e oitenta), pois não o conheço pessoalmente. O pensamento do Mia Couto(além de escritor e também biólogo) tem exatamente a mesma validade, e a mesma
      dose de “verdade” que o pensamento de Oswald Spengler ou de Nietzsche. Nenhum deles tem o dom da sabedoria absoluta nem da verdade imaculada. Portanto, é otimo que existem contradições e debates de ideias (e não de ideologias da treta). O conhecimento que o senhor tanto advoga nasce aí mesmo. “Só sei que nada sei” - Socrátes; “Da dúvida nasce a sabedoria” - Aristóteles

      Eliminar
  17. ''Sou contra o racismo mas ao mesmo tempo contra o multiculturalismo'' .

    Que eu saiba a origem humanidade como a conhecemos é uma mistura de diferentes povos e até raças. O primeiro homem europeu e asiático era descendente de África.

    O tipo de sangue dos portugueses tem maior afinidade com os norte africanos do que o de qualquer outro país europeu. (factos cientificamente comprovados e publicados).(?!)

    Caro Pedro até gosto de muito do que escreve embora não concorde com tudo mas não substime o ''pequeno mundo ideológico'' dos outros porque para além de ser um pouco ofensivo, pode estar totalmente enganado na sua avaliação.

    cumprimentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Discorde de mim á vontade.
      Não é isso que me incomoda.

      "O tipo de sangue dos portugueses tem maior afinidade com os norte africanos do que o de qualquer outro país europeu. (factos cientificamente comprovados e publicados).(?!)
      "

      Embora isso não seja verdadeiro, mas mesmo que fosse em nada alteraria a minha visão/posição.

      Eu defendo o Nacionalismo Africano, veja lá.

      Mas os Portugueses descendem mais dos celtas. E em parte dos árabes, devido á ocupação após as cruzadas.

      Vamos debater com sentido de fome de conhecimento e não com merda politico-partidária e slogans globalistas.

      A Origem da humanidade para mim continua em segredo. Eu não sou fiel 100% aos dogmas da Ciência do sistema. Embora goste da Ciência e do conhecimento. A Ciência do Sistema é quase igual á Religião. Onde é necessários ter fé para acreditarmos.

      Um conselho:
      Ponham tudo em causa.

      Eliminar
    2. BERBER AND ARAB DNA IN EUROPE FROM THE MOORISH OCCUPATION

      "North African Berber and Arab Influences in the Western Mediterranean Revealed by Y-Chromosome DNA Haplotypes

      We have analyzed Y-chromosome diversity in the western Mediterranean area, examining p49a,f TaqI haplotype V and subhaplotypes Vb (Berber) and Va (Arab). A total of 2,196 unrelated DNA samples, belonging to 22 populations from North Africa and the southern Mediterranean coast of occidental Europe, have been typed. Subhaplotype Vb, predominant in a Berber population of Morocco (63.5%), was also found at high frequencies in southern Portugal (35.9%) and Andalusia (25.4%). The Arab subhaplotype Va, predominant in Algeria (53.9%) and Tunisia (50.6%), was also found at a relatively high frequency in Sicily (23.1%) and Naples (16.4%); its highest frequency in Iberia was in northern Portugal (22.8%) and Andalusia (15.5%). In Iberia there is a gradient of decreasing frequencies in latitude for both subhaplotypes Va and Vb, related to eight centuries of Muslim domination (8th to 15th centuries) in southern Iberia.

      During the 7th century A.D., Muslim people coming from the Arabian peninsula and the Middle East invaded North Africa. The most important population movement relating both sides of the Mediterranean Sea was the conquest of the Iberian peninsula by North African populations (with recruited Berbers), soon after the first Muslim invasion. More than eight centuries (8th to 15th centuries) of Muslim domination in the southern part of Iberia imparted an important cultural legacy (Conrad 1998) and probable gene exchanges between North African and Iberian populations." - Mathilda’s Anthropology Blog

      Eliminar
  18. Eu tive um sonho. Sonhei que o Estado Português era um Estado Democrático.

