09 março, 2014

Votar contra a corrupção pode ser a solução. Cidadania e civismo.


POLÍTICOS SÃO ALÉRGICOS A IMPOSTOS MAS MUITO RECEPTIVOS A SUBSÍDIOS, MARINHO PINTO EXPLICA QUANTO RECEBEM OS PARTIDOS E TERMINA DIZENDO QUE ESTE TIPO DE MORDOMIAS DEVIAM ESTAR SUJEITOS A DEBATE NACIONAL, NUNCA DEVERIAM SER DECIDIDOS PELOS POLÍTICOS E ÁS ESCONDIDAS.

VAMOS TENTAR ALGO DE NOVO? ESTÁ NA HORA DE VOTAR CONTRA A CORRUPÇÃO, MAIS DO MESMO NÃO. ABSTENÇÃO VOTOS NULOS E BRANCOS, DÃO O PODER AOS DE SEMPRE, PORQUE SÓ VOTAM OS AMIGOS DOS MAIORES PARTIDOS.
não votar revolução abstenção
A opção de 47,4% de portugueses, de não participarem nas últimas eleições autárquicas, foi claramente uma opção deliberada e totalmente inócua. Poderiamos ter destronado alguns dinossauros que há décadas propagam a corrupção, mas nada se passou.. tudo continuou como sempre.
Ora, a partir do momento em que os portugueses optem por não votar, os políticos e a lei interpretam isso como mero desinteresse e para eles é benéfico, pois permite eleger os partidos de sempre, sem grande esforço, bastando para isso os militantes votar e mais alguns amigos.
abstenção revolta

Por isso é importante que os portugueses comecem a votar. Na era da informação, já é possivel um voto inteligente, fundamentado e informado.
As pessoas já não precisam de votar no partido que os pais mandam, ou os amigos recomendam.
Há que votar avaliando os partidos e os candidatos.
Conhecer o percurso e história de cada um, Qualquer pessoa que procure informação sobre o PS, sabe que existe imensa informação sobre actos de corrupção deste partido. Se fizerem o mesmo sobre o PSD e CDS, também encontrarão.
Portanto há que começar a fazer esse exercício de cidadania e ser um eleitor informado, para ser justo nas urnas e não votar em corruptos. Não votar em partidos sem palavra, com vícios e sem moral.
A constituição protege-os e dá-lhes a capacidade de fazer o que querem, impunemente. Está nas nossas mãos fazer a nossa justiça e escolher pessoas que dão mostras de querer mudar.
Como queremos mudar se somos incapazes de parar de alimentar aquilo que queremos matar?A abstenção dá-lhes força. Se continuamos a abster-nos dando força aos que votam nos corruptos?
SE QUEREMOS EXIGIR UMA VERDADEIRA DEMOCRACIA, TEMOS QUE EXERCER CIDADANIA, VOTANDO INFORMADOS E SEM ESPÍRITO DE CLUBISMO.


