16 janeiro, 2014

Paulo Morais:terá chegado a hora de pedir uma investigação, a toda a Assembleia, pelo crime de tráfico de influências?





Os maiores grupos económicos portugueses dominam o Parlamento através das dezenas de parlamentares a quem garantem salários e consultadorias.
Estes deputados colocam-se na posição ambígua que decorre duma dupla representação: do povo que os elegeu e das empresas que lhes pagam.
(Quase sempre a defesa do interesse das empresas choca com o interesse de quem os elege)

Assim, quando o deputado Miguel Frasquilho aparece a defender em público  o Orçamento de 2014 em nome do PSD, fá-lo porque acredita que o Orçamento é bom para o País, ou porque este favorece a Banca, em particular o Grupo Espirito Santo ao qual deve obediência, enquanto funcionário?
A discriminação continua: A promiscuidade é, infelizmente, a regra. O presidente da comissão de Segurança Social, José Manuel Canavarro, é consultor do Montepio Geral, banco que actua na área da solidariedade.
Na saúde, sector tão sensível, o deputado Ricardo Baptista Leite, é consultor da Glintt Healthcare , empresa fornecedora de hospitais.
 
Na área da defesa, há interesses privados representados pelo atual presidente da Comissão de Defesa, Matos Correia, advogado no mesmo escritório que o seu antecessor na função, José Luis Arnaut, cujo principal sócio é o ex-ministro também da Defesa, Rui Pena.
Na comissão de agricultura, Manuel Issac  tutela, em nome do Parlamento, um ministério que, por sua vez, influencia a atribuição de subsídios a empresas agrícolas em que detém participações.

Também Isabel dos Santos, filha do presidente de Angola e accionista da Zon, está representada no Parlamento, através do deputado Paulo Mota Pinto, administrador daquela empresa de comunicações.
Os deputados supra mencionados são do PSD, com a excepção do Ministério da Agricultura, que é do (PP/CDS). Também há os do PS da oposição, que se calam.

A lista é interminável e assustadora.
Mas, mesmo assim, no debate sobre regime de incompatibilidades que há dias teve lugar no Parlamento, os deputados que transformaram a Assembleia, a casa da democracia, num escritório de negócios e favores, nem se dignaram a aparecer para se justificarem.
Para restaurar alguma higiene democrática, exige-se que os deputados promíscuos se decidam: abandonem os cargos que ocupam em empresas que recebem benesses do Estado ou saiam do Parlamento cuja dignidade arruínam.
Se o não fizerem de modo próprio, nem forem censurados pelos seus pares, terá chegado a hora de pedir uma investigação, a toda a Assembleia, pelo crime de tráfico de influências.
DESTES SENHORES NÃO SE PODE CONFIAR NO QUE DIZEM, MAS, APENAS NAQUILO QUE FAZEM!...
Paulo Morais
  *  Assembleia da República.
  1. EDP TRÁFICO DE INFLUÊNCIAS NA PRIVATIZAÇÃO
  2. BES, O REI DO TRÁFICO DE INFLUENCIAS 
  3. MEXIA. O PRÍNCIPE DO TRÁFICO DE INFLUÊNCIAS
  4. COLÉGIOS PRIVADOS, O PARAÍSO DOS TRAFICANTES DE INFLUÊNCIAS 
  5. SÓCRATES E A EDP
  6. DEFICIENTES OU TRAFICANTES?
  7. A PARQUE ESCOLAR E O TRÁFICO DE INFLUÊNCIAS
  8. AS PPP E OS PADRINHOS

8 comentários :

  1. Existem jornalistas em Portugal?
    Porque nenhum pergunta ao Mário Soares porque é que esteve preso em Toulouse França?
    Porque não perguntam ao Mário Soares porque é que andou dezenas de anos fugitivo da justiça francesa?
    Porque não perguntam ao Mário Soares se era o dono da Emaudio?
    Porque não perguntam ao Pinto Balsemão o que sabe de Camarate?
    Porque não perguntam quem eram os donos do B.P.N. e para que servia além de lavar o dinheiro sujo da Camorra e dos amigos da Guiné-Bissau. Porque é que o Governo Socialista o nacionalizou?
    Porque não perguntam ao Otelo Saraiva de Carvalho aonde esteve entre os dias 23/04/74 e 26/04/74?
    Porque não perguntam ao Almeida Santos quantos quilates de diamantes falsos recebeu do Samora Marchel?
    Porque não perguntam ao Manel Alegre que informações transmitia na Rádio Alger?
    Porque não perguntam ao Mário Soares se ainda guarda na sua Fundação a fortuna do François Miterrand?
    Porque não perguntam ao Barroso porque é que a U.E. ainda não aplicou as sanções económicas a Cabo Verde e Guiné-Bissau pelo tráfico de droga?
    Porque não perguntam ao Mário Soares, Otelo Saraiva de Carvalho, etc. o que são os Amigos da Guiné-Bissau?
    Porque não perguntam ao Mário Soares se ele ainda é o homem mais rico de Andorra?

