Estão explicados os €2.720,7 milhões gastos em formação.

Sócrates esbanja milhões formação
O desespero de pertencer a uma lista top de atribuição de diplomas, leva o estado a gastar 2.720,7 milhões de euros em formaçãoás cegas. Diplomas é o que importa ...  mesmo que vazios de esperança e de saber. Como evidência este estudo.
Não interessa que sejam totalmente desacreditados, profissionalmente, estes cursos.
Não interessa se levaram à obtenção ou não de empregos.
Não interessa saber que os formadores eram na sua maioria alvo de queixas de desleixo e incompetência.
Não interessa saber nada... apenas atribuir diplomas para ser glorificado pelas organizações internacionais e ficar bem na fotografia.
Se isso custou milhões aos portugueses, se isso permitiu uma falsa formação, incompatível com o mercado de trabalho?? Isso já não é questão que preocupe os governantes.
A superficialidade acima de tudo? Mesmo quando se trata de educação? Mesmo quando se trata de milhões do estado?


CITAÇÕES QUE ATESTAM O ACIMA ESCRITO.
"Novas Oportunidades" elevaram indicadores de instrução em Portugal. Empurrou Portugal para a maior taxa de obtenção de diplomas do ensino secundário no espaço da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE).As Perspectivas da Educação 2011, apresentadas hoje oficialmente em Paris, salientam que Portugal tem a maior taxa de obtenção de diplomas do final do ensino secundário (96%) e apenas a Eslovénia rivaliza com uma taxa tão alta. A taxa subiu 34% de 2008 para 2009, refere o estudo da OCDE. fonte
Nuno Crato"Actualmente, a avaliação das Novas Oportunidades é «muito limitada», indicou, acrescentando que «é preciso saber o que serviu às pessoas, não só em termos de valor pessoal, mas profissional e de empregabilidade».fonte

1 comentário:

  1. TEMOS OS POLITICOS QUE MERECEMOS SOMOS NÓS QUE OS MOLDAMOS
    UM POVO QUE NÃO VOTA NEM SABE USAR O VOTO JAMAIS SERÁ REPRESENTADO, TEMIDO OU SEQUER RESPEITADO E JAMAIS SABOREARÁ AS VANTAGENS DA DEMOCRACIA...
    Em Portugal vence sempre a abstenção e a ignorância e os corruptos.
    O povo não sabe que o voto não serve apenas para votar a favor dos que mais se apoiam, serve também para votar contra os que mais roubam e mentem.
    O critério decisivo da democracia é a possibilidade de votar contra os partidos que há 40 anos destroem o país
    Karl Popper, sobre democracia, responsabilidade e liberdade.
    (…)
    Inicialmente, em Atenas, a democracia foi uma tentativa de não deixar chegar ao poder déspotas, ditadores, tiranos. Esse aspecto é essencial. Não se tratava, pois, de poder popular, mas de controlo popular. O critério decisivo da democracia é – e já era assim em Atenas – a possibilidade de votar contra pessoas, e não a possibilidade de votar a favor de pessoas.
    Foi o que se fez em Atenas com o ostracismo. (…)
    Desde o início que o problema da democracia foi o de encontrar uma via que não permitisse a
    ninguém tornar-se demasiado poderoso. E esse continua a ser o problema da democracia. (…)

    ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/09/o-criterio-decisivo-da-democracia-e.html#ixzz3qcV7Aoi8

    ResponderEliminar