QUEREMOS MUDAR O REGIME CORRUPTO QUE NOS DESGOVERNA, MAS CONTINUAMOS A NÃO PARTICIPAR E A DEIXAR QUE OS CORRUPTOS VENÇAM, CONSECUTIVAMENTE? 
Todos se queixam, Portugal está falido, os pobres estão cada vez mais pobres e os ricos cada vez mais ricos.
Portugal é um país empobrecido pela corrupção, afirmou a OCDE.
Portugal de 2000 a 2010 foi o país do mundo que mais agravou a corrupção, diz a T.I. (Transparência Internacional)
A justiça continua a libertar e a ilibar e absolver os maiores criminosos políticos da Europa. 
Todos se queixam dos impostos altos e cada vez mais altos, apesar dos degradados ou até encerrados, serviços públicos, 
Mas os portugueses insistem em continuar a aumentar a abstenção? Aplaudem e perpetuam o regime que permite tudo isto, sem oferecer resistência?? Apoiam o regime que destrói o país e os portugueses? O mesmo regime que enriquece as elites parasitas de impostos.
Não está na hora de mudar? De votar contra eles em vez de os deixar ganhar? Sem luta?
  1. SAIBA PORQUE VIVEMOS NUMA DITADURA´
  2. O VOTO, UM PODER CONTRA OS CORRUPTOS
  3. A NULIDADE DO POVO 
  4. A FARSA DA POLITICA EXPLICADA POR UM POLITICO DO CDS
  5. CORRUPTO É A MELHOR PROFISSÃO EM PORTUGAL
  6. GOVERNADOS POR DITADORES INCOMPETENTES
Votar em pessoas que há décadas dão provas de integridade, honestidade, patriotismo, verdade, verticalidade e força para enfrentar o sistema.
Mas esses raramente se candidatam, porque conhecem o povo, sabem que os eleitores nutrem um carinho muito especial, pelos corruptos e pela abstenção.
Marinho Pinto é um raro exemplo de quem tenta candidatar-se a algo, confiando na sua integridade como imagem de marca. Integridade essa que apenas não lhe é reconhecia por pessoas que não sabem a verdade sobre ele, pessoas que não o compreendem, pessoas influenciadas.
Quando a integridade e a verdade ganharem eleições... poderemos ter esperança em Portugal.



 
Alguém acredita que o BES está falido, se fazia lavagem de dinheiro, que só dá lucro.


É impossível que a democracia sobreviva a tanta gatunagem.


Marinho Pinto atacado, recusa-se a baixar os braços.

 
Leis fiscais à medida para ricos. Evasão fiscal milionária.

 
Escândalo. Filho de juíz, mata sogro e escapa à justiça!!!

 
Marinho Pinto "descascado" por um jovem, em directo! Seja o politico dos jovens

 
Os corruptos são eleitos pelo povo. Não por golpe de estado!

 
Verdade e justiça não sobrevivem em Portugal! Manipulação e distorção.

 
Marinho Pinto "elogia" governo Sócrates? Grandes amizades?

 
A prisão de Sócrates, por Paulo M. e Marinho Pinto

 
Marinho Pinto:- os nossos políticos, em países nórdicos, iam para o lixo.

 
Marinho P. dá lição aos jornalistas. A desonestidade dos 4800 euros.

 Marinho P, o louco, sai do MPT e do Parlamento europeu? A verdade


Marinho Pinto quer mordomias dos políticos, sujeitas a debate nacional


Mais um golpe da UE. Território de pescas Português será aberto a toda a UE em 2022!

 
Manipulação e mentira. Marinho Pinto e os 54 mil euros.


Pela democracia, é urgente acabar com o monopólio dos partidos.

 
Marinho P. quer cidadãos a participar na politica. Uma alternativa

 
Políticos têm que ser responsabilizados. Já existe o projecto, está é na gaveta
 
Marinho P. pronto a unir-se com o DIABO, O PSD, O PS e o PCP?


Marinho quer acabar com parasitismo dos partidos. Por isso continuará a ser atacado.


Acabar com a promiscuidade dos deputado, com os boys e tachos.


 Partidos em Portugal são donos da democracia e fascistas.
 
 Esquerda ou direita? Marinho Pinto explica como funcionam.










32 comentários :

