30 março, 2014

A superioridade alemã ficou clara: os alemães conseguem ser corruptos mesmo quando não há ninguém para corromper?


boca inferno ricardo apodrecetuga alemanhaO humorista e colunista da revista Visão, Ricardo Araújo Pereira, faz uma analogia e, respetiva, distinção entre “o corrupto português”, referindo-se ao caso dos submarinos, e “o Pai Natal”.

Corrupção não entra aqui
Era uma vez uma empresa alemã que vendeu dois submarinos a Portugal.
Uso esta formulação porque, tendo em conta que os factos ocorreram há sete anos, tudo parece pertencer já ao domínio da fábula.
Na Alemanha, houve um julgamento no qual certos intervenientes no processo foram condenados pelo crime de corrupção.
Em Portugal, houve um julgamento no qual certos intervenientes no processo foram ilibados do crime de corrupção.

prescreveram caso submarinos
Mais uma vez, a superioridade alemã ficou clara: os alemães conseguem ser corruptos mesmo quando não há ninguém para corromper. É a celebrada eficácia germânica. Neste aspecto, Portugal ficou atrás da própria Grécia, que também comprou submarinos alemães. Um ex-ministro grego envolvido no processo está preso desde o ano passado. Quando os corrompem, os gregos colaboram deixando-se corromper. Só em Portugal as pessoas não têm a decência de participar na dança da corrupção quando são convidadas para isso.
Na verdade, não é uma questão de má vontade, mas de feitio.
Os mesmos administradores da empresa que corrompeu o ministro grego confessaram, no tribunal alemão, ter corrompido responsáveis políticos portugueses.
Ingenuamente, terão pensado que bastava corromper um português para que se pudesse falar em corrupção. Desconhecem a fibra de que são feitos os lusitanos, cujo material genético é à prova de falcatruas.
impunidade crise apodrecetugaA História demonstra que não há um único corrupto em Portugal. A corrupção, no nosso país, é como o Pai Natal: só os ingénuos acreditam na sua existência. Para ser mais rigoroso, o corrupto português é o inverso do Pai Natal: uma entidade imaginária que, em lugar de oferecer presentes, recebe-os. Segundo a lenda, em vez de um saco vermelho, dizem que transporta um saco azul. Há quem acredite que existe, mas ninguém tem provas. É uma questão de fé pueril.
Os tribunais continuarão a perder tempo e dinheiro a julgar portugueses suspeitos de corrupção perante a passividade de todos. Ninguém toleraria que a polícia gastasse recursos a perseguir e a
prender todos os velhos gordos de barba branca em busca do Pai Natal. E, no entanto, todos se calam perante o escândalo que ocorre nos tribunais, que teimam em tentar encontrar um português corrupto quando é mais do que evidente que não existe nenhum.
Ricardo Araújo Pereira

Cândida Almeida também acha que não devemos gastar dinheiro na caça às bruxas. Em Portugal não há corruptos.



  1. A justiça atrapalha a justiça?
  2. Os truques para anular a justiça
  3. Submarinos e negócios anexos...
  4. A culpa que ninguém quer
  5. Gato escondido com o rabo de fora?
  6. CDS recebe mais de 1 milhão

9 comentários :

  1. Além da boa escolha de quem faz humor(bom) mesmo a sério, tambem a maravilha da procuradora Candida Almeida é um exemplo exemplar de quem não devia estar no combate a corrupção. Bem escolhido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta srª dominou durante muitos anos os processos de corrupção, por isso é que não há corrupção.

      Eliminar
  2. ...há uma correcção de importância crítica a fazer neste processo dos submarinos!...os corruptores e currompidos não são os Alemães e os Portugueses!...mas é ao contrário!...os Alemães não precisavam de curromper para ganhar o concurso pois o submarino deles era muito melhor e ganhava sempre num concurso normal!...o problema é que os responsáveis do estado português exigiam sempre luvas para adjudicar o concurso!...isto significa que estariam dispostos a decidir pelo submarino francês se este pagasse luvas também...o que era muito provável que acontecesse!...assim os alemães, para ganharem o concurso tiveram mesmo de pagar!...o que é verdadeiramente sinistro nisto tudo, é que os governantes portugueses estavam disponíveis para escolher a pior solução e prejudicar o pais militarmente para ganhar dineiro, além de o prejudicar financeiramente!...pois quem paga os subornos não é o fornecedores mas é quem compra, pois o preço vai ter de incluir este aumento de custos!...ou seja, quem paga é o contribuinte!...tal é anasia por dinheiro dos nossos governantes!...estão dispostos a TUDO!...e isto é que nunca foi dito neste país!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Melhor ainda, acrescento... eles já lesaram o país ao decidirem comprar submarinos, uma despesa megalomana para um país tão pequeno. Logo aí já se pode considerar uma decisão que mais parecia interessar aos corruptos que aos contribuintes. As compras do ministério da defesa são uma forma facilitada de usar a corrupção, pois as compras não precisam de ir a concurso público, é tudo secreto.Dado o estatuto do Ministério da defesa. Não fosse alguém descobrir que Portugal tinha submarinos.
      Portanto as compras do MdD são muitas vezes e apenas motivadas pela fome das luvas, não por necessidade ou por defesa do interesse nacional

      Eliminar
    2. Quanto mais ruído se faz mais a coisa passa, está tudo encoberto todos tapam todos. Tenho vergonha de ter nascido num país de governantes corruptos sem princípios e sem sentimentos pelos mais pobres.

      Eliminar
  3. ,,,caro José, a culpa não é deles!...é nossa!...que deixamos que isto aconteça!...não se trata de sentimentos, nem de pena dos mais pobres!,,,parece que não percebeu nada do que se passa neste país!...os "ditos ricos" subtraem (roubam) a riqueza criada por todos nós o esforço do nosso trabalho!...tiram aquilo que é nosso de legítimo direito!...a maioria dos grupos económicos e da banca Portuguesa vivem negócios altamente ruinosos para o Estado e enormes benefícios para si próprios. Tudo isto é feito com a cumplicidade e colaboração activa dos governantes, que depois são recompensados com empregos extraordinariamente bem pagos nas empresas que favoreceram!...não trata de ter pena!...trata-se de roubo - de crime!...

    ResponderEliminar
  4. De facto, o único corrupto existente em Portugal é o povo, que se deixa corromper pelo estado, pela oferta de automóveis e outros bens de consumo de luxo...

    ResponderEliminar
  5. Com uma labrega barrasca como esta não haveremos nós de estarmos mal...

    ResponderEliminar
  6. A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão ou porem o Marinho Pinto como cabeça de lista, por exemplo. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote. Também é por vossa culpa que os extremistas estão a ganhar terreno, e pela mesma razão. É fácil pôr os fanáticos a votar. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas dos partidos, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem de acordo com o que acham ser a melhor solução, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.

    Quando opta por não votar pode estar a atingir o resultado contrário daquilo em que acredita.
    Esclareça-se e compreenda porque é importante votar em consciência contra os partidos corruptos.
    Faça uma escolha, opte por votar com quem mais se identifica, e quem menos o lesou, o poder é seu! Use-o para ajudar todos nós.
    http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#more

    ResponderEliminar