    Agora, pergunto eu: Existem jornalistas em Portugal?

    Porque é que a imprensa escondeu dos portugueses o que a imprensa estrangeira dizia da bancarrota portuguesa (desde 2008)?
    Quem é que telefonou ao Freitas do Amaral a dizer-lhe para ficar doente num dia em que caiu uma avioneta em Camarate?
    Quando é que o PCP vai devolver os ficheiros da PIDE?
    O que lá está registado que tanto medo lhes meteu e mete? E porque os enviou para a ex-União Soviética por onde ainda devem andar?
    O PCP ainda lava dinheiro sujo na festa do Avante?
    Porque é que na última visita a França de Mário Soares, estava um juiz acompanhado por dois polícias para o prenderem?
    Perguntem ao Almeida Santos o que sabe do assassinato do Samora Machel.
    Perguntem ao Mário Soares o que é que a fundação dele anda a fazer em Timor.
    Perguntem aos controladores aéreos quando publicam um boletim de salário.
    Perguntem aos maquinistas da CP quando publicam um boletim de salário.
    Perguntem aos maquinistas do Metro de Lisboa quando publicam um boletim de salário.
    Perguntem aos funcionários dos Estaleiros de Viana do castelo, quantos salários recebem por ano.
    MEUS AMIGOS O PAÍS NÃO ESTÁ FALIDO, O PAÍS FOI TODO SACADO E CONTINUA O SAQUE DO QUE AINDA RESTA.
    TENHAM VERGONHA !!! http://aquitailandia.blogspot.pt/2014/01/perguntas-chatas.html

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. porque é que o senhor anónimo: se tem provas de todas essas perguntas;, não procura uma forma de as tornar públicas,creio que o país agradecia.

      Eliminar
    2. Talvez porque quem sabe as respostas também sabe que a justiça está do lado deles e não de quem os denuncia... acho que já sabemos isso. Não sei porque insistem em perguntar essas coisas:
      _Porque não denunciam?
      Porque não vão presos estes corruptos?
      Porque não apresentam provas de que o politico X ou Y fez isto ou aquilo?
      - porque não vão falar com a justiça?
      etc etc etc ...
      Quando iremos perceber que estamos isolados contra todos eles? http://www.youtube.com/watch?v=DjKyIpWy4ME&list=UUakSi4_ei0aVffdQ4GzdYuA&feature=c4-overview

      Eliminar
    3. Que diligências políticas ou judiciais foram tomadas por quem de direito relativamente às denúncias de Rui Mateus no seu livro "Contos Proibidos"?

      Eliminar
  3. Temos um Sistema Eleitoral vetusto, aberrante e perverso. Graças a ele, os Partidos foram capturados por Jotinhas e ex-Jotinhas eternamente imberbes, medíocres, sem currículo ou experiência na "vida real". Muitos certamente nunca se sujeitaram a uma simples entrevista de emprego. Os líderes já não se preocupam em falar para os eleitores. O que interessa mesmo é garantir apoios, "contar espingardas", ou seja, dominar o aparelho. Ostraciza-se o mérito e por isso estão lá os piores "invertebrados" da Política facilmente "permeáveis" aos interesses dos "lóbis". Nunca ninguém é responsabilizado individualmente em termos políticos. Não há escrutínio. A principal e mais importante Reforma Estrutural de que o País carece é a do Sistema Eleitoral.

    ResponderEliminar
  4. Será só em Portugal que Jotinhas e ex-jotinhas imberbes e medíocres etc. etc.? Porquê que o Durão Barroso foi presidir a U.E.? Porquê que o Constâncio do banco de Portugal foi para o BE?

    ResponderEliminar
  5. O Polvo está disseminado em toda a estrutura do Estado.
    Porque não se faz uma auditoria na AR ?

    ResponderEliminar