  1. Abstenção Violenta09 março, 2014 12:29

    Esta democracia é uma fraude, um logro, uma farsa, um embuste. Por muitas patifarias que um qualquer governo faça, na legislatura seguinte alguns dos "patifes" encontram refúgio no Parlamento. Isso deve-se a um vergonhoso e antidemocrático sistema eleitoral que garante os chamados "lugares elegíveis". Vota-se em logotipos partidários em que o voto é uma espécie de cheque ao portador a favor de partidos que nomeiam quem querem, segundo critérios que nada devem ao mérito. E todos desejam manter esse "status quo". Por isso estamos entregues a esses medíocres e imberbes políticos de carreira. E é este "inconseguimento" democrático que nos gera um sentimento "frustracional", ao permitir partidos e governos "softpower", isto é, fracos perante a oligarquia de interesses instalada, vulgo clientelas. Fala-se muito em reformas estruturais incluindo a do Estado, mas a mais urgente é a do sistema eleitoral. Sem esta, as outras jamais avançarão. Enquanto nada mudar, terão sempre a minha abstenção. Nestas europeias, uma abstenção superior a 80% talvez faça com que os partidos tirem a "cabeça da areia" e ganhem, finalmente, vergonha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enquanto as pessoas não usarem o voto para mudar o panorama politico, eles continuarão a ganhar, porque os que votam são sempre e somente os apoiantes dos partidos corruptos, e os eleitores não perceberam que a abstenção apenas ajuda a manter os corruptos no poder. A abstenção não retira qualquer poder ou legitimidade aos eleitos, é apenas uma ilusão das pessoas muito bem aproveitada pelos partidos que tomaram conta do país, sem ninguém que lhes faça frente ou justiça. Está na hora de pegarmos o touro pelos cornos e ter coragem de votar contra eles e em alguém sem cadastro.

      Eliminar
    2. A abstenção é uma não-acção. Sabemos qual é o resultado da não acção. abstenção é o cancro da democracia directa, semi-directa ou outra, é lamentável, sobretudo para o povo . O Método de Hondt é como um jogo de playstation, só se joga votando num partido, de outra forma não se está a jogar. Abstenção não é desobediencia civil como muitos manipuladores tentam fazer crer, porque você não está sequer a desobedecer, porque não votar é um direito.
      Desobedecer aqui é votar fora dos que nos têm desgovernado e reduzi-los à sua insignificância. Por cada voto noutro partido, encolhem. Mais, há Anonymous que apelam ao voto em massa. O resultado de não votar está à vista. Você quando faz algo para resolver um problema e não funciona persiste tentando resolver o problema exactamente da mesma forma, ou tenta outra solução ? Só os burros persistem em coisas que sabem que não funcionam.
      Na Suiça onde existem métodos de democracia directa também há partidos e também se vota neles. A diferença está na Lei das Petições e do Referendo, que é necessário mudar em Portugal

      Eliminar
    3. Um povo que não vota não pune os corruptos e eles cada vez mais perdem o medo e a vergonha, abusam e abusam
      60% dos portugueses desperdiçam o voto, em brancos nulos e abstenção, a única arma que poderiam usar contra os corruptos... claro que eles jamais serão eliminados da politica , enquanto o povo não acordar e não souber usar o voto...

      Os grupos de contestação pagos pelos corruptos, estão cada vez mais activos a manipular o eleitor para se manter longe das urnas. NÃO VOTES, NÃO VOTAR É REVOLUÇÃO" E O POVO ACREDITA...
      Se eles lhe disserem atira-te ao rio que isso é revolução, eles também vão.
      Infelizmente o povo ainda não percebeu que são os próprios corruptos que se disfarçam de revoltados para neutralizar os eleitores indignados.

      Eliminar
    4. AFIRMAR QUE NÃO VOTA PORQUE A DEMOCRACIA ESTÁ DOENTE É O MESMO QUE UM DOENTE DIZER QUE SÓ VAI AO MÉDICO DEPOIS DE A DOENÇA SE CURAR::::
      A LUTA COM SANGUE E REVOLTA SÃO DESNECESSÁRIAS nas democracias modernas e com eleitores activos E CÍVICOS. O VOTO está nas nossas mãos, votemos contra a corrupção, o voto não serve apenas para votar a favor de politicas mas também para votar contra, mesmo que não possua um partido que queira escolher, votemos contra os que não quer que sejam escolhidos. Basta de nulos brancos e abstenção, usem o voto para salvar o país da corrupção. NÃO DESPERDICEM MAIS VOTOS, usem o voto para punir os piores nas urnas, basta de impunidade

