20 maio, 2012

Estado portugues demasiado pesado.

Deputados assembleia
Em Portugal precisamos
de muito mais !!!

Aqui está a razão pela qual não se consegue reduzir a despesa, temos excesso de políticos. 

Mas o mais grave é que cada um dos abaixo mencionados, sente-se no direito de colocar mais uns boys e girls para assessor, assistente, etc etc
Mas que por sua vez também se multiplicam como coelhos. 
Por isso em 2007 foi aprovada a lei que permite aos deputados todos terem um assistente particular, apesar de a assembleia ter funcionários permanentes de apoio. 

Estado Português
3 governos no continente e ilhas
333 deputados no continente e ilhas
308 câmaras
4259 freguesias
1770 vereadores
30000 carros
40000(?) fundações e associações
500 assessores em Belém
1284 serviços e institutos públicos
Para a Assembleia da República Portuguesa ter um número de deputados equivalentes à Alemanha, teria de reduzir mais de 50%
O POVO PORTUGUÊS NÃO TEM CAPACIDADE PARA CRIAR RIQUEZA SUFICIENTE, PARA ALIMENTAR ESTA CORJA de PARASITAS. 

8 comentários :

  1. Mas como Portugal é um país muito complicado de governar, e sem recursos, é natural que tenha muitos políticos e muitas instituições governamentais. Pois neste país, para resolver qualquer problema é como procurar uma agulha num palheiro, por isso tem muita gente, porque enquanto um pensa os outros vão procurando a agulha que não existe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, e acrescento que, num país improdutivo, o único sector que oferece emprego é a politica... convenhamos, políticos nunca estão desempregados, e jamais morrem na miséria.

      Eliminar
  2. E porque não denunciar estas situações em manifestações, na rua, nos espectaculos publicos, em todo o lado que a comunicação social possa divulgar?
    Em blogs meio escondidos da opinião publica, é pouco.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Mas é nos blogues que se pode dizer e denunciar alguma coisa, de resto, a comunicação social está comprada ou limitada, e se algum jornalista meter o pé na poça, é ameaçado!... Coitada da democracia fascista.

    ResponderEliminar
  5. Este impasse, que todos sentimos, só se desfará - democraticamente - com a constituição de um novo partido político empenhado, entre outras coisas, em devolver o poder constitucional ao Povo de quem, matreiramente, foi retirado:

    Um pouco de história:

    Em 1976, dois anos após o 25 de Abril, foi aprovada pela Assembleia Constituinte (AC) a Constituição da República Portuguesa.

    A AC foi eleita democraticamente, pelo voto popular, do mesmo modo que hoje se elege a Assembleia da República.

    O Grande Golpe terá estado nos números 1 dos artigos 285 e 286, a seguir transcritos:

    Artigo 285.º
    Iniciativa da revisão
    1.A iniciativa da revisão compete aos Deputados.

    Artigo 286.º
    Aprovação e promulgação
    1.As alterações da Constituição são aprovadas por maioria de dois terços dos Deputados em efectividade de funções.

    Ou seja, o voto popular foi, afastado para sempre, das revisões constitucionais, permitindo a que 2/3 dos deputados cozinhem como muito bem entendam a defesa dos interesses de classe, invariavelmente disfarçados de “interesse nacional”.

    Ter-se-à criado assim, mais um lobby, enriquecendo à custa dos pagadores de impostos (parvos do costume).

    O próximo passo, tem de ser exigir o sancionamento eleitoral de qualquer revisão constitucional pois, se foi o voto popular quem definiu a constituição original, só a ele poderá ser reconhecida legitimidade para a alterar.

    Apenas deste modo - exceptuando actos revolucionários - se poderá impedir os golpes à minoria dominante, que hoje em dia utiliza o nosso voto legislativo, para aumentar e eternizar - constitucionalmente - as suas benesses…
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado por esta revelação, talvez assim, muitos PORTUGUESES, percebam como e onde tudo começou... É URGENTE QUE as pessoas percebam finalmente que não interessa qual o partido demente que está no poleiro, pois a doença mais grave está nas bases de tudo, O LADRÃO TEM A LEI NA MÃO E À DISPOSIÇÃO...
      o policia ( povo) apenas pode assistir!!! Onde é que está a lógica e a justiça de um regime assim? Onde está a democracia?

      Eliminar
  6. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar