13 janeiro, 2014

DOCES MORDOMIAS DA CASA DA MOEDA QUE PAGAMOS COM AMARGOS SACRIFÍCIOS?


NA "FUNÇÃO PÚBLICA" AINDA EXISTEM PRIVILEGIADOS. Adiantamento para viagens e ginásios ( pagável em 9 meses e sem juros), subsistema de saúde com os melhores hospitais privados, subsídios para aquisição de livros escolares, etc. Mas a melhor é o direito a parte dos "lucros"(lucros?) o que corresponde a 1,3 vezes o valor da remuneração base!!

(CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR)
Revista Sábado divulga mais mordomias
Quando a revista Sábado quis analisar algumas regalias da Imprensa Nacional Casa da Moeda ninguém na instituição quis responder. É mais um exemplo de que as instituições públicas não fazem qualquer esforço em prestar contas aos cidadãos. Aqui fica uma lista dos benefícios publicados na revista:

1. Qualquer funcionário pode pedir um adiantamento do salário para pagar despesas de
saúde, de ginásio ou até de viagens. Os adiantamentos são descontados do ordenado do funcionário em nove prestações sem o pagamento de juros. Quatro meses depois é possível fazer um novo requerimento.


2. Os colaboradores e respectivos filhos têm direito a um subsistema de saúde que lhes dá acesso a vários hospitais privados (como o da CUF, o da Ordem Terceira ou o da Luz, através de convenções) e a tratamentos especializados, como hemodiálise ou radiologia.

3. As crianças recebem ainda um subsídio para a compra de livros escolares. O valor é duplicado caso seja o melhor aluno no seu grau de ensino. No Verão, os jovens entre os 6 e os 17 anos têm acesso a um programa, comparticipado pela INCM, de dois meses de ocupação dos tempos livres como idas à praia, ao jardim zoológico ou a museus. Em Julho e Agosto do ano passado, houve até quem fizesse aulas de surf.

4. Os reformados continuam a poder ir às duas cantinas, onde as refeições custam um euro.

5. Quando o ano financeiro corre bem, os funcionários têm direito a parte dos lucros: em 2010, segundo foi noticiado no boletìm interno da INCM, todos os colaboradores receberam como compensação pelos lucros do ano anterior 1,3 vezes o valor da sua remuneração-base mensal. Nesse ano o salário médio mensal ilíquido foi de 1.232 euros. (Fonte: Sábado e Ob. Má Despesa Pública).

E parece que também tinham direito a usar o dinheiro público para benefícios privadosOito gestores da Casa da Moeda pagaram contas pessoais com cartão de crédito da empresa
Dois administradores e seis directores de empresa da Casa da Moeda utilizaram o cartão de crédito para pagar despesas pessoais no total de 27.888,33 euros, entre 2009 e 2011, conclui o Tribunal de Contas.
De acordo com o relatório de auditoria à actividade da Imprensa Nacional Casa da Moeda, esta prática contraria o Estatuto do Gestor Público, que determinava a utilização de cartões de crédito da empresa exclusivamente para fins profissionais.
No período em análise, a empresa não dispunha de um sistema de controlo interno que prevenisse o pagamento de despesas não profissionais ou que não estivessem devidamente justificadas, lembra o relatório.
O tribunal destaca também que mesmo estando feita ou a decorrer a reposição dos dinheiros públicos, por estes dois administradores e seis directores, a utilização indevida dos cartões de crédito “poderá ser passível de responsabilidade financeira sancionatória”.
Em causa está a aplicação de multas que podem variar entre 1530 e 15.300 euros, de acordo com a versão actual da Lei nº98/97, de 26 de Agosto.
Desde Janeiro de 2012, em Portugal passou a estar proibida a utilização de cartões de crédito nas empresas públicas.

Já devem vir os comentários inconscientes alegando que não devemos criticar quem dá mordomias mas sim quem as retira...
O que se critica são os excessos e não os direitos.
Já alguém viu uma empresa privada, distribuir mordomias desta forma? 
Depois convém perceber porque são estas empresas transformadas num paraíso de mordomias, tal como o banco de Portugal?
Muitas destes organismos, servem para albergar sobrinhos, primos amigos, afilhados etc de políticos, por isso são exigidos para estes oásis tudo do bom e do melhor, mas que de uma forma ou outra a conta vai sempre ter ao mesmo, o contribuinte.
"Entre 2009 e 2011, o Estado atribuiu indemnizações compensatórias à INCM que ascenderam aos 13,6 milhões de euros. 
O TC refere que "dois administradores e seis diretores utilizaram os cartões de crédito da empresa para pagar despesas pessoais no valor total de 27.888,33 euros", mas que "os beneficiários repuseram voluntariamente ou estão em processo de reposição desses valores".  fonte
  1. NESTE ARTIGO CONHEÇA MAIS PRIVILÉGIOS DESIGUAIS
  2. BANCO DE PORTUGAL, UM EXEMPLO DE SUSTENTABILIDADE?
  3. ESTALEIROS DE VIANA, ALGUNS EXTRAS ORIGINAIS
  4. MARQUES MENDES DENUNCIA MAIS DESIGUALDADE



14 comentários :

  1. Os beneficiarios repuseram voluntariamente. Basta ver como se anularam mecanismos de controle (como ConselhoSuperior Obras públicas), ou se "esterilizaram" outros com grande prejuizo nosso - ainda tenho o amargo de saber que deputados eleitos andaram a fazer falcatruas com viagens de avião e não foram expulsos inediatamente como seria moralmente aceitavel até para moralizar os cidadãos que fazem grandes sacrificios ou todos os que por pequenos furtos de autoradio ou telemovel passam justamente penas. Mas não há que acusar muito porque quem capacita estes senhores são os que votam neles ou os desistentes que ao não votarem os deixam eternizar-se com minorias vergonhosas.
    onde estão as propostas consistentes para por ordem nestes irresponsaveis? estamos a espera de eleitores eficientes que olham para o que na verdade lhes pode aliviar a vida.A luta de clubes é para entreter tolos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A justiça as entidades reguladores a lei tudo foi capturado pelos corruptos. Contra isso só mesmo um começar do zero.