      Eliminar
  2. Nisto já estão de acordo!09 março, 2014 12:32

    E não é que os maiores partidos querem rever à pressa a lei eleitoral, não para a introdução do voto preferencial e nominal nas listas, mas sim para "contornar" a lei que obriga ao tratamento igual a todos os partidos na cobertura jornalística e televisiva das campanhas! Estes partidos que desgraçaram os Portugueses fingem que não entendem os "sinais" da abstenção e continuam a "assobiar para o ar". Na realidade isso só demonstra que são partidos antidemocráticos que capturaram o Poder para seu benefício e das suas clientelas. Com esse comportamento estão a minar e a destruir a (pouca) Democracia que ainda temos. Vivemos sob o jugo de uma Ditadura de Partidos. Só não vê isso quem está em absoluto estado de negação.

    ResponderEliminar
  3. O Jornal i publicou um estudo no qual apenas 14% dos Portugueses estão satisfeitos com a Democracia. Esses 14% devem ser os relativos aos militantes dos partidos, seus amigos e familiares. Isto faz dos Portugueses o povo da União Europeia mais insatisfeito com a sua Democracia. E a razão é simples: não há nenhuma Democracia. O que há é uma Partidocracia, ou seja, uma Ditadura de Partidos que faz tudo para perpetuar um sistema que só os beneficia. O sistema eleitoral vigente está ao nível do Albanês e isso diz tudo. Não há nada mais antidemocrático do que os "lugares elegíveis", isto é, garantem a eleição independentemente de quem lá esteja. Mas os "media" pouco ou nada falam disto. Nada que surpreenda quem "os" conhece.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mais valia dizer que somos um país anti democrático onde as minorias é que mandam e enriquecem por isso, 14% é uma minoria

      Eliminar
    2. Infelizmente, também os que se abstêm de votar, contam. 117 dos 230 deputados, segundo o método de Hondt, são eleitos pelos "abstencionistas", na lógica da distribuição - OBRIGATÓRIA - de todos os que estão registados (mesmo aqueles que já faleceram) nos cadernos eleitorais.

      Eliminar
  4. Estou perfeitamente de acordo com o que o artigo diz, mas escolher o Marinho Pinto como exemplo a seguir.....por amor de Deus, não passa de mais um mamão, com tendencias de ditador!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mamão?? Onde? Na EDP? Na Mota engil? nas PPP? Nas camaras? Na PT? não me diga que sabe algo sobre o Marinho que mais ninguém sabe? Partilhe, conte.

      Eliminar
    2. Os corruptos odeiam o Marinho Pinto, é preciso cuidado com eles!!

      Eliminar
  5. 1- O Governo ou o estado? É o estado, muda a cara de ministros e secretarios, mas os milhares que estão por detras da máquina estatal ficam lá.Assim como aqueles que eles lá puseram e aqueles que nunca saem nem sairao de lá.OS MILHARES DE BOYS.

    2-O Estado Português é uma entidade criminosa.

    3-A politica de destruiçao do pedro, é igual ao do socrates e igual ao do passos. As várias politicas, mesmo em situaçoes muito pequenas e especificas, repentem-se e continuam o seu desenvolvimento, mesmo em Governos que teoricamente teriam pessoas e ideias diferentes. Quem está por detrás?

    E porque? O estado portugues é uma entidade democratica de farsa, de desvio de milhoes do trabalho do tuga, DE COMPADRIOS, CORRUPÇÃO E NESTE MOMENTO PERTENCE A SEITAS. O estado portugues é uma entidade usurpadora e CRIMINOSA:.Os governos já naõ representam os portugueses, mas estão lá a usurpar o poder, SAO COLOCADOS POR UMA MINORIA DA POPULAÇÃO, pois o povo nao vota maioritariamente nos governos sucessivos. O ESTADO PORTUGUES É UMA ENTIDADE CRIMINOSA, QUE SE DISFARÇA DE SER DE TODOS. Ora não é de todos, quando apenas uma pequena maioria é que desfruta do mesmo, e quando usa a maioria para ser explorada.

