16 setembro, 2011

Impostos esgotam-se em derrapagens e má gestão. IMPUNES!!??


NESTE VIDEO PERCEBA COMO SOMOS ESPECIALISTAS E TOP 1 MUNDIAIS NA CORRUPÇÃO DAS DERRAPAGENS

Apesar de nos outros países europeus, o peso do estado se aproximar do de Portugal, nos outros países a intervenção e apoio do estado aos cidadãos é mais visível e justa.
Por muito que o contribuinte se sacrifique...sofra e se esforce, quase todo o dinheiro que ele fornece ao estado, se esgota em fugas provocadas maioritariamente por incompetências, desleixo, má gestão, falta de fiscalização e abuso de poder. 
Em baixo dados que mostram a carga fiscal versus algumas fugas conhecidas por "derrapagens" mas que na realidade são ilegalidades e má gestão, como refere o próprio tribunal de contas.
Impostos esgotam-se em derrapagensPrincipais fontes de imposto de 2010 : IRS - 9.100 milhões. IRC 4.297 milhões. IVA - 12.149 milhões. IMPOSTO DE SELO - 1.495 milhões  fonte
ECONOMIA: 3ª PIOR DO MUNDO
"(...)os cofres estatais - que esperam embolsar mais de 34 mil milhões de euros este ano (cerca de 3240 euros por cada português). O fiscalista Tiago Caiado Guerreiro critica a pesada carga dos impostos, que crescerá este ano:
(IRC e IRS), despesas (IVA e imposto de selo), consumos (impostos sobre álcool e bebidas alcoólicas, produtos petrolíferos e energéticos ou tabaco), património (imposto de selo e também impostos municipais sobre imóveis e sobre transmissões onerosas), compra e circulação de automóvel... tudo é taxado. Há ainda as taxas presentes em muitas facturas (como nas de água, luz e gás). E até a Segurança Social, "que, para nós, funciona como imposto... porque nunca vamos ter direito a uma reforma justa com aquilo que estamos a descontar", atira Tiago Caiado Guerreiro. "Os impostos existem para prejudicar quem trabalha e quem cria riqueza. Em vez de haver um estímulo para se produzir, trabalhar mais, há uma perseguição a quem cria riqueza. Pior: quem ganha 580 euros já é considerado rico e tem de pagar taxas disto e daquilo!", critica o fiscalista.  "O que eu digo dizem também a OCDE ou a Comissão Europeia. Esta carga fiscal só prejudica o País, só leva a desperdício e aos chamados jobs for the boys. Temos um Estado pesadíssimo e nós somos pagantes", continua o advogado. Depois conclui: "O nosso sistema fiscal explica porque a economia portuguesa será a terceira pior do mundo em 2011 [segundo um estudo da revista The Economist, que prevê um crescimento negativo de 1,2% em 2011]."
Fonte
INCOMPETÊNCIAS E ILEGALIDADES
"Segundo contas do DN, o valor perdido nas derrapagens das grandes obras na última década -1393 milhões de euros.O DN fez as contas: somando os custos acima do previsto nas obras das auto-estradas sem custos para o utilizador (Scut, 838 milhões de euros), dos estádios municipais do Euro 2004 (187 milhões), da Linha Amarela do Metro de Lisboa, Campo Grande-Odivelas (127 milhões), do Aeroporto Francisco Sá Carneiro (93 milhões), da Casa da Música (69 milhões), da Ponte Rainha Santa Isabel (38 milhões), do Túnel do Terreiro do Paço (29 milhões) e do Túnel do Rossio (12 milhões) chega-se aos tais 1393 milhões." fonte  Faltou somar ainda a derrapagem do aeroporto de Beja que passou dos 35 milhões para os 74 milhões.
E ainda 17 milhões nos Açores de derrapagens em obras de recuperação de escolas.
TRIBUNAL DE CONTAS CONCORDA 
"O relatório do Tribunal de Contas é claro quanto à legalidade das derrapagens efectuadas para concluir os projectos. Metade delas não tem justificação e em 30% dos casos aconteceram por vontade do próprio dono da obra. Além de que muitos dos trabalhos foram realizados sem qualquer autorização prévia e sem ter sido efectuada uma previsão antecipada dos encargos adicionais.O novo código é considerado demasiado permissivo e poderá contribuir para um acréscimo ainda maior dos desvios financeiros verificados nas obras públicas." fonte
Porque razão a lei não pune a má gestão e as muitas ilegalidades que o TC detecta? Porque razão os nossos gestores públicos e políticos, podem destruir o erário público, sem fiscalização? Sem punição, quando é exposto? E ainda lhes é permitido circular por todos os tachos fundamentais da economia portuguesa?
A incompetência,  no estado, não é punível nem legalmente nem profissionalmente?
Nem mesmo o povo tem a capacidade de julgar estes senhores, pois continuam a votar sempre nos mesmos!!! Que se passa neste país? Andaremos todos cegos?
Um médico, que à priori ganha muito menos que estes senhores aristocratas/políticos, se tem o azar de cometer um erro de má gestão ou incompetência tem a vida profissional e pessoal devastada... estes senhores que têm nas mãos o dinheiro e o futuro de uma nação... portam-se como se estivessem a gerir o talho de um inimigo!!!
Para quando serão exigidas responsabilidades a estes senhores?
Fazer orçamentos baixos para ganhar concursos é fácil, difícil é ser honesto e respeitar o contrato assinado!

EXISTEM MUITOS MAIS ACTOS DESPESISTAS POR MÁ GESTÃO, INCOMPETÊNCIA E ABUSO. BASTA CONSULTAR A BARRA LATERAL DIREITA, DESTE BLOG, QUE É UMA LISTAGEM DISSO MESMO.


1 comentário :