04 dezembro, 2014

Ministro Grego que comprou os submarinos, apanha 20 anos de prisão, em Portugal é a inércia.

CASO DOS SUBMARINOS ARQUIVADO, NOTICIA FRESQUINHA.
Ministério Público arquiva processo dos submarinos.

Corrupção, a alma do negócio. Submarinos afundam estaleiros de Viana. 



"Portugal esplendoroso
Há cerca de dez anos, os governos dos dois países mais pobres da União Europeia, Portugal e a Grécia, gastaram mil milhões de euros, cada um, em armamento sofisticado. Cada país comprou, então, dois submarinos topo de gama. Um consórcio francês e outro alemão candidataram-se a vender a mercadoria, mas ambos os países escolheram o alemão.
Muita gente se indignou, então, pois entendia que deveria ter havido um debate nacional sobre a necessidade desse armamento ou sobre se a quantia astronómica que ele custava não seria mais bem empregue noutros serviços públicos, tanto mais que o ministro da defesa andara antes das eleições a fazer promessas aos idosos, chegando até a ir, de madrugada, para filas de utentes nos centros de saúde. Mas nada! O primeiro-ministro e o ministro da Defesa mantiveram-se inflexíveis quanto à realização do negócio. E ele, claro, consumou-se.

Na altura falou-se que havia subornos mas, como sempre, não havia provas. Porém, algumas vozes continuaram a questionar o negócio e sobretudo a falar de indícios de crime. Então, as autoridades alemãs decidiram investigar e rapidamente concluíram que, sim senhor, houvera subornos. E mais: que, para ser escolhida, a empresa vendedora dos submarinos pagara 30 milhões de euros aos gregos e outros 30 milhões aos portugueses. E acusaram, julgaram e condenaram os administradores dessa empresa por um crime que, entre nós, corresponderia a corrupção ativa.
As autoridades da Grécia também investigaram e logo descobriram o lado grego do binómio, ou seja, quem é que tinha sido corrompido. E então prenderam, julgaram e condenaram o seu ministro da Defesa a 25 anos de prisão. Em Portugal, porém, nunca se descobriu nada e o ministro português da Defesa que comprara os submarinos é hoje o "irrevogável" vice-primeiro-ministro que todos conhecemos.
Síntese para distraídos: A justiça alemã condenou cidadãos alemães por corromperem cidadãos gregos e portugueses. A justiça grega condenou pelo menos um cidadão grego, nada mais que o seu antigo ministro da Defesa, por se ter corrompido; a justiça portuguesa anda, há mais de cinco anos, a tentar descobrir quem é que, em Portugal, foi corrompido. Portugal é mesmo um país esplendoroso!

Negócios em que não houve crime
Na véspera das eleições, ministros atribuem a urbanização de luxo interesse público.
Portucale: Em 2005, nas vésperas de eleições, dois ministros do CDS e um do PSD atribuem a uma urbanização de luxo, em reserva ecológica, o interesse público que vinha sendo negado nos 15 anos anteriores. Nesse dia, são abatidos mais de mil sobreiros. O MP investigou, mas concluiu que… não houve crime.

Edifício é vendido de manhã por 14 milhões e à tarde é revendido por 19 milhões.
Edifício dos CTT: Um edifício público é vendido, às 10 horas, por cerca de 14 milhões de euros e às 15 horas do mesmo dia é revendido por cerca de 19 milhões de euros. Logo a seguir, os revendedores levantam um milhão de euros em dinheiro que desaparece. Os tribunais concluíram que… não havia crime.
Cultura da investigação criminal
Ataque aos principais centros de corrupção financeira no País não passou das notícias.
Operação furacão: Megaprocesso judicial que apenas agitou a comunicação social apesar de ter sido anunciado como um ataque aos principais centros da corrupção financeira em Portugal: bancos. Não passou das notícias, muitas delas controladas pelas agências de comunicação dos bancos visados." CM

Duarte Lima envolvido no caso dos submarinos
Duarte Lima terá recebido, em 2002, um milhão de euros do almirante Rogério d'Oliveira, um dos arguidos na investigação das autoridades alemãs à compra de dois submarinos pelo Governo português. 

Quanto aos submarinos...
Neste video Marinho Pinto defende que os cidadãos comuns devem ser incentivados a participar e a entrar na vida politica, criando mecanismos que facilitem a entrada dos cidadãos na politica.