    O estado portugues é a primeira entidde a nao respeitar o cidadao como ser humano e a prevaricar, mandando aqueles que trablharam por amor á camisola para a miseria. Mesmo necessitando dos seus serviços, apenas para não lhe dar reforma ou ordenado condigno, haverá outro que ocupará o seu lugar, enquanto o último tombou em combate. Isto acontece porque o estado portugues tem passado para a mao de criminsoos traves de diversos subterfugios e atraves de organizações meio secretas.

    4-Alguem financia os partidos politcos e pior os seus lideres, que sao liders porque sao patrocionados. Veja o caso dos estranhos molhos de cheques em branco passado em nome de Socrates.Porque é que não se pode questionar os "liders" nos partidos? Quem está por detrás?

    5-A maior parte do boys, politcos e outra gentalha que parasitam os portugueses pertencem a maçonaria, jesuitas e afins. Tudo irmãos.Eles trabalham por tanto amor á patria que nem compram portugues, fazem um discurso autocratico contra a nação Portugal, portanto contra os portugueses que aionda por cima sao vitimas deles (vejam os dicursos do vitor Gaspar em ingles a criticar a economia portuguesa, foi deitar tudo abaixo).

    9-OS BOYS saltam de empresa em empresa, por onde passam deixam tudo cada vez pior, mas têm os poleiros de "gestores" assegurados. O estado portugues é uma entidade criminosa.

    10-Com tanto crime, e porque o estado portugues controla tribunais, quem pratica crime de desvio de milhoes e ate pequenos delitos feitos pelos boys e ninguem VAI PRESO OU É SEQUER ADMOESTADO.Os criminosos nao se punem a eles proprios, o estado portugues é uma entidade criminosa.

    O estdo portugues é uma entidade criminosa, quem confiar nele vai sair defraudado, para o resto da sua vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enquanto as pessoas não usarem o voto para mudar o panorama politico, eles continuarão a ganhar, porque os que votam são sempre e somente os apoiantes dos partidos corruptos, e os eleitores não perceberam que a abstenção apenas ajuda a manter os corruptos no poder. A abstenção não retira qualquer poder ou legitimidade aos eleitos, é apenas uma ilusão das pessoas muito bem aproveitada pelos partidos que tomaram conta do país, sem ninguém que lhes faça frente ou justiça. Está na hora de pegarmos o touro pelos cornos e ter coragem de votar contra eles e em alguém sem cadastro.

      Eliminar
    2. AFIRMAR QUE NÃO VOTA PORQUE A DEMOCRACIA ESTÁ DOENTE É O MESMO QUE UM DOENTE DIZER QUE SÓ VAI AO MÉDICO DEPOIS DE A DOENÇA SE CURAR::::
      A LUTA COM SANGUE E REVOLTA SÃO DESNECESSÁRIAS nas democracias modernas e com eleitores activos E CÍVICOS. O VOTO está nas nossas mãos, votemos contra a corrupção, o voto não serve apenas para votar a favor de politicas mas também para votar contra, mesmo que não possua um partido que queira escolher, votemos contra os que não quer que sejam escolhidos. Basta de nulos brancos e abstenção, usem o voto para salvar o país da corrupção. NÃO DESPERDICEM MAIS VOTOS, usem o voto para punir os piores nas urnas, basta de impunidade

