01 setembro, 2011

Numero de reformados dispara, desequilíbrio preocupante.

Numero de reformados disparaPreocupante quadro que tem tomado conta da CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES e da SEGURANÇA SOCIAL, cada vez há mais pessoas a pedir a reforma e menos a descontar, devido ao desemprego. As reserva-se esgotam-se assustadoramente...
Contudo há também que ter em conta que o desemprego não é o único factor preocupante, pois também contribui para esta situação, as leis vergonhosas que permitem reformas dos políticos, milionárias e vitalícias aos 40 anos ou 50 !!! Descontando uma ninharia!? Vitalícias? 
Por esta razão tem-se notado uma "corrida ao ouro" da CGA. Para além das reformas os políticos tem ainda  direito a subvenções e subsídios de reintegração, tudo subsidiado pelo estado, perfaz um desfalque insustentável para qualquer país.

Seguem-se os dados referentes ás reformas de luxo e o crescimento assustador
1-  "Em 2007, com as pensões vitalícias de 383 ex-titulares de cargos políticos será de 7,8 milhões de euros."
2 - "Ao longo de 2011 já foram solicitados 318 pedidos de reformas superiores a quatro mil euros mensais. No final do ano passado, totalizavam os 4839." fonte
3 - Reformas de luxo de dezenas de juízes. Listagem.
4 - "Neste momento, ao todo, existem 5.448 Reformados do Estado com pensões de luxo, 4 mil euros. Feitas as contas, estas reformas custam à caixa Geral de Aposentações (CGA) cerca de 20 milhões de euros por mês, o que dá ao fim do ano perto de 285 milhões de euros, se ao valor da reforma somarmos os subsídios de férias e de Natal. " fonte
5 - "Os reformados que ganhavam 4000 ou mais euros, engordou cerca de 400%."
6 - Lista de mais reformados de luxo e subsídios de reintegração.
7 - Consulte a evolução crescente das reformas de luxo desde 1997 a 2011.
8 -  Mais um subsidio de reintegração, que mais parece um jackpot que um subsidio.
9 -  Video que exemplifica como funcionam as reformas com tecto de 1.700 euros na Suiça.




NOTICIA QUE ATESTA O ACIMA ESCRITO.
"O elevado desemprego está a exercer uma pressão financeira cada vez maior sobre a despesa com pensões: de Janeiro a Julho deste ano, os gastos com as reformas dispararam 470,5 milhões de euros no conjunto da Segurança Social e da Caixa Geral de Aposentações (CGA). O mais grave é que os encargos estão a crescer a um ritmo mais elevado do que as receitas das contribuições dos trabalhadores no activo.(...) nos primeiros sete meses deste ano, a despesa com pensões rondou 12,7 mil milhões de euros, um acréscimo de 470,5 milhões em relação aos cerca de 12,2 mil milhões de euros em igual período de 2010.Se os gastos com as pensões de invalidez e sobrevivência estão a cair, os encargos com as reformas de velhice registam um comportamento contrário. Para esta tendência, estão a contribuir "o aumento do número de pensionistas por via da reforma antecipada e o acréscimo do valor da pensão média", frisa Carlos Pereira da Silva, especialista em pensões e professor no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG). fonte

AS LEIS INVENTADAS PELOS POLÍTICOS PARA OS FAVORECER A ELES PRÓPRIOS, OBTENDO UM FUTURO DOURADO E DURADOURO À CUSTA DOS QUE DESCONTAM 40 ANOS.

Sem comentários :

Enviar um comentário