    Outros vídeos de Marinho Pinto, sobre:
  1. Um dos objectivos que Marinho visa concretizar tornar possível que os políticos sejam responsabilizados pelos seus crimes que lesam a pátria. Já existe o projecto, está é na gaveta 
  2. Quer ainda acabar com o monopólio dos partidos que há décadas dominam o país e o futuro de todos nós. Um monopólio nada salutar para a democracia.
  3. Marinho Pinto acha que as mordomias abusivas dos políticos devem ser sujeitas a debate nacional e não feitas às escondidas do povo e sem consentimento democrático. 
  4. Defende ainda que é vergonhoso que o Parlamento Europeu distribua os nossos impostos sem qualquer respeito pelos sacrifícios dos países mais pobres da UE, e ainda escondem dos contribuintes os abusos.
  5. Marinho sempre lutou contra a promiscuidade entre cargos que servem o interesse privado e público. Já quando esteve na ordem dos advogados criou muitos inimigos porque realizou essas mudanças quanto ao cargo de bastonário e tentou depois faze-lo em relação aos advogados, mas aí perdeu porque os grandes e poderosos escritórios de advogados que comandam este país, tudo fizeram para desacreditar Marinho e tentar obriga-lo a demitir-se.
  6. Os partidos recebem cerca de 80 milhões do orçamento para fazer as suas habituais campanhas demagógicas e falsas, Marinho quer também reduzir o abuso.

8 comentários :

  1. Respostas
    1. Foi uma quantia astronómica sem duvida!! Igual aos prejuízos causados pelas greves dos estivadores para continuarem com o seu reinado!!! Estes últimos agravado pelo facto do reinado continuar e dos 1000 Milhões nada restar!!!

      Eliminar
    2. Sei que a ESCOM roubou milhões. Sei que a Administração do BES, roubou mais uns milhões. Se Paulo Portas roubou alguma coisa não sei nem ninguém conseguiu provar.
      Mas uma coisa temos a certeza: a ideia inicial de comprar submarinos (não dois, mas três) foi de Guterres, e esse nome nunca aparece associado a este assunto. Porque será ?!?!

      Eliminar
  2. Todos estes senhores deviam de comparecer perante uma justiça Honesta e quem for culpado mete-los na prisão sem dó nem piedade.
    O povo já está cheio de quem viva à custa dele.

    ResponderEliminar
  3. A culpa é do povo que continua a incentivar a mediocridade, pois nestes casos nada diz e nada comenta e basta ver que só quatro pessoas comentaram mas por exemplo, se for uma casa dos segredos tem milhares de comentários bons ou maus, não interessa, mas isso sim é motivo para indignação, motivo para haver comentário, enquanto que assuntos sérios como estes merecem o desprezo e o desinteresse do povo, e claro como não há interesse do povo, ninguém é chamado à barra dos tribunais e aqueles que nos prejudicam diariamente continuam impunes.
    Atenção que também me estou a incluir neste povo, pois se houvesse mais gente a pedir a cabeça desta gente corrupta e mais gente a interessar-se por estes assuntos e a pedir justiça talvez aparecessem mais juizes a querer fazer o que está correto nestes casos.
    Somos e por enquanto seremos um povo que só se interesse por coisas mediocres que continua a deixar-se ser roubado e que continua a colocar no poleiro gente sem escrupulos pois estes não veem para a tv fazer peixeirada e se não há peixeirada já não tem interesse mesmo que isso signifique sermos enganados, roubados e termos de ser nós a pagar os erros dos outros.

    É tão mais fácil não pensar e não tomar uma atitude.

    Já dizia JFK "Não pergunte o que seu país pode fazer por si. Pergunte o que você pode fazer pelo seu país." Deixe de apoiar a mediocridade, deixe de apoiar corruptos.

    "Attitude is a little thing that makes a big difference."
    Winston Churchill

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enquanto não tivermos um povo critico, com educação e um grau de exigência que exija políticos sérios, não teremos políticos sérios.

      Neste video:
      Henrique Neto - Os eleitores exercem a cidadania como se a politica fosse "clubismo", agarram-se a um partido para a vida, de forma acrítica, façam eles os erros que fizerem, os fieis elegem sempre o "seu" partido.
      Medina Carreira - Não adianta renovar todos os partidos, fazer uma revolução e acabar com estes partidos, porque a Itália já fez isso e voltou tudo ao mesmo. Enquanto não tivermos um povo critico, com educação e um grau de exigência que exija políticos sérios, não teremos políticos sérios.
      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2014/12/enquanto-nao-tivermos-um-povo-critico.html#ixzz3Mdr7GBhi

      Eliminar
  4. A bandeira do nosso país não poderia estar conforme?
    Ou foi o Cavaco?

    ResponderEliminar