      Eliminar
  6. Ora isto é embaraçoso http://www.tvi24.iol.pt/videos/video/14069094/1. Para quem defendia uma “greve à democracia” e para quem denunciava o voto como uma forma de dar dinheiro a partidos https://www.youtube.com/watch?v=uQYIsqqndtI, parece que o Sr. Marinho Pinto mudou de ideias muito depressa.
    Fico feliz, no entanto, por o ver finalmente a defender o artigo 2º da constituição, que tão eloquentemente desprezava ainda à uns meses atrás.
    Não é que o esteja a criticar, aliás até aplaudo a sua decisão em se aliar a um partido para concorrer às europeias. Quer queiramos quer não, os partidos são o único sistema garante da democracia, e não uma A.R. de “independentes” como muitos defendem, que rapidamente se tornaria num “ninho” de corrupção e compadrios. Daí a importância do apelo de Marinho Pinto à necessidade de se “ampliar a extensão da democracia participativa”, como o verdadeiro regulador da ação partidária e da democracia. E para isso, é necessidade que o povo participe no ato democrático, exercendo o seu direito de voto, e não recorrendo à abstenção com o argumento “de não querer dar dinheiro a partidos”. Esse tipo de lógica falaciosa, nada mais é do que uma forma vazia de protesto, pois nem toda a gente que se abstêm o faz necessariamente porque está a protestar. Para além disso, quem escreve a lei do financiamento dos partidos é a própria A.R., que facilmente a pode alterar em função de um eventual aumento da abstenção, logo o argumento de que votar é dar dinheiro a partidos, a meu ver, não faz sentido.
    O verdadeiro protesto faz-se nas urnas com o voto em branco, na rua através da manifestação popular pacífica e na participação política, por cidadãos patrióticos e honestos, que ajam em defesa das suas ideias, em vez de cantar “vilas morenas”.
    Quanto aos benefícios fiscais dos partidos, acho-os uma abominação que tem de ser corrigida rapidamente. Se se deseja que os partidos sejam subsidiados, em parte, pelo Estado, que isso se faça de uma forma transparente, e não, através de benefícios fiscais, que nada mais são do que um incentivo ao abuso. Para além disso, considero um insulto a todos os portugueses, que tais benefícios sejam concedidos por via de legislação avulsa, legislação essa, que deveria pelo menos estar referenciada no Estatuto dos Benefícios Fiscais.
    Já agora deixo aqui, para quem quiser consultar, a lei onde consta essa abominação: http://www.parlamento.pt/Legislacao/Documents/Legislacao_Anotada/FinanciamentoPartidosPoliticosCampanhasEleitorais_Simples.pdf

    P.S: Onde é que andavam os grandes defensores dos pobres e oprimidos, BE e CDU quando se redigiu este atentado à democracia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. qando as pessoas não compreendem as coisas é dificil julgar as pessoas. Marinho Pinto não defendeu a abstenção como acto constante e definitvo, defendeu-a como uma manifestação uma revolta que chocasse e abalasse o regime, uma exibição da lucidez popular.
      É fácil distorcer as coisas e as causas das coisas.
      Eu também apelo à abstenção em corruptos e no entanto acho que devemos votar no Marinho Pinto, porque ele é precisamente o oposto dos corruptos, até porque ele já deu muitas provas da sua verticalidade e integridade, coisa que os habituais candidatos geralmente não mostram.

      Por isso acho que não percebeu bem o apelo de Marinho, quanto ao resto subscrevo e apoio o que defende e expõe.

      Eliminar
    2. Enquanto as pessoas não usarem o voto para mudar o panorama politico, eles continuarão a ganhar, porque os que votam são sempre e somente os apoiantes dos partidos corruptos, e os eleitores não perceberam que a abstenção apenas ajuda a manter os corruptos no poder. A abstenção não retira qualquer poder ou legitimidade aos eleitos, é apenas uma ilusão das pessoas muito bem aproveitada pelos partidos que tomaram conta do país, sem ninguém que lhes faça frente ou justiça. Está na hora de pegarmos o touro pelos cornos e ter coragem de votar contra eles e em alguém sem cadastro.