      Eliminar
    2. contra isso só mesmo mata los a todos , a estes abusadores, cortar o mal pela raíz . só desta forma porque começar do zero vai dar no mesmo. tem que se mudar mentalidades e repor a justiça ,tal como a palavra ,justiça...

      Eliminar
  2. Muito bem. Afinal trata-se de uma oligarquia...partidária, com exclusividade de representação política pelos partidos. E este é o problema do regime.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. POis eu espero que as pessoas percebam isso, mas infelizmente poucos percebem e vêm logo atacar afirmando que estes é que estão certos. Não percebem que estes são os corruptos e os da sua seita que têm direitos deste género apenas por serem quem são.

      Eliminar
  3. Olá Zita!

    Honestamente continuo sem entender lá muito bem porque motivo continuam a falar em direitos!

    Esta actual organização social geral, a que damos o nome de República, e na qual os "cidadãos" pensam que decidem assuntos importantes para a sua vida graças ao "voto", não difere das anteriores organizações que já tivemos... O comum a todas elas é que NUNCA TIVEMOS DIREITOS...

    Na nossa existência temos apenas acesso a Serviços/Privilégios/Subsídios e tudo isto depende da vontade de que os dá - os DONOS e seus representantes!

    No caso agora referido, nada me espanta! Vivemos faz décadas sob o jugo de um Estado salafrário e ladrão em que todos os que dele se aproveitam são idênticos ao mesmo. E o grupo de aproveitadores é gigantesco!

    Bjs
    Voz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto do seu espírito redutor mas realista.
      Só mesmo assim, pensando assim percebendo as coisas assim, podemos desejar e lutar para mudar.

      Só se libertam escravos se souberem que são escravos.

      Eliminar
    2. O mais difícil é destruir a ILUSÃO que está enraizada na mente do escravo desde tenra idade, altura em que o informam que ele, escravo, é "LIVRE" e que PODE "ESCOLHER"...

      Não é nada fácil convencer hoje em dia o pessoal de que de livres têm pouco. Um pássaro (sem ser dos tristes que prendemos em gaiolas, um comportamento que advém de um sentimento recalcado por sabermos lá no fundo que não somos livres!) é mais livre que qualquer um de nós...

      Infelizmente somos ESCRAVOS a partir do momento em que os nossos progenitores nos registam na corporação ESTADO, e ainda por cima pagam por isso! A partir desse momento deixamos de ser donos do nosso ser físico.
      Mas isto é assunto para outro espaço e tempo!

      No final estamos os dois em plena sintonia cerebral "Só mesmo assim, pensando assim percebendo as coisas assim, podemos desejar e lutar para mudar.".
      Não concebo que possa ser de qualquer outra forma.

      Bjs
      VOZ

      Eliminar
    3. Não existe prisão mais eficaz e duradoura, que a falsa ilusão de liberdade.

      Eliminar
  4. Cara Zita - Lembro-me de ter puxado um link que criticava a ADSE, como sendo um extraordinário beneficio dos funcionários públicos. Peço-lhe agora que nos explique que apoio têm os funcionários do Banco de Portugal relativamente à saúde.
    Mrsrosa55

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se possui dados sobre isso envie. Não sou jornalista sou uma cidadã que me esforço por denunciar o que acho que deve mudar. Não sou economista nem fiscalista...

      Eliminar
    2. Banco de Portugal, eles querem, eles sonham e a obra nasce...

      Entre privilégios e esbanjamentos, o Banco de Portugal ergue-se omnipotente, qual ilha paradisíaca exclusiva, para os afortunados que têm a sorte de arranjar, por ali, um "tacho" dourado.
      É um nicho isolado que contrasta com a paisagem do país onde se insere, país em crise profunda, com empresas carentes e decadentes, vitimas da austeridade. Portugueses empobrecidos vitimas do desemprego, dos cortes nos direitos, dos cortes nos benefícios e aumento dos impostos, taxas e preços.
      Mas o governo achou que o BdP merecia mais benefícios, e pouco antes de sair a lei que obrigava os portugueses a perder os subsídios, o governo providenciou para que o Banco de Portugal ficasse de fora.
      Por entre os muitos privilégios, abaixo listados, do BdP, encontra-se mais este recém adquirido, é o nrº 19 na lista.

      Os privilégios e despesismo do BdP, prolongam-se numa lista longa, ridiculamente ofensiva.
      1 - Usufruem de uma Quinta da Fonte Santa, em Caneças, para festas de aniversário dos funcionários ou filhos e para convívios com amigos, serve ainda para aprenderem equitação etc. Tem piscinas e áreas de desporto, tem um picadeiro para utilização dos seus colaboradores e familiares. No site oficial da instituição, apenas são referidas as instalações de Lisboa (edifícios Portugal e Adamastor), o complexo do Carregado, a filial do Porto e ainda alguns delegações regionais de agências. A quinta não consta.
      Mas é propriedade do Banco e usam


      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/02/banco-de-portugal-eles-querem-eles.html#ixzz2qOKF0eKE

      Eliminar
    3. Obrigado por nos mostrar os privilégios dos funcionários do Banco de Portugal. Tinha ouvido falar, mas não conhecia em pormenor.

      Eliminar
    4. Obrigado por nos mostrar os privilégios dos funcionários do Banco de Portugal. Tinha ouvido falar, mas não conhecia em pormenor.

      Eliminar