    O Estado... esse Grande PATRÃO
    Os ''empregados do Estado'' em Portugal existem exclusivamente para melhor enganar, aldrabar, vigarizar, desviar e roubar o próprio PATRÃO (Estado) em completa legalidade, impunidade e imunidade pois há que precisar que tudo na Constituição Portuguesa se encontra reunido de uma forma ''magistral e exemplar'' para favorecer, beneficiar e proteger em exclusivo os ''empregados do Estado'' e em nada o PATRÃO.

    Os ''empregados do Estado'' são todos aqueles que recebem uma remuneração em troca de um suposto trabalho na chamada função pública. Ex. : ''Presidente da República'', ''Primeiro Ministro'', ''Ministros'', ''Secretários do Estado'', ''Deputados'', câmaras, finanças, bancos do Estado, justiça, militares e etc. ! Devo acrescentar que mais de 20 por cento da população ativa trabalha na função pública sem querer com isto tirar o mérito de quem realmente trabalha.

    O engraçado e mais estranho e estúpido nisto tudo é que o PATRÃO (Estado) é o próprio POVO, que não tem poder de PARTICIPAÇÃO DIRETA E ATIVA absolutamente algum nas decisões da República e nunca terá ao contrário do poder absoluto de todos os nossos ''dirigentes Políticos'' que sempre governaram (se) com mãos de ''ditadores de nova geração'' e cara de Anjos no próprio PATRÃO (POVO) (chamam na Constituição de participação direta e ATIVA do povo na vida política á única e miserável votação a que o povo tem direito de 4 em 4 anos), porque a 3° Constituição feita em 1976 ''magistralmente'' elaborada ainda com influência Salazarista não permite ao povo de ter uma verdadeira participação ATIVA ao contrário do que está escrito, transformando uma lei fundamental do poder Político do povo numa completa e verdadeira PALHAÇADA DE PURA HIPOCRISIA !!! A ver na internet >>Constituição da República Portuguesa – Assembleia da República<< artigo 109.°.

    Difícil de se encontrar PATRÃO mais sem voz, silenciado, condescendente, ignorante, inculto, generoso e cego. Também por isso é que sempre se disse que nunca houve, não há e nunca haverá em Portugal melhor emprego que o de ser ''funcionário do Estado (povo)''.

    CONCLUSÃO : Temos que acabar completamente e radicalmente com esta Constituição porque é também economicamente impossível uma empresa funcionar e alimentar toda a gente quando esta tem 20 patrões para 80 trabalhadores (escravos) e criar uma nova República de raiz ou adotar um sistema político estrangeiro que se saiba bem funcionar para todos como é o caso por exemplo do sistema político Suiço, onde o povo tem PARTICIPAÇÃO DIRETA E ATIVA pois é em diversos casos em leis e decisões do País solicitado a votar e onde qualquer cidadão Suiço se pode individualmente apresentar ao governo não havendo para isso a obrigatoriedade de se pertençer a um partido político ou a formá-lo. E mais !!! Qualquer cidadão Suiço segundo e seguindo a Constituição pode congelar qualquer lei apenas pelo Parlamento aprovada e levá-la diretamente á votação do povo não havendo para isso como em Portugal Estado de M... a necessidade de ser submetida ao parlamento (quartel general da ''nova ditadura'') para este analisar e decidir se vai ou não á votação popular, pois a Constituição Suiça dá ao povo a possibilidade de ter sempre e em todos os casos a última palavra. A ISTO SIM SE CHAMA UM ESTADO DEMOCRÁTICO !!!

    ASSINADO : Mando Zarpa

    Post.S. Quanto mais se enfraquece um Povo mais se Fortalece e Enriquece um ''Político''.
    A voz do povo é a voz de Deus. Povo Português, levantai a voz ! Viva a revolução ! ''Ladrões'' todos em prisão !

    ResponderEliminar