      Eliminar
  7. O estado portugues é uma entidade criminosa,
    neste momento está a fincanciar a vida do Relvas, ja está na hora de ele ir trabalhar por conta propria, se é que sabe fazer alguma coisa de jeito.,.produzir alguma coisa de útil para o país.Talvez dar aulas na universidade, mesmo sem licenciatura, que era o que ele fazia.

    Para que as memórias não sejam curtas, o tal que dava uma morada falsa para receber as ajudas de custo, esse criminoso que amava tanto a patria e a sua democracia boba.

    Os corruptos como lhes chamam, a meu ver são "apenas", pessoas de má fé, gente desonesta e criminosos, nada mais que isso;

    não vão ter vergonha na cara,

    não vão se automutiular pelos seus próprios erros e actos impróprios,

    não vão aceitar os seus erros nem aprender com eles, vão apenasc se justificarem, porque eles sao incompetentes, ignóbeis, vigaristas, gente corrupta, arvores de natal exageradamente adornadas,

    e muito menos prenderem-se a eles proprios,

    eles não sabem fazer nada,

    assim juntaram-se todos, para se apoderarem e usurparem de uma coisa chamada de
    estado portugues- entidade que agora está na mão de criminosos, que vivem dela, e a transformaram numa entidade criminosa.

    Os portugueses e o estado.O divórcio.

    Primeira coisa a fazer, nao pagar impostos, não os alimentar mais, não votar neles, não colocar dinheiro nas maos deles, leia-se nos seus bancos. Etc.

    Depois de terem dito a um jornal estrangeiro que o desemprego em Portugal é devido aos Portugueses não quererem trabalhar, convido aos milhares de funcionarios publicos que foram colocados no seu emprego não por mérito ou concurso honesto , mas por corrupção , convido também os boys e politcos , que ja sao os únicos que votam, por sinal votam neles mesmos, a trocar de posição comigo.

    ResponderEliminar
  8. Chamo a atenção para que na minha terra o partido que governa c/ "maioria absoluta" teve 19% dos votos e que eu saiba ninguem (nem tribunais) podem clamar falta de leigitimidade. Que me parece pela campanha morna e sem ondas interessa-lhes que a abstenção seja bem alta(63%) porque assim os indefectiveis conseguemmais facilmente maioria absoluta.
    Sobre as verbas tambem pela certa os partidos já legislaram de modo a que as verba do tacho publico vá cair na sua gamela, quer se vote ou não. Para quem gosta de correr para aquecer pode ficar com uma moral elevada porque se ebsteve,mas como todos os movimentos folcloricos e falhados tipo geração a rasca não vão mudar nada os bancos e grupos economicos continuam a eleger os seus capangas.
    Se houver vontade eu alinho em criar um movimento/partido Cidadãos Comuns que (como na India que conseguiram o 2º lugar) não há grandes programas sofisticados, apenas duas grandes premissas = combater a corrupção e eliminar as benesses dos politicos . eu estou disposto a colaborar sem capangas dirigentes iluminados que têm logo tacho e lugar captivo por serem muito "bem"

    ResponderEliminar
  9. Neste post diz-se que nas últimas autárquicas a abstenção atingiu 47,4%, então lembro que nas Presidenciais foi superior a 53,4%. E depois, qual foi a consequência?

    Resultado das presidênciais em 2011: http://www.eleicoes.mj.pt/presidenciais2011/

    ResponderEliminar
  10. Eu sou grande fan deste blog, porque é assertivo, ...já no que toca ao Marinho Pinto, ele dá uma no cravo e outra na ferradura, grande defensor do aldrábocrates, aprecio que denuncie algumas situações perversas, mas com tanta verborreia, agora até aceita uma prateleira (bem paga por sinal) europeia.
    Venha quem vier, com o meu voto não vão contar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não precisa de votar no Marinho mas pelo menos vote contra eles... não votar é votar neles, porque certamente ganham sempre eles , mas se vir os videos encontra lá vários videos onde Marinho critica duramente o socrates, por isso não sei onde é que foi buscar essa ideia

      Eliminar
    2. Receber o salário de eurodeputado é crime portanto? E eleito pelo povo, não por cunha? Bem visto lol Raul

      Eliminar
    3. Não vota eles os corruptos, agradecem que não votem contra eles Um povo que não vota não pune os corruptos e eles cada vez mais perdem o medo e a vergonha, abusam e abusam
      60% dos portugueses desperdiçam o voto, em brancos nulos e abstenção, a única arma que poderiam usar contra os corruptos... claro que eles jamais serão eliminados da politica , enquanto o povo não acordar e não souber usar o voto...

      Os grupos de contestação pagos pelos corruptos, estão cada vez mais activos a manipular o eleitor para se manter longe das urnas. NÃO VOTES, NÃO VOTAR É REVOLUÇÃO" E O POVO ACREDITA...
      Se eles lhe disserem atira-te ao rio que isso é revolução, eles também vão.
      Infelizmente o povo ainda não percebeu que são os próprios corruptos que se disfarçam de revoltados para neutralizar os eleitores indignados.

      Eliminar
  11. Bah... ja comecou outra vez o apelo a abstencao organizada... devem de estar com medo de perder lugares nas europeias... a abstencao so beneficia os do costume. mesmo que tenham mais de 50% de abstencao, o resultado sera sempre o mesmo, como comprovado nas ultimas presidenciais... e depois quem protestar obtera a famosa resposta: tivesses votado... Se nao estivessem a fazer este apelo para manter o status quo, apelariam ao boicote as eleicoes, que esse sim teria como resultados, como por exemplo a nao confirmacao dos lugares e a obrigatoriedade de as repetir enquanto durar o boicote.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. claro que estão com medo, já viu bem se os revoltados e os indignados se lembram de votar? acaba-se a ditadura de 40 anos psd e ps

      Eliminar
  12. Quem honestamente acha que abster leva a algum lado (via contituicao ou etc) que reflicta no artigo 152 do decreto de lei n.º 14/79 de 16 de maio, e veja quanta gente leva a serio as leis deste pais...

    ResponderEliminar
  13. pensei que o texto se referia ao Brasil, pois tudo que foi escrito se encaixa neste pais de língua portuguesa, será que é esse idioma?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não é do idioma é do povo que só gosta de bola e novela e não se interessa por politica.

      Eliminar
  14. Cara Zita, o problema deste país vai muito além do dinheiro, é um problema cultural e enquanto as pessoas não o quiserem ver nada muda. Um dos principais problemas deste país é que o povo gosta muito de circo. Foi dito e bem "seria um sintoma de que os portugueses estavam a despertar e a ser um povo justo, atento, cívico e informado". O 1º lugar na tabela de valores deste povo é ocupado pelo dinheiro, pelo futebol, pela diversão e pela "estupidez do seu umbigo".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um povo que não vota não pune os corruptos e eles cada vez mais perdem o medo e a vergonha, abusam e abusam
      60% dos portugueses desperdiçam o voto, em brancos nulos e abstenção, a única arma que poderiam usar contra os corruptos... claro que eles jamais serão eliminados da politica , enquanto o povo não acordar e não souber usar o voto...

      Os grupos de contestação pagos pelos corruptos, estão cada vez mais activos a manipular o eleitor para se manter longe das urnas. dizem:- "NÃO VOTES, NÃO VOTAR É REVOLUÇÃO" E O POVO ACREDITA...
      Se eles lhe disserem atira-te ao rio que isso é revolução, eles também vão.
      Infelizmente o povo ainda não percebeu que são os próprios corruptos que se disfarçam de revoltados para neutralizar os eleitores indignados.

      Eliminar